A comemoração do quinto árbitro

Toda essa discussão em torno da comemoração do quinto árbitro no Grenal acaba fazendo com que, mais uma vez, o trabalho da imprensa esportiva do Rio Grande do Sul seja questionado.

O primeiro aspecto é a dificuldade (ou má-vontade) na hora de dar o crédito para a fonte da notícia. Quem primeiro chamou a atenção para a comemoração do quinto árbitro foi o Blog Alento Gremista. Não é tão difícil assim descobrir isso. Atribuir o YouTube ou a internet como fonte é de uma imprecisão grosseira.

Outro fenômeno que chama a atenção é o costume que muitos jornalistas tem de defender suas teses antes de apurar os fatos. O vídeo por si só até permitiria mais de uma interpretação, ainda que fosse bastante peculiar, mas a imprensa, apressadamente optou por taxar as reclamações dos torcedores de paranóia, sem nem mesmo ouvir os envolvidos no lance. Então vieram as explicações e a dita “teoria da conspiração” ganhou força.

Aí esbarramos em um outro problema que é a tendência que a imprensa tem de ouvir alguns personagens sem jamais questioná-los ou confrontá-los. A tese de Carlos Simon, de que o quinto árbitro “vibrou pela decisão correta” é um despautério, e ainda assim passou como verdade até ser desmentida pelo próprio Alexandre Kleiniche, que garantiu estar somente tentando informar o pênalti ao juiz do jogo.

Contudo, do mesmo modo, a explicação de Kleiniche é insuficiente e conflitante, motivo pelo qual acaba provocando alguns questionamentos, que até agora não foram respondidos por nenhum dos responsáveis (diretos ou indiretos) pela arbitragem do jogo:

– O pênalti foi claríssimo, o estádio inteiro viu, ninguém o questionou. Havia de fato essa necessidade de informar o árbitro principal?
– Desde quando o punho cerrado é um sinal de toque de mão em futebol?
– Se efetivamente estava comunicando sobre o lance ocorrido, por que o 5º árbitro conteve seu gesto repentinamente?

E nunca é demais que, no fim das contas, essa polêmica acabou sendo muito conveniente para Carlos Simon, que se viu livre de ter que dar explicações sobre o lance de pênalti aos 29 minutos do primeiro tempo, uma vez que a imprensa foi incapaz de aproveitar a ocasião para perguntar sobre algumas marcações dele no jogo.

Advertisements

12 Responses to “A comemoração do quinto árbitro”

  1. MEF Says:

    valeu cara pela “fonte”, o pior é o site do “uol”, que publicou e não direciona para o youtube ou para meu blog, mas tudo bem, de vez enquanto pego umas fotos deles…rsrsrsr.
    E tem outra, posta aí o outro vídeo onde o dalessandro deveria ser expulso pela cotovelada no Vilson, está no meu blog e no youtube. Divulga este video pois o Douglas foi denunciado no STJD por vídeo, então o vermelinho tb tenque ser duninciado:

  2. MEF Says:

    do blog: http://alentogremista.blogspot.com/2010/10/cotovelada-do-dalessandro-no-vilson-no.html

  3. heraldo Says:

    a pergunta que não quer calar”porque só o timinho do pinicão não reclama da indicação do fdp do simom?”

  4. Jorge Says:

    A terceira pergunta pra mim é a principal

    Porque conter o gesto de repente???

    Muito estranho

  5. Alexandre Perin Says:

    ninguém olhou a imagem no ângulo aberto. Eu vi hoje. Claramente ele aponta para o próprio braço

  6. André Kruse Says:

    “aponta” com o punho cerrado? num gesto contido?

    Não dá aceitar esse cachorro que Chico Garcia quer passar que a imagem “absolve” o 5º arbitro

  7. Anonymous Says:

    Chico Garcia é torcedor e fanático.
    A emoção traiu o árbitro reserva…

  8. Lourenço Says:

    Para mim, claramente ele marcou pênalti. Até pode-se discutir se foi esse o gesto, mas a teoria de que ele estava comemorando é cômica, nem vale a pena discutir.

    Acho que ele marcou pênalti por alguns motivos: o momento em que ele faz o sinal é instantâneo ao toque na bola, antes ou concomitante à marcação do pênalti. Pode ver que é simultâneo aos jogadores do Inter mais próximos da bola levantarem o braço pedindo pênalti. Isso refuta a idéia de que seria desnecessário ele fazer isso porque o pênalti foi claro. Por outro lado, claro, refuta a idéia de que ele comemorou a marcação acertada do Simon, desculpa totalmente inverossímil.

    Outrossim, ele tem que fazer o sinal, ainda que claro o pênalti, porque é justamente para essas coisas que se põe um árbitro atrás da goleira.

    Eu fico só com uma pergunta: por que a imagem é tão cortada? Certamente aquela câmera gravou a seqüência do acontecimento, daí daria para ver o que o juiz marcou com mais clareza.

    Mas na boa, nem os repórteres vibram em gol mais, imagina que um juiz, em um grenal, não seria capaz de se conter. E eu, que sou crítico do Simon, acho que ele foi bem no grenal.

  9. Alexandre Fragoso Says:

    Por favor, chega a ser ridiculo este post.
    O arbitro bate com sua mão esquerda na direita tentando avisar ao Simom que foi toque.
    Por favor não tentem forçar a barra e achar eeros para a arbitragem. Isso é coisa para time pequeno e vamos parar com essa mania de perseguição. Existem milhões de times no planeta será que só o Grêmio é prejudicado pela arbitragem?
    Vamso ser mais adultos.

  10. André Kruse Says:

    Lourenço,

    Eu acho que o punho cerrado e braço tencionado são pouco condizentes com a tese de que era um sinal. E quem municiou a “teoria” da comemoração foi o próprio Simon.

    Sobre vibração de reporteres, eu acho que não é bem assim. Claro que ninguém dá cambalhota na hora do gol, mas são inumeros os exemplos de narradores que narram gol com volume e entonação diferenciada conforme o time que marca.

    E eu não posso achar que o Simon foi bem se ele deixou de marcar um pênalti.

    Alexandre,

    Quem disse que só Grêmio é prejudicado pela arbitragem? Acho que é pouco “adulto” tentar atribuir esse tipo de afirmação aos outros.

  11. Alexandre Fragoso Says:

    André, me desculpe pela colocação. Talvez tenha soado um pouco rude, mas essa coisa de ficar reclamando da arbitragem é coisa pra time pequeno que não tem competência para em 90 minutos fazer um golzinho e joga a incompetência para a arbitragem. Se tu pesquisares nos teus posts verás que sempre colocas em dúvida a arbitragem contra o Grêmio. Por favor né, a arbitragem erra e acerta para os dois lados. Temos é que analisar a atuação do time e não do árbitro.

  12. André Kruse Says:

    Alexandre,

    Eu não vou entrar nesse debate de “coisa de time pequeno”. Outra, esse história de errar pros dois lados é uma inverdade (ex: Quando o Simon errou contra o Inter?)

    Eu sempre analiso a atuação do time. Analiso o jogo como um todo, e a arbitragem faz parte dele.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: