Archive for May, 2006

hoje é contra o luxa

May 31, 2006


Hoje o Grêmio enfrenta o temível (será?) Sanots.Olhando a escalação do santos, não se vê nenhum nome que assuste, mas o Santos sendo treinado por Wanderley Luxemburgo torna-se uma grande equipe. Luxa é certamente o melhor técnico do campeonato brasileiro, e tem a capacidade de tirar o máximo de seus jogadores, como um alquimista, transforma pernas de pau em craques. Nos seus times o toque de bola é uma constante, assim como o contra-ataque mortal. Seus comandados não tem vergonha de fazer uma falta para parar o ataque do adversário, e isso é uma arma válida. Mesmo tendo uma equipe inferior a Corinthians, Palmeiras e São Paulo ele levou o Santos ao título paulista, baseado na boa-organização defensiva e nos contra ataques.

Hoje o grêmio e sua torcida vão precisar de uma dose extra de paciência, ter um boa toque de bola, tentando errar o mínimo possível de passes. Mesmo jogando em casa, o tricolor deve tentar oferecer poucos contra-ataques ao santos, os jogadores não podem ter vergonha de fazer faltas, e principalmente aproveitar as chances que tenham.

Hoje, defintivamente, não é dia de tentar ganhar o jogo na marra, tentando atropelar o adversário, se tentar isso vai se dar mal.

Hoje é dia da paciência, da espera, do jogo de xadrez,do detalhe, do aproveitamento do erro alheio. Se esse for o pensamente no olímpico hoje, temos uma boa chance de sair com a vitória.

Palmeiras 0 X 1 Grêmio

May 29, 2006

2006 lucas leiva juninho paulista
Pra começar vamos deixar algo bem claro, foi um jogo ruim, e o time do Palmeiras é muito ruim. É estranho pois possui jogadores de qualidade, mas está muito mal, só conseguiu ganhar do santa Cruz.
Jogando contra time ruim o Grêmio fez a sua parte, somou os 3 pontos. De novo a defesa não errou e isso é fundamental. Avaliação dos jogadores:
Hugo e William– fizeram suas melhores atuações na equipe
Tcheco -jogou no sacrifício e foi bem,
Alessandro e Wellington– foram discretos, porém ninguém jogou em cima deles,
Ramom– Bem no ataque, soube fazer o papel de pivô, sendo o único atacante no segundo tempo.
Ricardinho– Ficou abaixo do resto da equipe.
Lucas e Sandro– Mano acertou ao manter os dois como volantes, é o que da sustentação pra defesa do Grêmio.
Galatto– Voltou a passar segurança, fez uma baita defesa na falta batida pelo Edmundo.
Maidana– Muita experiência, se impõe na técnica e na força, tem que ser titular.
Evaldo– Sequer fez falta no lance da expulsão, Edmundo por exemplo merecia muito mais um cartão vermelho, certamente o juiz expulsou pelo lance do Enílton, que ninguem viu, nem mesmo ele. Eu queria ter visto, queria saber como o Evaldo fez aquele estrago na cara do Enílton (na foto abaixo sendo atendido). Alguns diriam que o evaldo teria de maneira depois disso, e que teria errado ao fazer as faltas seguintes. Mas eu acho que zagueiro não pode aliviar e nem da chance pra atacante, se achar que a falta é necessário ele tem que fazer.

 

28 de maio de 2006, parque antártica

Palmeiras: Sérgio; Ilsinho, Thiago Gomes, Leonardo Silva e Márcio Careca; Alceu (William), Francis (Mu’oz), Wendel e Juninho Paulista; Edmundo (Washington) e Enílton. Técnico: Tite.

Grêmio: Galatto; Alessandro, William, Evaldo e Wellington; Lucas, S. Goiano, Tcheco, Hugo (Rudinei) e Ramón (Herrera); Ricardinho (Maidana). Técnico: M. Menezes.

Gol: Hugo aos 33 minutos do 1° tempo
Árbitro: Lourival Dias Filho (BA). Expulsão: Evaldo (G) e William (P).
Público: 4.626 torcedores. Renda: R$ 72.135.

camisa preta, por que nao pode?

May 28, 2006


Muita gente pergunta por que o gremio nao usa com a camisa preta em jogos. a resposta para essa pergunta esta no artigo 114 do estatuto do gremio:

Art. 114. O uniforme principal é constituído da camisa de listras verticais, do calção preto e meias brancas, e nos uniformes reservas predominarão as cores azul celeste e branco

Portanto uniforme reserva só branco e azul celeste, nada de preto.

Bandeiras

May 28, 2006

Primeira Bandeira, 1904

Sua primeira aparição oficial foi na passeata de inauguração da baixada, em agosto de 1904. Possuía as cores azul, preto e branco dispostas na forma de listras horizontais, com a insígnia do clube no canto superior esquerdo.

Segunda Bandeira, 1918 à 1944

Esta bandeira foi doada por uma torcedora, que manteve as cores tradicionais do time tricolor. Porém, sua disposição imitava a bandeira brasileira, com a insígnia do clube centralizada dentro de um losango. Esta bandeira foi hasteada pela primeira vez em 1916 para solenizar a vitória gremista sobre o scratch uruguaio. Com o passar do tempo, em 1918 esta bandeira, que era de caráter comemorativo, substituiu definitivamente a bandeira do Grêmio Portoalegrense até 1944.


Terceira Bandeira, 1944 à 1963

Em 28 de maio de 1944 o Grêmio oficializa sua terceira bandeira. A mudança havia sido decidida em obediência à lei federal que vedava a adoção de desenho semelhante à bandeira brasileira. A nova bandeira era composta por um retângulo azul tendo a esquerda a insígnia do clube de onde partem, em sentido diagonal, listras brancas e em sentido horizontal e vertical, listras pretas. O distintivo tricolor permaneceu inalterado até 1963.



Bandeira Atual, desde 1963

A principal mudança ocorreu no distintivo do clube, que agora levava o ano de fundação e a palavra Grêmio. O novo distintivo do clube foi aprovado por unanimidade em 3 de junho de 1963. Apenas uma pequena alteração ocorreu até os dias de hoje, a inclusão de uma estrela dourada no canto superior esquerdo, a fim de assinalar a contribuição do Grêmio F.B.P.A , através do jogador Everaldo, na conquista do tricampeonato mundial de futebol.

estrelas & símbolos

May 27, 2006


recentemente saiu na revista placar que o estrela dourada no símbolo do grêmio era uma homenagem ao Everaldo, isso não está totalmente correto, a estrela dourada representa o everaldo e tambem os títulos mundiais do grêmio. isso está bem explicado no artigo 111 do estatuto do grêmio:

CAPÍTULO XV

Do Símbolo do GRÊMIO

Art. 111. A bandeira do GRÊMIO é constituída de um retângulo azul celeste tendo à esquerda o desenho do distintivo do GRÊMIO, de onde parte, em sentido diagonal, listras brancas e, em sentido vertical e horizontal, listras pretas.

Parágrafo único – O símbolo gremista ostentará 3 (três) estrelas, observado o seguinte:

I – a de ouro representará, além da homenagem ao atleta Everaldo Marques da Silva, os títulos mundiais do GRÊMIO;

II – a de prata representará os títulos continentais;

III – a de bronze representará os títulos nacionais e regionais.


Grêmio 2 x 0 Goias

May 26, 2006

Ontem o gremio ganhou do góias no olimpico, jogando no 4-5-1, com hugo na “ponta” esquerda e ramon na direita. achei que o grêmio jogou bem, e o goias nao é uma equipe fraca, apenas me pareceu um pouca lenta, principalmente na troca de passes. basta o antonio lopes nao mexer muito no time que o geninho fez para o time ir bem no campeonato.

O primeiro gol do surgiu de um cruzamento longo de Wellington, o ala jadilson do goias( que joga como ponta esquerda) nao acompanhou o Marcelo Costa que fez de peixinho.
O segundo gol surgiu numa tabelinha entre alessandro e ramom que teve calma e tocou na sáida de harlei.
Depois do intervalo o gremio soube jogar, adminstrando a vantagem e nao deu chances ao goias, e ainda teve um bom lance na cabeçada de Hugo depois do cruzamento de ricardinho.

Não sei se o gremio foi tão melhor aos outros jogos, mas desta vez nao errou na defesa e foi bem mais efetivo no ataque.

Impressionante o Ricardinho, com apenas 1m72 ele disputa todas bolas por cima com os zagueiros e não raro leva vantagem, alem do mais sempre segura um ou dois zagueiros com ele. Se o Mano optar por um só atacante ele deve ser o escolhido.

Tinha duvidas quanto ao Lucas jogando de 1° volante, mas ontem achei uma boa. o principal para função ele tem que é o bom passe. jogando ali, libera-se o Sandro Goiano para sair na caça, no que ele é muito bom pois não apenas cerca, como tambem tenta tomar a bola a todo custo. Na entrevista o Mano falou que essa era função na qual o lucas jogava nas categorias de base. Meu irmão falu algo interessante: sendo lucas jovem e inexperiente ele não sabe dosar quanto ele pode sair jogando de segundo volante, já o sandro consegue dosar bem; portando faz sentido por o lucas preso na primeira volância, e eu não mudaria nesta dupla pro próximo jogo.

Grêmio: Galatto; Alessandro, William, Evaldo e Wellington; Lucas, Sandro Goiano, Marcelo Costa, Hugo (Pedro Júnior) e Ramón (Nunes); Ricardinho (Tcheco). Técnico: Mano Menezes.

Goiás: Harlei; Cléber, Leonardo e Júlio Santos; Vítor (Luciano Almeida), Danilo Portugal, Cléber Gaúcho, Romerito e Jadílson; Roni (Wellington) e Souza (Nonato). Técnico: Antônio Lopes.

Árbitro: Luís Antônio Silva Santos. Público: 12.568 (4.559 pagantes). Renda: R$ 112.761,00.
Gols: Marcelo Costa aos 30 e Ramon aos 44 do segundo tempo.

camisa da puma comerativa a 1981

May 26, 2006


Camisa lembra vitória do Brasileiro de 1981

26.05.2006

Réplica terá venda limitada

Já está à venda na loja GrêmioMania a camisa comemorativa dos 25 anos do Campeonato Brasileiro de 1981.

Em homenagem à primeira vez em que o Brasil conheceu a força e a garra do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense, a peça é uma réplica da camisa usada por Baltazar, o autor do gol que levou o time à inesquecível vitória.

A camisa, com série limitada, está a venda pelo valor de R$ 189,00, com desconto especial para sócios Gremistas.

Caju muda livro

May 26, 2006

da zero hora de hoje:

Caju muda livro

Dei a volta na vida, a autobiografia do ex-jogador Paulo Cézar Caju, começou a ser distribuída ontem nas livrarias do Rio Grande do Sul. O livro, que conta a carreira do meia, campeão do mundo com o Grêmio em 1983, teve a página 88 reescrita. No texto original, Caju denunciava que alguns jogadores gremistas haviam utilizado doping para atuar em Tóquio, quando venceram a final contra o Hamburgo.

Ameaçado de processo por calúnia e difamação por ex-atletas daquele time e pelo presidente do Grêmio, Paulo Odone, Caju pediu à editora para alterar o parágrafo.

– Foi uma loucura do Caju. Mas, agora, a verdade histórica foi reposta. Vou consultar o presidente Fábio Koff (presidente do Grêmio em 1983), mas acho que não ingressaremos na Justiça – afirmou Odone.

O livro custará R$ 27.

Os trechos

O TEXTO ORIGINAL

Na véspera do jogo, dois jogadores convocaram uma reunião com o supervisor mais o treinador. Rolou o papo de que iríamos decidir a final de um Mundial. Precisávamos tomar bolinha para ter um rendimento melhor. Eu reagi na hora: “Eu nunca tomei bola na minha vida. Vou jogar do mesmo jeito porque me preparei”. Não escondi que tinha começado a cheirar e estava bebendo. E ressaltei: “Agora estou limpo, não admito nenhum tipo de droga”. Meu discurso valeu pouco. A maioria do time tomou a droga e aquilo me deixou muito triste. (…) Guardei comigo, entalada a lembrança.

O TEXTO PUBLICADO

Na véspera do jogo, foi convocada uma reunião com o supervisor do clube, mais o nosso treinador da época. Reunimo-nos no quarto de um deles e o que vi e ouvi me impressionou. Rolou o papo de que iríamos decidir um Mundial, que era um jogo de vida ou morte (…) 0e que portanto precisávamos ter um rendimento melhor. Naquele momento assegurei que iria dar o máximo de mim, porque havia me preparado para aquele jogo. Não escondi que tinha começado a cheirar cocaína e estava bebendo, coisa que eu não fazia no passado. E ressaltei: “Agora estou limpo e vou fazer tudo o que puder para ter um rendimento melhor nessa final, que é muito importante e pode me dar mais um título significativo”.

Ponte 1 X Gremio 1

May 22, 2006

Levar o gol de empate aos 41 do segundo foi cruel, mas com um a menos, o chute de longa distancia foi uma das unicas chances da portuguesa, assim como o gol de ramon, que concluiu com opurtunismo uma boa jogada de lucas, foi uma das poucas chances do gremio.

No pouco tempo que jogou, Maidana esteve bem, ganhando todas de cabeça, foi expulso depois de levar um amarelo por um empurra-empurra na area e levar o segundo ao fazer uma falta (necessária) depois de um erro de Nunes no meio de campo. talvez nem tenha ocorrido a falta, mas o juiz wagner tardelli deu o cartao pela intençao do maidana.

outro dia sugeri que ao inves do pessimo carlos simon, o arbitro na copa fosse Tardelli ou Gaciba, mas levar pra copa um juiz que da um cartao amarelo pra um jogador que esta de anel é inviavel.

Ponte Preta:Jean; Luciano Baiano, Preto, Tiago Mathias e Iran; Ricardo Conceição, Da Silva (Wanderley), André Silva (Tuto) e Danilo (Emerson); Almir e Luís Mário. Técnico: Oswaldo Alvarez

Gremio:Galatto; Alessandro, Maidana, William e Wellington; Sandro, Nunes, Lucas e Hugo (Rudnei); Ramon (Evaldo) e Ricardinho (Tcheco).Técnico: Mano Menezes

Campeonato Brasileiro 2006 – sexta rodada.
Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).
Arbitragem: Wagner Tardelli Azevedo, auxiliado por Jorge Luiz Campos e Eurivaldo de Farias, trio do Rio de Janeiro.
Gols: Ramon (G), aos 20 minutos do segundo tempo; e Emerson (P), aos 41 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Luciano Baiano, Preto, Luís Mário (P); Galatto (G).
Cartão vermelho: Maidana (G).

Marcel

May 19, 2006


Uma série de mal resultados trouxe uma série de bobagens ditas no Grêmio. uma delas, que volta e meia se repete, é que o Mano Menezes teria alguns jogadores de sua preferência e outros que ele não gosta, e isso se refletiria na escalação do time. Ora, isso é uma besteira, é claro que eventualmente o treinador, que tambem é um ser humano, simpatize mais ou menos com algum jogador, mas isso certamente nao tem a menor influência na escalção. O suceesso do técnico depende de vitórias, para buscar tais vitórias o treinador busca escalar os melhores, independente de serem ou não seus amigos.

Falo isso porque no ano passado, algumas pessoas adotavam esse mesmo discurso de amizades entre treinador e técnico, e um ponto controverso era a escalação de Marcel, que supostamente estaria no lugar do Anderson. no caso, para estas pessoas, a escalação de Marcel se justificava por uma possível amizade entre o técnico e o jogador. Pois bem, findou o ano, Grêmio de volta a primeira divisão e o primeiro jogador a ir embora é justamente o assim chamado “queridinho do treinador” Marcel. Certamente a teoria de muitos caiu por terra, pois fossem assim tão amigos, Mano faria questão de continuar contando com Marcel, mas isso nao se verificou, e não vi ninguem se desculpando como os profissionais envolvidos nisso e que certamente foram ofendidos com tais insinuações. Mano escalou Marcel porque achava que ele era o melhor para aquela posição e ponto final. Espero que dessa vez as pessoas pensem nisso antes de sair acusando o Mano de gostar ou não de fulano e beltrano.

Me lembrei disso justamente por ver Marcel fazendo um dos gols mais bonitos do brasileirao, vestindo a camisa do juventude, contra o são caetano (que foi seu destino pós-grêmio).