Gauchão – Juventude 3 x 2 Grêmio

by

O primeiro lance do jogo deu uma boa amostra do que veríamos ao longo dos 90 minutos: Num passe displicentemente errado pelo Grêmio, Cristiano ficou de frente pro gol e carimbou a trave de Victor. O Juventude demonstrava mais vontade, mas passado o entusiasmo inicial d logo se viu um predomínio tricolor, muito mais pela maior qualidade do que propriamente pelo empenho do seus jogadores. O Grêmio conseguiu articular jogadas de ataque, teve oportunidades (bem como um susto, em nova bola no poste) e abriu o placar com Borges, que de cabeça completou a boa jogada feita na combinação entre Gílson e Lúcio pela ponta esquerda. O 1×0 foi um justo placar para a primeira metade do jogo.
Contudo fica difícil falar em justiça no segundo tempo. Os termos “castigo” e “quem não faz leva” definem melhor o que aconteceu. Logo aos 2 minutos, o Juventude mandou sua terceira bola na trave, mas Júlio Madureira apanhou o rebote e empatou o jogo. O Grêmio não se abalou, voltou a carga e após uma rápida pressão, marcou o 2×1 com Weverson Leandro, que recebeu lançamento longo (ou seria um chutão?), driblou o goleiro e tocou para o fundo das redes. A partir daí o jogo ficou extremamente fácil para o tricolor. Weverson e Borges perderam grandes chances aos 29 e 30 minutos, respectivamente. O Juventude teve Rafael Pereira expulso, e passou a contar apenas com a vontade. O Grêmio tinha amplos espaços para atacar, mas não os aproveitou e tampouco se fechou no seu campo. Mas ainda assim é preciso dizer que o empate só saiu num lance de extrema infelicidade de Gílson, que foi cortar o cruzamento de cabeça e mandou para dentro da meta de Victor, anotando um tragicómico autogol. Aí sim os comandados de Renato sentiram o golpe e não conseguiram articular nada parecido com uma reação. Pra piorar, aos 44 minutos, numa saída errada do Grêmio, Ramiro chutou de longe e virou o jogo.

Um menor interesse dos atletas em partidas do Gaúchão até seria compreensível, mas só isso não explica o que se viu por parte do Grêmio no Jaconi. A parte mais difícil, de se colocar em vantagem, por duas vezes, foi feita. A parte “fácil”, de matar (ou administrar) o jogo contra um adversário com 10 em campo é que foi preguiçosamente postergada. O time resolveu brincar com o azar e se deu mal.

Gílson anda muito afoito. O gol contra é apenas um doloroso exemplo disso. Parece não lembrar a máxima do lateral que é a de “só ir na boa”.

Talvez seja falta de um maior ritmo, mas Gabriel parece estar devagar, muito longe do seu melhor desempenho.

Rochemback, Rodolfo e Adílson fazem falta não só pelo futebol que apresentam, mas também pela atitude que demonstram em campo. O time parecia muito apático ontem sem eles, o que é preocupante.

Gostei da atuação de Neuton. Não sabia dessa sua característica de ser batedor de faltas.

Acho que a meia preta combinaria melhor com a camisa azul e o calção negro.

A nota positiva foi a exibição de Weverson Leandro. Impressiona pela tranqüilidade que tem para jogar com apenas 17 anos.

Por tudo o que se viu no jogo é possível dizer que o resultado final foi um tanto surreal. O Grêmio vem tendo duras lições neste ano, resta saber se está conseguindo absorver o aprendizado.

Fotos: (O Caxiense) e Ricardo Giusti (Correio do Povo)

Juventude 3 x 2 Grêmio

JUVENTUDE: Jonatas; Celsinho (Bressan), Rafael Pereira, Fred e Alex Telles; Umberto, Gustavo (Jardel), Jander (Ramiro) e Cristiano; Júlio Madureira e Zulu.
Técnico: Picoli

GRÊMIO : Victor; Gabriel, Rafael Marques, Neuton e Gilson (Vinícius Pacheco); Fernando, Willian Magrão (Mateus Magro), Lúcio (Bruno Collaço) e Douglas; Weverson Leandro e Borges.
Técnico: Renato Portaluppi

1ª Rodada (Jogo atrasado) – 2º Turno – Campeonato Gaúcho 2011
Data: 30/03/2011, quarta-feira, 20h00min
Local: Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul -RS
Público: 8.990 torcedores
Renda: R$ 199.240,00
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves (RS)
Assistentes: Marcelo Barison e José Inácio de Souza ( RS)
Cartões amarelos : Douglas, Willian Magrão, Lúcio , Fernando, Fred, Rafael Pereira , Cristiano , Bressan
Cartões Vermelhos : Rafael Pereira (JU)
Gols: Borges, do Grêmio, aos 32 minutos do primeiro tempo; Júlio Madureira, do Juventude, a 1; Leandro, do Grêmio, aos 9; Gilson (contra), aos 37 minutos e Ramiro, aos 44 minutoso segundo tempo;

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.


%d bloggers like this: