Brasileirão – Grêmio 1 x 2 Palmeiras

E pouca coisa deu certo pro Grêmio no dia do aniversário de 107 anos. Nao que o tricolor tenha feito uma partida ruim, longe disso. Mas Felipão armou muito bem o time adversário, e o Palmeiras foi muito eficiente na sua proposta de jogo. O jogo foi igual nos minutos iniciais. Até o árbitro marcar uma falta questionável em Ewerthon (que na melhor das hipóteses valorizou a queda) aos 14 minutos. Marcos Assunção bateu com força e precisão, abrindo o placar. A partir daí o verdão se fechou no campo de defesa, ficando atrás da linha da bola, deixando na frente Kléber, para segurar a bola, e Ewerthon, para sair em velocidade. O Grêmio buscou o empate, de forma atabalhoada, com uma certa dose de nervosismo. Na melhor chance, Deola fez grande defesa após cabeçada de André Lima.

O segundo tempo praticamente começou com segundo gol palmeirense. Marcos Assunção fez bom cruzamento e Ewerthon aproveitou o vacilo da zaga gremista. A dinâmica vista no primeiro tempo se acentuou. O Grêmio parou na noite pouco inspirada dos seus atletas, no Palmeiras bem postado e no árbitro que insistia em catimbar o jogo (quando nem os Palmeirenses faziam questão). O tricolor até meteu bola na trave, mas só foi descontar aos 46, com Jonas.

O pênalti não marcado no primeiro tempo deixou de ser um lance de interpretação quando o o mesmo árbtitro, no mesmo jogo, marcou mão num lance análogo no meio de campo, na metade do segundo tempo.

O Palmeiras cometeu 3 vezes mais faltas que o Grêmio
. Obviamente que a circunstância do jogo explica em parte isso, mas a arbitragem foi conivente com as inúmeras faltinhas para matar o contra-ataque.

De fato o juiz era muito ruim e atrapalhado. Inverteu diversas marcações. Só que a imensa maioria das inversões favoreceu o Palmeiras. Um tiro de meta dado no final do primeiro tempo, após chute desviado de Gabriel, beirou o rídiculo.

Douglas só encontrava espaço pelo lado direito de ataque, e isso acabou sendo um problema uma vez que ele se via forçado a trazer a bola para meio, para o pé bom.

Fábio Santos não foi bem, mas a perseguição por parte da torcida é injusta. Outros jogadores também jogaram mal e foram poupados. Lúcio entrou no segundo tempo e não melhorou o desempenho da lateral esquerda.

Achei o público de ontem bastante estranho. A movimentação fora do Olímpico era bem incomum.

Fotos: Fabiano do Amaral (Correio do Povo), Roberto Vinícius (Terra) e Neco Varella (UOL)

Grêmio 1 x 2 Palmeiras

Marcos Assunção 14´
Ewerthon 47´
Jonas 90+1´

GRÊMIO: Victor, Gabriel, Paulão, Neuton e Fábio Santos (Lúcio 9’/2°T); Fábio Rochemback, Adilson (Roberto 13’/2°T), Souza (Mailson 31’/2°T) e Douglas; Jonas e André Lima.
Técnico: Renato Portaluppi.

PALMEIRAS: Deola; Vítor, Danilo, Maurício Ramos, Rivaldo; Márcio Araújo, Edinho, Marcos Assunção, Tinga (Pierre 35’/2°T); Kleber e Ewerthon (Valdivia 20’/2°T).
Técnico: Luis Felipe Scolari

22ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2010
Data: 14/10/2010, quarta-feira, 19h30min
Local: Estádio Olímpico, Porto Alegre – RS
Público: 38.372 (34.166 pagantes)
Renda: R$ 544.428,00
Árbitro: Gutemberg de Paula Fonseca (RJ)
Auxiliares: Ricardo M. F. De Almeida (RJ) e Guilherme Dias Camilo (MG)
Cartões amarelos: Souza, Lúcio e A.Lima (G) M. Araújo, Kleber, Valdivia e Edinho (PAL)
Gols: Marcos Assunção (P), aos 14 minutos do primeiro tempo, Éwerthon (P), aos 2 e Jonas (G), aos 46 minutos do segundo tempo.

4 Responses to “Brasileirão – Grêmio 1 x 2 Palmeiras”

  1. Daniel Says:

    O Fábio Santos já não é grande coisa e ontem foi mal, mas o Gabriel estava muito pior (insistia em tentar driblar dois ou três marcadores em vez de passar a bola pra alguém de trás e errou vários cruzamentos fáceis). Se bem que nem tínhamos quem pudesse entrar no lugar.

    Volta, Mário! Volta, Mithyuê! Volta até o Maxi López se a Wanda Nara deixar!

  2. Carlos Says:

    Ontem foi irritante. I-R-R-I-T-A-N-T-E.

    Não existe um juiz decente no Brasil. Só lixo.
    Voltamos à realidade: lutar para não cair. E era isso.

  3. Eduardo Says:

    Acho que a esperança de Libertadores atrapalhou um pouco. Gremio pra Libertadores só perdendo 10 pontos, agora, 7. Já era praticamente impossivel antes desse jogo. Mas o principal problema nao foi isso.

    O Gremio de ontem foi um Gremio do Silas. Com azar, com arbitro errando contra, e principalmente com desfalques.

    Acho que o Souza ta comprometendo demais. Mais que o Fabio Santos se bobear. Rochemback e Adilson juntos nao dão segurança pra defesa titular, imagina pra zaga reserva, que nunca atuou junta.

    Continuo me irritando profundamente com as poucas conclusoes no gol do adversario. Os goleiros adversarios raramente fazem defesas. O Gremio fica alçando bola pra área, fica tocando bola em frente da area mas nao acerto no gol. Incrível. Impossível nao haver uma ordem simples como “batam a gol”.

    Douglas foi criticado por errar passes, mas só dele sai alguma coisa melhor, nao adianta. Queimar ele é um tiro no pé total.

    Repito o que falei no post anterior. A hora de fazer pontuação é agora nesses proximos jogos, depois aumenta a pressão e aumenta o nível tecnico dos adversários.

    E o Borges, ta louco, não da pra entender. Não sei qual o retrospecto de lesões dele no Sao Paulo.

  4. Alfredo Says:

    Arbitragem da cbf, preparo físico, condomínio de credores…

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: