Archive for February, 2009

Gauchão – Grêmio 1 x 2 Internacional

February 9, 2009

Grenal em no colosso da lagoa, Grêmio foi de 3-6-1 e no Inter Tite escalou Taison e postou o time num 4-2-3-1.

Grêmio começou jogando no campo do ataque, primeira chance foi num chute Alex Mineiro para fácil defesa de Lauro. Aos 3 minutos falta na intermediária para o Inter cobrar, D´alessandro levanta na área, a bola chegaria nos braços de Victor não fosse a falha de posicionamento/falta de comunicação/erro individual no qual William Magrão cabeceou para trás a abriu o placar para o colorado.

O gol cedo era o ideal para o time escalado por tite, leve e rápido para jogar no contra-ataque. Mas o jogo passou a ser favorável ao Grêmio, principalmente pelo lado esquerdo, com Souza e Fábio Santos,. O Tricolor empilhou oportunidades. 3 chutes de Fábio Santos, 1 de Rafael Marques, 1 de Souza, 1 de William Magrão, 1 bola que Ruy não alcançou. Em duas dessas chances, Lauro fez grandes defesas. O Inter só voltou a ameçar em um chute de longa distância de Magrão, que Victor fez firme defesa. Enfim, o primeiro tempo foi de domínio tricolor, mas placar colorado.

Tite tentou retomar seu meio campo com a entrada de Andrézinho no intervalo (saiu Alex). Aos 3 minutos, em um erro da zaga gremista, D´alessandro deixou Nilmar pifado na cara do gol, o avante colorado teve duas chances para marcar, mas Victor salvou as duas. Roth mexeu, tirou Diogo e colocou Jonas. A equipe retomou a boa produção do primeiro tempo. Aos Fábio Santos teve sua quarta chance no jogo, dessa vez parou na trave. Aos 16, Índio foi proteger a bola que saiá em tiro de meta, o zagueiro bobeou e Ruy roubou a bola e serviu Jonas, que na hora certa e no local certo, só teve o trabalho de empurrar para as redes. Aos 19, Andrézinho tabelou com Nilmar e chutou para bela defesa de Victor. Após o gol e o susto, o Grêmio seguia melhor, mas as duas equipes sentiam o cansaço. O Grêmio tinha a iniciativa do ataque, mas não soube valorizar a posse de bola. Aos 37 falta para o Grêmio, time posicionado dentro da área para o cabeceio. Souza bate rasteiro e mal, Taison puxa o contra-ataque, Réver (já amarelado) não faz a falta, a bola chega em Nilmar e que acerta um belo chute a define o placar.


Complicado falar em injustiça em futebol. Grêmio jogou melhor e produziu bem mais. Mas Rinus Michels já disse que o aproveitamento das chances criadas é um fator determinante no futebol.

Perder sempre é ruim. Grenal então, nem se fala. Mas esta derrota não deve ser tão preocupante. O time atuou bem. Perdeu por erros pontuais, que são de mais fácil correção.

Por favor, não quero mais ler/ouvir sobre “o último homem”. (leiam este artigo que explica bem a situação). Nilmar estava na intermedíaria e deu um drible para “fora” em direção a lateral. Lance de cartão amarelo.

Gol anulado do Jonas foi brincadeira. Gostei da manifestação do Duda Kroeff. Claro que tem que ser entendida muito mais como um desabafo do que como um ameaça concreta. Mas não é possível aturar o que vem acontecendo no gauchão ninguém aqui está fazendo conta (quarto erro grave em cinco jogos). Além do mais, nada explica a continuidade de Simon, com seus sucessivos erros e suas explicações estpafúrdias. A de hoje foi uma verdadeira afronta a inteligência de qualquer ser humano.

A declaração de Taison só tem duas classificações possíveis Se for mentira o que disse , a declaração é lamentável. Se for verdade, é hipócrita. Tipo da coisa que faz a gente torcer contra o jogador.


Taticamente o time do Grêmio segue tendo um problema. A indefinição em relação a cabeça-de-área. Escalar Diogo? Escalar W.Magrão? Escalar os dois no 3-6-1? No 4-4-2?

Jonas está pedindo passagem.

Mais uma bela atuação de Souza.

Tivesse acertado um de seus chutes Fábio Santos teria se consagrado.

Se o mando de campo era do Grêmio, por que o Inter ficou com o reservado do time da casa?

Foi realmente bonito ver o estádio dividido ao meio. Legal que este grenal tenha essa marca.: Ao volta do grenal meio-a-meio (será que algum dia realmente foi assim?). Mas também poderia ter sido esta a volta do Grenal transmitido na tv aberta, a volta do grenal no domingo as 4 da tarde, mas nao foi. Aí são outros os interesses.

Fotos: Grêmio.net, Zero Hora e Internacional

Grêmio 1 x 2 Internacional

GRÊMIO: Victor; Léo, Réver e Rafael Marques; Ruy, Diogo (Jonas, 7’/2º), Willian Magrão (Adilson, 15’/2º), Theco, Souza e Fábio Santos; Alex Mineiro (Reinaldo, 41’/2º)
Técnico: Celso Roth

INTER:Lauro; Danilo Silva, Índio, Álvaro e Marcão; Magrão, Guiñazu, Taison, D’Alessandro (Kleber, 26’/2º); Alex (Andrezinho, int.) e Nilmar (Danny, 41’/2º)
Técnico: Tite

Gauchão – 1º Turno – 6ª Rodada
Data: 8/02/2009, Domingo, 19h10min
Local: Estádio Colosso da Lagoa, em Erechim.
Público: 21055 pagantes
Renda: R$ 1.005.120,00
Arbitragem: Carlos Simon (Fifa), auxiliado por Marcelo Barison e Paulo Ricardo Conceição.
Cartões amarelos: Diogo, Réver, Willian Magrão, Adilson (G); D’Alessandro, Marcão (I)
Gols: D’Alessandro (I), aos 3min do primeiro tempo. Jonas (G), aos 16min, e Nilmar (I), 37min, da segunda etapa.

Advertisements

Libertadores 2009 – 1ª Fase – Grupos

February 7, 2009

Fase de Grupos
Grupo 1
LDU Quito (Equador)
Sport Recife (Brasil)
Colo Colo (Chile)
Palmeiras (Brasil)
Grupo 2
Boca Juniors (ARG)
Deportivo Cuenca (ECU)
Deportivo Táchira (VEN)
Guaraní (PAR)
Grupo 3
River Plate (ARG)
Nacional (URU)
Nacional (PAR)
Univ. San Martín (PER)

Grupo 4
São Paulo FC (BRA)
América de Cali (COL)
Defensor Sporting (URU)
Indep. Medellín (COL)
Grupo 5
Cruzeiro (BRA)
Deportivo Quito (ECU)
Estudiantes LP (ARG)
Universitario de Sucre (BOL)
Grupo 6
CA Lanús (ARG)
Caracas FC (VEN)
Chivas Guadalajara (MEX)
Everton (CHI)
Grupo 7
Grêmio (BRA)
Aurora (BOL)
Boyacá Chicó FC (COL)
Universidad de Chile (CHI)
Grupo 8
San Lorenzo (ARG)
Libertad (PAR)
San Luis FC (MEX)
Universitario (PER)

Libertadores – Pré-Libertadores

February 6, 2009


Jogos de Ida

27/01-
20:00 –
El Nacional
0x5
Nacional-PAR Atahualpa (Quito)
28/01-
20:00-
Univ. de Chile
1×0
Pachuca Santa Laura (Santiago)
29/01-
00:30-
Ind. Medellin
4×0
Peñarol Atanasio Girardot
29/01-
18:00-
Sporting Cristal
2×1
Estudiantes San Martín (Lima)
29/01-
20:30-
Palmeiras
5×1
Real Potosí Palestra Itália (São Paulo)
30/01-
00:05-
Dep. Anzoátegui
2×0
Dep. Cuenca José A. Anzoátegui

Jogos de volta

03/02 –
21:15 –
Peñarol
0x0
Ind. Medellin Centenário (Montevidéu)
03/02 –
23:45 –
Dep. Cuenca
3×0
Dep. Anzoátegui A. Aguilar (Cuenca)
04/02 –
20:30 –
Estudiantes
1×0
Sporting Cristal Ciudad de La Plata
04/02 –
23:00 –
Real Potosí
0x2
Palmeiras Mario Guzmán (Potosí)
05/02 –
01:15 –
Pachuca
2×1
Univ. de Chile Hidalgo (Pachuca)
05/02 –
21:15 –
Nacional-PAR
3×3
El Nacional-EQU Gral. Pablo Rojas

Imagens: Placar

Equipes eliminadas

Peñarol (Uruguay)
El Nacional (Ecuador)
Deportivo Anzoátegui (Venezuela)
Sporting Cristal (Peru)
Pachuca (México)
Real Potosi (Bolívia)

Libertadores – Pachuca 2 x 1 Universidad de Chile

February 5, 2009


Jogo á uma da manhã é dose. Lutei como pude, mas nao consegui acompanhar até o final.

O Estádio Miguel Hidalgo (com capacidade de 30.00o pessoas segundo o WorldStadiums) não estava lotado. O Jornal chileno Las Ultimas Noticias deu o público como sendo de 18.000 espectadores.

O mesmo jornal informou que faziam 4 graus na hora do início da partida, o que ajuda a explicar as mangas compridas e as luvas.

Cedo no jogo o chileno Felipe Seymour fez falta duríssima em um jogador do Pachuca. Confusão formada e Arias, da U.de Chile, foi expulso após acertar um soco em um adversário e em um companheiro.

Peguei no sono e acordei aos 30, vi que o Pachuca vencia por 1×0. Possibilidade de pênaltis, nem isso me fez ficar acordado. Só fiquei sabendo do classificação chilena hoje pela manhã.

Pelo (pouco) que vi, não havia motivo para preferir nenhum dos dois times. Talvez a viagem até o Chile seja menos desgastante, com a vantagem de não se jogar “na altitude”.

De qualquer formar, pelo que foi apresentado, não há grandes razões para temer do Universidad do Chile. Contudo é uma equipe que encarna bem o espírito da competição, alguns bons jogadores, um treinador experiente e uma torcida entusiasmada. Dito isso, não há nenhum motivo para levar o jogo de barbada. Enfrentamentos para serem encarados com seriedade e respeito.


GOLES

1-0 Minuto 25.- Claudio González jaloneó a Benítez, penalti que Gerardo Rodríguez cobró, a la izquierda del portero chileno, quien adivinó el disparo, pero no alcanzó a desviar la pelota.

1-1 Minuto 58.- Marco Estrada cobró un tiro libre, desde afuera del área y tomó mal parado a Calero, quien al reaccionar ya no alcanzó a detener el disparo.

2-1 Minuto 86.- Damián Álvarez envió un centro que Rojas intentó rematar con la cabeza, pero no tocó la pelota, el portero chileno se fue con la finta, y el balón terminó besando la red. El gol fue de Álvarez. (El Sol)

PACHUCA: Calero; Pérez, Mustafá y Rodríguez; Aguilar, Correa (Rojas 63′), Torres, Cárdenas (Montes 68′) y Álvarez; Pérez y Benítez (Giménez 57′).
Técnico: Enrique Meza

U. DE CHILE: Pinto; Estrada, Díaz (Contreras 85´), González, Olarra y Rojas; Arias, Iturra y Seymur (González 2T); Hernández (Pardo 68′) y Olivera.
Técnico: Sérgio Markarian

Gauchão – Veranópolis 3 x 1 Grêmio

February 5, 2009

Time reserva do Grêmio teve algumas dificuldades no primeiro tempo, mas ainda assim ia cumprindo seu papel. O time não conseguia articular jogadas ofensivas, Reinaldo e Rafael Martins estavam completamente inoperantes e os alas não apareciam. Adílson se destacava pela lucidez e Orteman eventualmente conseguia dar um bom passe. O Veranópolis não era muito melhor, o jogo era truncado, concentrado no meio campo e com muito chutão direto da defesa. Verdade que Victor trabalhou mais que Vanderlei, mas o OxO no placar não era um resultado injusto. Contudo, aos 43 o Pentacolor conseguiu entrar pelo meio da zaga do Grêmio, Samuel foi lançado e Heverton cometeu o pênalti. Dinei bateu de um lado. Victor caiu no outro. 1×0 Placar do primeiro.

Veranópolis voltou disposto a manter a vantagem. O Grêmio passou a jogar mais no campo de ataque. Roberson (que entrou no intervalo) passou a incomodar a defesa adversária. Jadílson passou a ser mais acionado. Foi dos pés dele que saiu cruzamento no qual Orteman se antecipou ao goleiro e empatou o jogo. Juiz e bandeirinha confirmaram o gol, jogadores gremistas comemoraram até que o Vinicius Costa, inexplicavelmente, voltou atrás em sua decisão, alegando falta no goleiro. Com já disse, o uruguaio tomou a frente do goleiro, cabeceou e só então houve o inevitável contato entre os dois. Muito estranha a marcação. Para azar do Grêmio (deveria ser do juiz) o lance acabou definindo a partida pois segundos mais tardes o VEC aumentou. Dinei tinha a bola no bico da área, Victor deu um passo a frente para cortar o cruzamento mas a bola foi no contra pé do arqueiro gremista. Aos 32 o mesmo Dinei foi lançado em posição duvidosa e fez um belo gol, driblando a zaga e Victor. Roth mudou, colocou Jonas, que criou algumas chances no ataque e ainda conseguiu descontar para o Grêmio.


Adílson foi o único jogador a ter uma atuação destacada. Mostrou lucidez.

Jadílson foi bem quando acionado, mas pela experiência deveria ter ido buscar mais o jogo.

Reinaldo e Makelele decepcionaram.

Vinícius Costa já tinha apitado mal na estreia do Grêmio no Gauchão (sonegando pênalti e anulando equivocadamente um gol). Não dá pra entender porque, três jogos depois, é escalado para uma partida do tricolor. Tragédia anunciada?

Fotos: ClicRBS, Agência FreeLancer e Correio do Povo

Veranópolis 3 x 1 Grêmio

VERANÓPOLIS: Vanderlei; Anderson Bill, Marilia e Rogério; Fininho, Eduardinho, Douglas, Miro Bahia (Tiago Salla, 33’/2ºT) e Romano (Kito, 38’/2ºT); Dinei (Ijuí, 19’/2ºT) e Samuel.
Técnico:Gilmar Dal Pozzo.

GRÊMIO: Victor; Saimon, Júlio César e Héverton; Wellington, Adílson, Makelele (Tiago Dutra, 10’/2ºT), Orteman (Jonas, 32’/2ºT) e Jadílson; Reinaldo e Rafael Martins (Róberson, intervalo).
Técnico
: Celso Roth.

Campeonato Gaúcho 2009 – 1º Turno – 5ª Rodada
Data: 4/02/2009, quarta-feira, 22h00min
Local: Estádio Antônio David Farina, em Veranópolis.
Público: 1481 pagantes
Renda: R$ 13.505,00
Arbitragem: Vinícius Costa, auxiliado por José Javel Silveira e Edemar Palmeira.
Cartões amarelos: Fininho, Vanderlei, Romano, Eduardinho, Rogério e Douglas (Veranópolis); Makelele e Saimon (Grêmio).
Cartões Vermelhos: Romano, 30/2ºT (Veranópolis).
Gols: Dinei 43’/1ºT (Penalti) , Dinei 27’/2ºT ; Dinei 32’/2ºT e Jonas 33’/2ºT .

Novas Camisas? III

February 3, 2009

Vazaram as novas camisas?

Aparentemente as fotos começaram a rolar na quarta-feira. Fui alertado nos comentários do blog pelo Francisco Luz. Fui atrás das fotos e postei aqui no blog na quinta de manhã. Pouco mais de uma hora depois recebi um email de um sujeito dizendo que era ele que, aparecia nas fotos, pedindo para deleta-las. Não tinha porque duvidar dele. Tirei o post do ar. A mesma coisa aconteceu em vários blogs. (Clube da Bolinha, Minhas camisas, Grêmio Libertador)

Estas fotos ainda pode ser encontradas em diversos sites (como aqui). Para mim parece ser verdadeira, as camisas fecham com a descrição dada pelo César Pacheco. De um modo geral gostei. Na tricolor gostaria de ver o distintivo maior, e não consegui observar detalhes das mangas e ombro. Também não gostei do símbolo da Puma estar novamente em dourado. Na branca penso que a listrar poderiam seguir na parte de trás da camisa.

Ainda na quinta, surgiram fotos de outras camisas. (publiquei e ninguém pediu para tirar)Aí sim ninguém entendeu mais nada. Essas não fechavam com a descrição do Pacheco, mas estranhamente traziam o Patch dos 50 anos da Libertadores. Não gostei. A branca é muito sem graça. Na tricolor a gola preta e dourada não me agradou nenhum pouco. Sem falar no Patch no meio do peito, que estraga as duas camisas. Deveria ir nas mangas, como os demais clubes da competição estão fazendo.

Mas afinal, o que são estas camisas?

Falsas, verdadeiras ou testes da Puma?

Me pareceram verdadeiras, por diversos motivos. Mas será que o Grêmio vai lançar estas mesmo? (ouvi dizer que uma campanha de marketing já foi cancelada)

Não me agrada a idéia de um uniforme exclusivo para libertadores. A camisa tricolor deve ser uma só.

Bom, mas já me perdi nas divagações aqui. O importante era dizer que somente nos sábados as camisas foram aparecer na mídia tradicional.

O Correio do Povo não deu certeza, mas deu crédito ao site Minhas Camisas. Não sei se o crédito é devido, pois não foi o site o responsável pelo vazamento. Também não sei se esse crédito foi uma atitude nobre de não roubar o mérito dos outros e se foi uma maneira de não se responsabilizar pela informação.

Na Zero Hora a notícia ganhou a capa do jornal, mas as fotos são creditadas vagamente a Internet (Muito embora sejam as imagens retiradas do Minhas Camisas). A ZH foi garantiu que se tratam das novas camisas.

Curiosamente, nem a ZH, nem o CP e nem o Minhas Camisas publicaram a foto da segunda camisa branca.

Enfim, isso tudo revela que o Grêmio está lidando muito mal com essa questão do lançamento de novos uniformes. O correto seria que no primeiro jogo de 2009 o time já atuasse com o novo fardamento, que já deveria estar a venda. Em relação aos últimos anos, ter o lançamento em fevereiro é um claro avanço, mas ainda longe do ideal.

“Roupa nova
Uniforme é revelado na internet

O Grêmio organiza um evento no Olímpico para apresentar com pompa seu uniforme para 2009. Mas desde quarta-feira, as fotos com as novas camisetas já circulam na internet. A grande inovação estará no uniforme reserva, com listras brancas e azuis celeste e sem o preto.

Oclube e a Puma, fornecedora do material esportivo desde 2005, criaram também uma camiseta diferenciada para a Libertadores. Ela será a tradicional tricolor, com listras verticais. A novidade está na volta dos pretos nas mangas e na gola, que será polo e terá o V em amarelo. No peito, terá um selo comemorativo aos 50 anos da competição sul-americana.

Nos jogos do Gauchão, o time usará um uniforme parecido com o da Libertadores. A única diferença estará no branco das mangas e da gola, em V.

A ausência do preto no uniforme reserva, que era azul celeste, estranha pela quebra da tradição e pelo sucesso que fez a camiseta preta lançada há alguns anos. Mesmo que não fosse usada em jogos, caiu nas graças da torcida e bateu recordes de venda.

Ontem, o clube desmentiu que as camisetas colocadas na internet sejam os modelos para 2009. Mas segundo algumas fontes contatadas por ZH, trata-se, sim, do uniforme desenhado para a temporada. Normalmente, os clubes mantêm sob sigilo os modelos, para causar impacto nas vendas e para evitar a pirataria.”

Gauchão – Novo Hamburgo 1 x 5 Grêmio

February 3, 2009

Pairavam dúvidas e questionamentos sobre o esquema 3-6-1. Pode não ter sido um teste definitivo, mas contra o Novo Hamburgo funcionou. Os jogadores chegavam com freqüência e em bom número, jamais deixando Jonas isolado na frente.

O jogo começou aberto e o Noia chegou a ameaçar nos primeiros minutos, mas parou aí. Logo o Grêmio passou a mandar no jogo. Teve uma série de escanteios. Em um deles Rafael Marques subiu bem e abriu o placar (foto abaixo). Minutos depois Tcheco foi lançado por Souza, tinha um grande espaço de campo e só o goleiro a sua frente, teve calma e categoria para fazem um golaço, estabelecendo o 2×0. Ainda no primeiro tempo William Magrão teve oportunidade parecida com a do Tcheco, mas se precipitou e jogou a bola pela linha de fundo.

Grêmio voltou para o segundo tempo com Jadílson no lugar de Fábio Santos. Gilmar Iser tentou mudar o jogo promovendo duas alterações no intervalo, mas não teve êxito. O Grêmio seguia tendo muito espaço para jogar, principalmente no contra-ataque. Aos 13 Jadílson fez boa jogada e sofreu pênalti, Souza converteu. Segundos depois o Noia fez o gol de honra, jogada de linha de fundo, cruzamento rasteiro para trás, furada de William Magrão e gol de João Paulo. Tcheco fez seu segundo, de cabeça, após bom cruzamento de Souza. Aos 40 Adílson lançou Souza, que ganhou do goleiro e chutou para estabelecer o placar final.


Novamente o adversário pode não servir de parâmetro, mas o Grêmio fez o que tinha de fazer. Ganhou e ganhou bem.

Não consegui observar muito bem o Diogo. Pareceu jogar mais fixo a frente dos zagueiros. Por ali o Grêmio efetivamente não teve problemas. Contudo o Novo Hamburgo conseguiu (ou só conseguiu) atacar nas costas dos alas (como na jogada do gol).

A imprensa falava em um gramado excelente (Wianey embarcou nessa também).Não foi o que esse viu. A nova casa do Novo Hamburgo pode ser até mais aconchegante do que a velha, mas por enquanto é muito modesta. Parece que as melhorias se darão por etapas. Torço para que isto realmente aconteça.

Fotos: Correio do Povo, Agencia FreeLancer e Grêmio.net

Novo Hamburgo 1 x 5 Grêmio

NOVO HAMBURGO: Flávio, Sandro Blum, Chicão e Luis Henrique; Eder (Cleiton 25’/2ºt), Willian Feijó, Geninho (Jandson, intervalo), Mateus, Maicon Sapucaia e João Paulo; Giancarlo (Murilo, intervalo).
Técnico: Gilmar Iser.

GRÊMIO: Victor, Léo, Réver e Rafael Marques; Ruy, William Magrão (Adílson 15’/2ºT), Diogo, Tcheco (Makelelê 23’/2ºT), Souza e Fábio Santos (Jadílson, intervalo); Jonas.
Técnico: Celso Roth

Campeonato Gaúcho 2009 – 1ª Fase – 4ª Rodada
Data: 1º/02/2009, Domingo, 17h00min
Local: Estádio do Vale, Novo Hamburgo (RS)
Público: 4.898 pagantes
Renda: R$ 92.115,00
Árbitro: Leandro Vuaden
Auxiliares: Altemir Hausmann e Cristiano Arlei Hennig
Cartões Amarelos: Chicão, Éder e Cleiton(N. Hamburgo); Fábio Santos, Leo, Diogo (Grêmio)
Gols: Rafael Marques, 12’/1ºT ; Tcheco, 15’/1ºT; Souza, 13’/2ºT (pênalti); João Paulo 14’/2ºT ; Tcheco 20’/2ºT ; Souza 40’/2ºT