Brasileirão – Grêmio 1×1 Santos

Foi um empate frustrante, especialmente pela forma que aconteceu. O Grêmio fez um primeiro tempo muito bom, enérgico, ligado, marcando forte, ganhando as divididas e as sobras, indo pra cima do Santos e criando situações de gol. As melhores foram com finalizações de Marcelo Moreno. A primeira na cabeçada que parou no travessão, após cruzamento de Anderson Pico. A segunda no chute cruzado depois de um belo lançamento de Souza. Mas o gol saiu aos 33 minutos. Zé Roberto levantou a bola na área e Werley “torneou” de cabeça, encobrindo o goleiro Rafael.
Em todo o primeiro tempo o Grêmio soube marcar o Neymar. Não foi exatamente um marcação individual, mas Fernando foi deslocado um pouco mais para a direita e junto com Pará acabou bloqueando o principal setor “de trabalho” do Neymar.
No segundo tempo a tarefa do Grêmio deveria ser mais fácil. Bastava administrar a vantagem contra um adversário que logo aos 7 minutos ficou com jogador a menos (Neymar foi expulso). Mas logo o Santos aproveitou um escanteio para empatar o jogo e se colocou recuado para garantir o empate. Aí se evidenciou a já notória dificuldade que o Grêmio encontra contra times que jogam fechados atrás. O tricolor até teve oportunidade de anotar o gol de desempate, mas jogou de maneira pouca inspirada e acabou correndo risco até de sofrer uma virada.

Não acho certo dizer que o Santos “achou um gol”. Há tempos eu venho dizendo que tenho dificuldade em entender o posicionamento defensivo do Grêmio nas bolas paradas. Ontem, ainda no primeiro tempo, Durval (o melhor cabeceador do adversário) se desgarrou da marcação numa cobrança de falta, na sequencia André ficou completamente livre em um escanteio. No gol santista, novamente Durval se livrou da marcação com alguma facilidade.
Não acho que o árbitro tenha sido o responsável pelo resultado. Acho que o empate se deve a queda de rendimento e o péssimo segundo tempo que Grêmio fez. Mas é inaceitável que o mesmo árbitro que apitou de maneira desastrosa na Vila Belmiro tenha também sido escolhido para apitar ontem no Olímpico.
É inaceitável mas não é inexplicável. O Grêmio pouco reclamou. A imprensa local não registrou os erros (e sabemos como isso pode influenciar no campeonato) e lá estava Nielson Nogueira Dias apitando mais um Grêmio e Santos. E apitando mal. Começou com a palhaçada de mostrar cartão amarelo para um jogador do banco. Achei a expulsão do Neymar bem questionável e não consegui ver intenção do André Lima de colocar a mão na bola no seu gol anulado.
É sempre preciso reconhecer quem faz o trabalho menos nobre. Aos 47 do segundo tempo Bernando sairia na cara de Marcelo Grohe não fosse a grande arrancada e providencial falta de Léo Gago. O volante foi expulso, mas garantiu um ponto que pode ser decisivo.
O título vai ficando díficil, mas ainda temos muitos pontos a disputar. Nas duas últimas rodadas o Grêmio poderia ter vencido Atlético e Santos, mas acabou fazendo somente dois pontos em seis disputados. O Fluminense teve um pênalti contra não marcado para o Náútico e um desperdiçado pelo Flamengo. Poderia ter feito os mesmos dois pontos, mas fez 6. São nesses detalhes que um time dispara. E são nesses detalhes que a diferença pode ser buscada.

 Fotos: Lucas Uebel (Grêmio.net)

Grêmio 1×1 Santos


GRÊMIO: Marcelo Grohe, Pará, Werley, Gilberto Silva e Anderson Pico (Léo Gago –23’/2ºT); Fernando (Leandro – 20’/2ºT), Souza (André Lima – 31’/2ºT), Elano eZé Roberto; Kleber e Marcelo Moreno.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

SANTOS: Rafael; Ewerton Páscoa, Bruno Rodrigo, Durval e Gerson Magrão;Adriano, Arouca e Felipe Anderson; Patito Rodríguez (Bernardo – Intervalo),Neymar e André (Bill – 29’/2ºT).

Técnico: Muricy Ramalho.

 27ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2012
Data: 30 de setembro de 2012, Domingo, 18h30min
Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)
Público Total: 45.762 (38.212 pagantes)
Renda:
R$ 1.080.972,00
Arbitragem: Nielson Nogueira Dias (PE)
Auxiliares: Robert Braatz (FIFA-PR) e Clóvis Amaral da Silva (PE)
Cartões Amarelos: Zé Roberto, Vilson, Pará, Kleber, Elano, Adriano, Ewerton Páscoa, Neymar, André
Cartões vermelhos: Neymar (7/2ºt) e Léo Gago (47/2ºt)
Gols:  Werley aos 33 do 1ºt e  Bruno Rodrigo aos 12 do 2ºt
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: