Guerreiro e ISL

by
Não tenho ouvido muito rádio ultimamente, não sei da repercussão dessa notícia, sobre o parecer do Conselho de ética. Abaixo transcrevo o que encontrei na mídia impressa. Interessante que nas duas colunas vem a tona o tema da votação no conselho. É discutido se a votação do parecer no conselho deliberativo deve ou não ser aberta.

As notícias não deixam muito claro no que se baseou a comissão de ética para pedir a exclusão. Pensava-se que a comissão esperaria por uma decisão definitiva da justiça, mas não foi o que aconteceu. Salutar que a comissão tenha tomado tal atitude de indepêndencia. Esperar pela justiça seria um ato de “lavar as mãos”.

Num primeiro momento não vejo maiores problemas em a votação ser aberta. Seria muito interessante que o associado gremista soubesse como cada conselheiro votou. Contudo, essa “abertura” pode ficar restrita ao conselho, e aí corremos o risco de os conselheiros serem intimidados pelos demais na hora de votar.

Zero Hora ( 23 de junho de 2007)

Comissão recomenda exclusão de Guerreiro



A comissão de ética do Conselho Deliberativo do Grêmio pedirá a exclusão de José Alberto Guerreiro e Martinho Faria do clube. A decisão foi tomada ontem após análise do suposto envolvimento dos ex-dirigentes no Caso ISL. O parecer será encaminhado ao Conselho, que colocará o tema em votação.

Setenta e nove conselheiros assinaram documento pedindo à comissão que avaliasse possíveis irregularidades. Composto por cinco integrantes, o órgão estudou o caso, ouviu os envolvidos e analisou documentos durante seis meses. Advogados de Guerreiro e Faria pediram que seus clientes fossem julgados apenas após o fim do processo criminal, mas não foram atendidos. Mesmo assim, dispõem de prazo de cinco dias úteis para recorrer antes que a comissão de ética o encaminhe para votação no Conselho.

– Não tenho nada a falar – afirmou Guerreiro, ontem à noite, por telefone.

Hiltor Mombach (Correio do Povo – 26/06/07)

VOTAÇÃO

Comissão de Ética do Grêmio leu, na última sexta-feira, para as partes
interessadas o relatório do caso ISL. Por unanimidade, recomendou a exclusão
do ex-presidente Guerreiro do clube. De Marinho Faria também. Faria não
integra mais o Conselho.

Conforme o site oficial do Grêmio, a Comissão de Ética é integrada por
Geraldo Nogueira da Gama, José de Jesus Peixoto Camargo, Omar Gustavo Panitz
Selaimen e Pedro Ruas.

-Se não houver impeditivo, o Conselho deve se reunir em julho para votar o
parecer da comissão.

-Juarez Aiquel é conselheiro e atuou como vice de administração da gestão
Guerreiro. Ele é a favor de que a votação seja nominal, aberta: ‘O
conselheiro tem que falar se é contra ou a favor. Eu sou contra a exclusão
e, se precisar, vou convencer outros conselheiros. Assino qualquer lista
para pedir votação nominal. Esse processo tem ranço político’.

——————————

ESTATUTO
– Do estatuto: ‘Art. 49 – Caberá ao associado punido, no prazo de 10 (dez)
dias contados da data do recebimento da notificação, o direito de pedir
reconsideração a quem aplicou a pena. Art. 50 – Confirmada a punição, terá o
associado o direito de, em igual prazo, interpor recurso, endereçado ao
presidente do Grêmio e por este encaminhado ao órgão competente’.

NOMINAL
– A votação poderá ser por consulta ao Conselho Deliberativo, nominal ou
secreta, com os conselheiros depositando o voto em urna.


Wianey Carlet (Zero Hora – 27/06/07)

Justiça

O processo sobre os “Caso dos Cheques da ISL” continua tramitando e ainda não foi julgado nem em primeira instância. Ainda não existe, portanto, conclusão da Justiça. Mesmo assim, a Comissão de Ética do Conselho Deliberativo do Grêmio está sugerindo ao órgão que um dos homens citados no processo, o ex-presidente José Alberto Guerreiro, seja excluído do quadro social do Grêmio. O que dirão se, no final do processo, a Justiça declarar Guerreiro inocente? Nos próximos dias, os conselheiros gremistas votarão o parecer da Comissão de Ética. Certamente o voto será aberto. Os dignos, respeitáveis e honrados membros do CD gremista não aceitarão tomar tão grave decisão encobertos pelo voto secreto.

Pedro Ernesto (em seu blog- 27/06/07)

Condenação Política

O Conselho de Ètica do Grêmio quer a eliminação do Conselho Deliberativo do ex-presidente José Alberto Guerreiro. Além de uma precipitação odiosa, temos aí uma manobra política. Estes Conselho de Ética, formado por conselheiros inexpressivos na história do clube, não deveria se antecipar as decisões judiciais. Se a justiça não condenar o presidente Guerreiro, como farão para reparar a injustiça de tê-lo eliminado, muito antes da decisão, deste conselho. Parece claro que há, antes de tudo uma manobra política de inimigos do presidente Guerreiro dentro do Conselho. Mas vamos convir que os critérios de julgamento não podem ser contaminados por simpatia ou antipatia. Uma pena esta situação que coloca publicamente uma pessoa da sociedade, um ex-presidente do clube, numa situação de constrangimento. Guerreiro foi um presidente que ganhou títulos, cometeu erros, muitos graves, mas a sua situação moral deve ser decidida pela justiça, onde aliás corre processo , e nunca por um grupo de pessoas que o expõe publicamente desta forma.


Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.


%d bloggers like this: