Brasileirão – Grêmio 2 x 1 Internacional


O Grêmio entrou em campo decidido. Fez por merecer a vitória. Correu mais, marcou mais, e , fundalmentalmente jogou mais que o Internacional. Roth fechou a jogada forte do Inter. Saimon e Vilson vigiaram Damião de forma implacável, enquanto Marquinhos impedia Kléber de apoiar. O jogo do Grêmio fluía pelas pontas, com as constantes descidas dos laterais. O primeiro gol começou em um cruzamento de Júlio César, no qual Douglas apanhou a sobra, deu um passe entre as pernas de Tinga, servindo Mário Fernandes, que por por sua vez cruzou para Marquinhos completar de carrinho.

O Grêmio continuou melhor, mas acabou levando um gol em uma falha de Rochemback (erro de posicionamento que já havia se desenhado antes). Índio empatou numa rara chance colorada no jogo. O tricolor pouco sentiu o golpe, voltou a pressionar, acumulando boas oportunidades, como nas conclusões de Mário, Fernando e Júlio César.

No segundo tempo, Dorival tentou usar Jô para atrapalhar a dupla marcação em cima de Leandro Damião. Não deu certo. Saimon seguiu se destacando e o Grêmio demonstrava tranquilidade para tocar a bola e usar os lados do campo para atacar. As chances já não eram tão claras, muito em função das ínumeras faltas cometidas em cima dos avantes gremista (boa parte delas ignoradas pela arbitragem). Mas aos 33 minutos, no terceiro contato faltoso dentro da área colorada, finalmente foi marcado um pênalti. Douglas marcou o 2×1 para o Grêmio, que daí em diante esteve muito mais perto de ampliar do que de levar o empate.


Duas perguntas que ficam: Por que o time não jogou assim antes? Conseguirá manter esse nível daqui pra frente?

Júlio César fez boa estréia. Apareceu bem no ataque. Na defesa acabou sendo pouco exigido.

Fernando voltou muito bem do sub-20. Já tinha dito que gosto da forma como ele se acerta com Fábio Rochemback.

Mário Fernandes jogou uma enormidade. Divide com Escudero (com drible curto) o posto de melhor em campo.

A calamitosa arbitragem de Marcelo de Lima Henrique poderia ter tirado do Grêmio uma justa e merecida vitória. Felizmente isso não aconteceu, mas nem por isso devemos deixar de registrar os erros. Foram três pênaltis cometidos e somente um marcado. Sem falar no descritério na exibição de cartões (André Lima apanhou de Índio e Bolívar feito um cachorro). Pela canhestra lógica de alguns, a vitória do Grêmio torna a reclamação mais justa. Ou então abre uma “quarta hipótese” na classificação de outros.

Fazia tempo que não via um público tão pequeno em Grenal no Olímpico. Mas o importante foi que os torcedores que foram se fizeram sentir presentes por quem estava no gramado.

Fotos: Richard Ducker, Pedro Revilion (Correio do Povo) Luciano Leon (Final)



Grêmio 2 x 1 Internacional

GRÊMIO: Victor, Mário Fernandes, Vilson (Edcarlos, aos 44’2T), Saimon e Julio Cesar; Fernando, Fábio Rochemback, Marquinhos (Leandro, aos 19’2T), Douglas e Escudero (William Magrão, aos 38’2T); André Lima.

Técnico: Celso Roth.

INTERNACIONAL: Muriel, Glaydson, Bolívar, Índio e Kleber (Juan, aos 24’2T), Elton, Tinga (Ilsinho, aos 35’2T), Oscar e Andrezinho; Dellatorre (Jô, intervalo) e Leandro Damião.

Técnico: Dorival Júnior.

19 Rodada – Campeonato Brasileiro 2011

Data: 28 de agosto de 2011, domingo, 16h00min

Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre

Público: 26.694 (23.182 pagantes)

Renda: R$ 502. 259,50

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (Fifa-RJ)

Auxiliares: Altemir Hausmann (Fifa-RS) e Júlio César Rodrigues Santos (RS)

Cartões amarelos: Fábio Rochemback e Mário Fernandes; Dellatorre, Índio, Jô, Elton e Bolívar

Gols: Marquinhos, aos 15; Índio, aos 26 minutos do 1tempo; Douglas (pênalti), aos 33 minutos de 2 tempo

5 Responses to “Brasileirão – Grêmio 2 x 1 Internacional”

  1. Minwer Says:

    Tem mais um pênalti que ninguém comenta agora: no lance do gol, quando a bola vem da esquerda e cruza a área, o índio abraça muito o André Lima.

  2. martina Says:

    sobre o público, os 26000 de ontem foram pra apoiar. eu acho bem melhor assim do que um estádio cheio de gente histérica gritando olé antes da hora e vaiando depois…

    é sério que tinha um trapo em homenagem ao santana?

  3. Diogo Says:

    Essa vitória sobre o rival é fundamental para uma recuperação do segundo turno. Que o time continue assim.

    Sobre os lances de pênalti: no Saimon e no Escudero, houve falta; no Mário Fernandes, não.

    Fernando Carvalho tem vocação para humorista.

  4. Vicente Fonseca Says:

    Já o Inter tem 3 resultados possíveis: ou ganha, ou empata ou não tem interesse direto na partida porque está de “ressaca”.

  5. Eduardo Says:

    Ter um meio campo com 3 caras que sabem tocar a bola ajudou muito. Espero que se mantenha o Escudero no time. Ele é o cara do drible em direção ao gol. Fazia alguns jogos que o Gremio nao conseguia trocar 4 passes sem errar, sem a bola queimar. Entendo que o conceito do pivo seja importante pra esse esquema, mas na pratica o Andre pouco tem feito.

    Julio Cesar foi honesto e discreto. Gostei bastante. Sempre achei o MF mais impetuoso do que propriamente um lateral (sem desmerecer, questao de funcao mesmo), mas ontem nao da pra fazer qualquer porém. Ver que o Rochemback sossegou e nao precisa ser mais o dono da bola e faz tudo no time também foi uma boa.

    De resto, que mantenham a musica no som ambiente em todos os jogos.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: