Pay-Per-View e TV Aberta

by
Um recente levantamento do UOL constatou o óbvio: Que  o Corinthians domina as transmissões de futebol em TV aberta. Mas isso não é exatamente uma novidade desse ano. Há algum tempo a detentora dos direitos de televisionamento tem dado preferência a poucos times do centro do país. A questão que fica é: Por que os demais clubes não reclamam disso? Faltam pronunciamento oficiais sobre o assunto, mas o que se costuma ser dito é que os times entendem que a ausência de partidas em canais aberto pode resultar em uma maior receita do Pay-Per-View (que varia de acordo com as compras de cada torcida). Tal situação foi explicada pelo site Olhar Crônico Esportivo:

O mercado brasileiro de TVs por assinatura tem crescido em ritmo acelerado, acompanhando as migrações de classes sócio-econômicas que têm ocorrido no Brasil – de E para D para C para B para A – e o grande crescimento da classe C, importante por significar a entrada de novos consumidores no mercado, ou melhor, em vários mercados.
Esse crescimento reflete-se no futebol pago, tanto que levou-o a ser a menina dos olhos de dez em cada dez presidentes de clubes brasileiros, a ponto de, nas negociações pelos novos contratos de cessão de direitos de transmissão, os clubes exigirem que os seus jogos não fossem mais transmitidos em sinal aberto até mesmo para o estado em que têm sede, e não somente para a cidade onde os jogos são disputados. Claramente, a intenção é forçar o torcedor a comprar o PPV e engordar a receita do clube.Ninguém dá ponto sem nó.
O mesmo raciocínio é repetido por colunistas da imprensa local. Mas será que procede? O presidente do Atlético Mineiro, Alexandre Kalil, divulgou o ranking de vendas do Brasileirão 2013. O primeiro dado que salta aos olhos é que mesmo tendo um grande número de partidas na TV aberta, Flamengo e Corinthians lideram as vendas do PFC.

Fonte: Teoria dos Jogos
Será que um menor número de jogos exibidos em canais abertos realmente implica numa maior venda de pay-per-view? Será que a relação é  assim tão direta?
Pegamos o caso do Grêmio. Na comparação entre o primeiro turno de 2012 e 2013 (tabela abaixo) podemos perceber claramente que o clube teve menos partidas exibidas somente no PFC na atual temporada (e mais partidas exibidas em TV Aberta), e ainda assim cresceu no ranking de vendas do pay-per-view

Além dessa questão financeira imediata, acho importante lembrar que um maior números de jogos em canais aberto podem ajudar a captar potenciais novos consumidores, que nem sempre tem acesso a TV Cabo.

Por último, assim como fiz no campeonato passado, estou fazendo um pequeno comparativo das transmissões dos jogos de cada clube, mas nessa temporada eu acrescentei Atlético Mineiro, Corinthians, Cruzeiro e Flamengo na comparação. Abaixo o quadro:

Advertisements

One Response to “Pay-Per-View e TV Aberta”

  1. LINDOMAR (PARANAENSE) Says:

    MAIS JOGOS TRANSMITIDOS EM SINAL ABERTO = MAIOR CHANCE DE AUMENTAR A TORCIDA!

    MAIOR TORCIDA = MAIOR CHANCE DE VENDAS DE PAY PER VIEW!

    NÃO ADIANTA, FANÁTICOS COMO EU COMPRAM INDEPENDENTE DO CANAL ABERTO TRANSMITIR!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: