Brasileirão 2015 – Grêmio 2×1 Joinville

Na quinta, o Grêmio se “credenciou” no campeonato ao derrotar o então líder, nos seus domínios, mostrando grande futebol. Já ontem, o crescimento da moral da equipe se deu por motivos bem distintos. Dessa vez o Grêmio mostrou força ao buscar uma virada em casa, contornando as imensas dificuldades apresentadas contra um equipe da zona de rebaixamento.

E dentre essas dificuldades, a principal foi a ausência de Luan. Sem um jogador com as mesmas características, Roger optou por escalar Bobô com o homem mais avançado. E essa opção por um centroavante de área implicou em uma mudança na forma do time jogar. O ataque ficou mais estático, mais previsível, sem tanta movimentação. Douglas, que vem jogando mais perto do gol, trocando de posição com Luan, passou a jogar bem mais recuado, próximo aos volantes (o que foi alvo de reclamação do treinador na coletiva). E bola ficava por demais nos pés de Maicon, o que prejudicava a velocidade na construção das jogadas. 

Por óbvio esses problemas foram acentuados pelo fato do Joinville ter saído na frente logo aos 3 minutos, na cabeçada de Bruno Aguiar após boa cobrança de escanteio de Edigar Junio. O time e a torcida do Grêmio se impacientaram, e os visitantes tiveram chances claríssimas de ampliar, colocando bola no travessão e etc… O Grêmio só foi achar seu tom na partida no segundo tempo, já com Fernandinho, que mais uma vez entrou bem na partida. A virada saiu em dois lances de bola parada. Aos 15 minutos, Douglas bateu escanteio e Erazo se antecipou a Guti e completou para as redes de cabeça. E aos 38, Galhardo colocou bastante curva na sua cobrança de falta, mandando a falta lá onde a coruja dorme.

 

A Arena recebeu 31 mil pagantes no jogo contra o Sport. No Grenal esse número subiu para 42 mil e voltou para a mesma casa dos 31 mil contra o Joinville. Entendo o interesse maior no clássico, mas fica claro que há algum problema nessa relação da ida ao estádio que fez com que que o entusiasmo da torcida com as últimas atuações não tenha se traduzido num aumento do público.
Muito justo e merecido o espontâneo reconhecimento da torcida a Marcelinho Paraíba.
A entrevistas do Roger seguem sendo muito boas. O uso da historinha da luta entre o urso e o jacaré para explicar a boa fase dos zagueiros foi genial.

Eu não gosto muito das formalidades impostas e banalizadas. Mas já que o protocolo do campeonato prevê a execução do Hino Nacional com os time em campo, seria interessante (e barato) hastear uma bandeira em algum lugar do estádio. Ver os atletas virados pro telão fica meio estranho.

Grêmio Grêmio 2×1 Joinville Joinville

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Galhardo, Geromel, Erazo e Marcelo Oliveira; Walace, Maicon, Giuliano, Douglas (Maxi Rodríguez, 22’/2°) e Pedro Rocha (Fernandinho, int.); Bobô (Braian Rodríguez, 32’/2°). 
Técnico: Roger Machado 
JOINVILLE: Agenor; Mário Sérgio (Danrlei, 32’/2°), Bruno Aguiar, Guti e Diego; Anselmo, Naldo, Kadu e Willian Popp (Marion, 17’/2°); Marcelinho Paraíba (Marcelo Costa, 7’/2°) e Edigar Junio
Técnico: PC Gusmão

19ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2015
Data: 16/08/2015, domingo, 18h30min
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Público: 33.454 (31.183 pagantes)
Renda: R$ 1.069.768,00
Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)
Auxiliares: Luiz Claudio Regazone (RJ) e Marcos Welb Rocha de Amorim (BA)
Cartões amarelos: Marcelo Oliveira (GRE)
Gols: Bruno Aguiar, aos 3 minutos do primeiro tempo; Erazo, aos 15 minutos do segundo tempo. Rafael Galhardo, aos 38 minutos do segundo tempo.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: