Brasileirão 2015 – Grêmio 1×2 São Paulo

O futebol brasileiro é complicado. Na quarta-feira todo mundo se empolgou com o grande jogo disputado em Itaquera. Hoje foi o dia de voltar a realidade. Pouca bola rolando, muito amorcegamento, muita catimba e arbitragem horrorosa.
O Grêmio, talvez surpreendido pela postura do São Paulo, fez um jogo demasiadamente nervoso, apressando desnecessariamente a construção das suas jogadas. Aos 34 minutos, Galhardo sofreu falta na frente da área. Sandro Meira Ricci colocou a barreira muito próximo a balta e Douglas chutou em cima de um são paulino. No contra-ataque o Grêmio teve várias chances de interromper a jogada, mas assim não o fez e a bola chegou até Alexandre Pato, que limpou a zaga antes de chutar para abrir o marcador.

O time de Roger não se acertou no intervalo. Pelo contrário, parece ter voltado ainda mais ansioso do vestiário. O São Paulo teve chances e poderia ter liquidado a partida muito antes, não tivesse tão comprometido em administrar a sua vantagem com anti-jogo (o auge disso foi a um momento que o auxiliar Milton Cruz deixou o reservado, saiu da área técnica e foi até a metade do campo só para ganhar alguns segundos em uma substituição, tudo isso com a devida complacência do árbitro). Desse modo o jogo se arrastou até o período de acréscimos, quando finalmente, em mais um contra-ataque, Rogério ampliou para o o São Paulo. Dois minutos depois Everton aproveitou a bola que passou por Bobô e descontou para o Grêmio.

Sigo achando que substituir Maicon e Pedro Rocha por Edinho e Fernandinho acaba por alterar demais a mecânica de jogo do Grêmio.

Juan Carlos Osorio posicionou Breno a frente dos seus outros dois zagueiros, justamente no espaço que Douglas e Luan buscam para criar as jogadas. Até aqui o São Paulo foi o time que menos chances proporcionou ao ataque gremista.

Acho que o Presidente Romildo fez bem em questionar a qualificação e capacitação da arbitragem nacional. Um dos bandeirinhas de hoje (Carlos Berkembrock) estava visivelmente fora de forma e aparentava ter grande dificuldade em se movimentar para acompanhar as jogadas.

Quase 47 mil pessoas e ainda se viam muitos lugares vazios na Arena. Uma pena que os transtornos no trânsito da saída do campo sigam sendo os mesmos de dois anos atrás. Foram feitas pouquíssimas iniciativas para melhor o fluxo da região.

Tem certas coisas que eu, mesmo me esforçando muito, não consigo entender. Hoje, perto das 16h, quando as equipes já estavam em campo, uma das rampas do setor leste estava fechada enquanto ainda haviam filas nas demais entradas.

Grêmio Grêmio 1×2 São Paulo São Paulo
GRÊMIO: Bruno Grassi; Galhardo, Rafael Thyere, Erazo e Marcelo Oliveira; Edinho, Walace (Pedro Rocha, 38’/2ºT), Giuliano, Douglas (Everton, 30’/2ºT)  e Fernandinho (Bobô, 12’/2ºT); Luan. 
Técnico: Roger Machado
SÃO PAULO: Renan Ribeiro; Bruno, Rodrigo Caio, Lucão e Matheus Reis (Wesley, 20’/2ºT); Breno, Thiago Mendes, Carlinhos (Rogério, 15’/2ºT), Ganso e Michel Bastos (Reinaldo, 34’/2ºT); Alexandre Pato. 

Técnico: Juan Carlos Osorio

25ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2015
Data: 13 de setembro de 2015, domingo, 16h00min
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre – RS
Público: 46.915 (44.227 pagantes)
Renda: R$ 1.846.273,00
Arbitro: Sandro Meira Ricci (FIFA-SC)
Assistentes: Kléber Lúcio Gil (FIFA-SC) e Carlos Berkenbrock (SC)
Cartões amarelos: Rafael Thyere, Walace, Edinho (Grêmio); Bruno, Matheus Reis, Michel Bastos (São Paulo)
Gols: Alexandre Pato, aos 34 minutos do primeiro tempo; Rogério aos 45, e Everton, aos 48 minutos do segundo tempo.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: