Brasileirão – Flamengo 2 x 0 Grêmio

Levando em conta os desfalaques, a idéia do Julinho Camargo para o jogo se mostrou acertada. Com um meio campo mais reforçado defensivamente (com a entrada de Adílson) o Grêmio travou o Flamengo, teve posse de bola e chegava no ataque com algum perigo, especialmente no drible curto de Escudero. Poderia não ser uma atuação esplendorosa tricolor, mas o momento dos times não indicava uma partida tão equilibrada. Thiago Neves era uma figura apagada/neutralizada até subir sozinho na área gremista (Saimon não pulou) e abrir o marcador. O gol não mudou tanto a dinâmica do jogo, sem se atirar ao ataque o Grêmio tentou o empate, mas parou na falta de maior capricho quando se aproximava da área adversária e na péssima arbitragem de Salvio Spinola.

O segundo tempo teve a mesma toada, o Grêmio não corria maiores riscos e chuleava um gol de empate. Mas aos 27 minutos, Saimon recuou uma bola na fogueira e Victor resolveu fazer sabe-se lá o que e Ronaldinho acabou ampliando. Um castigo muito grande pra qualquer gremista ou mesmo para qualquer pessoa torça pelo sucesso das pessoas de caráter. Para que que o futebol forneça exemplos positivos, deveríamos ter mais “Victors” e menos “Ronaldinhos”.


Perder para este Flamengo no Engenhão é ruim, mas o resultado é aceitável. O problema do momento e da campanha do Grêmio não reside neste jogo. A partida foi equilibrada, o tricolor foi pouco ameaçado, mas pagou o preço por dois erros infantis nos gols tomados.

O Grêmio já marcou incontáveis gols em cruzamentos feitos por Rochemback. Na bola parada “indireta”o aproveitamento do capitão é muito bom. Contudo, as cobranças diretas tem sido mal aproveitadas. O chute sai sempre um “tiro de meta”.


Escudero, quando se apresentou pro jogo, foi a figura mais perigosa do Grêmio. Uma pena que ainda oscile tanto dentro do jogo.

O time está em flagrante má fase e não vem fazendo por onde dentro de campo. Mas nem por isso merece ou deve ser roubado. Salvio Spinola protagonizou um fiasco na final da Copa América, e ainda assim estava apitando um jogo importante do campeonato brasileiro na semana seguinte. Infelizmente ele não “melhorou” nesses 6 dias. Leandro foi puxado no calcão e na camiseta por Junior Cesar dentro da área e o pênalti não foi marcado. E o lance que rendeu um cartão para Rochemback poderia muito bem ilustrar os verbetes “juiz caseiro” e “falta de critério”

Fotos: Paulo Sergio (Lance) e Mauricio Val (Vipcomm)

Flamengo 2 x 0 Grêmio
Thiago Neves 27′
Ronaldinho 72′

FLAMENGO: Felipe, Leonardo Moura, Welinton, Ronaldo Angelim e Junior Cesar; Aírton (Fierro 35’/2ºT), Willians, Renato e Thiago Neves (Jael 38’/2ºT); Ronaldinho e Deivid (Bottinelli 24’/2ºT)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

GRÊMIO: Victor, Saimon, Mário Fernandes, Rafael Marques e Lúcio; Gilberto Silva, Adílson (Marquinhos 34’/2ºt), Fábio Rochemback e Escudero (Mithyuê 34’/2ºT); Leandro (Lins 24’/2ºT) e André Lima

Técnico: Julinho Camargo.

13 Rodada – Campeonato Brasileiro 2011
Data: 30/julho/2011, sábado, 18h30min
Local: Estádio Engenhão, Rio de Janeiro – RJ
Árbitro: Salvio Spinola Fagundes Filho (SP)
Auxiliares: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Vicente Romano Neto (SP)
Público: 28.793 (24.467 pagantes)
Renda: R$ 780.450,00
Cartões amarelos: Saimon e Fábio Rochemback (GRE); Welinton e Willians (FLA)
Gols: Thiago Neves 27’/1°T e Ronaldinho 27’/2°T

8 Responses to “Brasileirão – Flamengo 2 x 0 Grêmio”

  1. Éder Silveira Says:

    AK. Não nos conhecemos, apenas estamos no mesmo lado da trincheira: somos gremistas. Acompanho teu blog há muito tempo e poucas vezes deixei comentário. Dessa vez, depois de lê-lo e sentir, pela enésina vez, a mesma coisa, deixo uma observação. Não precisas me responder se não quiseres, não quero um debate, mas quem sabe apontar uma questão: acho que a proposta central do blog, que é colocar no ar uma resenha do jogo, além de algumas questões sobre o time, é meritório. No entanto, acho que parte das vezes tu és muito chapa-branca. Pô, nenhuma palavra sobre a gestão Odone e reclamações sobre o juiz em todas as postagens é demais. Já te vi, mais de uma vez, falando do uniforme do time e nada sobre as mancadas do nosso depto. de futebol? Ontem, provando uma desorganização sem par, o Odone afirma aos jornalistas que o W. Paulista está desembarcando, quando até a vovozinha da esquina sabe que ele não vai poder jogar. É vergonha sobre vergonha, uma falta de organização ímpar e nada? Estou escrevendo isso por ser gremista, não faço parte de movimento nenhum e nem mesmo de qualquer torcida organizada. Só acho que um blog com o número de leitores que tem o teu precisa se posicionar. O momento é sério.

  2. André Kruse Says:

    Éder,

    eu não costumo fazer post sobre gestao.

    Eu costumo me manifestar no blog quando acho que posso acrescentar alguma coisa ao debate.

    O problema é que eu não gosto do nivel em que vem sendo feitos os debates sobre o Grêmio hoje em dia.

    E eu fico um pouco incomodado com essa acusacao de ser chapa branca. Por exemplo, eu manifestei minha contrariedade com a possivel vinda do Ronaldinho: http://gremio1983.blogspot.com/2011/01/novela-ronaldinho.html

    Mas, eu acho que sempre cabe um reflexao. Eu nao tenho conseguido postar com a frequencia que gostaria. É bom ter um feedback dos assuntos as pessoas gostariam de ler

  3. Éder Silveira Says:

    Caro André. Obrigado pela resposta. Eu não esperava ver no teu blog nada que fosse do nível das coisas que vem sendo faladas sobre o Grêmio, mas acho que vivemos um longo martírio de 10 anos que tem muitas causas, algumas delas a má gestão e a falta de novos nomes à frente do clube. Dou um exemplo de má gestão sobre o qual eu gostaria de ver um posicionamento de nossa direção: a má (ou péssima) interpretação feita pelos nossos caciques sobre a “Lei Pelé” e o que está sendo feito para revertê-la. Outro: a nossa política para as categorias de base e para o recrutamento de novos jogadores. O Grêmio traz um gerente que chega aqui elogiando o nosso banco de dados sobre atletas que estão pelo país. Isso quer dizer que ele vai trabalhar com o nosso banco de dados? Logo nós que não temos revelado ninguém de peso nos últimos anos? Será isso? Bueno, há muito por fazer. Vamos em frente que a peleia é das bravas.
    Abraço.

  4. Carlos Says:

    AK, concordo com o André. Leio sempre tb, e te conheço dos tempos de impedimento e teus embates com o Luis Felipe…
    Mas creio q as vezes tu te perde nessa lenga-lenga de juiz, imprensa, etc etc…Temos q olhar pra dentro, chega de ficar procurando pêlo em ovo. Os juizes são horriveis? São. Mas são pra todos os lados. A imprensa é uma merda? Claro q é, claro q tem os pagos, claro q tem os colorados…Mas pq nos anos 90 a gente “passava” por cima disso tudo? Pq existe um time maravilhoso dentro de campo. Hj em dia vivemos numa brigalhada sem fim (quarta fui ao jogo e vi, mais uma vez, uma briga ridicula nas cadeiras…), uma politicagem e rodizio sempre das mesmas caras, sempre dos mesmos incompetentes. AVM não tem e nunca teve nenhuma capacidade para gerir futebol, sempre foi um zero a esquerda nesse campo…apesar de ser um gentlemen, um cara competente no juridico, no futebol não entende absolutamente NADA. Eu, como apartidário, apenas um sócio q torce muito pelo gremio já estou de saco cheio dessa brigalhada q não leva a nada, e, as vezes, me canso no teu blog com a “batida” na mesma tecla. Paranóia de jornalista trouxa, e os juizes malvados q só perseguem o grêmio. É pra matar.

  5. Carlos Says:

    Aliás, concordo com o ÉDER.

    abraço

  6. André Kruse Says:

    Éder, o Grêmio revelou Lucas, Anderson, Carlos Eduardo, Douglas Costa, entre outros

    Quanto a arbitragem, achem uma linha sobre o pênalti na Zero Hora de hoje.Achem uma linha sobre a arbitragem do Salvio Spinola.

    Essa história de passar por cima é uma meia verdade. O Grêmio não conseguiu “passar por cima” no Brasileirao de 82, de 90, de 2000, na Copa do Brasil de 96, na Libertadores de 2002. E os times eram bons. E as direções, tidas e havidas como competentes falavam horrores da arbitragem.

    Carlos, o problema do Grêmio não era o Tcheco?

  7. Carlos Says:

    Bom, falava-se como sempre se falou de arbitragens. O problema, André, é q hoje SÓ se fala na tal arbitragem e no coitadismo do gremio, sempre perseguido. O que não consigo entender é q tem gente q não vê, não viu, q as arbitragens (TODAS) são horrorosas, e estamos inseridos nesse contexto como qualquer outro time. Essa coisa de que o grêmio é SEMPRE prejudicado é um saco, já vi o grêmio ser beneficiado várias vezes tb. Os juizes são uns merdas, mas temos q buscar a solução de nossos problemas em outros lugares (talvez dentro do olimpico, pq não?).
    Qto ao tcheco, pra mim é o símbolo de uma década perdedora, pois era um chorão e um jogador insuficiente para o nível q estávamos acostumados com o grêmio. Quem já teve vários jogadores excelentes não pode viver idolatrando o Tcheco, um Sandro Goiano, um Patricio…etc…etc…etc…
    O tal discurso da imortalidade, da batalha dos aflitos q eu tanto detesto. Tanto fizemos q copiamos o co-irmão, q anos atrás comemorava esporádicas “façanhas” de forma ridícula (mundial sub-15 e de futsal, goleada em grenal, etc…) Será q vamos ficar como eles e não olhar pra dentro, pra ver o q estamos fazendo de errado?
    Pq colocar um neófito no futebol, um cara que, competente juridicamente, no futebol se mostrou (pela segunda vez) um tremendo incompetente? Pq essa guerra sem fim no conselho do grêmio, q não vai nos levar a lugar nenhum? Enqto isso, eu, q sento minha bunda no cimento e não tenho e não quero ter nada a ver com isso só me decepciono, ano após ano. E qdo vou nas cadeiras (meu irmão tem uma) fico chocado ao ver q figurinhas q outrora eram oposição e lá secavam, agora são secados pelos opositores do momento. Sinceramente é broxante ver q cada um pensa só no seu rabo, e nunca no bem do grêmio.
    Há qtos anos não revelamos um centroavante decente no nosso plantel?
    Meu intuito aqui, AK, não é brigar, mas te sugerir uma mudança de perspectiva…

    Grande abraço, tu faz falta no impedimento, diga-se de passagem.

  8. Éder Silveira Says:

    André. Revelamos alguns jogadores. Douglas Costa nunca chegou a ser titular absoluto e foi vendido precocemente, sendo que depois de 1 ou 2 anos poderia render o triplo. Anderson, idem. Preciso dar a lista dos erros nessa área, começando pelo Dentuço Pilantra até o Jonas? Sobre a arbitragem, ninguém discute que já fomos muito lesados, em especial na década de 80. Mas a questão é olharmos um pouco para nossos erros, ainda que eu não tire a tua razão. Na Gaucha, rádio pela qual não nutro grande respeito, mas vá lá, se disse que foi pênalti. Sportv, idem.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: