Brasileirão 2014 – Grêmio 4×1 Internacional

Antes de entrar em campo, o Grêmio parecia estar bem consciente de qual era o setor mais virtuoso do Inter. E foi provavelmente aí que começou a ganhar o jogo. Povoando o meio de campo com volantes na hora de defender, e usando os flancos para atacar, o tricolor teve maior controle das ações e conseguiu tirar o protagonismo dos meias colorados. O time azul impunha rapidez ao fazer a transição ofensiva  pelos lados, numa ligação entre os laterais e os meias/atacantes/wingers, na combinação de Zé Roberto e Dudu pela esquerda e Pará ora com Ramiro, ora com Luan pela direita. O Grêmio tinha mais intensidade e conseguiu converter sua superioridade em gol aos 27 minutos, quando Dudu e Barcos fizeram uma tabela pela direita e o camisa 7 gremista avançou quase até a linha de fundo, onde deu um corte em Aránguiz e cruzou para Luan abrir o placar com um gol de carrinho. Apesar de estar melhor na partida, o tricolor ainda cometia alguns vacilos, como permitir que o Inter concluísse por duas vezes com perigo já nos acréscimos da primeira etapa.

Abel tentou alterar seu time para a etapa final, tirando D´alessandro do lado direito e o passando para um posição mais central. Não deu muito tempo de perceber qualquer melhora nos vermelhos, porque logos aos 3 minutos Luan deu um belo passe, achando Ramiro dentro da área, que marcou o 2×0 em um chute rasteiro. O Inter tentou reagir e passou a jogar com dois atacantes a partir da entrada de Rafael Moura. E foi dos pés do He-man que saiu o gol colorado, numa jogada em que a zaga do Grêmio deu muito tempo e espaço para o avante do Inter desferir um chute em curva que tomou  rumo do ângulo da goleira defendida por Marcelo Grohe. Felipão mexeu na sua equipe, e colocou Giuliano e Alan Ruiz em campo, e o time que não tinha nenhum meia passou a jogar com dois, e assim começou a trabalhar mais a bola no campo de ataque. Giuliano quase marcou o terceiro aos 28, mas Alisson fez boa defesa. Contudo, aos 31, o goleiro colorado nada pode fazer quando Zé Roberto cobrou falta para dentro da área e Alan Ruiz completou de cabeça para as redes. Aos 36, Giuliano puxou contra-ataque e serviu Alan Ruiz, que ainda deixou Aránguiz na saudade antes de soltar um canudo da entrada da área para decretar a goleada no placar. Depois disso, se viu muito bate-boca e empurra-empurra dentro de campo e muita festa nas arquibancadas da Arena.

Foi importantíssimo ganhar e passar de um concorrente direto na luta pelo G4. É quase desnecessário dizer o quanto é bom ganhar Gre-Nal (de goleada então nem se fala). O Grêmio não poderia ter ficado tanto tempo sem ganhar um clássico. Superar o adversário não pode ser o objetivo maior do clube na temporada, mas não se pode criar um bicho de sete cabeças com essa história de jejum no enfrentamento com o co-irmão.Uma vitória nos últimos 10 clássicos ainda é um retrospecto muito ruim e o tricolor não tem absolutamente nada garantido na temporada, mas o placar, a postura e a atuação de hoje foram de lavar a alma.
Tive que ouvir e ler durante a semana que Luan é um jogador comum. O legal é o que futebol sempre dá lições aqueles que querem aprender. Luan mostrou o quão diferenciado é ao aparecer dentro da pequena área para marcar o 1º gol e dar uma assistência primorosa no 2º gol. Só não vê quem não quer.
Futebol não deveria ser assim, mas o gol marcado certamente trará um pouco mais de reconhecimento ao Ramiro, que vem tendo desempenho importantíssimo nesse time do Grêmio, se alternando em vários papéis do meio de campo. No inicio do trabalho do Felipão ele jogou postado na frente da zaga. Ontem ele voltou a jogar aberto pelo lado direito, formando um 4-2-3-1 ao ficar quase na mesma linha de Luan e Dudu, e auxiliando bastante na pressão da saída de bola do adversário.

Esperava mais do “Edson Aránguiz do Nascimento“. Tomou dois cortes constrangedores no 1º e no 4º gol do Grêmio. E o Nilmar já decidiu muitos Gre-Nais, mas no de hoje ele estava totalmente sem ritmo e aparentava não ter nenhum entrosamento com seus companheiros.

O Luiz Flávio de Oliveira apitou bem a partida. Não errou nenhuma marcação importante. Apenas deixou de dar cartão amarelo para Alex, D´alessandro e, principalmente, de mostrar o segundo cartão para Willians em mais de uma ocasião (se bem que o primeiro possa ter sido exagerado no contexto da partida).  Talvez ele tenha agido bem ao não se valer do surrado expediente de “expulsar um de cada lado” na confusão, mas eu não consigo achar certo que praticamente não aconteça mais jogo depois do quarto gol do Grêmio (menos mal que não chegou ao ponto de repetir o último Gre-Nal do Olímpico, onde a bola simplesmente não rolou no segundo tempo)

Mais uma vez se noticiou que todos os ingressos foram vendidos e o público total final foi inferior a 50 mil pessoas. É um problema que se repete, e os assentos vazios se localizavam nos mesmo setores de partidas anteriores.

Média de público de todos os Gre-Nais de 2000 até agora é de 30.777. O  público desse domingo foi o terceiro maior dos 59 clássicos desse período (maior com o mando do Grêmio).

Grêmio Grêmio 4×1 Internacional Internacional

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Pará, Rhodolfo, Geromel e Zé Roberto; Walace, Fellipe Bastos, Ramiro (Giuliano, 23’/2ºT),  Luan (Alán Ruiz, 28’/2ºT) (Matheus Biteco, 40’/2ºT) e Dudu; Barcos
Técnico: Luiz Felipe Scolari
INTER: Alisson; Wellington Silva, Ernando, Alan Costa e Alan Ruschel; Willians, Aránguiz, Alex (Valdívia, 21’/2ºT), Alan Patrick (Rafael Moura, 12’/2ºT) e D’Alessandro; Nilmar (Taiberson, 34’/2ºT).
Técnico: Abel Braga
33ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2014
Data: 09/11/2014, domingo, 17h00min
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Público: 46.437 presentes (43.456 pagantes)
Renda: R$ 1.829.334,16
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Marcio Luiz Augusto (ambos de São Paulo)
Cartões amarelos: Pedro Geromel (GRE) e Alán Ruiz (GRE); Willians (INT) e Rafael Moura (INT)
Gols: Luan, aos 27 minutos do primeiro tempo; Ramiro, aos 3 minutos; Rafael Moura, aos 15 minutos; Alán Ruiz, aos 31 minutos e aos 36 minutos do segundo tempo;

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: