Brasileirão – Flamengo 0x1 Grêmio

by

Talvez a amostragem ainda não seja muito grande, mas acho que já é possível deixar de considerar essa escalação com 3 zagueiros e 3 volantes como algo emergencial/pontual e passar a classificar esse esquema como uma situação consolidada pelo Renato. Vejo um time num 3-1-4-2, com Souza protegendo os três zagueiros, com uma linha de 4 a sua frente, formada por Pará, Ramiro, Riveros e Alex Telles. E está na mobilidade dessa linha a grande virtude que o Grêmio apresenta nos últimos jogos. Conforme a necessidade, os “meio campistas” adiantam ou recuam a marcação.
E em Brasília, a partir dos 7 minutos de jogo, o tricolor não mais teve necessidade de adiantar a marcação. Pará cobrou falta, a barreira abriu, Felipe não reagiu e o placar passou a marcar 1×0 para os visitantes. E assim permaneceu até o final da partida, isso porque o Grêmio soube jogar com a vantagem. O time esperou o Flamengo, e o Flamengo (desfalcado de Elias e Carlos Eduardo) pouco criava e não conseguia superar os defensores gremistas. No segundo tempo os rubro-negros colocaram um pouco mais de velocidade e movimentação no jogo, mas o Grêmio seguiu sendo melhor e até desperdiçou boas chances de ampliar o escore.

Dali o Pará guarda“. Algum gremista pensou nisso na hora que o juiz autorizou a cobrança?

Souza se adaptou muito bem a esse novo esquema. Está desempenhando muito bem esse papel de cabeça de área. Foi criticado por “não passar do meio campo”. Uma injustiça, pois é exatamente o que ele não deve fazer nesse posicionamento.
O time aparenta acabar as partidas com maior fôlego do que tinha no inicio do campeonato. É resultado da mudança do preparador físico ou é o time que, mais bem postado em campo, acaba se cansando menos?

O zagueiro Chicão reclamou da postura tática dos atletas do Grêmio: “Com todo respeito à equipe do Grêmio, eles acharam um gol de bola parada, recuaram a equipe e foi difícil entrar na defesa deles” Imagino que tenha sido uma manifestação pró-forma, porque não é possível crer que um jogador experiente realmente esperasse que o time visitante, que sai na frente no marcador, fosse continuar jogando aberto até o final da partida. E mesmo com a dita “retanca”, foi o Grêmio que teve as melhores chances para marcar no segundo tempo.

Fotos: Francisco Stuckert e Carlos Costa (Lance),  Yuri S. Ferreira (‏@YurImortal) e Alexandre  Vidal (Fla Imagem)

Flamengo 0x1 Grêmio

FLAMENGO: Felipe; Digão (Hernane – 30’/2ºT), Chicão, González e João Paulo; Cáceres, Val (Nixon – intervalo), André Santos e Fernando (Adryan – intervalo); Paulinho e Marcelo Moreno.
Técnico: Mano Menezes
GRÊMIO: Dida; Werley, Rhodolfo e Bressan; Pará, Souza (Matheus Biteco – 41’/2ºT), Riveros, Ramiro e Alex Telles; Kleber (Yuri Mamute – 36’/2ºT) e Barcos (Gabriel – 43’2ºT)
Técnico: Renato Portaluppi


16ª rodada – Campeonato Brasileiro 2013  
Data: 24/agosto/2013, sábado, 18h30min
Local: Estádio Mané Garrincha, em Brasília – DF
Público: 20.500
Renda: R$ 951.590,00
Árbitro: Paulo Henrique Godoy Bezerra (SC)
Auxiliares: Carlos Augusto Nogueira Junior (SP) e Ivan Carlos Bohn (PR)
Cartões amarelos: Alex Telles, Kleber (G) Marcelo Moreno, Hernane (F)
Gol: Pará aos 7 minutos do 1º tempo.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: