Gauchão 2014 – Brasil de Pelotas 1×1 Grêmio

E o time B do Grêmio voltou a campo pelo Gauchão do 2014. Usando uma terceira escalação diferente em três jogos, dessa vez com uma formação mais defensiva, com três volantes. Nem deu tempo pra ver se a estratégia foi bem pensada, porque logo aos 5 minutos o time sofreu o gol, novamente numa bola mal cortada pela defesa, que Gustavo Papa aproveitou para chutar e, com auxilío do desvio em Cleylton, superar o goleiro Follmann. O tricolor sentiu o golpe, o Xavante se animou, mas o jogo em si foi muito ruim. Os atletas gremistas tinham grande dificuldades em articular jogadas, raramente encaixavam uma sequência superior a dois passes. Já o Brasil tentava o contra-ataque, mas muito na base do “vamo que vamo”. Assim o restante da partida foi um festival de chutões, com muitas disputas pela bola no alto e rebotes, com incontáveis faltas cometidas nesse tipo de lances.
O Brasil até esteve mais perto de ampliar (especialmente nas cabeçadas de Gustavo Papa) do que de levar o empate, mas aos 25 minutos do segundo tempo, numa das raras jogadas conscientes do Grêmio, Felipe Ferreira deu bela assistência e Luan tocou com categoria, por cima do goleiro Luiz Muller, para empatar o jogo. O Brasil pressionou nos minutos finais. Follmann fez grande defesa na cabeçada de Cirilo e Forster teve duas boas chances de desempatar nos acréscimos. Mas tanto na primeira (falta na entrada da área) como na segunda (pênalti duvidoso marcado em Márcio Hahn)  o lateral esquerdo acabou isolando a bola por cima do gol.

 

O juiz da partida era desconhecido para mim. Devemos saudar a renovação e reconhecer que ele foi bem no único critério relevante para a comissão de arbitragem da FGF: Saber fazer cara de brabo.
Me pareceram um tanto exagerados os elogios que os jornalistas da RBS TV fizeram ao gramado do Bento Freitas. O curioso é que nesse processo deu até para dar uma crítica injusta a Arena do Grêmio (o que já é de praxe)
Everton entrou bem no jogo. Conseguiu reter a bola na enfrente, enfrentar a zaga e concluir a gol. Poderia até ter começado a partida.
A explicação talvez passe pela desconfiança na sua zaga, mas Follmann poderia maneirar nas saídas tresloucadas do gol.

Fotos: Italo Santos (G.E.Brasil) e Fernando Gomes (Agência RBS)

Brasil-RS Brasil de Pelotas 1×1 Grêmio Grêmio

GRÊMIO: Follmann; Spessato, Rafael Thyere, Cleylton e Breno; Guilherme Amorim, Matheus Barbosa (Everton, intervalo),  Moisés (Jeferson, 28’/2°T) e Leandro Canhoto (Felipe Ferreira, 17’/2°T); Luan e Everaldo
Técnico: Mabília
BRASIL DE PELOTAS: Luiz Müller; Wender, Fernando Cardozo, Cirilo e Rafael Forster; Leandro Leite, Washington, Túlio Souza (Márcio Hahn, 27’/2°T) e Cleiton; Alex Amado e Gustavo Papa (Nena, 31’/2°T)
Técnico: Rogério Zimmermann

04ª Rodada – Campeonato Gaúcho 2014
Data: 28/01/2014, quarta-feira, 22h00min
Local: Estádio Bento Freitas, em Pelotas (RS)
Árbitro: Eleno Gonzalez Todeschini
Auxiliares: Lúcio Beiersdorf Flor e Edemar Lacerda Palmeira
Cartões amarelos: Wender, Túlio Souza, Alex Amado e Washington (BRA); Spessato e Guilherme Amorim (GRE)
Cartão vermelho: Guilherme Amorim (GRE)
Gols: Gustavo Papa, aos  5 do 1° tempo e  Luan, aos -25 minutos do 2° tempo

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: