Libertadores – Grêmio 2 (4) x 0 (2) Defensor

by

z2007 jefferson bernandes tuta getty2007 jefferson bernandes getty

Que o Grêmio é imortal até o placar eletrônico do Olímpico já sabe, portanto não vou ficar aqui falando sobre a imortalidade tricolor. Mas o Grêmio não foi só imortalidade ontem no campo, foi sim um bom e organizado time de futebol.

O tricolor mostrou mais disposição e desde cedo foi mais time do que no Uruguai, Amoroso e Tuta pressionavam a saída e o Grêmio jogava com a marcação adiantada, o que criava alguma dificuldade para o Defensor que era obrigada a sair no chutão. A jogada mais forte do Grêmio estava pela esquerda, na combinação de Lúcio com Carlos Eduardo. Os jogadores gremistas brigavam por todas bolas, ganhando a maioria. Pelo alto o Defensor não coseguia a mesma vantagem do jogo anterior, contudo seus atacantes “brigadores” incomodavam a defesa do Grêmio, mas as oportunidades de gol só ocorriam no ataque tricolor. Aos 9 minutos, Sandro pegou o rebote e Silva fez grande defesa. Aos 15 Tcheco cobra escanteio, Tuta livre no segundo pau cabeceia para fora. Aos 17 Lúcio vai ao fundo e cruza para Tuta que cabeceia no canto, Silva espalma e o zagueiro do Defensor põe para fora. Aos 23 falta na intermediária, Tcheco cobrou com certa força, a bola picou antes de chegar no gol, Silva aceitou: 1 x 0.



O Grêmio seguiu num ritmo forte, não dava espaços pro Defensor sair jogando, e tentava o segundo gol com cruzamentos na área. Tcheco deu um bom chute de fora da área, passou perto. Num rebote de escanteio Patrício dominou, pensou em chutar mas bloqueado passou para Sandro que de três dedos lançou para Teco tocar na saída do goleiro: 2 x 0 devolvido ainda no segundo tempo.


O Grêmio tinha todo o segundo tempo para fazer o terceiro, mas as coisas não foram tão facéis assim. Amoroso e Tuta diminuíram o ritmo e a pressão na saída de bola. O Defensor colocou um jogador em cima de Lúcio e matou com a jogada forte pela esquerda. O Grêmio botava menos a bola no chão e tentava mais na bola longa. Tcheco saiu e o Grêmio ficou sem todo seu meio campo titular, por óbvio a armação de jogadas ficou prejudicadas. Mas o Grêmio ainda chegava no ataque e reclamou de dois pênaltis ( O sofrido em Carlos Eduardo foi claro). Pereira criou a única chance efetiva do Defensor ao soltar uma bomba no travessão de Saja. Martín Silva por sua vez fez duas boas defesas em chutes de Carlos Eduardo e Ramón. Mano tentou evitar os pênaltis colocando mais um atacante em campo, mas não deu certo. Pênaltis então:

O “colorado” Fadeuille parou no travessão; Patrício deu um susto na torcida mas fez ( pênalti bem batido é o que entra); Peinado bateu um tiro de meta sobre o gol; Lúcio tirou do goleiro por poucos centimetros; De Souza tirou Saja; Douglas com força no alto, na esquerda; Pereira fez o seu; Ramon com classe no ângulo superior direita.

Pelaipe foi novamente muito feliz ao dizer “Do grupo da morte já estão todos mortos”. Cucuta nas semifinais, 2 clubes do Grupo 3 estão nas semi-finais. Pegaremos o Santos, com o futebol mostrado, eles devem ter mais medo de nós, do que nós deles. Curioso vai ser como o Grêmio vai se portar fazendo o 1º jogo em casa.

Fotos: Jefferson Bernardes (Getty), Gremio.net e ClicRBS

 2007 defensor zh 12007 defensor zh 22007 defensor zh 3O sul 1O sul 2

Grêmio 2 x 0 Defensor – Grêmio 4 x 2 nos pênaltis

GRÊMIO: Saja; Patrício, William, Teco, Lúcio; Sandro Goiano, Gavilán (Douglas 81´), Tcheco (Ramon 59´); Amoroso, Carlos Eduardo, Tuta (Éverton 85´).
Técnico: Mano Menezes


DEFENSOR: Martín Silva; Cáceres, Martínez, Sorondo (Lamas 14´) e Ariosa; Pereira, Fadeuille, Amado (Diaz 45´) e De Souza; Fernández (Vila 61´) e Peinado.

Técnico: Jorge Luiz da Silva

 

Libertadores 2007 – Quartas-de-final – 2º jogo
Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre
Data: 23 de maio de 2007, quarta-feira
Horário: 19h15min (de Brasília)

Público: 42.373 (38.800 pagantes)

Renda: R$ 807.222,00
Árbitro: Carlos Amarilla (Paraguai)
Assistentes: Manuel Bernal e Emigdio Ruiz (ambos do Paraguai)
Cartões amarelos: Tcheco, Sandro Goiano e Patrício ; Martínez, Pereira, Díaz e Fernández
Cartão vermelho: Amoroso (G); Díaz (D).
Gols: Tcheco, aos 22 minutos e Teco, aos 45 minutos do primeiro tempo
Nos Penaltis: GRÊMIO: Patrício, Lúcio, Douglas e Ramón DEFENSOR: De Souza e Pereira

3 Responses to “Libertadores – Grêmio 2 (4) x 0 (2) Defensor”

  1. Anonymous Says:

    DALE GREMIO MEU VEIO !!!!!!AQUELE ABRAÇO !

  2. Luan Says:

    Meus parabéns, André. Você sabe fazer uma análise dos jogos como poucos. Não é humanamente explicável a Globo manter comentaristas como o Casagrande – golaços não deveriam ser anulados – se existem pessoas iguais a você que comentam o jogo com perfeição.Parabéns de novo.

  3. martin Says:

    Saudades eternas!torcida inacreditávelnunca esquecerei!momento histórioc, etrno e mágico na minha vida1

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.


%d bloggers like this: