Archive for October, 2008

Brasileirão – Cruzeiro 3 x 0 Grêmio

October 30, 2008

O gol relâmpago decidiu o jogo e determinou os rumos da partida. Foi no mínimo curioso ouvir duas entrevistas de Vágner ontem: Antes do jogo disse que o time queria marcar gols cedo. No intervalo, disse que já conhecia a jogada do ponta-pé inicial do Grêmio.

A jogada ensaiada do Grêmio é manjada e foi mal executada. Guilherme tomou a bola, mas ainda assim era cercado por dois gremista na intermediária, de onde enfiou a bola pelo meio da zaga, e Wágner recebeu com liberdade para chutar para o gol e com pouco mais de 10 segundos mudar completamente o panorama da partida.

Nem deu pra saber se o esquema proposto por Roth era acertado ou não. Souza jogava de ala-esquerdo e Douglas Costa era atacante.

Para o Grêmio, o Gramado do mineirão ficou ainda maior e mais fofo. O jogo se inverteu, tendo o Grêmio que ir para cima e propor o jogo. Era o que o Cruzeiro precisava e queria. nos 25 minutos iniciais a pressão foi toda Cruzeirense, com destaque para a defesa de Victor após cabeçada.

O Cruzeiro tinha tempo e espaço para tocar a bola no seu campo de ataque, a marcação gremista não incomodava.

O tricolor tentava atacar., mas sem muita organização. A bola pouco passava por Tcheco (e tem sim que passar por ele). o Grêmio chegava perto do gol de Fábio, mas sempre faltava capricho. Era a conclusão ruim, domínio errado, bola que era adiantada, passe curto, etc… Ainda assim tivemos duas boas chances, na cabeçada de Réver e no chute de Felipe Mattioni.

Pereira sentiu lesão e o colombiano Perea entrou no seu lugar. 4-4-2. Souza já estava desconforável na ala, ficou ainda pior de lateral esquerdo.

No segundo tempo Paulo Sérgio ingressou na lateral-esquerda. Douglas Costa saiu e Souza foi para meia. o Grêmio melhorou e até teve boa chance, no voleio de Perea. Mas como castigo, numa bola jogada no costado esquerdo, Jonathan ingressou na área, tentou o cruzamento, mas a bola desviou em Victor e acabou indo para as redes.

O Cruzeiro tratou de administrar a vantagem. Aos 21, Fernandinho errou o chute, Guilherme que estava caído dentro da áre se levanta, domina, gira e bate para fazer o terceiro.

Confesso que a partir daí não me aguentei e mudei de canal para torcer por resultados paralelos (“secar”). Deu tempo de ver o São Paulo ser novamente beneficiado por um erro de arbitragem.



Duas declarações do vestiário gremista resumiram bem o que foi o jogo.

“Foi uma desatenção imperdoável. Houve desatenção e isso acabou definindo a partida. O Grêmio teve que tomar a iniciativa, se tornou mais vulnerável, e o Cruzeiro se aproveitou disso” André Krieger (ClicRBS – 30/10/2008)

Em uma decisão, levar um gol aos 14 segundos com a saída de bola nosso favor desequilibra. Não conseguimos sentar no jogo. No futebol não tem perdão, quem erra, morre“, afirmou o técnico Celso Roth – (Terra 30/10/1008)


CRUZEIRO: Fábio, Jonathan, Léo Fortunato, Espinoza e Jadilson (Thiago Martinelli, 22’/2ºT); Marquinhos Paraná, Fernandinho, Ramires e Wágner (Camilo, 27’/2ºT); Guilherme (Jajá, 39’/2ºT) e Thiago Ribeiro.
Técnico: Adilson Batista.

GRÊMIO: Victor, Leo, Pereira (Perea, 27’/1ºT), Réver e Felipe Mattioni; Rafael Carioca, William Magrão (Makelele, 22’/2ºT), Tcheco, Souza; Douglas Costa (Paulo Sérgio, intervalo) e Reinaldo .
Técnico: Celso Roth.

32ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2008
Data: 29/11/2008, quarta-feira, 21h50min
Estádio: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Público: 35.560 pagantes
Renda: R$ 549.450,00
Árbitro: Heber Roberto Lopes (PR)
Assistentes: Roberto Braatz (PR) e Erich Bandeira (PE)
Cartões Amarelos: William Magrão, Rafael Carioca, Souza e Tcheco (GRE); Fernandinho, Ramires e Guilherme (CRU)
Gols: Wagner 14”/1ºT , Jonathan 9’/2ºT e Guilherme 21’/2ºT

Advertisements

Videos – Grêmio 5 x 0 Palmeiras – Libertadores 1995

October 29, 2008
Aproveitando um arquivo com uma reprise da BandSports da transmissão original da Bandeirantes do jogo Grêmio 5 x 0 Palmeiras, válido pelas quartas-de-final da Libertadores de 1995, editei alguns vídeos e os coloquei no YouTube.

Fiz isso em Julho, alguns de vocês podem até já ter visto.

O primeiro deles é da briga entre Dinho e Válber e toda a confusão que se segue:

O segundo é sobre as expulsões que ocorreram no jogo:

O terceiro é sobre um lance quase esquecido, onde Mancuso acerta um soco em Carlos Miguel e o juiz nada marca:

O quarto e derradeiro vídeo contém os gols do jogo com a narração de Sílvio Luiz:

Para mais informações sobre este jogo clique no link abaixo:
http://libertadores1995.blogspot.com/2006/12/quartas-de-final-grmio-5-x-0-palmeiras.html

Camisas – Branca 1989

October 26, 2008


Ano: 1989 – 1990
Fornecedor: Penalty
Patrocinador: Coca-Cola

Camisas – Branca 1986

October 26, 2008


Ano: 1986
Fornecedor: Penalty
Patrocinador:

Brasileirão – Grêmio 1 x 0 Sport

October 24, 2008

Grêmio foi a campo num falso 4-4-2. Thiego era um falso lateral esquerdo, Mattioni era uma falso lateral direito e Douglas um falso meia esquerda. Na prática o time jogou no 3-5-2 (Thiego era zagueiro mesmo, Douglas e Mattioni alas). A idéia não era ruim, Mattioni bateria cabeça com Dutra pelo lado direito e Thiego se preocuparia com Carlinhos Bala pelo lado esquerdo.Nem deu tempo de ver se o esquema funcionaria ou não, e William Magrão arrancou do meio campo, foi pra cima da defesa adversária e arriscou o chute, que saiu torto e fraco. Reinaldo, contudo, consertou a trajetória da bola em um só toque e a encaminhou para as redes.

O gol animou ainda mais o time do Grêmio que continuou indo para cima do adversário. Aos 16 Tcheco levantou bola na área e Reinaldo cabeceou no travessão. Mas o Grêmio passou a perder o meio campo. Douglas Costa era visto muito mais na marcação do camisa 15 Moacir do que armando jogadas de ataque. Tcheco sumiu por um tempo. O time sentiu e o Sport cresceu. Aos 34 Sandro Goiano lançou, a zaga fez a linha “burra” a Wilson ficou sozinho para cabecear, e só parou na boa defesa de Victor.

No segundo tempo Roth tentou corrigir o time, William Magrão foi jogar a frente da zaga. Rafael Carioca ocupou a ala-esquerda e Douglas foi liberado para o meio. O jogo acalmou e o Grêmio criou algumas chances. Mas Perea e Reinaldo cansaram e a marcação da saída de bola diminui, o Sport jogava mais fácil e o Grêmio tinha dificuldade de manter a posse de bola. Na melhor chance dos pernambucanos, Júnior Maranhão chutou forte, Victor fez boa defesa e Wilson chutou o rebote por cima do gol. Roth trocou seu ataque e o Grêmio finalmente conseguiu segurar a bola no ataque. O jogo se encaminhou para o final com alguma apreensão e nervosismo nas arquibancadas do Olímpico.

A atuação não foi e isso parece claro. Foi consenso no vestiário do Grêmio. Mas Felipe Mattioni lembrou algo que é bem correto: “contra o Flamengo jogamos bem e só empatamos. Nesta altura do campeonato o importante é ganhar”

Não gostei do novo “esquema”. Prefiro a volta de um 3-5-2 mais tradicional. Não acho que a queda de rendimento da equipe esteja vinculada a um suposto “desgaste” e previsiblidade do esquema.

Tcheco disse que sentiu a falta de ritmo de jogo (Valeu STJD)

Réver, mais um vez o melhor em campo.

Fotos: Grêmio.net e ClicRBS

Grêmio 1 x 0 Sport
Reinaldo 2´

GRÊMIO:Victor; Pereira, Réver e Thiego; Felipe Mattioni, Rafael Carioca, Willian Magrão, Tcheco e Douglas Costa (Souza, 37 do 2º); Perea (Morales, 28 do 2º) e Reinaldo (Soares, 28 do 2°)
Técnico: Celso Roth

SPORT: Magrão; Igor, César Lucena e Durval; Cássio Lopes (Moacir, 8 do 1º; depois Luciano Henrique, 24 do 2º), Andrade (Júnior Maranhão, int.), Sandro Goiano, Fumagalli e Dutra; Carlinhos Bala e Wilson
Técnico: Nelsinho Baptista

31ª Rodada – Campeonat Brasileiro 2008
Data: 23 de outubro de 2008, quinta-feira, 20h30min
Local: Estádio Olímpico, Porto Alegre-RS
Público Total: 29.575 ( 26.833 Pagantes)
Renda: R$ 476.140,75
Arbitragem: Wagner Tardelli (Fifa-SC),
Auxiliares: Carlos Berckenbrok e Alcides Pazzeto (SC).
Cartões amarelos: Sandro Goiano, Durval, César Lucena
Gol: Reinaldo (G), a um minuto e cinqüenta segundos do primeiro tempo.

Comparecimento Eleições

October 22, 2008
Fiz um pequeno levantamento sobre as eleições mais recentes do Grêmio envolvendo o associado. Para tanto usei majoritariamente, dados extraídos do jornal Correio Do Povo. Surpreendentemente, o aumento exponencial do quadro social não signficou uma maior participação do associado nas eleições. Vejam os “resultados” abaixo:

2004 – Conselho Deiberativo

Mesmo com cálculos da secretaria do clube mostrando um eleitorado de mais de 6 mil associados, a previsão feita pelo presidente do Conselho Deliberativo, Oly Fachin, é que 2 mil sócios do Grêmio compareçam ao pleito deste domingo” (Correio Do Povo, 26 de Setembro de 2004)

Aptos para votação: 6.000 sócios
– Esperados: 2.000 sócios
Votaram: 2.435 sócios (40,58%)

2004 – Presidente

Menos de um terço dos associados deve comparecer à votação que hoje decide o novo presidente do Grêmio. A previsão é do presidente do Conselho Deliberativo, Mauro Knijnik, que espera o comparecimento de no máximo 3 mil sócios de um universo de 11,6 mil aptos a participar do pleito” (Correio do Povo, 16 de Dezembro de 2004)

Aptos para votação: 11.600 sócios
– Esperados: 3.000 sócios
Votaram: 2.427 (20,92%)


2007 – Conselho Deliberativo

Diz-se que 10 mil estariam aptos a votar e expectativas antes do pleito eram de seis ou oito mil votantes, conforme o presidente do Conselho Deliberativo, Mauro Knijnik” (Grêmio1983 – 29/09/2007)

Aptos para votação: 10.000 sócios
– Esperados: 6 a 8 mil sócios
Votaram: 3.063 sócios (30,63%)

2008 – Presidente

Atualmente 20 mil sócios estariam aptos para votar. A direção espera que 6 mil comparecem às urnas.” (O Sul – 10/10/2008)”

A estimativa da direção é que dos 22 mil sócios aptos a votar atualmente, 6 mil deverão comparecer. ” (Correio do Povo – 18/10/08)

Aptos para votação: 22.000 sócios
– Esperados: 6.000 sócios
Votaram: 5.365 sócios (24,39%)

Kléber absolvido

October 21, 2008

Já se imaginava:

“21:23
RESULTADO DO JULGAMENTO: POR MAIORIA DE VOTOS, ABSOLVER O JOGADOR KLEBER, DO PALMEIRAS, QUANTO A IMPUTAÇÃO AO ARTIGO 254 DO CBJD.

21:22
O PRESIDENTE VOTA NO SENTIDO DE SUSPENDER O JOGADOR KLEBER, DO PALMEIRAS, POR TRÊS PARTIDAS, POR INFRAÇÃO AO ARTIGO 254 DO CBJD.

21:20
COM A PALAVRA O PRESIDENTE PARA VOTO.

21:19
DR. OTACÍLIO ARAÚJO ACOMPANHA O VOTO DO RELATOR.

21:17
O AUDITOR FAZ ALGUMAS CONSIDERAÇÕES ANTES DE PROFERIR O SEU VOTO E COMENTA SOBRE AS DENÚNCIAS QUE SÃO FORMULADAS ATRAVÉS DE PROVA DE VÍDEO.

21:15
COM A PALAVRA O AUDITOR DR. OTACÍLIO PARA VOTO.

21:13
DR. DIEGO ACOMPANHA O VOTO DO RELATOR.

21:11
COM A PALAVRA O AUDITOR DR. DIEGO PARA VOTO.

21:10
DR. RICARDO GRAICHE DIVERGE DO VOTO DO RELATOR, SUSPENDENDO O JOGADOR KLEBER, DO PALMEIRAS, POR INFRAÇÃO AO ARTIGO 254 D CBJD.

21:09
Saiba mais:

Na última passagem pelo STJD, o palmeirense foi suspenso por uma partida pelo Pleno, no dia 25 de setembro. O jogador foi novamente julgado após Recurso interposto pela Procuradoria, que não ficou satisfeita com sua absolvição aplicada pela Primeira Comissão Disciplinar.

21:08
COM A PALAVRA O AUDITOR, DR. RICARDO GRAICHE, PARA VOTO. 21:07
O RELATOR VOTA NO SENTIDO DE ABSOLVER O JOGADOR KLEBER, DO PALMEIRAS, QUANTO A IMPUTAÇÃO AO ARTIGO 254 DO CBJD.

21:00
A DEFESA ENCERRA A SUA FUNDAMENTAÇÃO PEDINDO A ABSLVIÇÃO DO JOGADOR.

20:58
O ADVOGADO AINDA AFIRMA QUE O ZAGUEIRO DO FIGUEIRENSE ISENTOU KLÉBER DE CULPA.

20:57
O ADVOGADO DIZ QUE NINGUÉM SOBE PARA CABECEAR COM OS BRAÇOS COLADOS AO CORPO E AFIRMA QUE FOI APENAS UM “ACIDENTE DE TRABALHO”.

20:56
DR. RAFAEL PESTANA DIZ QUE HOUVE CONTATO FÍSICO NO LANCE DE KLÉBER MAS QUE ISSO É NORMAL DO FUTEBOL.

20:55
O ADVOGADO REAFIRMA QUE ATOS PRESENCIADOS PELO ÁRBITRO NÃO DEVEM SER DENUNCIADOS.

20:54
O ADVOGADO RELEMBRA OUTROS CASOS QUE CHEGARAM AO TRIBUNAL POR PROVA DE VÍDEO E CITA A ABSOLVIÇÃO DO DAGOBERTO, JOGADOR DO SÃO PAULO.

20:53
O ADVOGADO RESSALTA QUE O ÁRBITRO VIU O LANCE OCORRIDO NO JOGO CONTRA O FIGUEIRENSE E AINDA APLICOU UM CARTÃO AMARELO AO JOGADOR DO PALMEIRAS.

20:52
A DEFESA AFIRMA QUE A PROVA DE VÍDEO DEVE SER UTILIZADA QUANDO O LANCE ACONTECE DE UM LADO E O ÁRBITRO ESTÁ DE OUTRO.

20:51
O ADVOGADO COMEÇA SUA FUNDAMENTAÇÃO COMENTANDO SOBRE A PROVA DE VÍDEO E DIZ QUE O TAPE NÃO PODE SUBSTITUIR A ARBITRAGEM.

20:50
COM A PALAVRA DR. RAFAEL PESTANA PARA A DEFESA DO PALMEIRAS.

20:49
A PROCURADORIA RELEMBRA A REINCIDÊNCIA E PEDE A CONDENAÇÃO DO ATLETA.

20:48
A PROCURADORIA DIZ QUE SEU OBJETIVO É O RESPEITO AO TORCEDOR E A DISCIPLINA NO FUTEBOL.

20:47
A PROCURADORIA PEDE A PALAVRA E COMENTA SOBRE A DENÚNCIA POR PROVA DE VÍDEO E DIZ QUE ESSE ATO É TOTALMENTE VÁLIDO.

20:46
O PRESIDENTE ENCERRA O DEPOIMENTO DE KLÉBER.

20:45
O AUDITOR DR. OTACÍLIO ARAÚJO QUESTIONA QUANTAS FALTAS ELE COMETEU E O ATLETA NÃO SABE DIZER.

20:44
KLÉBER PRECISA QUE RECEBEU 109 FALTAS AO LONGO DE TODO O BRASILEIRO. 20:43
KLÉBER DIZ QUE TENTA FUGIR DA FAMA DE MAU E AFIRMA QUE É O JOGADOR QUE RECEBE MAIS FALTA NO CAMPEONATO.

20:42
KLÉBER AFIRMA QUE NÃO HOUVE VIOLÊNCIA NO LANCE CONTRA O FIGUEIRENSE E RELEMBRA QUE HOUVE SIMULAÇÃO DE SEU ADVERSÁRIO QUANDO FOI JULGADO POR PRÁTICA DE AGRESSÃO, CONTRA O GOIÁS.

20:40
O JOGADOR DIZ QUE BUSCA O RESPEITO EM CAMPO E QUE, DE FORMA NENHUMA, QUIS MACHUCAR SEU ADVERSÁRIO.

20:39
KLÉBER DIZ QUE SEU BRAÇO PEGOU NO ASPRILLA, MAS QUE FOI UM MOVIMENTO NORMAL PARA SUBIR EM DIREÇÃO À BOLA. 20:38
JDNEWS: FABIANO ELLER, DO SANTOS, PEGA TRÊS PARTIDAS DE SUSPENSÃO.

20:36
O ATACANTE SE DEFINE COMO UM ATLETA QUE MARCA BASTANTE E QUE MOSTRA RAÇA E DETERMINAÇÃO. 20:35
KLÉBER DIZ QUE CONVERSOU COM ASPRILLA E QUE ELE ENTENDEU QUE FOI APENAS UM LANCE DE JOGO, RESSALTANDO QUE NÃO TEM NADA CONTRA O JOGADOR DO FIGUEIRENSE.

20:34
O JOGADOR AFIRMA QUE HOUVE APENAS UM CHOQUE E NÃO TEVE A INTENÇÃO DE ATINGIR SEU ADVERSÁRIO.

20:33
O PRESIDENTE DA COMISSÃO CHAMA O JOGADOR KLEBER PARA PRESTAR DEPOIMENTO. 20:31
NESSE MOMENTO É APRESENTADA A PROVA DE VÍDEO DA DEFESA DO PALMEIRAS. 20:30
Entenda o caso:

A denúncia da Procuradoria se originou após um tape requisitado do duelo entre Palmeiras e Figueirense, realizado no dia 8 de outubro, no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis/SC. Na ocasião, de acordo com a denúncia, Kléber teria dado uma cotovelada no jogador adversário Asprilla, durante a disputa de bola. O jogador não foi expulso na partida.

Pela suposta infração em campo, o atacante palmeirense acabou denunciado no artigo 254 (Praticar jogada violenta) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). Kléber Giácome de Souza Freitas pode pegar de duas a seis partidas de suspensão. Em caso de pena máxima, o atacante ficará fora das partidas contra Fluminense, Goiás, Santos, Grêmio, Flamengo e Ipatinga, voltando a campo somente no dia 30 de novembro, contra o Vitória, pela penúltima rodada do Brasileirão.

20:29
COM A PALAVRA O RELATOR PARA RELATÓRIO. 20:28
O Presidente chama a julgamento o Processo: 138/2008
Jogo: Figueirense F.C. (SC) x S.E. Palmeiras (SP) – categoria profissional, realizado em 08 de outubro de 2008 – Campeonato Brasileiro – Série A. Denunciado: Kleber Giacomace de Souza Freitas, atleta da S.E. Palmeiras, incurso no Art. 254 do CBJD. AUDITOR-RELATOR: DR. WAGNER MADRUGA DO NASCIMENTO.”

Os “céticos” se precipitam e dizem que são turmas diferentes, com posicionamentos contrários, o que explicaria a diferença dos julgados.

Mas a procuradoria é uma só. Por que denunciar Léo pelo artigo 253 (agressão – pena miníma de 120 dias) e Kléber pelo 254 (jogada violenta – pena máxima de 6 jogos)? o que explica essa diferença?

Além disso, é importante prestar atenção numa “denúncia” feita por Gilmar Ferreira, do Extra, em seu Blog:

Acontece que nos julgamentos ocorridos por outras turmas (primeira, segunda e quarta), os entendimentos são outros e as penas, mais brandas.

Ou seja, os auditores que compõem a terceira comissão estão sendo acusados de querer ganhar notoriedade usando a mão forte, instituindo penas pesadas.

Até aí, tudo bem, segundo especialistas a prática é comum também na Justiça comum.

Ocorre que, como não há distribuição eletrônica das denúncias, não é descartada a possibilidade de manipulação das pautas.

Por quê? Simples: o procurador escalado para apreciar as súmulas (são cinco por rodada) tem dois dias para analisar se há infrações a serem julgadas.

Depois, entrega o documento oficial das partidas na secretaria do STJD, que procede então a distribuição das pautas — pautas, inclusive, que devem ser julgadas em até três dias úteis.

Assim, se ela é entregue numa sexta-feira, só para exemplificar, é provável que o caso seja julgado na quarta-feira seguinte, na reunião da tal terceira comissão.

O sistema, considerado falho por especialistas em Justiça Desportiva, facilita o tráfico de influência e remete terceiros à percepção de que o sucesso de um clube no Brasileiro não está diretamente ligado à formação de um bom time.

Há, entre muitos, a estranha sensação de que mais vale o cortejo ao procurador amigo do que a mirabolante tarefa de tentar produzir o melhor futebol.” (Blog Futebol, Coisa & Tal – 17/10/2008)

Ou seja, o procurador pode muito bem escolher qual a comissão que irá julgar a sua denúncia.

Brasileirão – Classificação – 30ª Rodada

October 21, 2008
Colocação Time PG J V E D GP GC SG %
Grêmio 56 30 16 8 6 46 25 21 62%
Cruzeiro 55 30 17 4 9 46 31 15 61%
Palmeiras 55 30 16 7 7 48 34 14 61%
São Paulo 53 30 14 11 5 49 29 20 59%
Flamengo 52 30 15 7 8 46 33 13 58%
Botafogo 46 30 13 7 10 41 31 10 51%
Internacional 46 30 13 7 10 39 35 4 51%
Coritiba 46 30 12 10 8 44 31 13 51%
Goiás 45 30 12 9 9 45 35 10 50%
10º Vitória 44 30 13 5 12 40 36 4 49%
11º Sport 41 30 11 8 11 36 33 3 46%
12º Atlético-MG 37 30 9 10 11 40 50 -10 41%
13º Santos 36 30 9 9 12 37 44 -7 40%
14º Figueirense 34 30 8 10 12 37 58 -21 38%
15º Náutico 31 30 8 7 15 31 45 -14 34%
16º Portuguesa 31 30 8 7 15 37 55 -18 34%
17º Fluminense 31 30 7 10 13 38 43 -5 34%
18º Atlético-PR 28 30 7 7 16 29 44 -15 31%
19º Ipatinga 28 30 7 7 16 30 51 -21 31%
20º Vasco 27 30 7 6 17 44 60 -16 30%


ARTILHEIROS
20 gols

Kléber Pereira (Santos)

18 gols
Washington (Fluminense)

17 gols
Alex Mineiro (Palmeiras)

16 gols
Keirrison (Coritiba)
Guilherme (Cruzeiro)

14 gols
Nilmar (Internacional)

11 gols
Iarley (Goiás)

10 gols
Hugo (São Paulo)
Roger (Sport)

Edmundo (Vasco)

Brasileirão – Portuguesa 2 x 0 Grêmio

October 19, 2008

Ok, o campeonato é muito equilibrado. Ok, era um jogo fora de casa. Mas também era o enfrentamento do líder do campeonato contra um time que tenta fugir do rebaixamento. Alguma superioridade gremista deveria transparecer. Deveria, mais isso não aconteceu.

O jogo começou muito disputado e equilibrado. As duas equipes corriam muito e sofriam com o gramado. O Grêmio ameaçou em chute de Pereira, que passou perto. A Lusa teve boa opurtunidade no lance em que Edno invadiu a área e que concluiu entre as pernas de Pereira, no contra-pé de Victor, mas o chute saiu mascado e o arqueiro gremista fez boa defesa.

O Grêmio estava mal posicionado, jogando longe, meio campo ficava distante da zaga e do ataque. Como conseqüência, perdia sempre a segunda bola e deixava a zaga exposta. O time também abusou dos lançamentos, tanto os no centro para Morales, como também os na ponta para Soares. Inexistiram jogadas de linha de fundo.

A volta do vestiário para o segundo tempo não trouxe nenhuma melhora, pelo contrário. A Lusa conseguiu abrir o placar aos 10 minutos, escanteio batido, Réver tentou cortar no primeiro pau, mas a bola acabou ficando a feição para Ediglê cabecear para o Gol. O tricolor tentou ir para cima, mas pouco ameaçou, somente um chute de Souza é digno de registro. No final, trapalhada de Felipe Mattioni e a Lusa fez seu segundo gol com Edno, que estabeleceu o placar final.

Ortemann errou todos os lances que tentou.

Douglas Costa tem qualidade, mas não é intocável. Pode sim ir pro banco.

Mattioni tem alguma vantagem técnica sobre Paulo Sérgio, mas tem que ser mais efetivo, eficiente e eficaz.

Acho que se precipitam os que decretam o fim do 3-5-2.

No mais, gostei da análise do Falcão na Zero Hora de hoje:

o Grêmio levou 2 a 0 da Portuguesa numa partida de muitos balões, nenhuma criatividade e raríssimas oportunidades de gol. Tanto que, aos 31 do segundo tempo, o técnico Celso Roth gritou para o zagueiro Réver na beira do campo:

Não vamos dar balão, vamos tocar a bola.

Pouco adiantou. No campo, o Grêmio continuou atacando desordenadamente e facilitando a vida da defesa da Portuguesa, que já ganhava de 1 a 0. O treinador tentou de tudo, fez as alterações possíveis, mas seu time foi impotente para desmanchar a vantagem do adversário. Pior: no final atrapalhou-se na marcação, proporcionou um contra-ataque a ainda acabou levando o segundo gol. Deixou péssima impressão o Grêmio ontem” ( Zero Hora – 20/10/2008)


Portuguesa 2 x 0 Grêmio
Ediglê 55´
Edno 90+1

PORTUGUESA: Eduardo Gottardi, Patrício, Ediglê, Bruno Rodrigo e Athirson; Erick, Rai, Fellype Gabriel (18’/2ºT – Gavilán); Edno e Washington (41’2ºT/Rogério) .
Técnico: Estevam Soares.

GRÊMIO: Victor, Léo, Pereira (28’/2ºT – Souza) e Rever; Felipe Mattioni, Rafael Carioca (6’/2ºT – Orteman) William Magrão, Douglas Costa e Hélder; Soares (22’/2ºT – Perea) e Richard Morales.
Técnico: Celso Roth.

30ª rodada – Campeonato Brasileiro 2008
Data: 19/10/2008, Domingo, 18h10min
Local: Canindé, São Paulo-SP
Público: 7.320.
Renda:R$ 117.898,00.
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Auxiliares: Márcio Eustáquio Santiago (MG) e Flávio Gilberto Kanitz (GO)
Cartões amarelos: Rai e Preto (POR); Soares (GRE)
Gols: Ediglê, 10’/2ºT (; Edno 46’/2ºT

Duda Kroeff é o novo presidente

October 19, 2008

Duda Kroeff foi eleito neste sábado o novo presidente do Grêmio. O candidato da Chapa 1, apoiado por Fábio Koff, teve 2909 votos (54%). Antônio Vicente Martins, da Chapa 2, apoiado pelo atual presidente Paulo Odone, teve 2452 votos (45%). Foram 5365 votos. Houve ainda um voto em branco e três nulos.” (ClicRBS – 18/10/2008)”

Foi a decisão dos sócios. Pequenas diferenças deixadas de lado, as duas chapas se equivaliam e os dois candidatos eram legítimos postulantes ao cargo.

Tanto Duda como Vicente exemplificaram o que é um “gentleman” e se comportaram exemplarmente durante a eleição.

Infelizmente o mesmo não pode ser dito de outras pessoas. Inclusive de gente graúda.

Da mesma forma é bastante questionável a conduta de parte da imprensa durante o processo eleitoral.

Visto que cerca de 20 mil sócios estavam aptos a votar, considero baixo o número de votantes (pouco menos de 6 mil, pouco menos de 3/4 de abstenção )

Mas acho que não cabe questionar as razões que levam alguém a não votar. Igualmente não pode ficar questionando os motivos que levaram alguém a votar em determinado candidato. Por mais que esses motivos parecessem claramente errados.

Porque é preciso dizer que alguns argumentos beiraram a imbecilidade.

Duas informações interessantes tiradas da Rádio Guaíba:

– 2/3 dos sócios do Grêmio são da região metropolitana

– Yura votou em Vicente no 1º turno e em Duda no 2º. Justificou sua aparente “incoerência” por querer que a eleição nao se esgotasse no conselho. Postura mais de que elogiável.