Letreiro em 1981

Pro meu gosto, o letreiro em neon azul visto por quem está do lado de fora Estádio Olímpico é o definitivo. Dificilmente será superado. Contudo, entendo que são válidas outras tentativas, mas elas precisam se valer de criatividade e inteligência.

Por óbvio eu não gostei do novo letreiro colocado acima dos camarotes (flagrado pelo Ducker) e que gerou justa revolta e polêmica. Não há justificativa para que a flauta influa tão grosseiramente na comunicação do clube. Eu pensava que a frase “nada por ser maior” fosse suficiente e auto-explicativa.

Mas esse episódio serviu para lembrar de uma outra troca de letreiro, ocorrida trintas anos trás, logo após a conquista do primeiro título de Campeão Brasileiro. Conforme a matéria abaixo:

(Zero Hora – 19 de maio de 1981)

“Rafael Bandeira dos Santos prometeu e cumpriu: mandou colocar em cima da marquise das gerais do Olímpico a frase: “a verdadeira MAIOR TORCIDA do Rio Grande”

Advertisements

One Response to “Letreiro em 1981”

  1. Diogo Says:

    Esse “1º Campeão do Mundo” foi feito pros colorados, assim como o “Campeão FIFA” foi feito pra nós. Alguns dirigentes de Grêmio e Inter pensam mais no co-irmão do que no seu próprio clube.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: