Copa do Brasil – Grêmio 0 x 2 Palmeiras

O Palmeiras jogou pelo 0x0. Merecia o 0x0. Saiu de campo com 2×0.

O Grêmio tentou desesperadamente sair em vantagem. Não mereceu sair em vantagem. Deixou o gramado praticamente eliminado.

São as coisas do futebol. Futebol é um jogo. Jogo envolve sorte. E o pior de tudo é que Felipão sabe disso e sabe porque ganhou a partida.

Não acho certo dizer, depois de transcorridos os 90 minutos, que o técnico pensou mal o jogo. Mas é possível afirmar que o que Luxemburgo planejou para a partida de hoje acabou não acontecendo. A opção por dois jogadores de movimentação no ataque não deu resultado. As ações pelo lado do campo não fluíram, esbarrando num bom posicionamento defensivo do Palmeiras. Nas vezes em que algum atleta gremista obtinha vantagem pela ponta a jogada não tinha maior sequência, uma vez que o time sentia falta de uma referência dentro da área. Os zagueiros Palmeirenses não caíram na armadilha e jamais deixaram de resguardar o miolo da área.

O time mostrou luta, empenho, vontade, mas também se mostrou nervoso diante de um estádio igualmente nervoso. As soluções não surgiam. Algumas individualidades sucumbiam. Léo Gago, que vinha sendo um esteio da equipe, teve uma jornada fraca. O Grêmio começou a se resignar com a dificuldade do jogo. O Palmeiras, parecia mais tranquilo e consciente do que prentedia em campo, começou a se soltar. Luxemburgo mexeu, colocando dois centroavantes. O time teve um pouco mais de consistência, mas as oportunidades foram raras. Aí vieram os fatídicos minutos finais.

Minutos onde o Palmeiras passou a efetivamente contar com 11 atletas (após a saída de Daniel Carvalho). Minutos onde o Grêmio deveria ter em mente que a semifinal não necessariamente se decidiria no primeiro jogo. Minutos onde o Grêmio deveria ter mente que fazer falta, matar contra-ataque até pode ser feio, mas ganha campeonato. Mas isso não aconteceu, e aos 41 minutos Mazinho fez o primeiro e aos 46 Barcos fez o segundo, reduzindo a migalhas as esperanças de uma oitava final de Copa do Brasil gremista.

Fotos: Lucas Uebel (Grêmio.net)

Grêmio 0 x 2 Palmeiras

GRÊMIO: Victor; Gabriel, Gilberto Silva, Werley e Pará; Fernando, Souza, Léo Gago e Marco Antônio (Rondinelly, 30’/2ºT); Miralles (Marcelo Moreno, 15’/2ºT) e Kleber (André Lima, 15’/2ºT).
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

PALMEIRAS: Bruno, Maurício Ramos, Henrique e Thiago Heleno; Artur (Cicinho, 19’/2ºT), João Vitor, Marcos Assunção, Daniel Carvalho (Mazinho, 40’2ºT) e Juninho; Luan e Barcis.
Técnico: Luiz Felipe Scolari

Copa do Brasil 2012 – Semifinal – Jogo de Ida
Data: 13/06/2012, quarta-feira, 21h50min
Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)
Público: 45.535 (43.508 pagantes)
Renda: R$ 1.080.106,00
Árbitro: Héber Roberto Lopes (Fifa-PR)
Auxiliares: Carlos Berkenbrock (Fifa-SC) e Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO)
Cartões amarelos: Thiago Heleno, Marcos Assunção e João Vitor (PAL)
Gols: Mazinho, aos 41/2ºT e Barcos, aos 46/2ºT

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: