Brasileirão – Palmeiras 4 x 2 Grêmio

O Grêmio vinha do revés em Santos. O Palmeiras em crise, sem técnico e sem dois dos seus principais jogadores. Me parece que o tricolor tinha mais time em campo, e isso transpareceu nos primeiros 15 minutos de jogo. Escalado quase num 4-5-1, o time de Silas jogava no campo do adversário, mas não soube converter a superioridade em vantagem no placar, como exemplo disso ficam os diversos escanteios desperdiçados. O castigo veio cedo, aos 15 minutos. O lance seria apenas de um ataque frustrado do Palmeiras, após passe errado do Cleiton Xavier, mas Rodrigo escorregou e Ewerthon ficou livre para chutar da entrada área, abrindo o placar. O gol trouxe um ânimo até então não visto às arquibancadas do Parque Antártica. Aos 30, cruzamento na área do Grêmio, Vinicius concluiu da marca do pênalti, Victor fez grande defesa, mas Ewerthon (impedido) apanhou o rebote e fez o 2×0. O Grêmio respondeu rápido. Dois minutos depois, Leandro deu grande passe e Jonas dominou com pé direito e concluindo com o pé esquerdo. O tricolor poderia ter empatado o jogo ainda no primeiro tempo, quando Jonas retribui o passe recebido e colocou Leandro na cara de Marcos, mas a conclusão saiu torta.
Os times voltaram para o segundo tempo com 10 jogadores cada. Marcos Assunção e Douglas foram expulsos no final da primeira etapa. O Grêmio chegou ao empate logo aos 4 minutos, quando Hugo desviou de cabeça a falta cobrada por Rochemback, mas a reação parou aí. Palmeiras marcava mais e parecia querer mais o resultado. Aos 15, o Grêmio levou um gol muito parecido com o sofrido na rodada passada, Vitor cobrou escanteio e Mauricio Ramos subiu mais que Ozeia, desempatando o jogo. Aí o Grêmio não mostrou mais reação, e levou o quarto, quando permitiu que a jogada de Vinicius se prolongasse até a assistência para Cleiton Xavier.
O Grêmio foi azarado, foi roubado e foi incompetente. Assim sendo, o resultado não tinha como ser outro.
1 ponto conquistado em 9 disputados. Apenas 3 rodadas jogadas e já estamos a 8 pontos do líder. Preocupante.
Mais uma vez o Grêmio é assaltado pela arbitragem. Vitor fez um pênalti escandaloso, aos 12 do primeiro tempo, quando levou a mão a bola dentro da área. Ewerthon estava em clara posição de impedimento quando marcou o segundo gol. Até agora não entendi o que Douglas fez para ser expulso. E ainda ocorreu um descritério na exibição de cartões (Marcos teve um chilique e saiu impune), número igual de faltas e o triplo de amarelos para os atletas gremistas.
Achei o vestiário gremista muito resignado com a calamitosa arbitragem. Apenas o Presidente Duda Kroeff se manifestou com a intensidade que situação exigia.
Curioso o comportamento do comentarista do PFC. Muito embora tenha sido alertado pelo narrador, nada falou sobre a posição de Ewerthon no seu segundo gol. Minutos mais tarde, quando confrontado pela imagem, disse que não tinha se dado conta na hora. Se fez de surdo para não passar por cego.
Lamentável a atuação de Rodrigo. Espero que tenha sido apenas uma jornada de exceção.
Apesar do gol, não gostei da atuação de Hugo. Sua principal contribuição foi constatar que “os times do Sul sofrem com a arbitragem”. Frase muito parecida com a feita pelo volante Fabrício, do Cruzeiro, ainda em 2008.
Não acho que Victor tenha falhando no primeiro gol, mas inegavelmente não vive sua melhor fase, o que é plenamente natural e aceitável. Tudo bem que Victor pode estar sendo vítima do padrão que ele mesmo estabeleceu, mas tem gente aproveitando o momento para tentar massacrar o arqueiro gremista. Essa de jornalista propor tratamento psicológico beira o charlatanismo.
Fotos: UOL (Thiago Bernardes)

Palmeiras 4 x 2 Grêmio

PALMEIRAS: Marcos; Vitor, Danilo, Léo (Maurício Ramos 39 do 1

ºT) e Gabriel Silva Armero; Edinho, Márcio Araújo, Marcos Assunção e Cleiton Xavier; Ewerthon (Souza 39 do 2

ºT) e Vinicius (Paulo Henrique 45 do 2

ºT

).

Técnico: Jorge Parraga.


GRÊMIO: Victor; Joilson, Rodrigo, Ozéia e Bruno Collaço (Maylson 20 do 2ºT); Adilson, Fábio Rochemback, Hugo e Douglas; Jonas e Leandro (William 22 do 2

ºT)

.

Técnico: Silas.

3ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2010

Data: 22/05/2010, sábado, 18h30min

Local: Estádio Palestra Itália – SP

Público: 18.635

Renda: R$ 538.961,00

Arbitragem: Paulo Henrique de Godoy Bezerra – SC

Auxiliares: Carlos Berkenbrock e Angelo Rudimar Bechi (SC)

Cartões amarelos: Edinho, Márcio Araújo, Vinicius ; Adilson, Rochemback e Ozéia

Cartões vermelhos: Marcos Assunção (P) e Douglas aos 45 do 1º tempo

Gols: Ewerthon 15/1º e 29/1º; Jonas 31/1º; Hugo , 3/2º, Maurício Ramos , 15/2º e Cleiton Xavier , 25/2º.


Advertisements

11 Responses to “Brasileirão – Palmeiras 4 x 2 Grêmio”

  1. Márcio C. M. Says:

    Tivemos uma inversão de expectativa. Antes nas bolas mais difíceis, tínhamos esperança do Victor pegar. Agora eu temo a cada bola que ronda a área e a mais fácil das bolas vira alívio quando é defendida.Não deveria ser capitão, e isso eu falo desde antes dele ser.

  2. Eduardo Says:

    Tenho a impressão de que o Gremio ronda ronda a area adversaria e não conclui. Tem mais a posse de bola e os goleiros adversarios fazem poucas defesas.

  3. Fábio Says:

    a política de futebol não deu certo em 2008, 2009 e 2010. Assim como em 2003. a semelhança? meira. será que não tava na hora de fazer um fora meira juntando os blogueiros tricolores e criar pressão também em dias de jogos? esse ano temos a sorte da parada da copa. será que não tá na hora do torcedor agir?

  4. Alexandre Says:

    Chega a ser irônico, mas depois que o Tcheco saiu, o time está mais lento ainda.Demora pra chegar na área adversária e quando chega não conclui. Pela posse de bola de sábado era pro placar ser ao contrário: 4×2 pro Grêmio. Não sei o que preocupa mais, se o atacante inoperante ou a defesa insegura. Algo tem que ser feito logo se não a coisa desanda.

  5. André Kruse Says:

    Marcio, tu achou que essa bola do primeiro gol foi fácil?Eduardo, acho que tu tem razao. Além disso, praticamente todos gols são marcados por Jonas e Borges, os meias não esta proibidos de anotar tambem.Alexandre, o Tcheco fazia a bola rodar, quando isso não era possivel, segurava a bola pra evitar contra-ataque.

  6. Lourenço Says:

    O bandeira marcou um impedimento inexistente contra o Palmeiras no comecinho do jogo. Ewerthon sairia na cara do gol.Achei que a Sportv reprisou demais o pênalti (existente) não marcado para o Grêmio.Douglas e Marcos Assunção deveriam ter tomado amarelo cada um. No caso de Douglas, seria o segundo.Rodrigo fez um pênalti claríssimo no fim do jogo, não marcado.Conclusão: a arbitragem foi muito ruim, mas não roubou (só) do Grêmio.

  7. André Kruse Says:

    Mas o que o Douglas fez para merecer o segundo amarelo? o primeiro foi justo?

  8. Lourenço Says:

    Achei que o árbitro exagerou ao dar vermelho para os dois. Cometeu aquele erro de "deu briga, expulso um de cada lado". Só que o Marcos Assunção nem amarelo tinha. Mas enfim, arrolei alguns lances que, somados aos teus (com os quais concordo), fazem apenas mais uma péssima arbitragem de Brasileiro, muito antes de o Grêmio ter sido roubado ou unilateralmente prejudicado, como foi em outras vezes.Sempre que chega maio, eu sinto saudades do Brasileirão. Duas rodadas e eu já lembro por que esse não é um campeonato sério.

  9. Lourenço Says:

    Opa, agora teu comentário me fez pensar: o Douglas recebeu segundo amarelo? Entendi que tinha sido vermelho direto para os dois, apesar de o Douglas já ter o cartão.

  10. Márcio C. M. Says:

    O primeiro gol o jogador do Palmeiras "executou" o goleiro, no entanto a bola foi em cima do Victor. Difícil, mas antigamente, ele pegaria.Mas não é deste lance que estou falando, é de outros vários que ocorreram ultimamente.

  11. Márcio C. M. Says:

    Hoje em dia grande parte dos gols no futebol são feitos em bolas paradas. Quantos gols fizemos de escanteio, falta direta ou falta ensaiada este ano?E isso que a enceradeira não está jogando, quando voltar, daí voltaremos oficialmente a rotina de escanteios no primeiro pau que nunca dão em nada. Hoje de vez em quando ainda o Edílson ou o Douglas ainda bota uma bola em curva na área.Sério, dá vontade de não olhar mais jogo, encheu o saco.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: