Archive for November, 2007

Relato da Reunião sobre a Arena

November 30, 2007

Está rolando na internet um relato sobre a reunião do conselho deliberativo. Aparentemente um sujeito chamado Glênio Costa Mello postou esse relato numa comunidade do orkut e parece que o relato é fidedigno, mas com um pequeno problema. Esse Glênio Mello não é conselheiro, é sim sócio, pois constava na lista da chapa 2 na última eleição do conselho, e assim sendo me parece que ele não poderia estar presente na reunião do conselho. Mas o pior não é isso: Ao serem apresentados os projetos, foi pedido silêncio aos conselheiros sobre o que ali viram e ouviram, e esse sócio, saiu divulgando detalhes pela internet. Num primeiro momento isso até pode ser elogiado, pois assim, simples sócios como eu podem finalmente saber mais detalhes do projeto. Mas temos que lembrar que deve existir algum motivo para se pedir silêncio sobre os projetos. Abaixo as fotos do projeto da TBZ e da Odebrecht, respectivamente divulgadas na imprensa e o relato referido:

RELATÓRIO DA REUNIÃO
Pessoal,
Deixei para hoje o relato da reunião pois cheguei muito tarde….saí de lá à meia-noite e ainda não tinha acabado a reunião…..estavam entrando em questões financeiras da dívida e o que tinha para saber das propostas já tinha visto.

Na verdade existe um sigilo imposto ao conselho até a escolha….a documentação detalhada das propostas vão estar à disposição dos conselheiros de 3 a 12 de dezembro e só após isso será feita a escolha.
Mas vamos ver o que posso passar para vocês…… São duas propostas com as suas vantagens e desvantagens…….a cultura de estádio e patrimônio vai mudar radicalmente e tem que ter muita coragem para fazer isso……
Não está decidido ainda a questão dos sócios e donos de cadeiras….esta decisão se dará mais tarde, mas deu para ver que dificilmente o sócio será espoliado com este conselho…..acho que provavelmente o sócio venha a pagar um ingresso bem mais baixo ou não pagar nada e majorar um pouco a
mensalidade……o Odone chegou a exemplificar a questão dizendo que poderia destinar o último anel ao associado ( Este anel será o local mais barato do estádio).
Mas vamos ao que interessa:
Os projetos arquitetônicos estão praticamente acabados, estando abertos à alguns ajustes, mas na essência são estes.
O ponto de partida de ambos são o trabalho da AAA e o caderno de exigências da FIFA. Os dois tem um anel inferior, logo acima o setor vip, em seguida camarotes e por último, um anel superior. Como já tinha afirmado antes, a AAA não vai desenhar mais nada e o design dos projetos são diferentes.
Nas duas propostas a propriedade da Arena será da Grêmio Empreendimentos, porém todo o resto do complexo não, portanto, esta história de ter área grande para uma futura expansão é balela……as propostas estão concebidas para os próximos 50 anos.


Proposta da TBZ.
Construção na Azenha
Capacidade de 51.780 lugares

Custo do estádio: 270.000,00
Concessão da exploração da arena por 20 anos (65% para o Grêmio e 35% para a TBZ)
O Design é semelhante ao apresentado no início do ano, mas ficou melhorado e mais bonito. A área do shopping avança sobre a cascatinha e ocupa área pública onde tem aquela enorme área onde tem a feira aos sábados e também toda a quadrinha da esquina da cascatinha (osvaldo Rolla) com a Carlos
Barbosa. Eles prometem um sistema de acesso moderno e a evacuação em 5 minutos. Alegam que o bairro é mais valorizado para a construção da arena, adequado para um shopping, com mais potencialidade além da questão da tradição. Dizem que uma arena no humaitá é um “tiro no pé”.
Todos os investidores já estão fechados. O estádio tem custo zero para o Grêmio. Será construido um estádio de 14 mil lugares em eldorado do sul. Posso afirmar que é um belo projeto, porém o maior entrave é a aquisição de área pública na cascatinha ( O Odone está bem contrário a esta idéia) e a
aquisição de área privada na parte de trás.


Proposta da Odebrecht
A área é aquela que já foi delineada no humaitá.
Tem quase 24 hectares.
Alegações para o local:

Para atender na plenitude as exigências da arena (espaço) Acessibilidade.
As Obras de acesso serão feitas dentro da própria área, sem envolvimento dos
órgãos públicos (vimos que não é bem assim). Proximidade com o trensurb (estação anchieta), Aeroporto e grande Porto Alegre. A arena é lindíssima, com capacidade inferior ao da TBZ (50.000 lugares), mas é maior nas dimensões. (Parece um queijo quase retangular com cobertura
arredondada em azul). Nesta área será construído um verdadeiro bairro comercial inclusive com
hotel, porém o Grêmio não terá participação, a não ser que queira ser sócio na empreitada o que envolve custos para o Grêmio. Portanto esqueçam esta enorme área para o Grêmio. A área do Grêmio será somente da arena e do seu entorno. O prazo para construção é de 36 meses. A concessão também é de 20 anos (A princípio o Grêmio teria uma participação minoritária, mas está sendo negociado uma maior participação). O Grêmio venderia o Olímpico. A odebrecht já fez proposta de compra (não divulgou valores), porém o Grêmio está livre para vender a quem quiser. Uma SPE (sociedade de proposta especifica) será criada com recursos do Grêmio (parte do valor do olimpico), de investidores e da Odebrecht. Esta SPE buscaria financiamento junto aos bancos com prazo de 10 anos de amortização. O Grêmio também formaria um fundo garantidor ao longo da construção da arena com recursos também da venda do olímpico (como uma poupança) e após pode amortizar o valor da odebrecht e dos investidores diminuindo o prazo de concessão de 20 anos. O Grêmio pode ter a concessão somente para si talvez em 10 anos. Quais as receitas que serão só do Grêmio.

Televisão, sócios e jogadores. Todas as demais, inclusive bilheterias, será da SPE. O Gremio deixará de ter o custo com empregados (em torno de 250 pessoas) e a manutenção da arena. A receita estimada, por ano, pela TBZ é de 57 milhões e da Odebrecht 52 milhões.


Bom acho que era isso…..o conselho estava lotado, não houve manifestações de preferências….não houve manifestação em público do Josias no conselho….a tendência, pela direção (percepção minha) é pelo Humaitá. Obras públicas deverão ser feitas sim em qualquer lugar escolhido. Fortunatti (secretário municipal e conselheiro) está cético quanto a investimentos pela prefeitura, mas o Odone disse que tem a promessa do Lula para liberação de verbas com este fim para o mundial, porém não acho isto tranquilo, pois até onde sei, a arena não foi indicada para a copa.
Advertisements

Mundial – Fifa?

November 30, 2007

Esse blog já falou sobre a suposta bobagem que é o “Mundial Fifa” e a suposta ausência da Fifa nos mundiais anteriores. Marcelinho Carioca deu importante declaração ao jornal Lance de 28/11/2007:

A reportagem do LANCE! procurou alguns dos heróis de 2000 para eles falarem sobre a conquista do Mundial de Clubes e analisarem o atual momento do Corinthians.

Marcelinho foi o terceiro, depois de Luizão e Ricardinho. Recordista de títulos pelo clube e um dos maiores ídolos da história corintiana, no entanto, o Pé-de-Anjo surpreendeu na primeira resposta.

– Com sinceridade, os títulos paulista e da Copa do Brasil, em 1995, foram mais importantes. Porque o Corinthians não era campeão paulista havia sete anos e a Copa do Brasil nunca tinha sido conquistada por um time paulista. Nós quebramos os dois tabus – disparou o meia.

– O quê? Como assim, Marcelo?

– O Mundial tem toda essa briga de que não valeu porque o Corinthians não ganhou a Libertadores. A Globo também não cobriu (foi transmitido pela TV Bandeirantes)… Foi legal, merecemos ganhar o Mundial porque jogamos mais do que o Real Madrid e o Vasco, mas não tivemos o trajeto que o Flamengo, o Grêmio, o São Paulo e outros tiveram. Por isso acho que não é a mesma coisa.

– Ih, acho que você vai derrubar nossa pauta…

– Estou sendo sincero contigo.

– Mas foi o primeiro Mundial de Clubes organizado pela Fifa…

– Tudo bem, mas para o jogador tem de ter o trajeto da Libertadores. Não desmerecendo o título, mas acho que não valeu como Mundial.

A surpresa fica tão somente no fato de a declaração ter vindo de um corinthiano, mas qualquer pessoa que conhece um pouco de futebol sabe que o Corinthians não é campeão mundial.

Estudo sobre estádios

November 29, 2007
Antes mesmo da tragédia na Fonte Nova, o estudo do Sinaenco (Sindicato Nacional das Empresas de Arquitetura e Engenharia Consultiva) já havia conquistado espaço na mídia. O estranho é que as notícias falam de um ranking e demais assuntos que não são disponibilizados na página feita pela entidade para divulgar o estudo:

Pelo ranking do Sinaenco, Maracanã, Engenhão, Morumbi, Arena da Baixada e Mangueirão são os cinco melhores estádios do país, embora ainda não estejam nos moldes exigidos pela Fifa.” (GloboEsporte.com)


80% dos estádios precisam de reformas estruturais
30% possuem arquitetura que pode causar acidentes fatais
82% não possui acesso adequado aos torcedores
90% não são adaptados às necessidades de deficientes físicos
95% das cabines de transmissão precisam de reformas
85% não possui vestiários adequados
95% têm banheiros em péssimo estado (GloboEsporte.com)

“O Mineirão, apontado pelo Sinaenco como o segundo pior estádio do país (o pior é a Fonte Nova, na Bahia), refutou o estudo. Olímpico e Couto Pereira são outros estádios que apresentam problemas mais graves em sua estrutura, de acordo com o relatório”. (Folha Online)

Os melhores
1 – Maracanã (RJ)
2 – Engenhão (RJ)
3 – Morumbi (SP)
4 – Kyocera Arena (PR)
5 – Mangueirão (PA)

Os piores
1 – Fonte Nova (BA)
2 – Mineirão (MG)
3 – Ilha do Retiro (PE)
4 – Arruda (PE)
5 – Vivaldão (AM) (Arquitetura.com.br)

Curiosamente o Beira-Rio não foi avaliado no estudo. A explicação:
Movido pela curiosidade de algumas pessoas (como a Gigi) sobre o motivo do Beira-Rio não constar da relação dos estádios visitados pelo SINAENCO, conversei com o pessoal da assessoria de imprensa do Sindicato. Quando toquei nesse assunto e pedi uma explicação, manifestaram-se, ainda, espantados: a direção do Internacional simplesmente não permitiu o acesso da equipe de fiscalização do Sindicato ao estádio Beira-Rio. Segundo os assessores, não houve nem mesmo a possibilidade de negociar ou conversar com outras pessoas. O acesso foi negado e ponto.

Naturalmente, foi perguntado à assessoria de imprensa o porque da recusa, mas, de acordo com os jornalistas, a direção do Internacional não informou o porque da recusa da vistoria

O pedido para a visita foi feito por escrito com mais de vinte dias de antecedência, e complementado por conversas telefônicas, envio de faxes e e-mails, sem retorno por parte da direção colorada, exceto a sugestão para que o pessoal fizesse a “visita guiada” pelo estádio, aberta a qualquer turista ou torcedor. Obviamente, não era esse o caso.

A primeira cidade visitada foi justamente Porto Alegre. Feita a visita ao Olímpico, que não teve nenhum problema, o pessoal quis fazer uma última tentativa e foram todos para o Beira-Rio, lá chegando por volta de 12:00 horas. Aguardaram um contato entre a portaria e a diretoria, novos contatos internos foram feitos e a resposta foi a mesma: poderiam fazer a “visita guiada”. Além disso, era dia de jogo e a inspeção atrapalharia os trabalhos (Um Olhar Crônico Esportivo)

Isso é problema deles. Quanto ao Olímpico poucas informações. Na página do estudo http://www.copa2014.org.br mostra apenas as fotos abaixo com as mesmas legendas:







Apresentação de propostas

November 28, 2007

Segundo o site do Grêmio:

Em uma das mais concorridas reuniões dos últimos tempos e que entrou terça-feira adentro, os conselheiros gremistas ficaram conhecendo minuciosamente os dois projetos formalizados ao Clube para a construção da nova Arena tricolor.”

Bom, muito bom saber que desta vez a reunião foi levada a sério, mesmo assim continuo achando que seria muito útil a divulgação da lista dos conselheiros presentes.

Ainda no site Grêmio:

“As duas propostas ficarão á disposição dos conselheiros até o próximo dia 12 para uma análise mais aprofundada”

Poderão os conselheiros divulgar detalhes dos projetos? Há algum termo ou clausúla de confidencialidade?

Na Zero Hora

28 de novembro de 2007 | N° 15432
Grêmio
Arena começa a ser definida
Empreiteira e consórcio apresentam detalhes do novo estádio

Até o dia 20 de dezembro, o Conselho Deliberativo apontará a melhor proposta para a construção da futura arena do Grêmio. Segunda-feira à noite, o consórcio TBZ-OAS e a empreiteira Norberto Odebrecht apresentaram seus projetos a 220 conselheiros. Houve leve tendência pela proposta da Odebrecht, que prevê a obra na zona norte da Capital, o que permitiria usar o Olímpico durante a construção. O consórcio TBZ-OAS, que sugere a arena na Azenha, como alternativa propõe construção de estádio de 15 mil lugares em Eldorado do Sul após implosão do Olímpico.

LUÍS HENRIQUE BENFICA

Desde o início desse processo, verifica-se essa predileção. Muitas vezes essa preferência não encontrava nenhuma justificativa, agora a opção pela Odebrecht já encontra argumentos mais fortes. Eu continuo tendo restrições quanto a mudança do Grêmio para a saída (ou entrada) de porto alegre. Contudo, ouvi de um conselheiro que a proposta da Odebrecht é muito melhor, que as possibilidades do estádio são bem maiores na zona norte.

Me parece também que, sabe se lá porquê, a proposta da construção em local novo sempre ganhou mais espaço na mídia e a construção no mesmo local nunca foi encarada com muita seriedade pela imprensa.

Ainda a Zero Hora faz um pequeno quadro com importantes esclarecimentos:

Um novo conceito
– As empreiteiras Norberto Odebrecht e o consórcio TBZ-OAS basearam seus projetos no conceito desenvolvido pela empresa Amsterdam Arena Advisory
– A capacidade é de 51 mil torcedores
– De 3 a 12 de dezembro, os projetos estarão à disposição dos conselheiros
– A arena terá quatro anéis, um somente de camarotes
– Todos os assentos serão cobertos
– Os dois projetos prevêem 5 mil vagas para estacionamento
– Mil vagas serão cobertas no subsolo
– Serão 700 banheiros e 400 bares
– Serão 20 mil metros quadrados de área comercial, sendo 2 mil metros quadrados reservados ao Grêmio
– Durante 20 anos, a empresa vencedora terá participação em receitas geradas pela arena, como bilheterias, eventos, aluguéis e comercialização do nome
– As receitas de publicidade estática, e publicidade em camisetas e cotas de TV permanecerão com o Grêmio
– Se a área escolhida for no bairro Humaitá, na zona norte da Capital, o terreno será adquirido pela empresa vencedora, mas será registrado em nome do Grêmio
– O consórcio TBZ-OAS, que prefere erguer a arena onde hoje é o Olímpico, estima o custo da obra em R$ 277 milhões e dois anos para conclusão
– A empreiteira Norberto Odebrecht, que apresenta projeto para construção no bairro Humaitá, calcula os custos em R$ 290 milhões e um prazo de três anos
– Segundo o consórcio TBZ-OAS, o complexo da arena, com shopping center, área comercial e centro de convenções, deve gerar renda anual de R$ 52 milhões. O consórcio propõe ficar com 35% do faturamento, repassando 65% ao Grêmio
– A Odebrecht prevê um faturamento de R$ 54 milhões. Propõe 47% para o Grêmio, ficando com 53%. Mas o clube irá propor outra forma de negociação deste percentual

Brasileirão – América-RN 0 x 3 Grêmio

November 26, 2007
Jogo com portões fechados e com o América com time misto. E assim mesmo os potiguares conseguiram entrar em campo com o Goleiro Azul, Joelan, Leo Papel e não um, mas dois RogéLios. Dito isso, parece-me desnecessário dizer que o Grêmio não fez mais do que a obrigação. Sinceramente não tenho nada para falar mais sobre a atuação do time e dos jogadores.

No resto é dar os parabéns a CBF, Globo e STJD pela classificação do Flamengo, e ter a certeza que o Grêmio jogou sua vaga no lixo. Ainda tem os boatos:
– Mano teria pedido R$ 300 mil por mês
– A direção estaria “apaixonada” pelo Mário Sérgio
– Geninho quer vir, mas quer trazer jogadores da sua confiança.
Boatos, enfim.


América 0 x 3 Grêmio
William Magrão 21´
Marcel 66´
Diego Souza 73´

AMÉRICA: Azul; Carlos Eduardo, Rogélio, Robson; Ângelo, Joelan, Tony e Vasconcelos (Binha) e Berg; Rogélio Ávila (Washington) e Léo Papel (Wendes).
Técnico: Paulo Moroni

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Patrício, Leo, William e Bustos; William Magrão, Diego Souza, Maylson e Ramon (Sandro); Jonas (Jonathan) e Marcel (Tuta).
Técnico: Mano Menezes

37ª rodada – Campeonato Brasileiro
Data: 24/11/2007, Sábado, 18h10min
Local: Estádio Machadão – Natal/RN
Público e Renda: Portões fechados
Cartão amarelo: William Magrão (G); Ângelo e Robson (A)
Arbitragem: Philippe Lombard, auxiliado por Cleidy Mary Santos Nunes Ribeiro e Juscelino Padilha de Sousa.
Gols: Willian Magrão (21/1T), Marcel (21/2T) e Diego Souza (28/2T)

Arena – Reunião de Conselho

November 23, 2007

Do site oficial do Grêmio:

Projeto Arena Grêmio
23.11.2007
Relatório apresentado no Conselho Deliberativo

Na noite desta quinta-feira, em reunião extraordinária no salão nobre do Conselho Deliberativo do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense, o presidente Paulo Odone e o vice-presidente Eduardo Antonini apresentaram o relatório com detalhes referentes ao Projeto Arena Grêmio.
Estiveram presentes aproximadamente 190 conselheiros, além de membros do Conselho de Administração e Diretores Executivos do clube.

Na reunião, foram apresentados os seguintes assuntos:
– Descrição e concepção do Projeto;
– Apresentação do estudo de viabilidade realizado pela Amsterdam Advisory Arena (AAA)
– Apresentação da carta-convite.
– Detalhamento da interação com os grupos investidores, recebimento e análise das propostas;
– Relato sobre as ações aprovadas pelo Conselho Deliberativo;
– Apresentação do relatório sobre o projeto societário “Grêmio Empreendimentos”;
– Relato sobre as demais ações relativas ao Projeto.

Tem gente que só pode estar de palhaçada. A presença de menos de 200 conselheiros numa reunião desse magnitude, sobre um assunto vital para o clube é um insulto ao associado e aos torcedores. É mais do que hora de se divulgar a lista de presença dessas reuniões.

Aberta a temporada de "barrigaços" 2008

November 23, 2007

O campeonato nem terminou ainda mas o Jornal O Sul já tratou de iniciar a temporada 2008 de barrigaços da imprensa esportiva do RS:

Os “colegas” não perdoaram:

A renovação com o técnico Mano Menezes só será discutida na próxima semana na direção do Grêmio. Nesta sexta, o jornal O Sul publicou notícia de que já estaria certa a saída do treinador e o clube inclusive já teria um substituto: o atual comandante do Náutico, Roberto Fernandes. Entretanto, o assessor de futebol Paulo Pelaipe negou a informação:

Não há nenhuma possibilidade. O Grêmio vai conversar com o Mano Menezes na semana que vem e aí vai definir. O Grêmio não conversou com ninguém. A notícia que saiu com o nome desse treinador é infundada – explicou.

Com o interesse de clubes do centro do país no trabalho de Mano, o dirigente reconhece que será muito difícil mantê-lo no Olímpico. Segundo notícia desta sexta de Zero Hora, Vanderlei Luxemburgo poderia trocar o Santos pelo Fenerbahçe, da Turquia, abrindo as portas do Alvinegro para o técnico gaúcho. Outro clube que teria interesse seria o Palmeiras.

Tem muito assédio de outros clubes e realmente a situação é difícil. A situação é meio a meio – salientou Pelaipe (ClicRBS)

Com o aumento dos boatos de que Mano Menezes deverá mesmo deixar o estádio Olímpico, começam as especulações do futuro técnico tricolor para 2008. O primeiro boato, e já descartado pela direção do clube, traz o nome de Roberto Fernandes, atualmente no comando do Náutico.

A informação não é verdadeira. Se o Mano não ficar no Grêmio, é zero a chance dele ser o treinador. Vamos ter outras alternativas e traremos um técnico de ponta, com experiência, o que não é o caso do Roberto Fernandes”, afirmou o dirigente gremista. (FinalSports)

Camisas – Tricolor 2002

November 22, 2007

Tentando iniciar a série prometida

Ano: 2002-2003
Fornecedor: Kappa
Patrocinador: Banrisul

Camisa usada a partir da metade de 2002 até o começo de 2003. Em relação ao modelo de 2001 apresentava algumas diferenças, como o tecido, a gola, o banrisul que agora ficava dentro do “trapézio azul” e o logo do mundial na manga direita.

Desenho retirado do site: Colours of Football

Como será o novo estádio?

November 20, 2007
Acho que é vontade de todos que o novo estádio do Grêmio não seja um estádio neutro. Na matéria da Zero Hora de hoje tratar de garantir que a “neutralidade” não se fará presente na nova cancha. Até aí tudo bem. Além disso, pro meu gosto o novo estádio tem que ter um estilo arquitetônico próprio, único, de modo que se crie uma identidade própria do estádio. A matéria diz que o novo estádio se parecerá com o Emirates Stadium, do Arsenal, e isso muito me incomoda. Porque o Emirates já é muito parecido com Novo Estádio da Luz, do Benfica. No meu olhar leigo essas cópias seriam uma certa tendência que se repetem mundialmente, um outro exemplo seria o Engenhão, que é muito parecido com Atatürk Olimpiyat Stadi, de Istambul, que por sua vez se parece muito com o estádio de Saitama, no Japão. Pode ser que eu esteja falando besteira, mas penso que além de “opressivo” o novo estádio deve ter um “estilo” único.

Abaixo a matéria da Zero Hora (20/11/2007)

20 de novembro de 2007 | N° 15424
Grêmio
Com estilo Bombonera
Projeto prevê estádio 20 metros mais alto do que o Olímpico, quatro anéis e totalmente coberto

A nova casa do Grêmio já pode ser descrita em números. Zero Hora teve acesso ao estudo desenvolvido pelos holandeses da Amsterdam Arena Advisory (AAA), que prevê a construção de estádio para 51 mil pessoas. Serão quatro anéis, três com cadeiras e um com camarotes.

Os quatro níveis formarão um caldeirão de 35 metros de altura (algo próximo a um prédio de 11 andares). São sete metros de altura a mais do que a Bombonera, do Boca.

– Não será um campo neutro. Os adversários sentirão pressão maior do que se jogassem na Bombonera – diz, entusiasmado, o vice de planejamento, Eduardo Antonini.

Um ano após a assinatura do contrato com a AAA, para estudo de viabilidade da obra, a construção da arena será debatida pelo Conselho Deliberativo, em reunião extraordinária na quinta-feira. A discussão promete ser acalorada. Os integrantes receberão informações detalhadas sobre a Grêmio Empreendimentos, empresa que gerenciará a obra.

Na próxima semana, no dia 26, representantes do consórcio TBZ-OAS e da Norberto Odebrecht, que disputam a obra, irão ao Conselho expor seus planos de ação. A TBZ-OAS pretende erguer o novo estádio no terreno do Olímpico. A Odebrecht prefere área no bairro Humaitá, zona norte da Capital. Até metade de dezembro, será escolhida a proposta vencedora.

Eleito presidente do Conselho há 20 dias, Raul Régis de Freitas Lima sustenta que a maioria dos integrantes é favorável à arena. Sua preocupação é com a transparência do projeto.

– Pelo menos 200 conselheiros não conhecem o projeto – diz Régis.

O novo presidente lembra que 82 novos nomes foram eleitos em setembro. Outros cem não participaram, há um ano, da aprovação da AAA.

– Faremos tantas reuniões quantas forem necessárias. Este assunto precisa ser debatido à exaustão, para que não pairem dúvidas – avisa.

Antonini está convencido de que as explanações dos dias 22 e 26 provocarão no Conselho o mesmo entusiasmo existente entre os dirigentes.

– O clube obterá evolução gigantesca – defende Antonini, apostando que o Grêmio ainda segue na luta para sediar jogos da Copa de 2014.

( luis.benfica@zerohora.com.br )
LUÍS HENRIQUE BENFICA

História das camisas

November 18, 2007
Quem acessa o blog com certa freqüência sabe que material esportivo e camisas de futebol. Navegando pela internet me deparei com o quadro abaixo, que traz a história completa de todas as camisas do Manchester United. Se não me engano essa imagem até virou um quadro que era vendido para os torcedores do clube.

Achei uma bela idéia, algo que falta em relação ao Grêmio. Sei que o co-irmão montou uma exibição da história de suas camisetas por ocasião de uma festa de aniversário. No museu do Grêmio não lembro de ter algo do gênero. Me lembro sim daquelas caricaturas dos jogadores que foram chamados pra seleção, ali praticamente estão representadas todas camisas do Grêmio, mas em pequenos desenhos que não são exatamente fidedignos.

Fiz um pequeno esboço de uma evolução histórica do camisa titular do Grêmio usando alguns desenhos que tirei dos seguintes sites: http://switchimageproject.blogspot.com , http://www.minhascamisas.com.br/wordpress/ e http://www.colours-of-football.com. A idéia e fazer um catálogo de todos os uniformes do Grêmio e ir publicando aos poucos aqui no blog.