Archive for February, 2008

Banrisul

February 29, 2008
Sempre fui um forte crítico do patrocínio da Petrobrás pro Flamengo (ou Liquigas e Botafogo). Não acho certo. Sou coerente e também desaprovo o patrocínio do Banrisul na camisa do Grêmio. O ideal é que o Grêmio achasse outro patrocinador (um que pagasse mais de preferência), mas parece que isso não vai acontecer. Contudo a Governo do Estado tomou uma atitude louvável e extendeu o patrocínio do Banrisul a todos os time da 1ª e 2ª divisões do futebol gaúcho:
R$ 1 milhão para futebol gaúcho
Em um almoço no Galpão Crioulo do Palácio Piratini, a governadora Yeda Crusius anunciou oficialmente ontem à tarde o investimento de R$ 1 milhão no futebol gaúcho. O recurso será repassado pelo Banrisul aos 40 clubes que formam o Gauchão e a Segundona, com exceção de Grêmio e Inter, que já são patrocinados pelo banco estadual. No total, em 2008, os 14 clubes da primeira divisão vão receber R$ 35 mil. Já os 26 da Segundona ganham R$ 20 mil. Em troca, o Banrisul vai estampar sua logomarca nas camisas e nos calções das equipes, além de aparecer em placas publicitárias nos estádios. Com a parceria, o ingresso feminino será subsidiado nos estádios dos times que fazem parte do acordo. A cada partida será distribuída uma cota de ingressos gratuitos para mulheres. Crianças também estão incluídas na promoção. (Zero Hora, 29 de fevereiro de 2008)

Advertisements

Lara – Perfil na Placar

February 29, 2008

Ja faz algum tempo, em setembro de 2007, a Placar publicou um perfil sobre Eurico Lara, bem curto, mas completo. A novidade pra mim foi a informação de que Lara lutou na Revolução de 30.

Assim vai ficar dificil pro Danrlei entrar na minha seleção de todos os tempos.

Copa do Brasil – Grêmio 6 x 0 Jaciara

February 28, 2008

Num planejamento ideal, esse jogo não deveria acontecer, mas acabou sendo um jogo bom para o time, que precisa de entrosamento. Bom para a torcida, que ganhou uma opurtunidade de ver um jogo com tranquilidade e bom para os atacantes marcarem seus gols e acabar com essa ladainha da imprensa.

O Jaciara é fraco, é verdade. Mas também é verdade que não fica devendo nada para boa parte dos times do Gauchão. O mérito do time do Grêmio está em encarar com seriedadade (e vontade) um jogo que era mera formalidade. Desde no o ínicio o Grêmio pressionava e jogava no campo do adversário. Logo aos 11 Perea recebeu, cortou o zagueiro e bateu com força para abrir o placar. Grêmio seguia pressionando, mas Pico apoiava mal e Maylson e Roger pouco apareciam pro jogo. Sobrava a jogada pelo lado direito, onde invariavelmente Paulo Sérgio jogava no corredor e buscava a tabela. Foi justamente pelo lado direito que Leo apareceu para fazer boa jogada, lançou a bola para área, corta luz no meio do caminho, Perea dominou, ajeitou e soltou um foguete para fazer o 2×0.


O adversário voltou sem nenhuma ilusão para o segundo tempo, o que talvez tennha ajudado. Roth aproveitou para testar Julio dos Santos e Roger juntos, e também dar mais ritmo de jogo a Jean. O Jaciara foi com tudo pro gol de honra e chegou a acertar o travessão, o Grêmio saiu da pasmaceira e resolveu liquidar o jogo. Escanteio batido por Paulo Sérgio, Pereira cabeceou contra o defensor e Perea escorou para fazer seu “hat-trick” aos 15. Três minutos mais tarde, num contra-ataque Roger deu um belíssimo passe para Perea entra em velocidade para fazer o 4×0. Hidalgo entrou no lugar de Paulo Sérgio e mostrou reunir mais condições do que Bruno Teles. Pico foi para direita, mas pouco foi visto. Aos 27 Hidalgo bateu mal o escanteio, o defensor do Jaciara deu uma furada monumental e Jean deu um peixinho para marcar o quinto. Aos 32 falta para o Grêmio na intermediária, o juiz coloca a bola no chão e Roger cobra rápido, lançando Soares que fez o seu primeiro e 0 6×0 final.


Maylson tem algumas qualidades interessantes, mas em que posição joga? É volante? É Meia? muitos jogadores promissores se perderam nessa indefinição.

Hidalgo volta em boa hora. Pico está se desgastando, um tempinho na reserva talvez lhe faça bem.

Roger deu dois belos passes, e era um jogo com quase nenhum desafio, mas mesmo assim é impressionante a falta de compretimento desse jogador em algum momentos da partida. Espero que isso não repita em partidas decisivas. Sem falar na insistência em bater o escanteio curto quando isso aparentemente não foi treinado


Fotos: Grêmio.net e ClicRBS

Grêmio F.B.P.A 6 x 0 Grêmio Jaciara
Perea 11´
Perea 35´
Perea 60´
Perea 63´
Jean 72´
Soares 77´

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Paulo Sérgio (Hidalgo 25/2º), Léo (Jean – intervalo), Pereira e Anderson Pico; Eduardo Costa, William Magrão, Maylson (Julio dos Santos – intervalo) e Roger; Soares e Perea
Técnico: Celso Roth

JACIARA:Pedro Paulo; Wellington Fraga, Marinho, David e Daniel (Duty 24/2º); Tiago Silva, Jamba, Pedrinho (Naldinho 24/2º) e Laírson; Marcelinho e Wellington Pereira
Técnico: José Macena

Copa do Brasil 2008 – 1ªfase – jogo de volta
Data: 27 de fevereiro de 2008, quarta-feira, 20h30min
Local: estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)
Público: 21.959 (19.705 pagantes)
Renda: R$ 168.268,00
Árbitro: Antônio Schneider (RJ)
Assistentes: Claudemir Maffessoni e Luis Kallenberger (SC)
Cartões amarelos: Wellington, David, Marinho (Jaciara); Perea, Eduardo Costa (Grêmio)
Gols: Perea, aos 11 e aos 35 minutos do primeiro tempo, aos 15 e aos 18 minutos do segundo tempo; Jean, aos 27, e Soares, aos 32 minutos do segundo tempo.

Puma – Cruzeiro Uniforme 2008

February 27, 2008
O Cruzeiro lançou na segunda a noite seus uniformes 2008. Quase nenhuma surpresa, a Puma seguiu (infelizmente) a padronização e apenas encaixou o uniforme dos Cruzeirenses nos modelos já apresentados para Eurocopa e Copa Africana de Nações.

Imagino que a do Grêmio não deve demorar e nem deve fugir muito desses modelos.

Olímpico – dimensões do gramado

February 26, 2008
Para quem não sabe o Palmeiras fez algumas reformas no parque Antártica, entre as quais está a ampliação do gramado (passando a ter como medidas 109.3m x 75m).Como contraponto, a Folha de São Paulo traz uma matéria sobre uma proposta da international board de padrozinar o tamanho dos gramados em 105×68, que é o padrão já usado na copa do mundo. O gramado do Olímpico tem esse medida. Confira a matéria.

Padronização pode encolher os gramados

RODRIGO BUENO

Tamanho de campo não é ainda muito documento no futebol, mas poderá vir a ser. No próximo dia 8, na Escócia, a International Board, entidade que regulamenta o mais popular dos esportes, fará seu encontro anual para debater possíveis alterações nas regras da modalidade.
Neste ano, dentre os temas na pauta, aparece uma sugestão que pode obrigar vários dos estádios brasileiros -inclusive o Parque Antarctica- a passar por reformas.
A federação do País de Gales, uma das que compõem a International Board, quer agora uma medida padrão para todos os gramados: 105 m x 68 m. Tal medida já é uma referência internacional, mas muitos clubes e países usam campos maiores ou menores hoje em dia porque a regra assim permite.
Pelo texto atual das regras, um campo de futebol pode ter, para partidas internacionais, de 100 m a 110 m de comprimento e de 64 m a 75 m de largura. No Brasil, alguns dos principais estádios exploram ao máximo esses limites -são os casos de Maracanã e Mineirão.
A sugestão da federação galesa visa acabar com as vantagens das equipes mandantes que se aproveitam do tamanho de seus campos para dificultar o jogo para o adversário. Seria uma forma de aumentar o fair play (jogo limpo) no futebol, o que a Fifa tem buscado em muitas campanhas recentes.
Para haver mudança em uma regra no futebol, é preciso que essa tenha o respaldo de pelo menos seis dois oito votantes na reunião da International Board. A Fifa, entidade que rege o futebol mundial, tem quatro votos. Os outros quatro são das federações britânicas.
No Brasil, um dos poucos estádios usados na elite do país com a medida sugerida pela Fifa, é a Kyocera Arena, do Atlético-PR -o Olímpico, do Grêmio, também tem 105 m x 68 m.
Quase todos os demais campos cotados para receber partidas na Copa de 2014 precisariam passar por modificações. No geral, deveriam encolher.

ESTÁDIOS PELO PAÍS
Medidas de Gramados
– Maracanã = 110 x 75m
– Mineirão = 110 x 75m
– P.Antártica = 109.3 x 75m
– Couto Pereira= 109 x 72m
– Morumbi = 108 x 72m
– Beira-rio = 108 x 72m
– Vila-Belmiro= 105,8 x 70m
– Olímpico= 105 x 68m
– Kyocera Arena = 105 x 68m

Ja tinha reproduzido aqui no blog uma matéria da Placar sobre tamanho dos gramados.

Gauchão – Esportivo 1 x 2 Grêmio

February 25, 2008


Não vi o jogo. Só consegui ver os melhores momentos, logo não farei maiores comentários.

Lamento a lesão de Victor

O co-irmão ja iniciou a campanha para ter Carlos Simon no apito de uma hipotética final

Fotos: ClicRBS

Esportivo 1 x 2 Grêmio
W. Magrão (contra) 3´
W.Magrão 11´
Pereira 22´

ESPORTIVO: Donizetti; Márcio Nunes, Willian e Juliano (Romano); Polaco (Vinicius), Jardel, Jé, Dângelo (Guilherme) e Marciel; Juninho e Fernando.
Técnico: Cristian de Souza.

GRÊMIO: Victor (Marcelo Grohe); Paulo Sérgio, Léo, Pereira e Anderson Pico; Nunes, William Magrão, Maylson e Julio dos Santos; Soares (Peter) e Perea (Reinaldo).
Técnico: Celso Roth.

Gauchão 2008 – 1ªfase – 8ªRodada
Data: 24/05/2008, Domingo, 16h00min
Local: Estádio Montanha dos Vinhedos, em Bento Gonçalves
Arbitragem: Fabrício Neves Correa, auxiliado por José Carlos Oliveira e João Lucio de Souza Júnior.
Cartões amarelos: Juliano e Guilherme (E); Léo, Julio dos Santos, Maylson, Nunes e Marcelo Grohe (G).
Cartão vermelho: Marciel (E) e Maylson (G).
Gols:W.Magrão (contra ou Juninho), aos três, William Magrão (G), aos 11, e Pereira (G), aos 22 minutos do primeiro tempo.

Arena – Humaitá?

February 23, 2008

Temos que receber com certo ceticismo essa notícia, pois desde o início a escolha pelo Humaitá é dado como certo sem que haja maiores indícios. Desta vez porém parece que os portugueses, que inicialmente preferiam a Azenha, optaram pelo humaitá:

Arena no Humaitá

A futura arena do Grêmio ficará mesmo no bairro Humaitá. E deverá ser construída pelo consórcio português TBZ-OAS, que concorre com a construtora Norberto Odebrecht. Em dezembro, os portugueses haviam sugerido a construção na Azenha, na área do Olímpico. Posteriormente, optaram pelo Humaitá, a exemplo da Odebrecht.

Nos bastidores, é dada como certa a opção dos conselheiros pela proposta da TBZ-OAS. A definição ocorrerá no início de março, informa o vice de planejamento, Eduardo Antonini. Além da opção pelo Humaitá, que agrada à diretoria e parte do Conselho Deliberativo, os portugueses oferecem ao Grêmio 65% de participação dos lucros gerados pelo empreendimento, que terá hotel, shopping center, área residencial, centro empresarial e estacionamento. A Norberto Odebrecht propõe 50% de participação.

– O Grêmio ficará com um percentual maior sobre o faturamento e não correrá risco de ficar sem local para jogar, se o Olímpico for destruído. – disse ontem um conselheiro. (Zero Hora – 23 de fevereiro de 2008 – N° 15519)

Arena – interesse novamente

February 23, 2008
Novamente a Zero hora publica notícia sobre o pouco interesse de conselheiros sobre os projetos da arena:

Arena exposta
Devido ao desinteresse na análise das propostas para a construção da arena, o presidente do Conselho, Raul Régis de Freitas Lima, colocou os projetos do consórcio português TBZ-OAS e do Grupo Odebrecht à disposição dos conselheiros do clube, de 25 de fevereiro a 7 de março. Dos 330 integrantes, menos de cem analisaram as propostas até agora. Até o fim de março, o Conselho escolherá quem construirá o novo estádio. A TBZ-OAS sugere como endereço a área do Olímpico. A Odebrecht, propõe o bairro Humaitá. (Zero Hora – 22 de fevereiro de 2008 – N° 15518)

Gauchão – Final do 1º turno

February 23, 2008


Gauchão – Grêmio 2 x 1 Esportivo

February 22, 2008
Bom jogo no Olímpico. O Esportivo foi a equipe mais qualificado que o Grêmio enfrentou no ano, e exigiu bastante. De cara não deu pra notar muita diferença de Mancini para Roth, talvez um pouco mais de pegada e um time que protege mais a frente da área. Paulo Sérgio apoiava bastante, mas mal. Bruno Teles ajudava pouco no ataque, soma-se a isso os três volantes e ficava previsível que a principal (pra não dizer única) jogada era com Roger. Como não poderia deixa de ser Roger foi bem marcado, e em certos momentos colaborou com seu marcador ao insistir em jogar de costas pro gol. Ainda assim o Grêmio chegava bem mais do que o Esportivo, que ameaçou por duas vezes. a primeira numa cobrança precipitada de falta, na qual Victor salvou. A segunda foi um lateral mal batido, bola nas cost as de Paulo Sérgio, bom cruzamento e bela cabeçada de Flaviano, pondo o Esportivo em vantagem

Volta do intervalo com duas mudanças, Felipe Matione no lugar de Bruno Teles (Paulo Sérgio foi para esquerda) e Soares no lugar de Tadeu. O time ganhou mobilidade, Soares caia nas duas pontas e os laterais apoiavam bem mais. aos 9 boa jogada iniciada por Perea que passa para Roger, que limpou dois marcadores e bateu com força de fora da área. 1×1. Chances seguiram sendo criadas, Perea desperdiçou algumas, mas também foi dele o belo toque de calcanhar que acabaou resultando no pênalti sofrido por Soares. Roger bateu e estabeleceu o placar final. Aos 29, saiu roger lesionado, Jean entrou. O esportivo foi pro tudo ou nada, correu riscos, ameaçou mas não alcançou o empate.

Fotos: Gremio.net e ClicRBS

Grêmio 2 x 1 Esportivo
Flaviano 39´
Roger 54´
Roger (pen) 69´

GRÊMIO: Vitor; Paulo Sérgio, Leo, Pereira e Bruno Teles (Felipe – Intervalo); Eduardo Costa, William Magrão, Maylson e Roger (Jean 29 do 2º); Perea e Tadeu (Soares – intervalo)
Técnico: Celso Roth

ESPORTIVO: Donizetti; Nunes, Willian e Juliano (Ronaldo – intervalo [Romano 30 do 2º]); Polaco, Jardel, Jé, D’Ângelo e Marciel; Flaviano (Régis ) e Fernando
Técnico: Cristian de Souza

Gauchão 2008 – 1ªFase – 7ªRodada
Data: 21/02/2008
Estádio: Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)
Público: 15.366 (13.881 pagantes)
Renda: R$180.818,00
Árbitro: Leandro Vuáden
Auxiliares: Marcelo Barison e Edson Arnhold
Cartões amarelos: Eduardo Costa, Maylson, Soares (Grêmio), Juliano, Ronaldo, Jardel e Willian (Esportivo)
Gols: Flaviano, aos 39 do primeiro tempo; Roger, aos 9 minutos e aos 24 minutos do segundo tempo