Brasileirão 2015 – Santos 1×3 Grêmio

  

 Os inícios de partida avassaladores tem sido uma marca dessa arrancada do Grêmio sob o comando de Roger. A vitória contra o Santos na Vila Belmiro começou a ser construída logo aos 4 minutos, quando Giuliano pegou a bola pelo lado direito do ataque e avançou na diagonal, acionando Luan que se moveu por trás da zaga. Sem ângulo para chutar em gol, o camisa 7 gremista levantou a cabeça e cruzou rasteiro para dentro da pequena área, onde estava Pedro Rocha, que abriu o marcador. Dois minutos depois, Luan recebeu novo bom passe de Giuliano mas foi travado por Caju no momento da conclusão. O Santos buscou uma reação, mas o Grêmio parecia mais a vontade no campo. E tal situação se acentuou depois dos 28 minutos, quando Geuvânio, que havia saído de campo para receber atendimento médico depois de cometer dura falta, voltou ao gramado sem receber autorização da arbitragem e acabou recebendo o segundo cartão amarelo. 

O Grêmio teve oportunidades de liquidar a partida ainda no primeiro tempo. Na melhor delas, Giuliano teve seu chute bloqueado pela defesa adversária após já ter driblado o goleiro Vladimir. Mas o segundo gol tricolor saiu logo no início do segundo tempo, num chute rasteiro cruzado de Galhardo. O 2×0 no placar deu a sensação que os times só esperariam pelo apito final, mas aos 19 minutos o Santos aproveitou um passe errado de Walace para entrar trocando passes pelo meio da defesa gremista, culminando com o gol de Ricardo Oliveira. Mas depois disso a vitória tricolor não foi mais ameaçada e Mamute marcou o terceiro gol, aproveitando bom passe de Edinho para tocar no meio das pernas do goleiro.

 
Muito se falou na polêmica expulsão de Geuvânio na cobertura do pós-jogo. E com uma boa dose razão. Por mais que dessa vez tenha favorecido o Grêmio, eu não consigo concordar com o fato de um time ficar com um jogador a menos por que um jogador que reingressou no gramado sem autorização. A pena é totalmente desproporcional a infração. E nesse caso, ainda existe o agravante de que o árbitro fez um gesto que pode ter confundido o atleta. O juiz poderia, tranquilamente, ter marcado a falta sem apresentar cartão. Ou mesmo o quarto árbitro poderia ter segurado ou impedido a entrada do jogador. Mas se preferiu adotar o velho hábito de expulsar um jogador por qualquer coisa.
É importante se registrar que o Grêmio já estava na frente e estava melhor na partida com onze contra onze. Se iria permanecer assim já são outros quinhentos.
O curioso é que foi pouco debatida a possibilidade de Geuvânio receber um cartão vermelho diretamente na falta em que lhe foi apresentado o primeiro amarelo.
Acho curioso que tem gente que insiste em falar em “tabu” na Vila Belmiro, praticamente ignorando a vitória tricolor em 2011.
É interessante notar que em diversos momentos do jogo o Douglas acaba sendo o jogador mais avançado, especialmente quando o time está sem a bola

Galhardo foi muito bem no jogo. Abriu espaço  ao pisar na linha na jogada do primeiro gol e marcou o segundo. E eu ainda não tinha notado que o ele tem o próprio nome tatuado no braço.

Fotos: Fred Casagrande (Correio do Povo),  Ivan Storti  (Lance) e Ricardo Saibun (Santos FC)

Santos Santos 1×3 Grêmio Grêmio

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Paulo Ricardo, David Braz e Caju; Lucas Otávio (Rafael Longuine, intervalo), Thiago Maia (Neto Berola, 30’/2ºT) e Lucas Lima; Geuvânio, Gabriel (Nílson, 13’/2ºT) e Ricardo Oliveira
Técnico: Marcelo Fernandes
GRÊMIO: Marcelo Grohe; Galhardo, Geromel e Rhodolfo (Erazo, 38’/2ºT); Edinho, Walace, Giuliano, Douglas (Moisés, 46’/2ºT) e Pedro Rocha (Yuri Mamute, intervalo), Luan;
Técnico: Roger Machado
11ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2015
Data: 5 de julho de 2015,domingo, às 16h00min
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Público: 4.942 pagantes
Renda:  R$ 136.690,00
Juiz: Felipe Gomes da Silva (PR)
Auxiliares: Rafael Trombeta e Luciano Roggenbaum
Cartões amarelos: Gabriel, Caju e David Braz (SAN); Walace (GRE)
Cartão vermelho: Geuvânio,  aos 26′ do 1º tempo
Gols: Pedro Rocha, aos 4 minutos do primeiro tempo; Galhardo, aos 4 minutos, Ricardo Oliveira  aos 19 minutos e Yuri Mamute, aos 35 minutos do segundo tempo.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: