Gauchão – Pelotas 1 x 3 Grêmio

by

O jogo do Grêmio no primeiro tempo simplesmente não fluiu. Lúcio não se movimentou como de costume, o apoio dos laterais foi tímido e Escudero não encontrou seu melhor posicionamento no ataque. O Pelotas foi pra cima com a correria de Makelele, mas esbarrou na falta de conclusões mais efetivas e num confiante Marcelo Grohe. Por sua vez, o goleiro áureo-cerúleo Dionatan fez duas boas defesas nas cabeçadas de Rodolfo e Escudero, o que encaminhou o 0x0 da primeira etapa.

Com Weverson Leandro no time (Escudero saiu lesionado) o Grêmio ficou melhor distribuído em campo e passou a ter mais presença no ataque. É notável a capacidade do guri em reter a bola e partir para o mano-a-mano contra o zagueiro. Mas os gols gremistas saíram em jogadas de bola parada. Aos 8 minutos, Vuaden marcou uma falta próxima a meta pelotense, mas permitiu que a barreira ficasse muito próxima. Rodolfo pegou a inevitável sobra, cruzou na área e William Magrão apareceu por trás da zaga, abrindo o placar. A resposta do Pelotas foi imediata, o interminável Sandro Sotilli foi lançado com espaço e não deu chances para o arqueiro gremista. Mas a reação do Lobo se esgotou nisso e o tricolor voltou a carga, criando algumas chances, e chegando a vitória através da bola área, com os tentos anotados por Rodolfo e Rafael Marques.


Todos sabem que Fábio Rochemback é peça essencial na engrenagem do Grêmio. A sua ausência foi acentuada pelo fato de W.Magrão e Adílson não serem volantes que se notabilizam pelo passe.

Marcelo Grohe teve mais uma atuação segura.

Teve narrador “depositando na conta” de Rodolfo o gol de Pelotas. Não vi dessa forma. A falha foi coletiva.

Eu custo a acreditar que o tema principal das entrevistas pós-jogo tenha sido um campeonato de futvolei.

Fotos: Cristiano Estrela (Correio do Povo), Paulo Rossi (Diário Popular) e Wesley Santos (Terra)

Pelotas 1 x 3 Grêmio
William Magrão 53′
Sandro Sotilli 54′
Rodolfo 74′
Rafael Marques 90′

PELOTAS: Dionatan; Eduardo Eré, Jonas, Júnior Paulista e João Rodrigo; Gavião, Wanderson (Cléber), Makelele (Márcio Tinga) e Alan (João Paulo); Sandro Sotilli e Clodoaldo
Técnico: Armando Desessards.

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Gabriel, Rafael Marques, Rodolfo e Bruno Collaço; Willian Magrão (Vinícius Pacheco, Adilson, Lúcio e Douglas; Escudero (Weverson Leandro) e Borges (Fernando).
Técnico: Renato Portaluppi

5ª Rodada – Segundo Turno – Campeonato Gaúcho 2011
Data: 27 de março de 2011, domingo, 16h00min
Local: Estádio da Boca do Lobo, em Pelotas (RS)
Público: 8.113
Renda: R$ 179.860,00
Árbitro: Leandro Vuaden
Assistentes: Júlio César Rodrigues dos Santos e Paulo Ricardo Conceição

Cartão Amarelo : Eduardo Erê, Wanderson, João Rodrigo ; Adilson, Escudero, Willian Magrão
Gols: Willian Magrão, aos 8 minutos, Sandro Sotilli, aos 9 minutos; Rodolfo, aos 29 minutos do segundo tempo e Rafael Marques, aos 45 minutos do segundo tempo.
Advertisements

5 Responses to “Gauchão – Pelotas 1 x 3 Grêmio”

  1. Alexandre Says:

    Entendo tua posição, mas reconheço que é um prato cheio para a imprensa o fato de o Renato treinar o Grêmio na quarta a noite, viajar na quinta, retornar na sexta, voltar no mesmo dia para o Rio e tudo de novo no sábado.
    O pior é que no começo do ano ele disse que não queria acompanhar o time no interior do estado, pois eram muitas viagens desgastantes para ele. Lamento mas o Renatão deixou na reta.

  2. André Kruse Says:

    A imprensa sempre vai “achar” um prato cheio. tipo o jogador que faz cara feia ao ser substituído.

    A questão é que a discussão no final do jogo de ontem deveriam versar sobre o jogo, quem jogou bem, quem jogou mal, como apitou o juiz, qual treinador mexeu corretamente, etc..

  3. Daniel Says:

    O pior foi o Zini questionando como um treinador pode ter “motivação” pra disputar três campeonatos de uma só vez. Até parece que se o Renato não vencer o torneio de futvôlei, ele vai passar o resto do ano arrasado, chorando pela falta desse “importantíssimo” título na sua carreira. É cada coisa que eu tenho que ler…

  4. Frederico Says:

    O caso do futvôlei é um prato cheio p/ a imprensa pq é uma situação surreal. Não se está criando um factóide, uma gravação no Cabrito ou a história das ovelinhas.

    Como que a direção libera o treinador p/ um torneio medíocre desses? Se o time estivesse voando, classificado em primeiro do grupo na LA, vá lá.

    Essa é a terceira do Renato. Teve aquele papo de não viajar pro interior e a palhaçada do Carnaval (ele chegou depois dos jogadores).

    Que moral ele vai ter p/ cobrar do time? Se eu sou o jogador, seria o primeiro a declarar que o treinador não treina.

    A direção do Grêmio, AVC e Cia, está perdida. Desde o episódio do RA$$I$.

  5. Eduardo Says:

    O assunto do futvolei vai perdurar até o jogo contra o Jr, não adianta.
    E entendo o lado da imprensa no caso.É a bola da vez esse assunto, nao adianta. Eu mesmo to torcendo mais pro time do Renato lá do que me importando com o resultado dos jogos do gauchão agora dessa semana.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: