Brasileirão – Fluminense 2 x 0 Grêmio

Em um país sério, Héber Roberto Lopes jamais seria juiz de futebol. Em um campeonato com o mínimo de decência, Héber Roberto Lopes seria afastado após “errar” da dessa forma no minuto derradeiro de um jogo. Uma imprensa séria não criticaria um dirigente por falar o óbvio. Mas, infelizmente, esse tipo de pensamento no Brasil ainda é encarado com mera utopia.

Héber roubou no varejo e no atacado. Usou do velho “descritério” na marcação de faltas. Matou o time do Grêmio e deu seu grande golpe ao ignorar o pênalti escandaloso, de concurso, de Leandro Eusébio em Jonas, aos 19 minutos do segundo tempo.

Duas garfadas nos dois últimos jogos que nos alijaram da disputa pelo título e muito provavelmente do G3. O Grêmio cresceu no campeonato e não demorou muito para que velhos fantasmas voltassem a aparecer nesta reta final.

Na Copa do Brasil o Grêmio conseguiu passar por cima da arbitragem e venceu o Fluminense por duas vezes. Ontem não foi possível.

O Grêmio não fez uma grande partida, mas certamente não merecia perder. Não foi menos time em campo do que o Fluminense. A equipe começou um pouco titubeante, mas sempre indo ao campo de ataque. Aos poucos, ia equilibrando o duelo, mas sofreu um duro golpe no gol marcado na bela jogada de Conca. A partir daí só deu Grêmio, que ensaiou uma pressão e quase empatou numa jogada de linha de fundo de Jonas. No início do segundo tempo o Grêmio levou outro susto, no chute de Júlio Cesar. Logo reagiu e teve sua melhor chance de ampliar, mas André Lima errou cabeçada após bom cruzamento de Lúcio. O Grêmio teve a bola no campo de ataque, próximo da área adversária, mas pouco conseguia concluir. A não marcação do pênalti e a profusão de cartões que vieram na seqüencia praticamente acabaram com as chances de recuperação do Grêmio na partida.

Achei muito estranha a demora do Sportv em reprisar o lance do pênalti. Assim como no jogo contra o Santos, foi preciso que o treinador provocasse a répoter no campo para que fosse exibido o replay da falta na transmissão. Faltou pouco para que se repetisse o que foi feito em Flamengo 2 x 0 Grêmio em 2007, onde um lance de pênalti pro Grêmio jamais foi repetido.

Renato pode até ter cometido uma deselegância com o time adversário, mas não falou nenhuma inverdade. Além da notória e decantada competência, da rabugice cômica, os títulos de Muricy também foram marcados por arbitragens amigas.

Não gostei da solução dada pelo treinador para as ausências de Rochemback e Adílson. Do ponto de vista tático, o time perdeu em poder de marcação, Vilson deixou de fazer a cobertura do Gabriel para jogar centralizado e não houve um ganho na saída de bola com a entrada de mais um meia. Souza não vive seu melhor momento e não deveria ter começado o jogo, mas acho um pouco exagerado atribuir a ele a derrota.

Mais uma vez, achei exagerada a importância dada as questões referentes ao Twitter. Não se pode superdimensionar coisas ditas no calor do momento, na emoção do jogo. A torcida, o clube e a imprensa tem assuntos mais importantes para discutir.

Fotos: Cleber Mendes (Lance), Alvaro Riveros (Terra) e Ricardo Paes (UOL)

Fluminense 2 x 0 Grêmio

Conca 19´
Conca 81´

FLUMINENSE: Ricardo Berna; Mariano, Gum e Leandro Euzébio; Carlinhos, Diguinho (Belletti, 42’/2ºT), Fernando Bob (Valencia, 32’/2ºT), Marquinho, Conca e Julio Cesar (Thiaguinho, 34’/2ºT); Washington.
Técnico: Muricy Ramalho.


GRÊMIO: Victor; Gabriel, Rafael Marques, Paulão e Fábio Santos (Gilson, 29’/2ºT); Vilson, Souza (Diego Clementino, 35’/2ºT), Douglas e Lúcio; Jonas e André Lima (Júnior Viçosa, 26’/2ºT).
Técnico: Renato Portaluppi


32ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2010
Local: Estádio Engenhão, Rio de Janeiro – RJ
Data: 28/10/2010, quinta-feira, 21h00min
Público: 15.397 (13.592 pagantes)
Renda: R$ 214.485,00
Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa-PR)
Auxiliares: Gílson Bento Coutinho (PR) e José Amilton Pontarolo (PR)
Cartões amarelos: Washington, Diguinho, Gum, Ricardo Berna (FLU); Rafael Marques, Souza, Douglas, André Lima, Gilson (GRE)
Gols: Conca, aos 19min do 1º tempo, e aos 36min do 2º tempo

6 Responses to “Brasileirão – Fluminense 2 x 0 Grêmio”

  1. heraldo Says:

    defender o shouza
    é o começo do inferno.
    2008 ele chegou o time desandou
    2009 foi dado a ele carater de lider, foi oque vimos, 2010,se machucou ganhamos o ruralito e subimos na tabela, isso não é pelo em ovo, isso é fato consumado.

  2. Francisco Luz Says:

    “Duas garfadas nos dois últimos jogos que nos alijaram da disputa pelo título e muito provavelmente do G3”

    Por essa linha de pensamento, foi uma “garfada” na rodada anterior às duas últimas que colocou o Grêmio na briga para chegar ao G3…

  3. Alexandre Fragoso Says:

    Como já comentei na análise do Grenal, não gosto de me fixar na atuação do arbitro, mas a não marcação de um pênalti escandaloso no Jonas mudou o resultado do jogo. Seria o empate e teriamos muito tempo para virar. Estávamos muito melhor na partida.
    O Renato tem que preocupar-se com as finalizações, como esse time perde gol!!!

  4. André Kruse Says:

    Heraldo,

    Quem está defendendo o Souza?

    Francisco,

    sim, é possível se aplicarmos este raciocínio as rodadas anteriores. E na rodada antes do cruzeiro teve o Vasco no Rio, onde o Grêmio foi prejudicado. E teve o Vasco no primeiro turno, o Grenal do 1º turno, o Cruzeiro no 1º turno. E por aí vai. O balanço é amplamente negativo

  5. Eduardo Says:

    Gremio mais uma vez perdeu por conta de não fazer aquilo que o adversário faz: chutar no gol, acertar a goleira. Mais uma partida onde o goleiro adversário é um observador.Tá ficando irritante ao extremo isso.
    Bola pra la e pra cá na frente da área, cruzamentos feitos de qualquer jeito (Lucio mais uma vez foi um Fabio Santos).

    Adilson faz muita falta ao time. Espero que não haja “bruxismo” por parte do Renato em escalar o Vilson de meia e o Paulao na zaga deixando ele no banco. São esforçados, tem seus momentos bons, são saudados pela torcida (até por ela saber das limitações deles), mas os dois juntos no time é sinonimo de falta de qualidade.
    E o Souza na dele já era deficiente, improvisado então nem se fala.
    Renato errou ontem. Assim como errou aqui no jogo do Flamengo deixando o Leo Moura o jogo todo livre.
    Todos os méritos que ele merece tem de ser dados por conta da nossa reabilitação, mas passa por ele algumas coisas erradas também. Incluindo isso das finalizações.

    Pra ficar entre os 3 tem que melhorar muito ainda como time. E isso parte de dentro do proprio Gremio.

    A arbitragem ferrou conosco mais uma vez, tá chato isso já, mas eu ainda prefiro corrigir antes nossos erros já que isso depende só do Gremio.

    E pra nao ficar só em críticas nessas 2 rodadas ruins em pontuação, destaco o Gabriel. Mais uma vez jogou muito bem.

  6. Alfredo Says:

    Enquanto a cbf, políticamente, privilegiar os amigos, entre eles o colorado, as arbitragens ridículas seguirão.
    Força política…
    Liga dos clubes é o caminho…

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: