Grêmio X Cruzeiro em 1997 – Paulo Nunes na Copa América

by

Já falei sobre este assunto aqui no blog antes . Quando da convocação do Victor pensei em retomar o tema. Agora, com o confronto entre Grêmio e Cruzeiro na Libertadores de 2009, um dos personagens de ambos os confrontos lembrou da polêmica convocação de Paulo Nunes:
“Naquela altura, o Cruzeiro eliminou o Grêmio, e agora o processo é inverso. O Grêmio tinha um time forte, uma estrutura que ficou do Felipão. Lembro que tinha saído o Jardel e o Paulo Nunes estava na seleção. O restante era a estrutura vitoriosa deixada pelo Felipão” Paulo Autuori (GloboEsporte – 19/06/09 – 14h49 )
Para quem não sabe, em 1997, Paulo Nunes foi convocado pela primeira (e única) vez por Zagallo para a disputa do o Torneio da França (entre 3 e 10 de junho) e a Copa América (entre 11 e 29 de junho).
Enquanto isto o Grêmio enfrentaria o Cruzeiro, nos dias 27/05 e 03/06, pelas quartas de final da Libertadores daquela ano.
O Grêmio não gostou. Se achou prejudicado. Selecionáveis do Cruzeiro não foram chamados. Ricardinho figurou em convocações no final de 96 e no restante do ano de 97. Dida foi o goleiro titular nos primeiros jogos da Copa América de 1995 e nas Olimpíadas de de Atlanta, em 1996. Além de ter sido parceiro do “velho lobo” num comercial da Volkswagen.
A convocação de Paulo Nunes causou alguma surpresa, pois Zagallo já tinha deixado bastante claro o que pensava sobre jogadores do Grêmio no final de 1996.

A direção do Grêmio ficou revoltada, fez protesto por escrito na CBF. Cacalo falou com Ricardo Teixeira, e este último disse que a liberação dependia exclusivamente de Zagallo.

Mas o treinador não atendeu aos apelos feitos por uma equipe brasileira que disputava a Libertadores, diferente do que acabou fazendo mais tarde, quando o pedido partiu de outro clube.

Folha de São Paulo- 11/12/96
Finalista do Campeonato Brasileiro e considerado um dos melhores times do país, o Grêmio teve seus jogadores desprezados pelo técnico Mario Jorge Zagallo para o amistoso da seleção contra a Bósnia, dia 18, em Manaus.
Nenhum atleta da equipe gaúcha foi convocado ontem. A Portuguesa, o outro finalista, terá dois jogadores na seleção: Zé Roberto (titular) e Rodrigo (na reserva).
”Ninguém vai mudar minha opinião sobre o Palmeiras, que continuo achando o melhor time do Brasil”, disse Zagallo.
Ele chamou sete palmeirenses, inclusive o goleiro Velloso (para a reserva de Zetti).
Há dois estreantes na seleção: o lateral Júnior (Palmeiras) e o meia Ricardinho (Cruzeiro).
O técnico disse que não convocou nenhum gremista porque a ”seleção tem um estilo diferente”.
Zagallo elogiou o técnico do Grêmio, Luiz Felipe, dando a entender que os maiores méritos pela campanha no Brasileiro são dele
.

Juca Kfouri – 20/12/1996
“Não reclamo nem mesmo de Zagallo ter declarado que o Grêmio tem um bom conjunto, mas que, individualmente, seus jogadores são inferiores aos que eles tem convocado.
É perfeitamente possível mesmo que um time forme um ótimo conjunto e seja campeão de um país tendo, por exemplo, um grupo composto apenas pelos terceiros melhores jogadores em cada posição, ou seja, sem nenhum na equipe nacional.
Quem sabe seja esse o caso do Grêmio.
Mas gostaria muito que Zagallo pudesse demonstrar que o capitão Adílson, provado e aprovado em diversas decisões de títulos, é apenas o terceiro brasileiro na posição.
Admito que Carlos Miguel possa estar em tal situação e tenho certeza absoluta de que Paulo Nunes não está.”

22/05/97 – Folha de São Paulo

“O atacante Donizete, do Corinthians, levantou suspeitas, ontem, quanto ao fato de não ter sido convocado para a seleção brasileira que disputará o amistoso contra a Noruega, o Torneio da França e a Copa América.
Do Corinthians, o técnico Zagallo convocou apenas o zagueiro Célio Silva. Donizete tinha como certa sua convocação.
”Alguma coisa aconteceu. Eu não sei o que pode ter mudado tão de repente, pois no papel eu estava convocado”, afirmou ele, em Atibaia (65 km ao norte de São Paulo), onde o time se concentra para a partida contra o Santos, sábado à noite, pelo quadrangular final do Campeonato Paulista.
Donizete estava disputando duas vagas na equipe de Mario Jorge Zagallo _com os atacantes Paulo Nunes, do Grêmio, e Edmundo, do Vasco da Gama.
O corintiano contestou a escolha de Zagallo, que optou pela convocação do gremista e do vascaíno.
”Tudo bem que o Edmundo tem nome, só que, atualmente, eu estou jogando muito mais do que ele”, disse o atleta.
Influência
A direção do Corinthians e o banco Excel, patrocinador da equipe, negaram qualquer influência na não-convocação de Donizete para a seleção brasileira”

05/06/97 – Folha de São Paulo

Os jogadores do Cruzeiro afirmaram anteontem à noite, depois da classificação para a fase semifinal da Taça Libertadores, que o jogo entre as equipes brasileiras pode ter sido a decisão do título.
O time mineiro perdeu para o Grêmio por 2 a 1, mas garantiu a classificação no saldo de gols.
Na próxima fase da Libertadores, o Cruzeiro vai jogar contra o Colo Colo, do Chile.
”Nós eliminamos o melhor time do Brasil, e acho que agora ninguém nos segura”, disse o zagueiro Wilson Gottardo.
O meia-atacante Palhinha também mostra confiança no título. ”Tenho experiência na Libertadores, e estamos no caminho certo.”
O técnico do Cruzeiro, Paulo Autuori, disse que definir o jogo de anteontem como a verdadeira decisão do título é ”precipitação”.
O presidente do Grêmio, Luís Carlos Silveira Martins, disse que o técnico da seleção brasileira, Mario Jorge Lobo Zagallo, virou ”persona non grata” no estádio Olímpico, em Porto Alegre.
”Ele nos prejudicou”, disse, referindo-se à convocação do atacante Paulo Nunes para a seleção. ”Nosso principal jogador foi convocado para ficar na reserva.

06/06/97 – Folha de São Paulo

O goleiro Taffarel e o atacante Romário contundiram-se ontem nos treinos da seleção brasileira, mas têm boas chances de atuar contra a Itália, no domingo.
O caso mais grave é o de Taffarel. Ele torceu o tornozelo esquerdo e, se não puder jogar, entra Carlos Germano. Para a reserva dele, Zagallo tem duas opções: cortar Taffarel e chamar o goleiro Dida, ou jogar sem reserva e deixar o lateral-direito Cafu como eventual substituto.
Mas a previsão é a de que Taffarel jogue. ”Pisei num buraco quando caí após cortar um cruzamento. Mas o local já foi enfaixado, para evitar inflamação, e já comecei o tratamento”, explicou ao sair do vestiário.
”Vamos esperar. Acho que vai dar para ele treinar amanhã (hoje)”, declarou o médio Lídio Toledo. ”O caso do Romário é mais simples, e ele só não treinou por precaução.”
O atacante do Flamengo sentiu dores na parte interna da coxa esquerda no treino da manhã. Foi com a equipe para o treino da tarde (em Villefranche-sur-Saône, a cerca de 25 km de Belleville, onde está o hotel da seleção).
Mas sentiu dores de novo e voltou para o hotel a fim de continuar o tratamento.
O lateral Cafu disse estar ”meio preparado” para atuar no gol.
”No Palmeiras, eu sou a opção, caso machuquem os dois goleiros no mesmo jogo. O Valdir (treinador de goleiros) sempre me pega para treinar.”

24/07/97 – Folha de São Paulo

“As convocações da seleção nestes quase três anos mostram que Zagallo tem inserido muitos desvios na rota que traçou para a Copa da França.
O efeito da última turbulência _o desempenho do time no Torneio da França e na Copa América_ pode ser notado na convocação desta semana.
Zagallo tirou oito atletas que, no seu entender, fracassaram: os zagueiros Márcio Santos e Célio Silva, os atacantes Paulo Nunes, Romário e Edmundo, os meias Djalminha, Giovanni e Mauro Silva.”

06/08/97 – Folha de São Paulo

“As diversas baixas na seleção brasileira acabaram com o humor do técnico Zagallo. Em etapas, a equipe desembarcou ontem em Seul, Coréia do Sul, desfigurada.

Dos 22 convocados para os amistosos contra coreanos, domingo, e japoneses, dia 13, apenas 12 se apresentaram. Um deles, Zé Maria, com uma contusão no joelho, porém, pode ser dispensado.
Com Zagallo, vieram: Taffarel, Germano, Gonçalves, Júnior Baiano, Denílson, Dodô e Donizete.
Zé Maria e Flávio Conceição chegaram antes. Juninho, Ânderson e Roberto Carlos, depois.
Zagallo já sabia que não contaria com Ricardinho, que está defendendo o Cruzeiro nas finais da Taça Libertadores, e com Rivaldo, do La Coruña (Espanha), que pediu dispensa por estar contundido.
Roberto Carlos informou Zagallo que Zé Roberto, do Real Madrid (Espanha), está machucado.”

07/08/97 – Folha de São Paulo

“O Cruzeiro empatou em 0 a 0 com o Sporting Cristal, ontem, em Lima (Peru), pela primeira partida da decisão da Taça Libertadores da América.
O segundo jogo será na próxima quarta-feira, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte.
Quem vencer será o campeão. Em caso de empate, haverá prorrogação e, persistindo a igualdade, disputa de pênaltis.
Com o apoio dos 45 mil torcedores que lotaram o Estádio Nacional de Lima, o Sporting teve a iniciativa de jogo a maior parte do tempo.
Esbarrou, entretanto, no eficiente esquema de marcação armado pelo treinador cruzeirense Paulo Atuori, que optou por escalar três volantes _Ricardinho, Fabinho e Donizete.
Apesar do domínio territorial do Sporting, foram do time brasileiro as melhores chances do primeiro tempo _com Palhinha, aos 19min, Marcelo, aos 44min, e Nonato, aos 45min.
Todas esbarraram em boas defesas do goleiro peruano Balerio.
Um dos melhores jogadores do Cruzeiro foi o volante Ricardinho, que havia sido convocado para os amistosos da seleção brasileira na Ásia, mas foi liberado pela CBF para disputar a decisão.
O goleiro Dida também teve atuação de destaque.
O final do jogo foi marcado pela pressão do Sporting Cristal.
Aos 46min, após falha do goleiro Dida e confusão na pequena área brasileira, o Sporting quase fez o gol da vitória, na melhor chance da partida.
Um minuto depois, o meia Cleisson, do Cruzeiro, cometeu falta em Soto e foi expulso. Será o primeiro desfalque da equipe mineira para a decisão no Brasil.
Foi o primeiro empate do Cruzeiro nesta Libertadores. Até então, o time tinha seis vitórias e seis derrotas na competição.”

27 de maio de 1997
Cruzeiro 2×0 Grêmio

CRUZEIRO: Dida; Vítor, Wílson Gottardo, Célio Lúcio e Nonato (Donizete Amorim); Fabinho, Ricardinho, Cleisson e Elivélton;Palhinha (Da Silva) e Alex Mineiro.
Técnico: Paulo Autuori.

GRÊMIO: Danrlei; Arce, Mauro Galvão, Wágner e Roger; Otacílio, Luis Carlos Goiano, Emerson e João Antônio; Maurício e Carlos Miguel (Rodrigo Gral, depois Marcos Paulo)
Técnico: Evaristo de Macedo

Local: Mineirão, Belo Horizonte-MG
Público: 38.369
Renda: R$ 197.660,00
Juiz: Antônio Pereira da Silva
Cartões Amarelos: João Antônio, Roger, Vítor, Cleisson, Fabinho e Alex Mineiro.
Gols: Elivélton 45 segundos e Alex Mineiro 29 do 1º

03 de junho de 1997
Grêmio 2×1 Cruzeiro

GRÊMIO: Danrlei; Arce, Luciano, Mauro Galvão e Roger; Otacílio, Luis Carlos Goiano, Emerson e João Antônio(Rodrigo Gral) ; Maurício (Marcos Paulo) e Zé Alcino
Técnico: Evaristo de Macedo

CRUZEIRO: Dida; Vítor, Wílson Gottardo, Célio Lúcio e Tico (Léo); Fabinho (Gelson Baresi, Ricardinho, Cleisson e Elivélton; Palhinha e Alex Mineiro (Da Silva)

Técnico: Paulo Autuori.

Local: Olímpico, Porto Alegre-RS
Público: 32.404
Renda: R$ 209.704,00
Juiz: Cláudio Vínicius Cerdeira
Cartão Amarelo: Arce, Fabinho, Ricardinho, Rodrigo Gral, Elivélton e Léo

Gols: Fabinho 15, Mauro Galvão 24 e Zé Alcino 28 do 2º tempo

Advertisements

7 Responses to “Grêmio X Cruzeiro em 1997 – Paulo Nunes na Copa América”

  1. Gustavo Says:

    Desta vez os dois times foram prejudicados. Lamentável.

  2. Vicente Fonseca Says:

    Bah, me revolta o estômago lembrar deste episódio. Aquela Libertadores tava nas mãos do Grêmio.

  3. Lourenço Says:

    Já disse aqui, a eliminação do Grêmio em 1997 foi uma das três vezes que chorei por futebol.

  4. Ricardo Says:

    ronaldo!!!

  5. Esquemas táticos Says:

    Olá André, tudo bem? Fiz uma análise das diversas possibilidades táticas de Cruzeiro e Grêmio para o jogo de hoje. Abraços. Marcelo Costa.http://esquemastaticos.blogspot.com/2009/06/cruzeiro-versus-gremio-analise-tatica.html

  6. Xandigremio Says:

    Boa tarde !

    Meu nome é Alexandre Iserhardt Pinto, recem hoje conheci seu blog quando procurava por alguma reportagem sobre mais uma atrocidade feita pela CBF (corja), o PODRE Zagallo, contra o nosso amado Grêmio, depois de ver a reportagem na tv do jogo RS x seleção brasileira.
    A convocaçao do Paulo Nunes em 1997 para a seleção brasileira, para jogos amistosos, tirando dos jogos decisivos da libertadores 97 e ajudando para nossa eliminação, me fez pegar nojo deste bando que comanda o futebol brasileiro. Tal fato me fez torcer contra a seleção (exceção 2002 que torci pelo Felipao, Polga e Luizao).
    Desculpe pelo pequeno desabafo e parabens pelo Blog e vamos sempre lutar contra tudo e todos venham contra o amado tricolor dos pampas.
    Em breve voltarei para comentar sobre uma das maiores mentiras : a tal do campeao de tudo que nao ganhou tudo.

  7. Brasileirão 2018 – Internacional 1×0 Grêmio | Grêmio1983 Says:

    […] com desfalque em jogo importante por causa de convocação da seleção é um absurdo que se repete há mais de 20 anos (E vai continuar […]

Leave a Reply to Xandigremio Cancel reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.


%d bloggers like this: