Archive for October, 2016

Brasileirão 2016 – Figueirense 0x0 Grêmio

October 31, 2016

2016-figueirense-1

Figueirense e Grêmio fizeram um jogo horrível na noite de sábado no Orlando Scarpelli. O 0x0 foi o único resultado possível. O Grêmio ainda poderia tentar explicar o mau desempenho pelo fato de ter usado time reserva, poupando os titulares para a Copa do Brasil (muito embora esses mesmos reservas tenham ido melhor contra o Santos na Vila Belmiro duas semanas atrás). Pelo lado do Figueirense fica difícil entender porque uma equipe na zona do rebaixamento teve tão pouco volume do jogo.

Eu sigo esperando mais do Bolaños. Esteve totalmente apagado na partida.

Não gostei de ver o Marcelo Grohe usando a camisa de linha no gol. Passa a impressão que o Grêmio não tem mais fardamento de goleiro pro restante da temporada. E não lembro do Grêmio ter usado antes calção azul celeste com a camisa tricolor (em 1997/1998 por vezes o time usava um calção em tom de azul diferente do azul da camisa tricolor)

2016-figueirense-3
Fotos: Luiz Henrique (Figueirense)

Figueirense 0x0 Grêmio

FIGUEIRENSE: Gatito Fernández; Ayrton, Marquinhos, Bruno Alves e Marquinhos Pedroso; Renato, Ferrugem (Elvis 33’/2º T) e Bady (Matheusinho, 16/2º T); Rafael Silva (Dodô, intervalo), Lins e Rafael Moura.
Técnico: Marquinhos Santos

GRÊMIO: Marcelo Grohe, Wallace Oliveira, Rafael Thyere e Iago; Jailson, Kaio e Guilherme (Batista 19’/2º T); Bolaños (Lincoln 26’/2º T), Negueba (Guilherme Amorim, 39’/2º T) e Everton.
Técnico: Renato Portaluppi

33ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2016
Data: 29 de outubro de 2016, sábado, 19h30min
Local: Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis-SC
Público: 8.756 presentes
Renda: R$ 168.330.00
Árbitro: Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO)
Assistentes: Adailton Fernando Menezes (GO) e Edson Antonio de Sousa (GO)
Cartões amarelos: Rafael Moura, Marquinhos (FIG) e Bolaños (GRE

Copa do Brasil 2016 – Cruzeiro 0x2 Grêmio

October 27, 2016

2016-mineirao-lucas-uebel-32016-mineirao-lucas-uebel-2

Apesar da notória e reconhecida má temporada do Cruzeiro, foi surpreendente a tranquilidade que o Grêmio teve para jogar no Mineirão. Passados os primeiros quinze minutos, que foram de pressão do time da casa, o tricolor tomou conta do jogo e chegou, com justiça, aos 2×0. Luan fez um golaço aos 19 do primeiro tempo e Douglas fechou o placar em um contra-ataque aos 16 minutos da segunda etapa.

O primeiro gol foi uma obra não só pela definição do Luan, mas também pela troca de passes que antecedeu a conclusão. O Grêmio rodou a bola com 8 jogadores no campo de ataque, com os dois laterais projetados, abrindo o campo. É certamente uma herança dos conceitos implementados por Roger.

Já no segundo gol é preciso chamar a atenção para a recuperação de Ramiro (que fez a assistência para Douglas) como um meio campista mais ofensivo, o que inegavelmente é um mérito do Renato.

 
2016-mineirao2016-mineiraoc2016-mineiraod
Essa foi a maior vantagem que o Grêmio conseguiu jogando a primeira partida fora de casa em uma semifinal da Copa do Brasil. Em 1997 o tricolor venceu o Corinthians por 2×1 no Morumbi. Essas duas foram as  únicas vezes que o Grêmio venceu nas 8 ocasiões  que jogou o primeiro jogo da semifinal como visitante (um total de 3 vitórias em 12 jogos como visitante em semifinais).

Eu sigo sem entender porque o Grêmio está usando a meia preta do ano passado e porque os goleiros estão usando a quarta camisa “de linha” de 2015.

2016-mineirao-lucas-uebel-1
Fotos: Lucas Uebel (Grêmio.net) e Washington Alves (Cruzeiro)

Cruzeiro 0x2 Grêmio

CRUZEIRO: Rafael; Lucas (Alisson, no intervalo), Leo, Bruno Rodrigo e Edimar; Denilson (Alex, aos 25min do 2ºT), Lucas Romero, Robinho e Arrascaeta; Rafael Sobis (Willian, aos 21min do 2ºT) e Ramón Ábila.
Técnico: Mano Menezes

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edilson, Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Wallace, Maicon (Jailson, no intervalo), Ramiro,Douglas e Pedro Rocha (Everton, aos 24min do 2ºT); e Luan (Kaio, aos 41min do 2ºT).
Técnico: Alexandre Mendes (Renato Portaluppi suspenso)

Copa do Brasil 2016 – semifinal – Jogo de ida
Data: 26/10/2016, quarta-feira, 21h45min
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte-MG
Público: 53.452 (50.715 pagantes)
Renda: R$ 1.606.821,00
Árbitro: Péricles Bassols(FIFA/PE)
Auxiliares: Kléber Lúcio Gil (SC) e Nadine Câmara Bastos (SC)
Cartão Amarelo: Kannemann, aos 7min do 2ºT
Gols: Luan, aos 19 minutos do 1º tempo; Douglas, aos 16 minutos do 2º tempo

Copa do Brasil 1993 – Cruzeiro 2×1 Grêmio

October 25, 2016

19931993-gol
1993-eduardo-heuser

O último confronto entre Cruzeiro e Grêmio pela Copa do Brasil aconteceu em 3 de junho de 1993, no Mineirão, na partida de volta da final da Copa do Brasil daquele ano.

O lance que marcou essa decisão foi o frango do goleiro Eduardo Heuser logo aos 12 minutos em chute de Roberto Gaúcho. O tricolor, treinado por Sérgio Cosme, chegou a fazer o 1×1 que lhe daria o título (a partida de ida terminou em 0x0) com um gol do capitão Pingo, mas acabou levando o 2×1 (marcado por Cleisson) no primeiro lance do segundo tempo.

O jogo foi transmitido para o Rio Grande do Sul pela TVE e naquela época ainda vigorava o costume do time da casa usar o uniforme reserva no caso de “colisão” de cores.

1993-eder

1993-a-3

1993-cleisson

1993-cruzeiro-finalb1993-paulo-cesar

1993-ademir

CLEISSON: “Cumpri minha missão. Ajudei o Cruzeiro a chegar  a uma conquista inédita”.

estado-de-minas-1993

1993-miguel

1993-a

a

cruzeiro-fora-zh-fichacruzeiro-fora-zh-eduardo-heuser

EDUARDO HEUSER: “No jogo mais importante da minha vida eu tinha que ser perfeito. Não fui. Eu falhei. É imperdoável, eu sei, mas todos podem saber que eu sou quem está sentindo ais. Eu não estava nervoso. Estava frio, talvez até confiante demais. Eu tentei fazer o encaixe e a bola me engano.”

FÁBIO KOFF:Lutamos muito e não deu. Nós nem imaginávamos disputar o título com um time formado em pouco tempo. Perdemos e não foi culpa de ninguém“.

cruzeiro-fora-zh-cosmecruzeiro-fora-zh-jogadorescruzeiro-fora-zh-roberto-gaucho

1993-paulo-robert2o

1993-a-2

“Abraçado ao treinador Pinheiro, o lateral Paulo Roberto secava as lágrimas e dizia que vencer o Grêmio na final dava emoção especial à conquista”

cruzeiro-fora-zh-delegacia

cruzeiro-fora-zh-ruy-carlos-ostermann

cruzeiro-fora-zh-lauros-quadros1993-zh1993-cruzeiro-final-dener-corrigido

Fotos: José Doval (Zero Hora), Nélio Rodrigues (Placar), Estado de Minas

Cruzeiro 2×1 Grêmio

CRUZEIRO: Paulo César, Paulo Roberto Costa, Célio Lúcio, Róbson e Nonato; Ademir Kaefer, Rogério Lage e Éder Aleixo; Roberto Gaúcho, Cleisson e Edenílson.
Técnico: Pinheiro

GRÊMIO : Eduardo Heuser, Jackson, Paulão, Luciano e Dida (Charles 15 do 1º tempo); Pingo, Jamir (Fabinho 25 do 2º tempo), Juninho e Dener; Gílson e Carlos Miguel.

Técnico: Sérgio Cosme

Copa do Brasil 1993 – Jogo de volta
Data: 03 de junho de 1993, quinta-feira, 21h40min
Local: Mineirão, em Belo Horizonte-MG;
Público: 76.426 (70.723 pagantes)
Renda: Cr$ 11.023.125.000,00
Árbitro: Renato Marsiglia (FIFA/RS)
Auxiliares: Daniel Fernandes e Edie Mauro Detofoloi
Cartões Amarelos: Cleison, Éder, Ademir, Roberto Gaúcho, Dêner e Jamir.
Gols: Roberto Gaúcho aos 12 minutos e Pingo aos 25 minutos do 1º tempo; Cleison aos 20 segundo do 2º tempo;

Brasileirão 2016 – Grêmio 0x0 Inter

October 24, 2016

2016-grenal-brasileirao-0x0-2

Foi um Gre-Nal de pouquíssimas alternativas. Chances concretas de marcar foram apenas uma para cada lado no segundo tempo: a cabeçada de Kannemann depois de um escanteio e o chute por cima de Vitinho em um contra-ataque perigoso. De resto se viu um jogo truncado, com algumas tentativas de conclusão de fora da área. Após a longa paralisação em razão das expulsões, as equipes adotaram uma postura ainda mais cautelosa.

Entendo que tenha que se levar o fato de que a lesão na mandíbula atrapalhou o ritmo de jogo do Bolaños, mas isso não explica porque ele, com 26 anos, se movimenta menos que Douglas (que tem 34). Com a escalação do equatoriano, o Grêmio teve menos troca de posicionamento entre seus homens de frente e assim Luan acabou jogando mais longe do gol, onde costuma render menos.
2016-grenal-brasileirao-0x0-3

Eu não sei o que foi mais absurdo: o fato do Vitinho não ter sido expulso apesar de ter dado um soco no Kannemann ou o fato do Rodrigo Dourado ter sido expulso por ter levado dois socos do Edilson (não vi nos replays o tal do revide mencionado pelo juiz na súmula)

Renato foi didático ao explicar a função exercida pelo Ramiro e ao dizer porque Everton está na reserva de Pedro Rocha. De um modo geral ele é autêntico e espontaneamente engraçado nas coletivas, mas ontem parecia falar como se tivesse vencido o clássico e como se estivesse no G6.  Kannemann e Geromel foram os melhores atletas do Grêmio na partida, e isso é preocupante se de fato foi o tricolor o time que buscou a vitória.

Foi batido o recorde de público da Arena ontem (desde 1996 o Grêmio não tinha dois públicos acima de 50 mil em partidas de Campeonato Brasileiro), mas o estádio ainda não lotou. Um dado curioso é que o percentual de não pagantes ontem (10,55%) foi maior do que no jogo contra o Corinthians (8,01%).

2016-grenal-brasileirao-0x0-1
Fotos: Lucas Uebel (Grêmio.net)

Grêmio 0x0 Inter

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edílson, Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Walace, Maicon (Guilherme – 39’/2ºT) e Ramiro; Miller Bolanõs (Jaílson – 20’/2ºT), Luan e Pedro Rocha (Everton – 11’/2ºT)
Técnico: Renato Portaluppi

INTERNACIONAL: Danilo Fernandes; Ceará, Paulão, Ernando e Geferson; Anselmo, Rodrigo Dourado, William e Valdívia (Eduardo Henrique – 24’/2ºT); Eduardo Sasha (Gustavo Ferrareis – 41’/2ºT) e Vitinho (Aylon – 39’/2ºT)
Técnico: Celso Roth

32ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2016
Data: 23/10/2016, domingo, 17h00min
Local: Arena do Grêmio, Porto Alegre-RS
Público: 53.287 (47.662 pagantes)
Renda: R$ 1.782.613,00
Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (AL)
Auxiliares: Alessandro A. Rocha de Matos (FIFA-BA) e Bruno Raphael Pires (FIFA-GO)
Cartões Amarelos: Anselmo e Vitinho (INT)
Cartões Vermelhos: Edílson (GRE, aos 17’/2ºT) e Rodrigo Dourado (INT, aos 20’/2ºT)

Retrospecto e público dos Gre-Nais de 1996 a 2016

October 21, 2016

publico-grenais-desde-1986

Fiz um breve levantamento sobre o retrospecto e o público dos Gre-Nais desde 1996.

A média de público é maior levando em conta apenas os jogos do Brasileirão e maior levando em conta somente os jogos disputados na Arena (embora tenham sido disputados poucos clássicos no Humaitá). Neste link é possível achar mais dados sobre a média de público do Grêmio no Brasileirão de acordo com o adversário.

É interessante notar que o Grêmio tem um retrospecto melhor quando se considera apenas os jogos do Campeonato Brasileiro (Mais dados sobre isso podem ser visto neste link).

 

retrospecto-grenais-desde-1986-2

 

Copa do Brasil 2016 – Palmeiras 1×1 Grêmio

October 20, 2016

29807989063_f856c75f4f_o
a-2

Tendo saído em vantagem no jogo de ida, o Grêmio adotou uma postura mais reativa diante do Palmeiras no Allianz Parque. No primeiro tempo o time sofreu certa pressão dos mandantes, com direito a bola na trave, mas também teve chance de marcar em contra-ataques, como no lance que Pedro Rocha chutou para fora depois de tabelar com Douglas.

Logo no início do segundo tempo o Grêmio sofreu um gol, mais uma vez em jogada de escanteio, que Thiago Martins aproveitou para marcar de cabeça. Mas o tricolor soube reagir e aproveitou os espaços que surgiram após a expulsão de Allione. O time mostrou paciência para “abrir o campo” e  rodar a bola (legado da passagem de Roger) até os 30 minutos do segundo tempo, quando Everton empatou a partida.

29809092454_f5c3d2dece_o30353612771_3469f2f252_o

Não acho legal que o treinador seja expulso, mas acho que Renato fez bem em reclamar do juiz. O jogo simplesmente não andava após o cartão vermelho mostrado para o atleta do Palmeiras.

Tanto o Bruno Grassi como o estreante Léo usaram a camisa preta de linha do ano passado (com uma faixa por cima do patrocínio da Tramontina) e a meia preta de treino do ano passado. Mas as questões inexplicáveis de fardamento não foram exclusividade do lado tricolor. É difícil entender porque o Palmeiras optou por usar azul justamente contra o Grêmio.
sergio-barzaghi-gazeta-pressFotos: Palmeiras, Lucas Uebel (Grêmio.net) e Sergio Barzaghi (Terra)

Palmeiras 1×1 Grêmio

PALMEIRAS: Jailson; Fabiano (Jean, aos 19’/2ºT), Edu Dracena, Thiago Martins e Egídio; Thiago Santos, Gabriel e Cleiton Xavier (Erik, aos 21’/2ºT); Allione, Gabriel Jesus e Lucas Barrios (Zé Roberto, aos 24’/2ºT).
Técnico: Cuca

GRÊMIO: Bruno Grassi (Léo, aos 21’/2ºT); Edílson, Pedro Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Walace, Maicon, Ramiro (Miller Bolaños, aos 27’/2ºT); Douglas e Pedro Rocha (Everton, aos 15’/2ºT); Luan.
Técnico: Renato Portaluppi

Copa do Brasil 2016 – quartas de final – jogo de volta
Data: 19/10/2016, quarta-feiram 21h45min
Local: Allianz Parque, São Paulo – SP
Público: 29.991 pagantes
Renda: R$ 1.697.841,00
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Auxiliares: Bruno Boschilia (FIFA-PR) e Cristhian Passos Sorence (GO)
Cartões amarelos: Edu Dracena (PAL), Pedro Geromel, Everton, Edílson e Douglas (GRE)
Cartão vermelho: Allione (19’/2ºT)
Gols: Thiago Martins aos 5 do 2ºT e Everton aos 30 minutos do 2º tempo

Confrontos Palmeiras Vs. Grêmio pela Copa do Brasil em São Paulo

October 19, 2016

1993-palmeiras-roberto-carlos-zh

Postei fotos dos confrontos, disputados em São Paulo, entre Palmeiras e Grêmio pela Copa do Brasil no Tumblr.

A foto acima, da Zero Hora, mostra Roberto Carlos dando um carrinho no centroavante Charles, no empate em 1×1 no Pacaembu pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil 1993.

Abaixo temos imagens (da Placar e da Zero Hora, respectivamente) do empate em 2×2 no Parque Antártica pelo jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil de 1995, quando o Grêmio conseguiu a classificação mesmo jogando com dois jogadores a menos desde os 43 minutos do primeiro tempo.

1995-palmeiras1995-zh-palmeiras


1996-zh

Acima, vemos (na foto da Zero Hora) Cleber, Flávio Conceição e Aílton na vitória de 3×1 do Palmeiras no Parque Antártica pelo jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil de 1996.

Abaixo, fotos de Alex Silva ( do Estadão) e Leonardo Soares (do UOL) do empate em 1×1 na Arena Barueri pelo partida de volta da Copa do Brasil de 2012.

2012-7c578-souza2balex2bsilva2bestadao12012-cc0cc-juiz2bleonrardo2bsoares2buol

Brasileirão 2016 – Santos 1×1 Grêmio

October 17, 2016

santosgremiofernandodantasgp3santosgremiomiguelschincariolgp2

O time reserva do Grêmio teve uma atuação muito mais segura do que boa parte das partidas que o time titular fez como visitante nesse Brasileirão. O empate na Vila Belmiro foi um bom negócio, mas não é um resultado extraordinário (nos últimos 10 anos o Grêmio só perdeu duas vezes para o Santos fora de casa no Brasileirão).

Interessante notar que Renato escalou Everton centralizado, como jogador mais avançado do ataque e colocou Kaio (que havia atuado como volante contra o Cruzeiro) para jogar aberto pelo lado direito.
30373256525_5b978bbe71_o
Fotos: Fernando Dantas e Miguel Schincariol (Terra) e Ivan Storti (Santos FC)

Santos 1×1 Grêmio

SANTOS: Vanderlei, Victor Ferraz, David Braz (Yuri, 39’/2ºT), Nogueira e Zeca; Renato, Thiago Maia (Paulinho, 19’/2ºT) e Lucas Lima; Jean Mota (Vitor Bueno, 32’/2ºT), Copete e Ricardo Oliveira
Técnico: Dorival Júnior

GRÊMIO: Bruno Grassi, Wallace Oliveira, Rafael Thyerre, Fred (Kannemann, 14’/2ºT) e Iago; Guilherme Amorim, Jailson, Kaio (Maicon, 31’/2ºT) e Lincoln; Everton e Guilherme (Bolãnos, 19’/2ºT).
Técnico: Renato Portaluppi

31ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2016
Data: 16/10/2016, domingo, 19h30min
Local: Vila Belmiro, Santos (SP)
Público: 7.969
Renda: R$ 230.510,00
Árbitro: Pablo dos Santos Alves (PB)
Auxiliares: Oberto Santos da Silva e Tomar Diniz de Araújo (PB)
Cartões amarelos: Bruno Grassi, Guilherme Amorim, Lincoln, Kannemann, Maicon e Rafael Thyerre (GRE)
Gols: Everton, aos 9 minutos do 1º tempo e Noguera, aos 20 minutos do 1ºT (1-1)

Brasileirão 2016 – Grêmio 1×0 Atlético-PR

October 17, 2016

29679478824_fa83e3ce8d_k

Após o jogo, Renato disse que “se o Grêmio ganha de 4 a 0 seria uma coisa normal“. Descontado o habitual exagero argumentativo do Portaluppi, a frase demonstra bem a satisfação do treinador com a produção do Grêmio na partida. Eu fiquei mais impressionado com o fato do tricolor ter corrido poucos riscos defensivos durante os 90 minutos.
29679479054_8285a448e3_k
Fotos: Lucas Uebel (Grêmio.net)

Grêmio 1×0 Atlético-PR

GRÊMIO: Bruno Grassi; Edílson, Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Walace, Maicon, Ramiro (Jaílson 38’/2ºT), Douglas (Lincoln 42’/2ºT) e Pedro Rocha (Éverton 30’/2ºT); Luan.
Técnico: Renato Portaluppi

ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Paulo André (Wanderson 17’/2ºT), Thiago Heleno e Renan Lodi; Otávio, Matheus Rossetto (Guilherme Schettine intervalo), Hernani, Lucho González e Marcos Guilherme (Juninho 23’/2ºT); Pablo.
Técnico: Paulo Autuori

30ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2016
Data: 13/10/2016, quinta-feira, 21h00min
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre – RS
Público: 17.899 (16.123 pagantes)
Renda: R$ 345.119,00
Árbitro: Pericles Bassols Cortez (PE)
Auxiliares: Clovis Amaral da Silva (PE) e Cleberson do Nascimento Leite (PE)
Cartões amarelos: Luan, Éverton (GRE); Weverton, Hernani, Juninho (ATL)
Gol: Pedro Rocha, aos 46 minutos do 1º tempo

Brasileirão 2016 – Vitória 0x1 Grêmio

October 17, 2016

30067082471_a5cecdb0f7_k

O Grêmio suportou como pôde a pressão inicial do Vitória. Aos poucos foi ficando mais confortável em campo e criou chances em contra-ataques. Mas o 1×0 só foi sair em um lance de bola parada no segundo tempo, que Douglas cruzou para área e Jaílson deu um leve desvio para mandar a bola pro fundo do gol.
henrique-almeida
Fotos: Francisco Galvão (EC Vitória)

Vitória 0x1 Grêmio

VITÓRIA: Fernando Miguel; Diogo Mateus, Ramon, Kanu e Diego Renan; Willian Farias (Euller, 33’/2ºT), Marcelo e Tiago Real (Serginho, 12’/2ºT); Marinho (Vander, 38’/1ºT), Kieza e Zé Love
Técnico: Argel Fucks

GRÊMIO: Marcelo Grohe (Bruno Grassi, Intervalo); Edílson, Pedro Geromel, Kannemann e Iago; Walace, Jailson, Ramiro, Pedro Rocha (Wallace Reis, 43’/2ºT) e Douglas; Henrique Almeida (Everton, 27’/2ºT)
Técnico: Renato Portaluppi

29ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2016
Data: 5/10/2016, quarta–feira, 19h30min
Local: Arena Fonte Nova, Salvador – BA
Público: 19.652 pagantes
Renda: R$ 447.297,50
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Auxiliares: Luiz Antônio Barbosa (MG) e Marconi Helbert Vieira (MG)
Cartões amarelos: Vander, Kanu e Willian Farias; Iago, Kannemann e Pedro Rocha
Gol: Jailson, aos 8 minutos do 2º tempo