Brasileirão – Grêmio 1 x 2 Fluminense

Mesmo no mau momento e com muitos desfalques, o Grêmio não fez um mau começo de partida com o Fluminense líder do campeonato. O jogo era igual até aos 16 minutos, quando Mariano cobrou falta e a bola desviou em André Lima, matando Marcelo Grohe. O golpe foi forte, sentido não só pelo time mas também pelo estádio inteiro (“fase de merda” foi a frase gritada por um cara sentando perto de mim). Dois minutos mais tarde, o panorama ficou ainda pior quando Emerson ganhou de Rodrigo e driblou o goleiro antes de marcar o segundo. O Grêmio tentou reagir. De uma maneira geral não faltou vontade, faltou foi é organização. Não havia aproximação entre os jogadores, Ferdinando e Adílson eram responsáveis pela criação. No Fluminense, André Luís afastava todas de cabeça sem ser incomodado.
Souza entrou no lugar de Adílson no intervalo. O Grêmio custou a chegar perto do gol do Fluminense, mesmo tendo um homem a mais em campo. Marcelo Grohe trabalhou mais que Fernando Henrique. O Fluminense soube jogar com a vantagem, teve facilidade (Washington só foi tocar na bola depois dos 30 do segundo tempo), o juiz ajudou com a cera (que nem era tão necessária), e o Grêmio só descontou aos 43 do segundo tempo.

Talvez o torcedor estivesse equivocado. Bater apressadamente um escanteio não resolveria o problema do time. Mas Douglas não pode sorrir debochadamente para a torcida. É inadmissível.
Eu custei a acreditar no que essa notícia anunciava. Mas infelizmente o fato se confirmou: Victor ficou de fora do jogo, enquanto Jucilei só se apresentou a seleção após a rodada. Não culpo M.Grohe pelos gols, mas nenhum time do mundo pode abrir mão de um goleiro da seleção brasileira. Um prejuízo trazido pela falta de força política e pouca atenção aos detalhes.
Apesar do gol incrivelmente perdido, achei que André Lima foi uma das melhores figuras do Grêmio no jogo. Apareceu bem como pivô, mostrou garra (salvou um gol do FLU já nos acréscimos).
Roberson demonstra ter futuro. É preciso algum cuidado para não queimar ele no meio dessa má-fase.
Apesar dos resultado, eu sigo não gostando do trabalho do Muricy. É muito pouco refinamento.
A saída de Silas e Meira eram previsíveis . Não havia outra solução. Apenas é possível questionar por que essa mudança não ocorreu antes. É preciso dizer que os dois foram bastante corretos na coletiva derradeira.
Fotos:Fabio Berriel (UOL) e Mauro Schaefer (Correio do Povo)

Grêmio 1 x 2 Fluminense

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Willian Magrão, Rodrigo e Rafael Marques; Maylson, Adílson, (Souza) Ferdinando, Douglas e Fábio Santos; Roberson e André Lima.

Técnico: Silas

FLUMINENSE:Fernando Henrique; Leandro Euzébio, Gum e André Luis; Mariano, Diguinho, Fernando Silva, Conca (Willians) e Julio Cesar; Emerson (Rodriguinho) (Marquinho) e Washington.

Técnico: Muricy Ramalho

13ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2010
Data: 8/8/2010, domingo, 16h00min
Local: estádio Olímpico , em Porto Alegre (
RS)
Público: 12. 001 presentes
Renda: R$184.480,00

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (DF)
Assistentes: Carlos
Berkenbrock (SC) e Marrubson Melo Freitas (DF).
Cartões amarelos
: Fernando Silva (
FLU), André Luís (FLU), Gum (FLU), Fernando Henrique (FLU), Maylson (GRE), Rodrigo (GRE), Roberson (GRE)
Cartões vermelhos: Fernando Silva (
FLU)
Gols: André Lima (contra), para o Fluminense, aos 16 minutos do primeiro tempo;
Emerson, do Fluminense, aos 18 minutos do primeiro tempo; André Lima, do Grêmio, aos 43 minutos do segundo tempo;

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: