Archive for August, 2010

Sulamericana – Grêmio 0 x 2 Goiás

August 13, 2010

O primeiro tempo do Grêmio foi pavoroso. O Goiás abriu o placar cedo, com Amaral, num momento em que o tricolor não conseguiu tirar a bola da sua defesa. Os esmeraldinos passaram a tocar a bola com calma. O meio do campo gremista estava perdido entre os demais setores. Jonas ficou isolado na frente e longe do gol, e a nossa defesa literalmente batia cabeça, dando chances para o Goiás.

Renato não fez substituições no intervalo, mas a equipe mudou. Se postou mais no campo de ataque, com jogadores abertos nos dois do lados do campo. Maylson teve duas boas chances de marcar, mas depois disso o time insistiu em infrutíferos toques na frente da área. O empate chegou numa bola alçada na área, Jonas ganhou de Harlei e André Lima completou, mas Paulo César de Oliveira, sabe-se lá porque (“diarréia mental” talvez) anulou o gol. No apagar das luzes, Everton Santos ainda marcou o segundo tento do Goiás.


É muito cedo para qualquer avaliação sobre o trabalho do Renato, mas duas coisas me agradaram: 1) o time voltou melhor para o segundo tempo (até mesmo porque era impossível piorar). 2) A serenidade da sua entrevista coletiva. Prometeu trabalho e não soluções mágicas.

Acho o 4-5-1 um esquema interessante, mas não sei se Jonas tem a característica de jogar sozinho no ataque.

Neuton pareceu um pouco afoito na zaga. A bem da verdade o time todo demonstrou alto grau de um compreensível nervosismo.

Essa anulação do gol do André Lima foi muito estranha. Juiz e bandeira confirmam o gol, estádio inteiro comemora e aí decidem voltar atrás. Mais estranha ainda é a passividade do Grêmio com um erro grosseiro desses. No vestiário, somente o recém-chegado Renato falou, muito por cima, do lance. Duda Kroeff e Alberto Guerra não tocaram no assunto. Durante o jogo, somente Rafael Marques correu pra cima do bandeira, e no final poucos jogadores cercaram o árbitro. Não resolveria o problema, mas é preciso mostrar indignação. Desde a elaboração do calendário do brasileirão ficou bem claro que a cartolagem anda tirando o Grêmio pra trouxa.

Souza deu um declaração extremamente feliz: “Não dá para justificar qualquer coisa, mas quando a gente está tentando buscar as vitórias e acontece um erro como esse, que mexe diretamente com o resultado do jogo, fica difícil para o time. A coisa já está feia, e ainda não marcam um gol, quando conseguimos…”

É óbvio que os problemas do Grêmio não se limitam aos juízes. São muitos maiores do que isso. Mas os erros de arbitragem (tanto aqui como em Goiânia) transformaram uma classificação sofrida em uma eliminação precoce.

Fotos: Terra (Lucas Uebel), Correio do Povo (Fabiano do Amaral) e UOL (Neco Varella)

Grêmio 0 x 2 Goiás
Amaral 8´
Everton Santos 89´

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edílson, Rafael Marques, Neuton e Fábio Santos; Ferdinando, Willian Magrão, Maylson (Hugo), Souza (Roberson) e Douglas (André Lima); Jonas
Técnico: Renato Gaúcho

GOIÁS: Harlei; Wandel Santos, Rafael Tolói, Ernando e Júnior (Marcão); Jonílson, Amaral, Wellington Monteiro e Bernardo (Rithely); Everton Santos e Rafael Moura
Técnico: Emerson Leão

Copa Sulamericana 2010 – 1ª Fase – jogo de volta
Data: 12/8/2010, Quinta-feira, 19h30min
Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)
Público: 14.260 ( 12.788 pagantes)
Renda: R$ 208.142,00
Árbitro: Paulo César de Oliveira (SP)
Assistentes: Ednílson Corona e Émerson Augusto de Carvalho (SP)
Cartões amarelos: Rafael Moura , Wendel Santos , Willian Magrão , Edílson e Neuton
Gols: Amaral, aos 8 minutos do primeiro tempo; Everton Santos, aos 44 minutos do segundo tempo;

Chegada do Renato em 1991

August 12, 2010


Acima, a foto da chegada de Renato Portaluppi em 1991.

Naquela oportunidade, a torcida lotou o antigo Aeroporto Salgado Filho, causando um certo tumulto (a porta de vidro do corredor de acesso a Polícia Federal foi quebrada por torcedores ansiosos em ver o ídolo).
E assim como agora, Renato chegava em um momento ruim (por outros motivos é verdade) e envolto num clima de messianismo.
Se o Grêmio se fixar somente nisso a vinda de Renato provavelmente não vai dar certo. Portaluppi pode no máximo ser um catalisador, uma faísca no processo de mudanças. A virada depende do esforço de todos os gremistas.

I0007970-20Alt002652Lar001500LargOri003663AltOri006476I0007982-20Alt002669Lar001500LargOri003617AltOri006437

Fontes – Jornal do Brasil, Jornal dos Sports, Zero Hora e “Anjo ou Demônio: a Polêmica Trajetória de Renato Gaúcho



Renato

August 10, 2010
Eu já adiantei minha posição sobre a vinda do Renato no Twitter. Ao contrário de muitos, acho ele um bom treinador. Não é uma sumidade, um Rinus Michels, mas acho que é um completo exagero afirmar que o ele não é técnico, ou mesmo que é uma piada. (Nunca é demais lembrar que Autori chegou aqui com um grande currículo e conhecimento teórico e não deu certo)

O bom trabalho de Renato no Fluminense em 2007 e 2008 ainda está bem presente na cabeça de todos. Eu destaco ainda a passagem dele pelo Vasco em 2006, quando levou um time com Fábio Braz, Valdiran e Valdir Papel a final da Copa do Brasil e quase colocou os cruzmaltinos na Libertadores via Brasileirão.

Paulo Paixão já falou muito bem do trabalho do Renato. Roger da mesma forma. E lembro muito bem de uma entrevista bastante sincera do Valdir Espinosa, que disse ser inicialmente receoso com o Renato de treinador, mas que aos poucos foi vendo ele cada vez mais maduro, interessado e conhecedor da profissão.

Eu estou entre aqueles que queriam sim ver Renato na casamata do Olímpico. Penso que para isso seria fundamental uma direção forte, atuante no vestiário. Até domingo não tínhamos isso. Novamente eu concordo com o mestre Espinosa. Tão importante quando o treinador é a escolha do diretor de futebol. Acho até que deveria ser escolhido antes do técnico. Tudo indica que Alberto Guerra permanecerá no comando do futebol. Tem as melhores recomendações, mas acho que ajudaria muito se Koff, Preis, Saul, Raul Régis (que foram diretores do Renato) “supervisionassem” o trabalho do futebol na Azenha nesse período.

Obviamente se trata de uma aposta, mas de certa forma toda contratação de treinador envolve risco (que o diga o Atlético com Luxemburgo). A vinda de Portaluppi já provoca risos nervosos nas duas torcidas do estado. É o nome capaz de agitar um pouco o status quo, e traz o bônus imediato do aumento da auto-estima, de mudar a relação da torcida com o clube, que anda bastante desgastada. Além disso, me parece bem claro que nenhum jogador vai conseguir ser mais malandro que ele.

Silas caiu junto com o Meira

August 9, 2010
A decisão tomada pelo Presidente Duda Kroeff foi acertada. O curto ciclo de Silas foi encerrado juntamente com o longo ciclo de Meira.

Sigo achando que Silas não é (ou não foi) o maior dos culpados. Teve erros e acertos na sua passagem pelo Olímpico. Também levou algum azar com lesões, arbitragens e até com a chuva. Acredito que ele possa se tornar um treinador bem sucedido. No Grêmio, lhe fez falta uma maior supervisão e um maior respaldo dos seus superiores no trabalho do vestiário.

Já a saída de Meira era forçosa. Ele se isolou e se desgastou no seu cargo de assessor de futebol. Não tinha mais nenhuma sintonia com a torcida.

A demissão do treinador sem a troca do comando do futebol não resolveria o problema. E a troca do diretor com a permanência do técnico seria algo bastante inusitado (pra não dizer confuso).

De tal modo, tão importante quanto a escolha do nome do novo treinador é a definição do novo departamento de futebol tricolor.

Brasileirão – Grêmio 1 x 2 Fluminense

August 8, 2010

Mesmo no mau momento e com muitos desfalques, o Grêmio não fez um mau começo de partida com o Fluminense líder do campeonato. O jogo era igual até aos 16 minutos, quando Mariano cobrou falta e a bola desviou em André Lima, matando Marcelo Grohe. O golpe foi forte, sentido não só pelo time mas também pelo estádio inteiro (“fase de merda” foi a frase gritada por um cara sentando perto de mim). Dois minutos mais tarde, o panorama ficou ainda pior quando Emerson ganhou de Rodrigo e driblou o goleiro antes de marcar o segundo. O Grêmio tentou reagir. De uma maneira geral não faltou vontade, faltou foi é organização. Não havia aproximação entre os jogadores, Ferdinando e Adílson eram responsáveis pela criação. No Fluminense, André Luís afastava todas de cabeça sem ser incomodado.
Souza entrou no lugar de Adílson no intervalo. O Grêmio custou a chegar perto do gol do Fluminense, mesmo tendo um homem a mais em campo. Marcelo Grohe trabalhou mais que Fernando Henrique. O Fluminense soube jogar com a vantagem, teve facilidade (Washington só foi tocar na bola depois dos 30 do segundo tempo), o juiz ajudou com a cera (que nem era tão necessária), e o Grêmio só descontou aos 43 do segundo tempo.

Talvez o torcedor estivesse equivocado. Bater apressadamente um escanteio não resolveria o problema do time. Mas Douglas não pode sorrir debochadamente para a torcida. É inadmissível.
Eu custei a acreditar no que essa notícia anunciava. Mas infelizmente o fato se confirmou: Victor ficou de fora do jogo, enquanto Jucilei só se apresentou a seleção após a rodada. Não culpo M.Grohe pelos gols, mas nenhum time do mundo pode abrir mão de um goleiro da seleção brasileira. Um prejuízo trazido pela falta de força política e pouca atenção aos detalhes.
Apesar do gol incrivelmente perdido, achei que André Lima foi uma das melhores figuras do Grêmio no jogo. Apareceu bem como pivô, mostrou garra (salvou um gol do FLU já nos acréscimos).
Roberson demonstra ter futuro. É preciso algum cuidado para não queimar ele no meio dessa má-fase.
Apesar dos resultado, eu sigo não gostando do trabalho do Muricy. É muito pouco refinamento.
A saída de Silas e Meira eram previsíveis . Não havia outra solução. Apenas é possível questionar por que essa mudança não ocorreu antes. É preciso dizer que os dois foram bastante corretos na coletiva derradeira.
Fotos:Fabio Berriel (UOL) e Mauro Schaefer (Correio do Povo)

Grêmio 1 x 2 Fluminense

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Willian Magrão, Rodrigo e Rafael Marques; Maylson, Adílson, (Souza) Ferdinando, Douglas e Fábio Santos; Roberson e André Lima.

Técnico: Silas

FLUMINENSE:Fernando Henrique; Leandro Euzébio, Gum e André Luis; Mariano, Diguinho, Fernando Silva, Conca (Willians) e Julio Cesar; Emerson (Rodriguinho) (Marquinho) e Washington.

Técnico: Muricy Ramalho

13ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2010
Data: 8/8/2010, domingo, 16h00min
Local: estádio Olímpico , em Porto Alegre (
RS)
Público: 12. 001 presentes
Renda: R$184.480,00

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (DF)
Assistentes: Carlos
Berkenbrock (SC) e Marrubson Melo Freitas (DF).
Cartões amarelos
: Fernando Silva (
FLU), André Luís (FLU), Gum (FLU), Fernando Henrique (FLU), Maylson (GRE), Rodrigo (GRE), Roberson (GRE)
Cartões vermelhos: Fernando Silva (
FLU)
Gols: André Lima (contra), para o Fluminense, aos 16 minutos do primeiro tempo;
Emerson, do Fluminense, aos 18 minutos do primeiro tempo; André Lima, do Grêmio, aos 43 minutos do segundo tempo;

Entrevistas – Grupos Restantes

August 8, 2010
Com o intuito de apresentar os grupos políticos Grêmio para os sócios do clube, o BloGrêmio entrou em contato com todos os movimentos.
O contato foi feito dentro de um prazo que consideramos razoável para que os grupos fornecessem as respostas. Infelizmente algumas respostas só chegaram até nós depois da data limite.
Levando em conta a informação do sócio gremista, decididimos publicar as respostas enviadas após o prazo final.
Contudo, como uma forma de não desprestigiar os grupos que responderam dentro do prazo estabelecido, publicaremos uma versão resumida para que seja conhecido o grupo.

————————————————————————————————-
Entrevista -Núcleo de Mulheres Gremistas
1. Nome do Movimento:
Núcleo de Mulheres Gremistas
2. Data da Fundação:
15/05/2004

6. Quantos membros possui o grupo? Quantos são conselheiros do clube? Poderia listá-los?
O Núcleo possui em torno de 60 integrantes que participam ativamente das atividades; temos mais de 2.000 mulheres cadastradas através do nosso site. O Núcleo tem duas conselheiras: Rosa Beatriz Foresti e Ema Coelho de Souza.
7. O movimento participa da atual gestão? Se não participa concorda que seus membros participem?
O Núcleo não tem participação ativa na atual gestão e exerce suas atividades independentemente das pessoas que estão na gestão do clube. O Núcleo integra o chamado G6 que apoiou e elegeu o Presidente Duda Kroeff, mas não ocupamos cargos de direção no dia-a-dia do clube. Em princípio, não há contrariedade das integrantes em participar diretamente da gestão do clube, porém, se em algum momento isto vier acontecer o assunto será discutido em reunião com as integrantes do grupo.

13. Como seus integrantes votaram na reunião sobre cláusula de Barreira?
A conselheira Rosa Foresti votou pela redução para o Conselho e manutenção para Presidente. A conselheira Ema coelho de Souza votou contra as duas reduções.
14. Se o movimento não participa/apoia a atual Gestão, o Movimento já tem candidato para as próximas eleições?

– O movimento não respondeu a pergunta


18. O Movimento tem conselheiros faltosos que poderiam ser enquadrados no artigo 66?
Não. As duas integrantes do Núcleo têm presença assídua nas reuniões do conselho e as poucas faltas registradas foram por motivos devidamente justificados.

20. Quais as formas de um gremista entrar em contato com o grupo?
O contato com o grupo pode ser feito através do site onde estão divulgadas as datas das nossas reuniões, ou contatar pelo telefone 9246-7316 – http://www.mulheresgremistas.com.br/

————————————————————————————————-
Entrevista – Grêmio Imortal
1. Nome do Movimento
Grupo Grêmio Imortal
2. Data da Fundação
Este grupo existe há muitos anos, formado especialmente por dirigentes e conselheiros que atuaram a partir das gestões do Presidente Fábio Koff e Cacalo, de 1993 em diante. Após tomou maiores proporções com acréscimo de muitos outros, e em junho de 2007 ganhou este nome, cumprindo de forma mais explicita um dos seus grandes objetivos que é propiciar a participação de todos os associados e torcedores do Grêmio na discussão dos assuntos do clube. Naquele mesmo ano conseguimos ultrapassar a cláusula de barreira em eleição proporcional ao Conselho Deliberativo, quando cumprimos um primeiro passo para a renovação democrática dos quadros diretivos do Grêmio.
6. Quantos membros possui o Grupo. Quantos destes são conselheiros do Clube? Poderia listá-los?
Hoje temos 70 sócios do Grêmio participando do Grupo Grêmio Imortal, e entre estes os Conselheiros Marcos Hermann, Carlos Biedermann, Carlos Josias, Juliano Ferrer, Richard Ducker, Gilberto Cerqueira Jr., Carlos Gerbase, Fernando Di Primio, Kevin Krieger, Paulo Ferrer, entre outros que são grandes parceiros e colaboram na construção e desenvolvimento de nossos projetos.
7. O Movimento participa da atual Gestão? Se não participa, concorda que seus membros participem?
Participamos através do Vice-Presidente Marcos Hermann, e também no Departamento Consular, com os Conselheiros Paulo Ferrer e Richard Ducker e o diretor adjunto Felipe Brum, além dos Cônsules do Grêmio Diego Ferrer e Pablo Vizotto. No Jurídico colaboramos através do Conselheiro Gilberto Cerqueira Jr. O Conselheiro Kevin Krieger hoje auxilia o Grêmio na criação de um instituto para atendimento de crianças carentes, objetivando a educação e assistência através da prática do futebol, e os Conselheiros Carlos Gerbase e Fernando Di Primio atuam, quando solicitados, na área de marketing. O Conselheiro Carlos Biedermann é Presidente da Comissão de Finanças do Conselho Deliberativo e o Conselheiro Juliano Ferrer atua como Secretário do Conselho Deliberativo. Somos sempre favoráveis a ajudar o Grêmio no que for preciso, sendo de menor importância estar este ou aquele no comando maior do clube.
13. Como seus integrantes votaram na reunião sobre a Cláusula de Barreira?
Não existiu uma posição única, de grupo, sendo que muitos votaram favoravelmente a diminuição do percentual.
14. Se o movimento não participa/apoia a atual Gestão, o Movimento já tem candidato para as próximas eleições?
Não temos candidato ainda. Mas consideramos que o mais importante, além, é claro, de um nome forte e com liderança, é existir um projeto corajoso e pragmático de gestão para o clube. Estamos construindo isto para disponibilizarmos para quem quer que assuma ou reassuma o Grêmio, no caso de reeleição do Presidente Duda.
18. O movimento tem conselheiros faltosos que poderiam ser enquadrados no artigo 66?
Absolutamente, não.
20. Quais as formas de um gremista entrar em contato com o Grupo?
Nosso site está sendo finalizado, e assim que estiver no ar faremos grande divulgação. Além disso, criamos espaço de relacionamento pela internet para os sócios do Grupo Grêmio Imortal, propiciando maior integração e troca de idéias.
————————————————————————————————-

Entrevista – Grêmio Menino Deus
1. Nome do Movimento:
Grêmio Menino Deus – Grêmio de Todos
2. Data da Fundação.
18/08/2008

6. Quantos membros possui o Grupo. Quantos destes são conselheiros do Clube ? Poderia listá-los?
Aproximadamente 350 membros, 8 conselheiros (Marcelo Bandeira Pereira, Roberto Bandeira Pereira, Newton Quites, José Pedro Keunecke, Ismael Berdichewski, Jaime De Marco, Aloísio Milesi E Antônio Keunecke).
7. O Movimento participa da atual Gestão? Se não participa, concorda que seus membros participem?
Não.

13. Como seus integrantes votaram na reunião sobre a Cláusula de Barreira?
Todos os conselheiros do movimento.
14. Se o movimento não participa/apoia a atual Gestão, o Movimento já tem candidato para as próximas eleições ?
Não.

18. O movimento tem conselheiros faltosos que poderiam ser enquadrados no artigo 66?
Não

20. Quais as formas de um gremista entrar em contato com o Grupo?
————————————————————————————————

Entrevista – Grêmio Unido

1. Nome do Movimento:
ASSOCIAÇÃO DOS GREMISTAS UNIDOS, ou GRÊMIO UNIDO
2. Data da Fundação:
Fundado em 18.10.2006
6. Quantos membros possui o Grupo. Quantos destes são conselheiros do Clube ? Poderia listá-los?
Atualmente contamos com 138 associados.
Sendo como representantes no Conselho Deliberativo :
1. Airton Ruschel
2. Alexandre Fraga
3. Alfredo Galileo
4. André Krieger
5. Augusto Obando
6. César Faccioli
7. Ciro Simone
8. Clóvis Miranda da Silva
9. Ernesto Zagonel
10.Fernando Antunes da Cunha
11.Fernando Cabral Jr.
12.Fernando Zanella
13.Flavio Paiva
14.Gilberto Kroeff
15.Gilberto Petry
16.Ivo Balestrin
17.João B. Burzlaff
18.João Lauro Noguez
19.José Ion
20.Júlio Titow (Yura)
21.Luiz Carlos Gaspary
22.Marco José Bobsin
23.Nilton Varella Mello
24.Nilson Xavier
25.Paulo Zanchi
26.Paulo Vieira
27.Ricardo Eichler
28.Roberto Sommer
29.Romildo Bolzan Jr.
30.Rubem Borba Franco
31.Sergei Ignácio
32.Sérgio Lewinsohn
33.Verney Martins
Suplentes:
Onelvio Paes
José F. Pinto
Vilmar da Silveira
Rogério Tolfo
José Pio Furtado
7. O Movimento participa da atual Gestão ? Se não participa, concorda que seus membros participem?
Cargos Diretivos:
Conselho de Administração Flávio Paiva
Assessor da Presidência Airton Ruschel
Diretor de Patrimônio: João B. Burzlaff
Diretor do Quadro Social: Luiz Gaspary
Assessor Quadro Social: Alexandre Mello
Escolinha de Futebol: Francisco França, Nilton Varella Mello, Deco Nascimento e Onélvio Paes
Consular Diretores Adjuntos: Antonio César Chaves eFlávio Becco

14. Se o movimento não participa/apoia a atual Gestão, o Movimento já tem candidato para as próximas eleições?

– O movimento não respondeu a pergunta


18. O Movimento tem conselheiros faltosos que poderiam ser enquadrados no artigo 66?
– O movimento não respondeu a pergunta

20. Quais as formas de um gremista entrar em contato com o grupo?

– O movimento não respondeu a pergunta

Retomada do caso Guerreiro

August 7, 2010
Eu já tratei bastante desse caso da ISL-Cheques-Guerreiro aqui no blog. Dessa vez não vou entrar no mérito da questão. Apenas para elucidar, faço um breve (e bem simplificado) resumo do caso:
O ex-presidente José Alberto Guerreiro foi processado na justiça e no conselho deliberativo do Grêmio. O conselho decidiu que deveria esperar pela decisão judicial. A justiça decidiu a questão de forma definitiva no final de 2009.
Agora, no segundo semestre de 2010, um suposto pedido de exclusão do quadro social do ex-presidente ganhou repercussão no blog do jornalista Hiltor Mombach, onde o próprio Guerreiro se manifestou:

Eu estranho muito esta notícia neste momento. Há mais de um ano que o caso encerrou. A reabertura iria contraria uma decisão do Conselho Deliberativo, que me parece ser soberano.” (Fonte: Blog do Hiltor Mombach – Correio do Povo – 01/08/2010):

O site Espaço Vital deu maiores detalhes sobre esse pedido:

Alguns advogados – que são torcedores e até conselheiros do Grêmio – estão articulando, desde a semana passada, o encaminhamento de uma proposição ao presidente do órgão, o também advogado Raul Régis de Freitas Lima, para que seja convocada reunião para decidir a expulsão, ou não, do ex-presidente do clube, José Alberto Machado Guerreiro.” (fonte: Espaço Vital 04/08/2010)

Hoje, dia 7 de agosto de 2010, a Zero Hora/ClicRBS traz como manchete um fato ocorrido em dezembro de 2009: Caso Guerreiro: STJ nega recurso a ex-presidente”


Alguns pontos que merecem destaque. O primeiro é criticar esse velho costume de alguns conselheiros de agir anonimamente perante a imprensa. O segundo, e mais importante, é salientar a que decisão transitou em julgado em dezembro de 2009, conforme a informação do site do STJ (Ag 1135521):

07/12/2009 – 14:46 – DECISÃO TRANSITADA EM JULGADO

Desse modo, a decisão da justiça é definitiva desde o final do ano passado. O pedido de exclusão poderia ter sido feito desde então. É no mínimo curioso que esse detalhe tenha passado despercebido até por um site especializado em notícias jurídicas. Acho estranho que este assunto volte a tona justo neste momento.
Repito, não vou entrar no mérito na questão. Não se trata de defender ou não a exclusão do Guerreiro. Tampouco vou entrar no debate jurídico sobre a decisão do processo da ISL. Apenas questiono o momento em que foi feito este pedido. Por que não antes? Por que só agora que este tema é colocado em discussão?

Sulamericana – Goiás 1 x 1 Grêmio

August 6, 2010

O primeiro tempo do Grêmio foi constrangedor, apático, sonolento. O Goiás mandava no jogo, e só não pressionou mais por pura falta de inspiração (os esmeraldinos cansaram de levantar bola da intermediária). Victor não foi muito exigido, apesar de ter sido bastante acionado (deve ter sido um dos jogadores que mais tocou na bola). O gol de Hugo, após o toque de calcanhar de Maylson, foi surpreendente, pois era um dos primeiros ataques do Grêmio.

A “injusta” vantagem animou o time do Grêmio, que iniciou o segundo tempo com uma boa movimentação no campo de ataque. Mas aos poucos o time se retraiu, e acabou sendo castigado por Marcelo de Lima Henrique, que inventou um pênalti para o Goiás (Fábio Santos deveria saber que poderia ter rasgado a camisa do adversário). Rafael Moura bateu e converteu e o placar ficou nisso.


Hugo e Maylson jogaram praticamente como meias. Silas se preocupou com o espaço deixado nas pontas e colocou os laterais em campo. Não me pareceu ser a melhor solução.

Narrador da FoxSports passou o jogo inteiro falando em “Rônás” e “Dúglas”. Chamou Rafael Moura de “Forlán brasileño”. Ainda elogiaram bastante o Victor e afirmaram que o pênalti não existiu.

Antes do jogo, a diretoria reclamou de “maneira informal” das arbitragens. Já passou da hora. É preciso reclamar formalmente, informalmente, na mídia, nos bastidores. Como diz o Minwer, qualquer dia vão colocar o Beltrami pra apitar jogo do Grêmio e vai ficar por isso mesmo.

Fotos: Site do Goiás

Goiás 1 x 1 Grêmio

GOIÁS: Harlei; Carlos Alberto (Romerito, aos 20’ 2º), Rafael Toloi, Ernando e Júnior; Amaral, Wellington Monteiro, Jonílson e Bernardo (Pedrão, aos 12’ 2º); Éverton Santos (Felipe, aos 12’ 2º) e Rafael Moura.
Técnico: Emerson Leão.

GRÊMIO: Victor; Ozeia, Rodrigo e Rafael Marques; Maylson (Edílson, aos 34’ 2º), Ferdinando, Adílson, Douglas e Hugo (Fábio Santos, aos 22’ 2º); Borges (André Lima, no intervalo) e Jonas.
Técnico: Silas.

Copa Sul-Americana 2010 – 1ª Fase – Jogo de Ida
Data: 05/08/2010, quinta-feira, 19h30min
Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia.
Público: 2.453 pagantes
Renda: R$ 36.040,00
Árbitro: Marcelo Henrique-RJ (Fifa);
Assistentes: Hilton Rodriguez e Márcio Santiago (RJ)
Cartões Amarelos: Adílson , Fábio Santos (Grêmio);
Gols: Hugo, aos do 1º e Rafael Moura (pênalti) aos 32 do 2ºtempo

Eleições – A informação e o voto do sócio

August 4, 2010
Não é fácil precisar uma data, ou estabelecer um motivo específico, mas o fato é que o quadro social do Grêmio cresceu vertiginosamente ao longo da última década. São ínumeras as vantagens que esse crescimento traz ao clube, de modo que encontrar maneiras de prestigiar o sócio deveria ser uma preocupação constante do Grêmio.

Eu sigo achando que a principal “vantagem” oferecida para o sócio é o direito de votar e ser votado. Tal direito (mesmo com todas as suas atuais limitações) deveria ser um atrativo muito maior do que lugar no estádio e descontos na compra de ingresso.

De tal modo, é salutar que idéia do chapão tenha sido finalmente afastada pelos grupos políticos. O torcedor passa a ter direito de escolha nessa eleição do dia 11 de setembro. Me filio a teoria de o Grêmio ganha muito com a participação dos sócios na suas decisões. Ganharia ainda mais com o sócio se vendo efetivamente representado perante os órgãos do clube.

Mas é importante que o torcedor vote com o máximo de informação possível. Porém, nem sempre isso é facilitado. O processo eleitoral ainda é incipiente, a dificuldade de comunicação é notória. É de se lamentar que a campanha tenha começado com uma certa dose de baixaria (ainda que em focos bem identificados).

É muito ruim que a discussão recaia tanto sobre nomes (e picuinhas pessoais) e se volte demasiadamente para o passado. É forçoso que debate se concentre mais nos projetos e nas idéias para o futuro do clube.

Brasileirão – Inter 0 x 0 Grêmio

August 2, 2010

E a sina do Grêmio segue a mesma, de não conseguir converter no placar a vantagem demonstrada no campo.

O primeiro tempo foi de domínio tricolor, que criou mais, mas não converteu. Jonas e Maylson apareciam bem pela direita. O Inter sofria com Índio e com Sóbis fora de ritmo e de posição.

O time de Roth melhorou no segundo tempo, passando a ter mais posse de bola, mas o destaque da segunda etapa acabou ficando com Renan, que fez ao menos duas grandes defesas, garantindo o 0x0.

Estranha a arbitragem do Sálvio Spinola. Sem nenhum critério. O pênalti cometido por Bruno Silva foi claríssimo. O juiz também deixou de dar algumas vantagens que poderiam ser cruciais para o Grêmio e me parece muito pouco crível que a bola tenha batido no peito de Sandro no final do jogo.

Duda Kroeff faz muito bem em reclamar da arbitragem. Lamento que só tenha começado a fazer isso agora.

Como se previa, a entrada de Ferdinando fez bem pro 3-5-2 do Grêmio. É o único “5” verdadeiro do plantel do Grêmio.

Até entendo que o Adílson marque pelo Douglas. Só acho que fica um pouco demais que tenha que criar por ele também. Douglas pouco apareceu pro jogo (mas quando apareceu foi bem).

Gostei do entrosamento entre Rodrigo e R.Marques, que se revezavam na sobra.

E gremista para ver um jogo do Grêmio à tarde, só indo ao beira-rio, sendo tratado como gado.

Fotos: Neco Varella (Uol) e Jefferson Bernardes(Vipcomm)

Inter 0 x 0 Grêmio

INTER: Renan; Bruno Silva (Daniel), Bolívar, Índio (Fabiano Eller) e Juan; Sandro, Guiñazu, Andrezinho (Taison), Giuliano; Rafael Sóbis e Everton
Técnico: Celso Roth

GRÊMIO: Victor; Rodrigo, Ozeia (Willian Magrão) e Rafael Marques; Maylson (Edílson), Ferdinando, Adílson, Douglas e Hugo; Jonas e Borges (Souza)
Técnico: Silas

12ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2010
Data: 01/08/2010, domingo, 16h00min
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre
Público: 36.240 (33.037 pagantes)
Renda: R$ 582.595,00
Árbitro: Sálvio Spinola Fagundes Filho (SP/Fifa)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (SP/Fifa) e Marco Antônio Martins (SP)
Cartões amarelos: Juan (Inter), Bruno Silva (Inter), Ozeia (Grêmio), Jonas (Grêmio), Hugo (Grêmio), Willian Magrão (Grêmio), Ferdinando (Grêmio)