Adversário – Universidad Católica


O adversário do Grêmio nas oitavas será o Universidad Católica, de Santiago do Chile. Os “Cruzados” estão na sua 23ª participação na Taça Libertadores, tendo se classifcado para a presente edição com o título do campeonato Chileno de 2010. O time manda seus jogos no estádio San Carlos de Apoquindo.

Grêmio e Católica já se enfrentaram em 3 ocasiões. A primeira foi em um torneio em Valladolid, um empate em 2×2 que terminou com a vitória nos pênaltis dos chilenos. Os outro dois jogos valeram pela primeira fase da Copa Mercosul de 1998. Vitória gremista por 5×1 no Olímpico e empate em 1×1 no Chile.

Um dado curioso é que o técnico do Universidad Católica, Juan Carlos Pizzi, marcou 3 gols no Grêmio quando era jogador do River Plate, ma mesma Mercosul de 98 (2 gols no Olímpico e 1 gol no Monumental de Nuñez).


Campanha:
• 11 Pontos – Primeiro lugar no Grupo 4 ( sexto no geral)
• 3 Vitórias, 2 Empates, 1 Derrota
• 11 Gols Pró, 9 Gols Contra – 2 gols de saldo, Aproveitamento de 61,1%

1ª Rodada
– Unión Española 2×2 U. Católica – Gols: Pratto e Meneses
2ª Rodada – Vélez 3×4 U. Católica – Gols: Pratto (2), Costa e Pizarro
3ª Rodada – U. Católica 1×3 Caracas – Gols: Cabezas (2) e Barahona
4ª Rodada – Caracas 0x2 U. Católica – Gols: Villanueva e Pratto
5ª Rodada – U. Católica 0x0 Vélez Sarsfied
6ª Rodada – U. Católica 2×1 Unión Española – Gols: Calandria e Cañete


Blog Tabuleiro – Eduardo Cecconi
É tarefa de gincana estabelecer o diagrama para ilustrar o post sob
re la Universidad Católica, próxima adversária do Grêmio na Taça Libertadores. A equipe chilena, do técnico Juan Antonio Pizzi, já se utilizou de quatro sistemas táticos nesta temporada, e dentro de cada modificou a escalação em número ainda maior de oportunidades. Diversos jogadores foram escalados em mais de um setor/posição/função/posicionamento, dificultando a contextualização daquilo que pode acontecer nos confrontos de oitavas de final contra o tricolor gaúcho.

Em 2011, o 4-4-2 com dois volantes e dois meias foi o sistema predileto da Universidad Católica – confira no diagrama tático que ilustra o post. Pizzi forma uma convencional linha defensiva com quatro jogadores, posiciona na direita Ormeño como primeiro volante e Silva na segunda função, à esquerda – dois jogadores combativos e participativos na marcação; na segunda linha do meio-campo atuam geralmente Meneses na direita e Cañete no lado oposto. No ataque, o argentino Pratto – referência ofensiva da equipe – boa parte das vezes acompanhado por Roberto Gutiérrez. Este desenho iniciou em duas partidas pela Libertadores, e em grande parte da campanha no campeonato nacional – liderado pelos ‘Cruzados’.

O 4-4-2 desdobrado em 4-2-2-2 pode facilmente transformar-se no 4-4-2 em losango (ou 4-3-1-2), uma das variações prediletas de Pizzi. Ormeño torna-se o primeiro volante, com Silva e Meneses na segunda linha marcando e apoiando, e um enganche centralizado abastecendo os dois atacantes. O losango – que espelharia com o sistema do Grêmio, portanto também é uma possibilidade forte para a partida de terça-feira no Estádio Olímpico – apareceu duas vezes na Libertadores.

A terceira possibilidade da Universidad Católica do camaleônico Pizzi é o 3-5-2 com linha no meio-campo e um enganche à frente (ou 3-4-1-2) – formação da estreia na competição continental. E o quarto sistema, utilizado apenas uma vez – contra o Vélez Sarsfield, talvez para também espelhar o sistema adversário – foi o 4-5-1 com três meias ofensivos (ou 4-2-3-1).

Além das variações táticas, Pizzi gosta de modificar a escalação – acredito que abdicar de um padrão tático e de um time-base inspire-se na adequação ao adversário. Não são poucos os jogadores polivalentes da equipe. Tiago Costa já foi lateral-direito, volante, meia-ofensivo e lateral-esquerdo; Martínez foi zagueiro e lateral-base na direita; Valenzuela disputa posição na lateral-direita e no meio-campo, assim como Tiago Costa, mas foi terceiro zagueiro no 3-4-1-2; Villanueva pode atuar no meio ou no ataque; acompanhando Meneses já surgiram Cañete, Tiago Costa, Villanueva, F.Gutiérrez e Calandria; na zaga, quando Martínez passa para a lateral, atua Parot…alternativas, variações e modificações não faltam.


Zero Hora
“Renato e o Grêmio que se cuidem, porque o Universidad Católica, adversário nas oitavas da Libertadores, é daqueles times que gostam de jogar para o ataque, pelo chão, sem retranca ou bola aérea. O estilo tem tudo a ver com o perfil do técnico, o argentino Juan Antonio Pizzi, ex-atacante do Barcelona.
Não foi à toa que o Católica venceu o Grupo 4, com 11 pontos e 11 gols, e lidera o Apertura chileno, com 29 pontos, faltando cinco rodadas. Conquistou também, o Clausura 2010. Teve em Gutiérrez o goleador, mas ele agora é reserva. Os gols cabem a Lucas Pratto, um argentino de envergadura, como afirma o jornalista Claudio Herrera, do diário chileno El Mercúrio.

-Não é um time brilhante, mas muito sólido, ordenado. Tem em bom nível Franciso Silva, um volante que distribui o jogo. E na ofensiva está Pratto – explicou

Apesar de alguns altos (virtou contra o Vélez, em Buenos Aires) e baixos (perdeu para o Caracas, em casa), o Católica contribui ainda com a atual seleção chilena: o meia Meneses, o próprio Francisco Silva e o goleiro Garcés estão nas convocações. Outro destaque está no meia e capitão Mirosevic, que se recupera de lesao e entrará em campo amanhã à noite, contra o Cobresal, pelo Apertura. Será o último confronto antes da partida contra o Grêmio, terça, no Olímpico – no qual Pizzi deverá contar com força quase máxima, descontado o zagueiro vergara, um reserva lesionado

De fato, o Católica vive bom momento. Fundado em 1937 e dono de 10 títulos nacionais, gasta R$ 400 mil mensais com o futebol. Para se ter uma idéia, os principais ídolos do Católica não ultrapassam R$ 550 mil de anuais de salário “ (Carlos Guilherme Ferreira, Zero Hora, 22/abril/2011)


Guia Trivela
“Terceiro clube em número de títulos chilenos – atrás apenas de Colo-Colo, com 29 conquistas, e Universidad de Chile, com 13 -, a Universidad Católica faturou, no ano passado, o décimo campeonato nacional de sua história, e assim assegurou vaga na Libertadores. O troféu acaba com um jejum de cinco anos e, de certa forma, interrompe a flagrante hegemonia colocolina dos últimos anos.

A equipe se prepara para a competição com o objetivo de fazer uma campanha melhor do que a de 2010, quando, foi eliminada na primeira fase. Mas, para que isso aconteça, terá de superar a perda de algumas de suas principais peças, que se transferiram no final do ano e certamente irão fazer muita falta. A principal delas é o atacante Milovan Mirosevic, artilheiro do Campeonato Chileno com 19 gols, que se transferiu para o Al Ain, dos Emirados Árabes Unidos.

Outro a sair foi o meia Dario Bottinelli, que acertou com o Flamengo e já começa a mostrar talento no futebol brasileiro. A aposta do clube para substituído é em Marcelo Cañete, que veio por empréstimo do Boca Juniors e poderá, além de ganhar experiência no futebol chileno, se firmar como seus compatriotas Conca e Montillo. A responsabilidade de fazer os gols fica por conta de Roberto Gutiérrez, atacante que balançou as redes adversárias em 14 oportunidades no Campeonato Chileno.

No meio-campo, os experientes Jorge Omeño e Rodrigo Valenzuela dão o respaldo necessário para que jovens como Francisco Pizarro e Felipe Gutiérrez possam se afirmar aos poucos. O volante Francisco Silva, muito eficiente na marcação, é o responsável por proteger os zagueiros. Na defesa, destaque para Adán Vergara, que teve rápida passagem pelo Vasco e não deixou saudades, assim como José Luis Villanueva, atacante recém-contratado.



Guia Globo Esporte
O atual campeão chileno mostrou seu poder de fogo na reta final da competição, no ano passado, quando ganhou 12 e empatou três dos 20 jogos finais na arrancada para o título. O técnico é o argentino-espanhol Juan Antonio Pizzi. Sim, ele mesmo, o Pizzi que foi ídolo no Barcelona e agora, do banco, sofreu com as perdas do meia argentino Darío Bottinelli para o Flamengo e do apoiador Mirosevic para o mundo árabe. Menos mal que o clube conseguiu uma grande contratação: o jovem meia argentino Marcelo Cañete. 20 anos, emprestado pelo Boca Juniors.As chegadas dos atacantes Calandria e Villanueva também são animadoras para um elenco já considerado de bom nível. Deve ir longe na Libertadores.

Olho neles: Gutierrez e Pratto formam boa dupla de ataque e têm tudo para arrebentar. Mas dependem do talento do jovem Cañete, que tem a missão de substituir Dario Bottinelli.

Curiosidade: vice-campeão da Libertadores em 1993, o clube tem a terceira maior torcida do Chile.

Time-base (4-3-1-2): Toselli, Valenzuela, Gonzalez, Henriquez e Eluchans; Meneses, Orme, Martinez; Cañete, Gutierrez, e Pratto.
Treinador: Juan Antonio Pizzi.

Opinião: “É o atual campeão do Chile. O time dos ‘Cruzados’, dirigido por Juan Antonio Pizzi, ex-Barcelona, atua de forma bem ofensiva. Na última temporada, mostrou na reta final do torneio um ataque bastante eficiente, especialmente em jogadas pelas laterais. Mas há sérios problemas no sistema defensivo, sobretudo nas jogadas aéreas e de bola parada. Provavelmente a equipe, bem posicionada do meio para o ataque, sentirá a saída de duas peças-chave no título de 2010: o meia argentino Dario Botinelli, agora no Flamengo, e o capitão da equipe, Milovan Mirosevic, que foi para o Al Ain, dos Emirados Árabes Unidos. Para preencher as vagas no meio-campo, o clube trouxe o argentino Marcelo Cañete, do Boca Juniors, e Tomás Costa de Cluj, na Romênia.”
Alfredo Martinez Cortes, do jornal “Las Últimas Noticias”

One Response to “Adversário – Universidad Católica”

  1. Racha Tarumã 2011 Says:

    Bem a galera tricolor sabe que a culpa não é do Renato, mas sim do político Sr.Paulo Odone poxa não dá pra entender o povo Brasileiro vive de promessas de “Politicos” qual é o Elenco do Nosso Grêmio???? Qual a reação do Imortal???? vivemos de Promessas
    Viva Sr. Odone!!!!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: