Brasileirão – Ponte Preta 1×1 Grêmio

O jogo foi horrível, a atuação do Grêmio foi lamentável. Não há como fugir dessas constatações. O adversário era uma Ponte Preta que, apesar de ainda ter chances matemáticas de escapar do rebaixamento, poupava jogadores pensando na semifinal da Copa Sul-Americana.  Ou seja, o cenário não era dos mais complicados, e ainda assim a equipe gremista se complicou. O time mostrou um misto de cansaço, apatia, desinteresse e jornadas técnicas individuais sofríveis. Apesar disso, pelo que se viu em campo, seria possível vencer o jogo. Mas a realidade é que o Grêmio jogou muito pouco. Levou um gol numa das raras ações ofensivas da Ponte, logo aos 15 minutos, quando Adrianinho aproveitou um contra-ataque de 3 contra 2 para servir Adaílton, que chutou cruzado, sem que Dida conseguisse defender. A partir daí o Grêmio teve muita posse de bola no campo de ataque, mas com pouquíssima criatividade e com quase nenhuma vitória pessoal dos seus avantes contra os defensores do time de Campinas. Aos 12 minutos do segundo tempo, Vargas empatou de cabeça, mas a reação tricolor parou aí.

Me parece adequado associar a arrancada do Grêmio nesse Brasileirão a adoção do 3-5-2 com 3 volantes. Eu gostei da alternativa pensada por Renato, de um 4-3-3 que manteve os três volantes. Hoje o treinador optou por mais uma escalação diferente, com 2 volantes (Souza e Ramiro) e um meia (Zé Roberto). Não sei até que ponto tantas mudanças são benéficas ao desempenho do time. Será que esse grupo tem entrosamento e treinamento suficiente para tantas variações?
Muito se fala sobre a comparação do rendimento do Vargas no Grêmio e na seleção chilena. Será que o posicionamento dele é o mesmo nos dois times? Hoje me pareceu que ele atuou um tanto longe do gol, por diversas vezes ele se encontrava mais recuado que o Zé Roberto.

Fotos: Guilherme Dorigatti (PontePress), Carlos Sousa Ramos (AAN), FuturaPress (Lance),  AGIF (Correio do Povo)
Ponte Preta Ponte Preta 1×1 Grêmio Grêmio
PONTE PRETA: Edson Bastos; Artur, Ferron, Diego Sacoman e Uendel; Baraka, Alef (Raphael, 16’/2º), Fellipe Bastos, Adrianinho (Elias, 16’/2º) e Adailton; Willian (Chiquinho, 28’/2º).
Técnico: Jorginho
GRÊMIODida; Pará, Rhodolfo, Bressan e Alex Telles; Souza, Ramiro e Zé Roberto (Elano, 32’/2º); Vargas, Kleber (Maxi Rodríguez, 23’/2º) e Barcos (Yuri Mamute, 35’/2º).
Técnico: Renato Portaluppi

Data: 24/11/2013, domingo, 170h00min
Local: Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Público: 4.111 torcedores
Renda: R$ 37.002,00
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)
Auxiliares: Lúcio Ipojucan Ribeiro da Silva de Mattos (PA) e Hélcio Araújo Neves (PA)
Cartões amarelos: Baraka e Adaílton (PPO); Alex Telles e Elano (GRE)
Gols: Adaílton, 15’/1ºT e Vargas, 9’/2ºT

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: