Archive for March, 2007

Golaço de André Catimba

March 31, 2007

Gol de bicicleta de André Catimba marcado no jogo Grêmio 2 x 0 Esportivo , válido pelo campeonato gaúcho de 1979

Libertadores 2007 – Grêmio 1 x 0 Tolima

March 28, 2007
Um jogo dificil, o Grêmio não teve uma ótima atuação, mas mostrou vontade e raça e, o principal, conseguiu a vitória. Escalando o time de forma bem ofensiva, com Lúcio na esquerda e Ramon no ataque, Mano pretendia pressionar o Tolima logo no início. Não deu muito certo, os colombianos fecharam as laterais e dificultaram a saída de jogo tricolor. Os zagueiros se viam obrigados a tentar lançamentos longos para Ramon e Tuta, que disputavam no alto, e o gremio chegava assim ao ataque. Mais tarde, com um pouco mais de organização, a bola passando por Tcheco e Lucas, o gremio passou a ter uma jogada forte pela direita, com Patrício e Ramon. Foi daquele setor que Ramon cruzou rasteiro, a zaga não alcançou, e Tuta, numa rápida virada, chutou de perna esquerda pra fazer o 1 x 0. O gol só trouxe alívio pra torcida, pro time não. O tolima avançava nas costa de Lúcio. Tcheco, Edmilson e William tomaram cartão amarelo cobrindo o espaço deixado pelo lateral esquerdo. Mesmo com a vantagem no placar o gremio continuo a, inexplicavelmente, acelerar o jogo, o que acabou trazendo mais dificuldades.

Depois da discussão em campo entre Tcheco e Edmilson (algo que eu acho normal) a equipe voltou muito bem para o segundo tempo. Em 20 minutos foram 5 boas chances perdidas, chutes de fora da área de Lucas e Ramon e cabeçadas de Tuta, Ramon e Lucas . Só após perder todas essas chances é que o gremio tratou de administrar o resultado. O tolima só ameaçava em bolas paradas, mas William, Schiavi e Saja estavam muito seguros.

Lúcio teve atuação constrangedora no primeiro tempo. William foi, pra mim, o melhor em campo. Lucas melhorou bastante, mas ainda não foi jogou tudo o que pode. Schiavi mostrou ser jogador que cresce em partida importante e Saja teve muita tranquilidade e experiencia pra conduzir o jogo.

Quanto aos sinalizadores só posso lamentar. Tenho certeza que muitos deles foram acesos mesmo após a partida ser interrompida. Uma pena, com certeza vai ser muito dificil entrar com qualquer coisa além da roupa do corpo nos próximos jogos. Contudo há um certo exagero na mídia. Em momento algum os fogos representaram um perigo e a paralisação não foi tão longa assim.

Fotos: Gremio.net

GREMIO 1 X 0 DEPORTES TOLIMA

GRÊMIO: Saja; Patrício, Schiavi, William e Lúcio; Edmilson, Lucas, Ramon (Diego Souza) e Tcheco; Carlos Eduardo (Teco) e Tuta (Douglas).
Técnico: Mano Menezes

TOLIMA: Julio, Vallejo, Cambindo, Cuenú e Sinisterra; González (Rolong), Escobar, Anchico (Quintero), Patiño e Charria; Perlaza.
Técnico: Jaime de la Pava

Data: 27/03/2007 (terça-feira), 21h45min
Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre-RS
Público: 33.034 (29.827 pagantes)
Renda: R$ 624.620,00
Árbitro: Martín Vasquez (URU)
Assistentes: Mauricio Espinosa (URU) e Pablo Fandiño (URU)
Gol: Tuta (Grêmio) aos 21 minutos do primeiro tempo.
Cartões Amarelos: Tcheco, Edmilson, William, Lúcio, Schiavi, Lucas (Grêmio); Patiño, Cuenú, González (Deportes Tolima).

Tostão

March 26, 2007

Tostão, pra mim o melhor colunista de futebol do brasil escreveu na sua coluna de domingo, publicada em diversos jornais:

Endeusamento
Há hoje um excessivo endeusamento do Santos e do São Paulo. São duas boas equipes, as melhores no momento do futebol brasileiro, mas não são excepcionais. No meio de semana, o São Paulo jogou mal novamente e perdeu para o Necaxa. Já o Santos sofreu uma grande pressão do fraco time do Gimnasia y Esgrima. Se fosse o Boca, o Santos teria levado muitos gols, mesmo com o ótimo goleiro Fábio Costa. Mesmo assim, por causa da vitória, a atuação do Santos foi bastante elogiada.”

Pois bem, na hora de projetar as possibilidades do gremio na libertadores se acaba comparando o time gremista com os outros favoritos ao título. Alguns acham que o gremio está longe dos demais, eu acho que não. O campeão do ano passado vem jogando menos que o gremio. River Plate é um time ainda muito bagunçado, o Boca ainda não se achou. São Paulo e Santos, colocados num pedestal pela imprensa do país, não são tudo isso, como já disse o tostão.

Gauchão – Grêmio 1 x 0 Guarani-VA

March 25, 2007

Não há explicação nenhuma para o fato de o gremio ter jogado novamente com o uniforme do ano passado. Já para atuação apagada do time existem sim algumas possiveis explicações. Time reserva, sem entrosamento, tudo isso serve para explicar, mas para mim a principal explicação é que o time não tinha jogadores de criatividade no meio campo. Edmílson e William Magrão de volantes, Gavillan na meia direita e Itaqui na meia esquerda tocavam bem a bola, mas não criavam muitas opurtunidades. Sobrou para os laterais irem ao ataque. Em uma descida pela direita, Jucemar driblou seu marcador, foi ao fundo e cruzou bem, mas o zagueiro da guarani salvou antes de a bola chegar no Tuta. O jogo era lento, a zaga do gremio afastava com seriedade (leia-se “bola pro mato”) os ataques do guarani, o 1ºtempo encaminhava-se pro 0x0 até que Bruno Teles cruzou da esquerda, a bola atravessou toda a área e chegou em jucemar, que de primeira bateu pra fazer o 1 x0.

Mano mexeu pro segundo tempo, colocou Douglas no lugar de Itaqui e recuou Jhonatan pro meio campo, não deu muito certo. Logo Jhonatan foi sacado e Everton entrou em seu lugar. Não demorou muito e Jucemar sentiu a falta de ritmo e Sandro Goiano entrou no lugar dele. Gavillan foi pra lateral e o Gremio ficou com 3 volantes e 3 atacantes. Obviamente ficou sem meio campo, mas não haviam outras opçoes no banco. O Guarani foi se animou e foi pra cima, deixando espaços pro ataque do gremio que não soube aproveitar, e no final o guarani ainda deu uma pressão no tricolor, mas a zaga estava firme e Galatto saiu bem do gol em várias opurtunidades.
Gavillan ainda não jogu na posição pra que foi contratado, Tuta mostrou falta de ritmo de jogo, mas ainda assim deve ser titular. Bruno Teles, por mais limitado que seja, não é reserva de Lúcio.

Fotos: Gremio.net

GRÊMIO 1 X 0 GUARANI-VA

GRÊMIO: Galatto; Jucemar (Sandro Goiano), Pereira, Thiego e Bruno Teles; Edmilson, Magrão, Gavilán e Itaqui (Douglas); Jhonatan (Everton) e Tuta.
Técnico: Mano Menezes

GUARANI-VA: Fabiano; Guilherme, Paulo Roberto, Ricardo e Cassiano (Rafael Peixoto); Ademir, Marcos, Lovato e Luiz Fernando (Jonathan); Jeison e Gavião.
Técnico: José Luiz Plein

Data: 24/03/2007 (sábado), 18h10min
Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre-RS
Público: 9.368 (7.936 pagantes)
Renda: R$ 62.040,00
Árbitro: Vinícius Costa (RS)
Assistentes: Vili Tissot e João Hanna Kafrouni (RS)
Gols: Jucemar (Grêmio) aos 46 minutos do primeiro tempo.
Cartões Amarelos: Ademir, Lovato, Marcos, Rafael (Guarani-BA).

Chuteiras

March 24, 2007

Depois da discussão sobre trava das chuteiras e as possiveis lesões causadas por elas achei interessante tentar listar aqui as chuteiras usadas pelos atletas gremistas. Vale lembrar que alguns jogadores treinam com uma chuteira e jogam com outras. Ainda há caso de jogadores, como o Diego Souza por exemplo, que usam vários modelos diferentes. Segue abaixo a relação (clique no link ao lado do nome pra ver o modelo):

1 – Saja – Adidas Predador – Azul
2 – Patrício – Lotto Zhero – Branca
3 – Schiavi – Puma V-Konstrukt – Branca
4 – William – Mizuno Morelia – Preta
5 – Edmílson – Diadora Attivo – Preta
6 – Bruno Teles – Diadora Maximus – Azul
7 – Diego Souza – Adidas F-50 – Branca
8 – Lucas – Nike Mercurial – Cinza
9 – Tuta – Adidas f-50 – Preta e verde
10 – Tcheco – Adidas Predador – Preta e Dourada
11- Carlos Eduardo – Mizuno Morelia – Preta, com o logo coberto
12 – Galatto – Puma V-Konstrukt – Branca
13 – Pereira – Não sei o modelo, logo pintado de preto
14 – Teco – Nike Air Legend – Branca com logo azul
15 – Sandro Goiano – Lotto – Branca
16 – Lúcio – Adidas F-50 – Azul
17 – Aloísio – Nike Mercurial – Azul
18 – Ramon – Adidas f-50 – Branca
19 – Everton – Puma V-Konstrukt – Branca
20 – Douglas – Nike Mercurial – Azul
21 – Adilson – ???
22 – Jucemar – Adidas f-50 – Azul
23 – William Magrão – Nike Air Legend – Prata
24 – Marcelo Grohe – Nike Total 90 – Azul
25 – Nune – Puma V-Konstrukt – Branca
xx – Gavillan – Adidas Predador -Preta e Dourada
xx – Jhonatan – Nike Mercurial – Cinza
xx – Kelly – ???
xx – Itaqui – Puma V-Konstrukt – Preta
xx – William Thiego – Adidas Predador – Preta e Dourada

Gauchão – Grêmio 1 x 2 Esportivo

March 22, 2007


Foi uma noite bem estranha no olímpico. A começar pelo horário do jogo, imposto pelo pay-per-view. Depois por fora do estádio da pra ver as tão prometidas reformas no portão 10, mas dentro do estádio o público é decepcionante. 10.000 pessoas é muito pouco para um clube com mais de 30.000 sócios. Antes da partida iniciar o time do grêmio é anunciado com o desconhecido Jhonatan no ataque (que esteve muito nervoso). O time entra em campo usando, inexplicavelmente, o terceiro uniforme do ano passado.

O jogo inicia e parece que vai ser mais uma vitória no gauchão. Carlos Eduardo aparece muito bem e em uma jogada sua Tcheco recebe, avança e espera até o último segundo para chutar e fazer 1 x 0. O gremio ainda perde algumas chances para aumentar mas também começa a diminuir o ritmo e Esportivo passa a gostar do jogo. Zé Alcino recebe nas costas de Lúcio, cruza para área e o veteraníssimo Caio, de virada, empata em 1×1. Saja poderia (ou deveria) ter defendido. No segundo tempo o gremio volta a criar chances, Jhonatam e Carlos Eduardo perdem chances cara a cara com o goleiro. Num lance despretensioso, Anderson Catatau aproveita uma bola perdida por Itaqui, e vira o jogo pra 2×1. A partir dái o gremio não mais jogou futebol. Ainda teve tempo para Schiavi levar pela terceira vez o mesmo drible de catatau e fazer um penalti, que Juliano chutou no travessão.

O time foi bem enquanto Carlos Eduardo aparecu para fazer jogadas comTcheco. Mas logo Tcheco se viu sozinho no meio campo e o grêmio ficou sem opções. Lucas esteve novamente apagado, Nunes não sai pro jogo e os laterais não dão muita opção no ataqueo. Gavillan mostrou ser pior lateral do que Patrício e Lúcio não justifica sua titularidade. Lúcio cansou de tomar bola nas costas e por incrivel que pareça suas piores jogadas acontecem quando ele pisa na bola, levanta a cabeça e tenta pensar busca um companheiro. Schiavi perdeu vários lances de cabeça, e aceitou 3 vezes o mesmo drible de Catatau. William foi destaque positivo mais uma vez e Everton mostrou que tem qualidade, mas não pode jogar como centroavante.

Grêmio 1 x 2 Esportivo

GRÊMIO: Saja; Gavilán (Diego Souza), Schiavi, William e Lúcio; Nunes, Lucas, Tcheco e Jhonatan (Aloísio); Carlos Eduardo (Itaqui) e Everton
Técnico: Mano Menezes

ESPORTIVO: Donizetti; Renato, Luís Carlos e Jonathan; Jéferson, Renan, Caio (Vinicius), Sananduva e Deivis Thiago (Júnior); Zé Alcino (Anderson Catatau) e Juliano
Técnico: Beto Almeida


Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)
Data: 21 de março de 2007, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Renda: R$ 70.545,00
Público: 10.052
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden
Assistentes: José Carlos da Silva Oliveira e André Veras
Gols: Tcheco, aos 22 minutos do primeiro tempo; Caio, aos 41 minutos do primeiro tempo; Ânderson Catatau, aos 28 minutos do segundo tempo

Tcheco Mordido

March 21, 2007


Sou mais criticado quando jogo mal do que elogiado quando jogo bem.

Chamam o Nunes de brucutu e não dizem nada do Edinho (volante do Inter), que comete muitas faltas. E o Patrício? Contra o Caxias, fez passes para dois gols e marcou um e nem tocaram no nome dele. Quando tocam, é para criticar.

Repercutiu bastante as declarações do Tcheco. Muitos dos críticos retrucaram, dizendo que não é bem assim, que só estão cobrando mais de quem pode jogar mais. Há alguma verdade nisso, mas o fato é que os críticos estavam sim se passando ao falar das atuações do Tcheco.

Gostei quando o Mano discutiu publicamente com Wianey Carlet (que ousou o chamar de professor pardal, mas acabou levando nos dedos). Agora fiquei ainda mais feliz em ver o Tcheco se mostrando indignado com a cobertura da mídia, se defendo e defendo colegas. A comparação de Nunes com Edinho é válida sim. Edinho sempre foi tido como queridinho pela imprensa, alguns, como o reporter Andre Silva da Rádio Gaúcha, chegaram a pedir sua convoação pra seleção. Hoje qualquer coisa jogada violenta vinda desse jogador é tida como demonstração de raça. O mesmo está acontecendo com o colombiano Vargas . Já Nunes, que não comete mais faltas que a média dos volantes nacionais, mereceu uma reportagem chamando de Brucutu. Outro situação é que a imprensa constantemente diz que o gremio tem um problema nas laterais, não é bem assim. O gremio tem um problema na lateral esquerda, na direita até poderia ter um jogador mais qualificado, mas patrício está longe de ser um problema.

Tcheco faz muito bem em não aceitar críticas injustas e suas respostas são bem coerentes. Ainda assim, a melhor resposta que ele pode dar é dentro de campo. Não como ele fugir disso e não como eu fugir desse clichê.

Gauchão – Caxias 1 x 3 Grêmio

March 19, 2007

A vitória em caxias não pode ser considerada reação ao jogo da Colombia. A reação tem que vir na própria Libertadores. o Grêmio jogou com Nunes e Wiiliam Magrão na frente da zaga, Ramon pela esquerda, Diego Souza centralizado e Carlos Eduardo mais solto pela direita. Após jogar pior nos 20 minutos iniciais e levar alguns sustos, grêmio foi superior no resto da partida. Destaque óbvio de Patrício, que deu passe para dois gols e fez o seu, além de dar no mínimo dois bons cruzamentos. Gostei do Carlos Eduardo e do Everton. Diego Souza pareceu com mais vontade e Bruno Teles mostrou que não pode ser reserva de Lúcio. O Goleiro Humberto do caxias facilitou as coisas, falhando em dois gols.

Pelaipe reclamou bastante do Gaciba. Apesar do Penalti não marcado no Carlos Eduardo não vejo motivo para tanta reclamação. Contudo entenderia se a reclamação já fizesse parte de uma medida preventiva em relação as arbitragens na final do gauchão.


CAXIAS 1 X 3 GRÊMIO
CAXIAS: Humberto; Tiago Machado, Michel, Max (Naílton) e Jonathas (Márcio Rosário); Diego Borges, Willian, Zé Roberto e Jorge Luis (Jajá); Alê Menezes e Lima.
Técnico: Edson Gaúcho
GRÊMIO: Saja; Patrício, Pereira, Teco e Bruno Teles; Nunes, William Magrão, Diego Souza e Ramon (Sandro Goiano); Carlos Eduardo (Itaqui) e Everton (Aloísio).
Técnico: Mano Menezes
Data: 18/03/2007 (domingo), 16h00Min
Local: Estádio Centenário, em Caxias do Sul-RS
Árbitro: Leonardo Gaciba (RS)
Assistentes: Paulo Ricardo Conceição (RS) e Carlos dos Santos Bittencourt (RS)
Cartões amarelos: Pereira, Patrício, William Magrão, Carlos Eduardo ; Zé Roberto, Michell, Naílton .
Cartão vermelho: Patrício (Grêmio)
Gols: Everton (Grêmio) aos 30 minutos do primeiro tempo; Pereira aos 5, Patrício (Grêmio) aos 18, Zé Roberto (Caxias) aos 32 minutos do segundo tempo

Revista

March 17, 2007


Nessa semana fui pagar minha mensalidade no quadro social e recebi essa revista, que pra mim é novidade. Achei a ideia de uma revista oficial boa, e a revista é bem feita, mas essa edição em especial eu achei bem fraquinha. Pouco conteúdo. Uma reportagem que faz uma retrospectiva desde a Série B até a classificação pra libertadores. Uma entrevista com Odone, outra com Mano Menezes. Reportagens sobre a museu e sobre o CT de Eldorado. Todas muito simples. A matéria mais interessante talvez é a sobre a “Arena-Fifa”.

Essa matéria é bem esclarecedora. Afirma que a iniciativa de se realizar um estudo sobre o estádio foi referendada por 188 conselheiros na reunião do Conselho Deliberativo de 28 de novembro de 2006. O estudo examinará três possibilidades: Construção da Arena no atual espaço, construção da arena em outro local de porto alegre e a Reforma do olímpico (possibilidade que não foi muito comentada). Odone garante que o projeto escolhido após ampla discussão com todos os setores do clube. Fica a dúvida em relação ao que ele quer dizer quando fala em “setores” do clube. Espero que os sócios sejam consultados de alguma forma.

A idéia da revista é boa, mas a revista em si tem que melhorar. Talvez falar um pouco mais dos atletas, dar espaço pra falar com mais detalhes das categorias de base. ter um espaço sobre aspectos históricos do clube. Penso que coisas assim podem acrescentar conteúdo a revista.

Libertadores 2007 – Tolima 1 x 0 Grêmio

March 16, 2007

Irritante, não menos que irritante foi a atuação do grêmio ontem na Colombia. Fazia tempo que eu não ficava tão decepcionado com um jogo do tricolor. Apatia, sonolência, falta de raça e de pegada, tudo isso pode descrever o que aconteceu ontem. O grêmio entrou com uma linha de 4 composto por Patrício, Schiavi, William e Lúcio. Na frente da zaga estava Nunes, o meio campo ficou com Tcheco pela direita, Lucas pelo centro e Diego Souza pela esquerda, mais a frente Ramon e jogando mais adiantado Everton. A formação pode ser descrita como um 4-1-3-1-1, mas a explicação pro resultado de ontem passa longe da formação. O grêmio iniciou esperando o tolima, tentando sair em bolas longas para Everton e Ramon, que não conseguiam levar vantagen sobre os zagueiros. A marcação tricolor era fraca e começava muita atrás, quase na intermediária da defesa gremista. Justamente nessa zona o tolima tocava bola até que Chárria recebeu, driblou Nunes e deve tempo e espaço pra chutar pro gol, ainda que o chute tenha saído forte Saja espalmou mal e Perlaza chutou mascado pra fazer o gol dos colombianos. O Grêmio se viu obrigado a sair pro jogo. Patrício não aparecia pelo lado direito, Lúcio pela esquerda aparecia mal. O time tentava sair pelo meio mas errava muitos passes. O primeiro tempo acabou sem o gremio ter esboçado de fato uma reação.

Na volta para o segundo tempo Mano colocou Carlos Eduardo no lugar de Diego Souza, com o objetivo de tentar fazer jogar mais com a bola. Bem o Carlos Eduardo bem que tentou buscar jogo, mas as jogadas raramente chegavam perto da área do Tolima. Lucas não apareceu pro jogo, Ramon ficou perdido na ponta esquerda e Everton isolado entre os zagueiros. Nunes não tentava sair pro jogo, Tcheco errava a maioria dos lances que tentava e Lúcio ficou como principal encarregado de levar o time para o ataque, tarefa que ele fez muito mal, escolhendo mal as jogadas e sendo muito lento, sem contar nas inumeras bolas nas costas que tomou. Saja salvou nas poucas vezes que o tolima ameaçou. Patrício se preocupava em auxiliar os zagueiros, que diga-se de passagem foram muito bem. Schiavi foi um dos poucos a por raça e William foi perfeito na sua habitual discrição. Aloísio entrou tarde, e uma das únicas chances foi criado aos 46 do 2º, quando, sem qualquer organização, os jogadores resolveram ir pra cima numa falta cavada por lucas e aloísio.

O pior de tudo é que as dificuldades que o gremio encontrou nem de longe passa pelo adversário, que não é muito superior às equipes do gauchão. No olímpico o Grêmio tem a obrigação de fazer uns 3 x 0 nesse time.
No futebol “corrido” de hoje ainda tem lugar pra equipes mais lentas, desde que essas equipes tenham bom toque de bola, com bom passe. Bem, dizer que o grêmio errou muitos passes ontem é pouco, verdade que o campo era ruim, mas só isso não justifica. A lentidão na hora de fazer o passe e falta de movimentação de quem recebe a bola foram alguns dos fatores que contribuíram para isso.

DEPORTES TOLIMA 1 x 0 GRÊMIO

TOLIMA: Julio, Vallejo, Cambindo, Cuenú e Sinisterra; Escobar, Anchico, Patiño e Charria (González); Quintero (Rolong) e Perlaza (Savoia).
Técnico: Jaime de la Pava

GRÊMIO: Saja, Patrício, Schiavi, William e Lúcio; Nunes, Lucas, Diego Souza (Carlos Eduardo), Tcheco e Ramon (Aloísio); Everton.
Técnico: Mano Menezes

Data: 15/3/2007 (quinta-feira), 21H30Min
Local: Manuel Murillo Toro, em Ibagué (COL)
Público:
9.405
Renda: $167.688.800 (pesos colombianos)
Árbitro: Rafael Furchi (ARG)
Assistentes: Rodolfo Otero (ARG) e Ricardo Casas (ARG)
Cartões amarelos: Patiño, Julio e González (TOL); William (GRE)
Gol: Perlaza, aos 33min do primeiro tempo