Gauchão 2015 – Aimoré 2×1 Grêmio

O GRÊMIO BAQUEOU NA “TABA” NUMA LUTA DE CONTORNOS DRAMÁTICOS 2X1.

Não, eu não enlouqueci, apenas não gostaria de perder uma chance de repetir uma manchete de 1958, quando o Grêmio foi igualmente derrotado por 2×1 pelo Aimoré em São Leopoldo
E em 2015 o jogo até foi bastante brigado, mas não teve “contornos dramáticos”. Teve sim, um Grêmio ainda em formação, tomando um gol muito cedo e sofrendo bastante no restante da partida em função disso. A vantagem no marcador só acentuou a postura dos mandantes, de se fechar no campo de defesa e tentar explorar o contra-ataque. Os atletas do Aimoré mostravam mais ímpeto nas disputas, e pareciam bem orientados por Paulo Porto, uma vez que paravam o jogo sempre que ficavam em desvantagem no combate mano a mano. O Grêmio teve na bola parada a principal chance de se aproximar da meta de Marcelo Pitol, mas não a aproveitou e acabou levando o segundo gol ainda no final do primeiro tempo, quando Rennan Oliveira aproveitou o espaço dado por Galhardo para chutar em curva, próximo ao ângulo de Marcelo Grohe.
No segundo tempo o Grêmio só foi melhorar após as entradas de Everton e Lincoln, que deram mais movimentação e velocidade ao ataque. Mas essa melhora só foi suficiente para arrancar um gol de honra, marcado por Luan aos 25 minutos.

Tá certo que o esquema com dois centroavantes foi mais usado no período da pré-temporada. Por esse aspecto faz algum sentido manter ele nesse jogo. Mas não é nenhuma demasia supor que foi uma formação “diplomática” para acomodar Barcos e Marcelo Moreno na equipe titular, o que não mais se justifica depois da saída do argentino.  Ademais, não gosto de ver Luan sendo “sacrificado” jogando como terceiro jogador da meia cancha, tendo Douglas na sua frente,  estacionado na intermediária ofensiva (o “sacrificado” foi entre aspas por achar que o Luan é mais útil jogando mais perto do gol). 
E Luan pode ter errado na origem do primeiro gol do Aimoré. Muitos podem não gostar do futebol dele, fazendo valer aquele velha mania de pegar excessivamente no pé dos guris da base. Mas acho que todos conseguem reconhecer que ontem ele jamais se escondeu  ou se omitiu no jogo  (contrastando com a postura apática de alguns jogadores mais veteranos)

Achei que o Junior fez uma partida interessante na lateral esquerda, especialmente no primeiro tempo. Merece ser melhor observado.

Pro meu gosto, na impossibilidade de usar a meia branca nessa combinação com camisa tricolor e calção branco o Grêmio deveria sempre usar uma meia azul celeste (por motivos de: Tóquio e Copa do Brasil 2001). Falarei mais sobre as combinações de uniformes num próximo post.

Fotos: Lucas Uebel (Grêmio.net)

Aimoré Aimoré 2×1 Grêmio Grêmio

AIMORÉ: Marcelo Pitol; Toto, Lacerda, Diego Borges e Lucas Pavone; Álvaro, Faísca, Mikael e Rennan Oliveira (Gian, 30’/2º); Diego Viana e Diogo Pereira (Moacir, 42’/2º) 
Técnico: Paulo Porto
GRÊMIO: Marcelo Grohe; Galhardo, Rhodolfo, Marcelo Oliveira e Júnior; Arthur (Matías Rodriguez, intervalo), Fellipe Bastos, Douglas (Lincoln, 17’/2°) e Luan; Lucas Coelho (Everton, intervalo) e Marcelo Moreno
Técnico: Felipão

2ª Rodada – Campeonato Gaúcho 2015
Data: 4/2/2015, quarta-feira, às 22h00min
Local: Estádio Cristo Rei, em São Leopoldo (RS)
Árbitro: Roger Goulart
Auxiliares: José Eduardo Calza e Antonio João Albornoz
Cartões amarelos: Toto, Diego Viana e Marcelo Pitol (AIM); Fellipe Bastos e Luan (GRE)
Cartões vermelhos: Mikael e Diego Viana (AIM)
Gols: Mikael, a 1 minuto e Rennan Oliveira, aos 46 minutos do primeiro tempo. Luan, aos 25 minutos do segundo tempo.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: