Archive for September, 2018

Brasileirão 2018 – Fluminense 0x1 Grêmio

September 30, 2018




44119324165_c374f1b1fd_o

O golaço de Everton, no último lance da partida, foi uma recompensa para o torcedor gremista que assistiu a mais de 90 minutos de um modorrento jogo de futebol.

E o gol deixou claro que o Grêmio sentiu muito falta do Everton no último Gre-Nal e possivelmente irá sentir a sua ausência no jogo contra o Palmeiras. A maldita “data FIFA” poderá decidir o campeonato.

Não canso de dizer o quanto eu gosto dessa combinação de camisa azul celeste com calção preto e meia preta. A propósito, nessa década o Grêmio enfrentou o Fluminense no Rio de Janeiro em 13 oportunidades, registrando 5 vitórias, 5 empates e 3 derrotas. Em 4 das 5 vitórias o Grêmio utilizou essa combinação de uniforme. Com essa combinação de uniforme, o Grêmio tem 4 vitórias e uma derrota jogando contra o Flu no Rio desde 2010 (Com camisa azul, são 4 vitórias e 2 derrotas)

30057799857_2c442735dd_k
Fotos: Nayra Halm (Band Sports/Fotoarena/Estadão Conteúdo) , Thiago Ribeiro (Lance/AGIF), Jotta de Mattos (Grêmio) e Mailson Santana (Fluminense F.C.)

Fluminense 0x1 Grêmio

FLUMINENSE: Júlio César; Ibañez, Gum (Marcos Jr., 35’/2º) e Digão; Léo (Mateus Norton, 25’/2º), Richard, Dodi, Sornoza (kayke, 37’/2º) e Ayrton Lucas; Everaldo e Luciano
Técnico: Marcelo Oliveira

GRÊMIO: Paulo Victor; Leonardo Gomes, Paulo Miranda, Bressan e Marcelo Oliveira; Maicon, Kaio e Jean Pyerre (Thonny Anderson, 10’/2º); Alisson, Douglas (Thaciano, 34’/2º) e Pepê (Everton, 19’/2º)
Técnico: Renato Portaluppi

27ª Rodada – Brasileirão 2018
Data: 29/09/2018, Sábado, 16h00min
Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro – RJ
Público: 8.721 (7.922 pagantes)
Renda: R$ 552.190,00
Árbitro: Raphael Claus (FIFA-SP)
Assistentes: Marcelo Van Gasse e Danilo Manis (FIFA-SP)
Cartões amarelos: Leonardo Gomes eAlisson
Gol: Everton, aos 47 minutos do 2º tempo

Advertisements

Biometria – Cadastramento é um sucesso?

September 27, 2018

diogo olivier zh 2018 09 26

Em 26 de setembro de 2018, Diogo Olivier escreveu o seguinte texto na sua coluna na Zero Hora:

BIOMETRIA – Exatos 23.809 gremistas já deixaram suas digitais no processo de biometria definido em acordo com o Ministério Público (o Inter também é signatário do termo) para facilitar a identificação de eventuais brigões. O cadastramento é um sucesso e segue a pleno, especialmente em dia de jogo. A biometria é um dos temas que motivaram a bronca da Geral com Romildo Bolzan Jr.. O presidente devolveu o boicote da torcida no Gre-Nal do Beira-Rio proibindo a banda na Arena. Líderes de organizadas, de Norte a Sul do país, claro, querem distância do MP”

Há uma série de afirmações e ilações sem fundamento nesse pequeno parágrafo:

  • 1) Não há nenhum elemento factual para afirmar que o “cadastramento é um sucesso”. Obviamente o colunista não inventou que 23.809 pessoas foram cadastradas. Alguém do Grêmio, Arena ou Ministério Público lhe informou esse dado. Ocorre que o número, isoladamente, não comprova nada. Ou melhor, comprova que 23 mil pessoas fizeram cadastro. Não diz se essas pessoas são sócias do clube ou se efetivamente foram na Geral depois de feito o cadastro. Não diz se ajudou a reduzir episódios de violência dentro do estádio (que sempre foram bastante raros). E não diz se medida, por seu caráter draconiano, não acabou criando outros tipos de problemas. 

    Ao menos um desses problemas é inegável. O aumento das filas para ingressar nos portões que dão acesso à arquibancada norte (existe um perfil no twitter que documenta essa questão). Uma das grandes melhorias na mudança do Olímpico para Arena foi o acesso para dentro do estádio e essa medida da biometria implica em grave retrocesso nesse aspecto.

    Ademais, é razoável questionar o esvaziamento de público no setor. Dados completos que atestem isso são de difícil obtenção, porque o Grêmio não divulga os borderôs de competições internacionais e nos borderôs das competição nacionais/estaduais o número de sócios patrimoniais/contribuintes presente nos jogos não costuma ser separado por setor, de maneira que dificilmente saberemos o total de torcedores presentes na arquibancada norte em cada jogo.

    Todavia, temos alguns elementos que podem dar indícios desse esvaziamento. O setor Arquibancada Norte costumava ser  o que tinha ingressos esgotados mais rapidamente. Depois da Biometria isso mudou completamente. Como exemplo, podemos comparar Grêmio X Rosario Central pelas oitavas da Libertadores de 2016, com menos de 32 mil pagantes onde os ingressos para a Geral se esgotaram em pouco mais de um dia, enquanto em Grêmio X Estudiantes pelas oitavas da Libertadores de 2018, com mais de 45 mil pagantes, quando nem todos os ingressos de geral foram vendidos

    Poderíamos pegar também o último jogo em casa, contra o Ceará, às 11 de um domingo, com 36 mil pagantes, onde foram vendidos 2.143 ingressos (para sócio-torcedor diamante, ouro e torcida em geral) para a Arquibancada Norte, enquanto, num jogo equivalente em 2016, Grêmio X Figueirense, igualmente às 11h de um domingo, com 34 mil pagantes, foram vendidos 3.996 ingressos para a geral. (Não fosse isso o bastante, bastaria comparar as fotos dos dois jogos publicadas pelo Ducker para ver a diferença de lotação do setor nesses dois jogos.)

    A segurança nos estádios não pode ser um fim em si mesmo. Deveria servir para melhorar a experiência de quem vai no estádio e aumentar o público presente. Quando isso não verifica, é de se questionar se a medida em questão é mesmo um sucesso. Isso sem adentrar no seu caráter discriminatório, uma vez que se destina a um único setor do estádio, justamente o mais popular.

  • 2) A comparação com o acordo feito entre o Ministério Público e Internacional é despropositada. No Beira-Rio somente os membros de torcidas organizadas são submetidos à biometria. Na Arena, QUALQUER torcedor que deseje ir na Arquibancada Norte precisa obrigatoriamente enfrentar a biometria.
  • 3) Igualmente descabida é a ideia do presidente ter “devolveu o boicote”. A palavra boicote não condiz com a forma que o Presidente Romildo vem conduzindo os assuntos do Grêmio. E nenhuma relação entre torcida e presidente de clube pode funcionar na base de boicotes.

Já disse aqui no blog que a biometria, se não é diretamente inspirada, certamente encontra precedente/paradigma no National Membership Scheme (NMS) proposto pelo Governo Thatcher na Inglaterra em 1988. O Guardian descreve o NMS como um “projeto deploravelmente mal concebido“, enquanto o Telegraph o caracteriza como um “esquema inviável, de legitimidade questionável quanto aos direitos civis“. Essa proposta foi abandonada após a publicação do Taylor Report (Lord Justice Taylor trata de tema a partir do parágrafo 377 do seu relatório)

Em suma, o Taylor Report conclui que  o uso de um cadastramento obrigatório proposto pela Primeira Ministra Margareth Thatcher como medida para coibir a violência equivaleria a “usar uma marreta para abrir uma noz”

Não obstante essa brilhante síntese, o Lord Justice Taylor esmiúça diversas questões problemáticas relacionadas a proposta. Muitas delas me parecem se aplicar ao cadastro biométrico proposto pelo Ministério Público. Tentei, numa tradução livre, transcrever algumas delas abaixo:

taylor 380 382

Risco já existente de congestionamento
380. Congestionamentos do lado de fora das catracas e as consequentes lesões ou desordem são riscos já conhecidos. Esses riscos são aumentados pelo número limitado de catracas disponíveis e pela capacidade limitada para aumentar sua quantidade em diversos estádios antigos. Os riscos são igualmente aumentados pela entrada tardia de grande parcela do público, o que é uma ocorrência comum.

381. Durante os movimentados 20 minutos antes do apito inicial, filas, ou por vezes uma multidão de torcedores, tende a se acumular. Se a passagem pelas catracas é atrasada ou diminuída, esse acúmulo aumenta e a pressão retarda ainda mais o funcionamento das catracas. O próximo estágio é aquele em que os que estão esperando ficam impacientes, temendo que não irão entrar antes do começo da partida. O barulho do estádio, comprovando que os times estão entrando em campo, aumenta a impaciência. Reside aí um fundado perigo de pressão em direção as catracas, ocasionando lesões e pânico ocasionando desordem. Foi isso que aconteceu em Hillsborough. […]

Tempo extra para checar os cartões
382. Esses riscos já existiam sem o sistema nacional de cadastro. Uma vez que o sistema exige que todos os espectadores que estão passando pelas catracas apresentem seus cartões de identificação para verificação/checagem, é inevitável que algum tempo extra seja acrescido para cada espectador

taylor report 398

“Além disso, o esquema pode causar perigosas acumulações caso a tecnologia falhe completamente ou caso a tecnologia não funcione no ritmo esperado”

taylor 415 419
415. Eu já constatei que o hooliganismo dentro do estádio foi reduzido, principalmente pelas câmeras de vigilância, mas se transferiu para o lado de fora do estádio.
[…]

416. Isso, juntamente com outros dados/provas policiais que eu recebi, demonstra que, embora o futebol de maneira geral, e a partida, em particular, proporcionem a ocasião e o ponto focal para as ações dos hooligans, muitos hooligans não consideram essencial entrar no estádio. Eles precisam da junção de multidões e a rivalidade interclubes ou animosidade da partida para estabelecer o cenário para a sua violência. Eles não precisam do futebol propriamente dito.

[…]

417. Eu temo que seja puro devaneio/pensamento mágico presumir que os hooligans proibidos de ingressar nos estádios, não irão, se livres para tanto, aparecer e criar problemas no lado de fora, em bares e nas ruas.
Seria surpreendente se os hooligans descritos no grupo I do Sr. Juiz Popplewell (parágrafo 48 acima) abandonassem totalmente suas atividades de acossamento e agressão dos torcedores visitantes tão somente por que eles não podem mais entrar no estádio.

[…]

419. Portanto eu tenho sérias dúvidas se o esquema irá atingir seu objetivo de eliminar os hooligans de dentro dos estádios. Eu tenho dúvidas ainda mais sérias se irá atingir seu objetivo adicional de acabar com o hooliganismo fora dos estádios. De fato, eu não creio que irá. Eu temo que, ao menos em curto prazo, talvez até aumente a confusão fora dos estádios.

Enfim, é uma pena que estejamos sendo submetidos a medidas feitas “para inglês ver” e deixando de ver o que os ingleses já fizeram.

Brasileirão 2018 – Grêmio 3×2 Ceará

September 24, 2018

Gremio x Ceara

Foi um jogo bastante movimentado, apesar do gramado pesado. O Grêmio errou bastante na defesa, mas criou bastante e nunca deixou de acreditar na vitória, que venho num golaço de falta de Luan.

E o Grêmio está a 4 pontos do líder (4 pontos que ficaram pelo caminho na Vila Capanema, na Ilha do Retiro, em São Januário…)

Thonny Anderson estava escalado como centroavante. Fez gol de centroavante. Mas no  posicionamento médio apareceu mais recuado do que Luan, Everton e Ramiro.

Antes dessa partida O Grêmio tinha jogada cinco vezes na Arena nesse horário de domingo às 11 horas.  A média de público nesses cinco jogos era de 32.220 (29.852 pagantes). Com o jogo de hoje a média passou para 33.337 (31.008 pagantes)

– Média de público da Arena na temporada 2018:
24.476 (22.371 pagantes)

– Média de público do Grêmio no Brasileirão 2018:
23.945 (21.957 pagantes)
Gremio x Ceara
Fotos: Lucas Uebel (Grêmio.net)

Grêmio 3×2 Ceará

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Léo Moura, Geromel, Kannemann e Cortez; Maicon (Kaio, aos 40/2ºT) e Cícero; Ramiro (Pepê, aos 17/2ºT), Luan e Everton; Thonny Anderson (Thaciano, aos 27/2ºT).
Técnico: Renato Portaluppi

CEARÁ: Everson; Samuel Xavier, Tiago Alves, Luiz Otávio e Felipe Jonatan; Edinho (Robinho, aos 31/2ºT), Richardson, Juninho Quixadá (Felipe Azevedo, aos 31/2ºT) e Calyson; Leandro Carvalho (Pedro Ken, aos 13/2ºT) e Arthur
Técnico: Lisca

26ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2018
Data: 23/9/2018, domingo, 11h00min
Local: Arena Grêmio, Porto Alegre (RS)
Público: 38.924 (36.789 pagantes)
Renda: R$ 1.523.542,00
Árbitro: Dewson Freitas da Silva (PA)
Auxiliares: Helcio Araujo Neves (PA) Luís Diego Nascimento Lopes (PA)
Cartões amarelos: Ramiro, Geromel, Luan (GRE) Tiago Alves (CEA)
Gols: Luiz Otávio aos 12, Geromel aos 20, Arthur aos 26 e Thonny Anderson aos 43 minutos do primeiro tempo; Luan aos 23 minutos do segundo tempo.

Médias de Público – Primeiros 200 jogos na Arena X Últimos 200 jogos no Olímpico

September 21, 2018

200 arenameio final

Contra o Paraná, no sábado passado, o Grêmio fez seu jogo de número 200 na Arena. A média de público nesses duzentos jogos foi de 24.598 (22.371 pagantes).

Considerando que a capacidade da Arena, segundo o Cadastro Nacional de Estádios de Futebol da CBF, é 55.662 pessoas, a ocupação média é de 44%. (o que revela uma “capacidade ociosa/potencial de exploração considerável)

Na tabela acima é possível notar que os jogos de meio de semana acabam tendo uma média de público levemente maior do que os jogos do fim de semana. Isso em parte se explica quando dividimos as médias por competição e percebemos que a Copa do Brasil e a Libertadores (jogadas sempre no meio de semana) são os campeonatos que mais levam gente a Arena.

200 ARENA competiçãoz

Abaixo fiz uma divisão dessas duzentas partidas pelas faixas de público. Quase 70% dos jogos tiveram um público inferior a 30 mil pessoas. E só 16% das partidas tiveram públicos maiores de 40 mil espectadores.

200 arena faixas

Fiquei bastante curioso em comparar esses primeiros duzentos jogos da Arena com os últimos 200 jogos do Olímpico (que vai do 4×0 contra o Caxias pelo Gauchão de 2007 até o 1×0 contra o Veranópolis em 2013).

A média de público dos últimos 200 jogos do Grêmio no Olímpico foi de 23.447 (20.187 pagantes).

Francamente, eu esperava que o acréscimo de público da Arena em relação ao Olímpico fosse maior. Esse pequena diferença (um aumento inferior a 5%) não acompanha o crescimento do quadro social no período e não acompanha o aumento da capacidade do estádio (que cresceu mais de 15%).

É possível afirmar que mudança do Olímpico para Arena visava trazer maior conforto e segurança para quem já frequentava o estádio antigo (objetivo que, até certo ponto, foi atingido) ao mesmo tempo que pretendia aumentar a média de público nos jogos do Grêmio como mandante (o que ainda não aconteceu, ao menos não de maneira significativa).

200 olimpico meio final

O Cadastro Nacional de Estádios de Futebol da CBF de 2013 afirmava que a capacidade do Olímpico era 45.000 espectadores. Contudo, nesses últimos 200 jogos foram registrados público superiores a esta marca em 13 ocasiões. Assim, para fins de cálculo ocupação média acho válido considerar a capacidade do Olímpico como 48 mil, o que deixaria a ocupação média de 48%.

200 olimpico competição

No Olímpico, a média dos finais de semana é um pouco maior do que do meio de semana.

O Brasileirão tem uma média de público maior neste período final do Olímpico do que nos jogos da Arena.

200 OLIMPICO faixas

 

Abaixo deixo os gráficos com as comparações lado a lado para facilitar a visualização.

Acho curioso que a média de público dos jogos de Libertadores no Olímpico nesse período seja maior do que a média dos jogos de Libertadores na Arena.

11 dos primeiros 200 jogos na Arena foram Gre-Nais. Média de público desses Gre-Nais é de:
44.354 (41.145 pagantes)

10 dos últimos 200 jogos do Olímpico Arena foram Gre-Nais. Média de público desses Gre-nais é de:
37.073 (33.544 pagantes)

arena olimpico meio fimarena olimpico competiçaoarena olimpico frequencia

Libertadores 2018 – Atlético Tucumán 0x2 Grêmio

September 19, 2018

Gremio x Atletico TucumanGremio x Atletico Tucuman

O Grêmio teve uma atuação digna de time que está defendendo o título. Na primeira meia hora de jogo teve paciência se resguardar e suportar o entusiasmo inicial dos mandantes (período no qual Geromel, Kannemann e Marcelo Grohe demonstraram grande solidez na proteção do arco gremista) e abriu o marcador numa das primeiras oportunidades que surgiram, com Alisson aproveitando a “casquinha” de Cícero aos 34 minutos.

Nos 45 minutos finais, já com um jogador a mais (Gervasio Nunez foi expulso pouco antes do intervalo) o Grêmio manteve a tranquilidade e chegou ao 2×0 numa jogada de velocidade dos seus dois “pontas”, na qual Alisson cruzou rasteiro para Everton mandar para as redes.

2018 libertadores tucuman dado moura 4Gremio x Atletico TucumanGremio x Atletico Tucuman
tucuman Diego Aráoz la gaceta

As escolhas de Renato para o jogo se mostraram certeiras. Alisson foi o nome da partida e Leonardo Gomes teve grande atuação.

Com essa nova formação (4-3-3 ou 4-1-4-1) houve uma alteração no meio de campo. Cícero atuou mais adiantado do que o Ramiro, e os dois tiveram um crescimento de produção com esse posicionamento. Aliás, é impressionante a impulsão e o tempo de bola do Cícero nas jogadas aéreas.

Os atletas do Tucumán forçam a amizade ao argumentar que Gervasio Nunez não teve a intenção de pisar em Alisson. Com o VAR não há mais desculpa para que o Juiz não apresente cartão vermelho nesse tipo de lance.

Como era imaginado e anunciado, o Grêmio estreou sua nova camisa preta na Argentina. O estranho é que não foi usado o calção visto nas fotos do lançamento (todo preto com o logo da Umbro em azul) e sim o calção do uniforme titular desse ano (ainda com a fonte do número de 2016)

2018 libertadores tucuman dado moura2
walter monteros afp infobaewalter monteros afp2018 libertadores tucuman dado moura
Fotos: Lucas Uebel (Grêmio.net), Diego Aráoz (La Gaceta), Eduardo Moura (Globo Esporte) e Walter Monteros (AFP/Infobae/Gazeta Esportiva)

Atlético Tucumán 0x2 Grêmio

ATLÉTICO TUCUMÁN: Lucchetti; San Román, Bianchi, Cabral e Abero; Aliendro (Mauro Matos, aos 28/2ºT), Mercier, Acosta e Noir (Gervásio Núñez, aos 6/1ºT); Luis Rodríguez e Leandro Díaz (David Barbona, aos 39/2ºT).
Técnico: Ricardo Zielinski

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Leonardo, Geromel, Kannemann e Cortez; Maicon (Thaciano, aos 24/2ºT), Ramiro e Cícero; Alisson (Pepê, aos 31/2ºT), Luan (Douglas, aos 34/2ºT) e Everton
Técnico: Renato Portaluppi

Libertadores 2018 – Quartas de final – Jogo de ida
Data: 18/9/2018, terça-feira, 21h40min
Local: Monumental José Fierro, Tucumán (ARG)
Árbitro: Wilmar Roldán (COL)
Auxiliares: Cristian De La Cruz (COL) e Jhon Alexander León (COL)
Cartões amarelos: Kannemann, Maicon, Cortez (G), Bianchi, Nuñez, Díaz (T).
Cartão vermelho: Gervasio Núñez (aos 46 do 1º tempo)
Gols: Alisson, aos 34 minutos do primeiro tempo e Everton, aos 9 minutos do 2º tempo.

Brasileirão 2018 – Grêmio 2×0 Paraná Clube

September 17, 2018

2018 gol parana tomas hammes ge

O time reserva do Grêmio fez, em Porto Alegre, o que o time reserva não conseguiu fazer em Curitiba: Vencer esse fraco time do Paraná. E a vitória veio com certa tranquilidade, apesar dos gols só terem saído no segundo tempo (com Douglas, de pênalti, e o estreante Juninho Capixaba de cabeça).

Ontem o Grêmio jogou com não só um, mas dois símbolos comemorativos dos 115 anos. Achei estranho e desnecessário (a camisa já tem elementos demais).

Douglas converteu 9 dos 15 pênaltis que bateu com a camisa do Grêmio (60% de aproveitamento).

Considerando também as cobranças em disputas de pênaltis o aproveitamento passa para 65% (13 acertos em 20 tentativas).

Nos últimos 12 anos, só ele, Luan (64,7% – 11 em 17) e Tcheco (90% – 18 em 20) fizeram mais de dez cobranças de pênalti pelo Grêmio.

Hoje o Grêmio fez seu jogo de número 200 na Arena.
A média de público nesses duzentos jogos é de 24.598 (22.371 pagantes)

– Média de público do Grêmio na Arena na temporada:
23.960 (21.856 pagantes)

– Média de público do Grêmio no Brasileirão 2018:
22.793 (20.816 pagantes)

Gremio x Parana

Fotos: Tomás Hammes (Globo Esporte) e Lucas Uebel (Grêmio.net)

Grêmio 2×0 Paraná Clube

GRÊMIO: Paulo Victor; Léo Moura, Paulo Miranda, Marcelo Oliveira e Juninho Capixaba; Kaio e Matheus Henrique; Alisson, Douglas (Jean Pyerre, 27’/2º) e Pepê (Everton, 25’/2º); Thonny Anderson (Marinho, 37’/2º)
Técnico: Renato Portaluppi

PARANÁ: Richard; Júnior, Renê Santos, Rayan e Igor; Leandro Vilela, Alex Santana, Torito González (Maicosuel, 11’/2º), Caio Henrique e Nadson (Felipe Augusto, 31’/2°); Rafael Grampola (Ortigoza, 11’/2º)
Técnico: Luciano Gusso (interino)

25ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2018
​Data: 15/09/2018, sábado, 16h00min
Local: Arena do Grêmio, Porto Alegre (RS)
Público: 20.198 (18.440 pagantes)
Renda: R$ 481.246,00
​Árbitro: Igor Benevenuto de Oliveira (CBF-MG)
​Assistentes: Felipe Alan Costa de Oliveira e Ricardo Junio de Souza (ambos CBF-MG).
Cartões amarelos: Marcelo Oliveira (GRE), Igor (PAR)
​Gols: Douglas (de pênalti) aos 8 minutos e Juninho Capixaba aos 17 minutos do segundo tempo

Carga de ingressos para torcida gremista no Beira-Rio no Borderô é sempre menor do que a carga divulgada pela imprensa

September 12, 2018

grenais diferenças

Já falei sobre esse “fenômeno” em 20132015, e ele vem se repetindo desde então. No último clássico Gre-Nal no Beira-Rio o roteiro não foi diferente: Os clubes divulgam a quantidade de ingressos disponíveis para a torcida gremista no Beira-Rio. Os clubes informam que todos esses ingressos foram vendidos. Mas no Borderô o quantidade de ingressos comprados pela torcida gremista sempre é menor do que a divulgada anteriormente.

Nesse último Gre-nal, o Globo Esporte noticiou que: “a torcida do Grêmio também adquiriu todos os 2 mil ingressos colocados à venda para o setor visitante“. Contudo,  no borderô, só constam como vendidos 1.700 ingressos para a torcida tricolor (imagem abaixo)

grenal 417

Nos Gre-Nais pós reabertura do Beira-Rio, esse desencontro entre borderô e noticíais só não aconteceu no clássico do Brasileirão 2014. Depois disso sempre essa discrepância nos números se verifica. Gostaria muito de entender a razão disso.

Gre-Nal n.º 417 – Inter 1×0 Grêmio – Data: 09/09/2018
– Quantidade de ingressos supostamente destinados para a torcida gremista: 2.000 – ”
– Quantidade de ingressos supostamente vendidos para a torcida gremista: 2.000 ” diretoria Tricolor colocou à disposição os 2 mil bilhetes e eles foram adquiridos em poucas horas” (UOL)
– Ingressos vendidos segundo o borderô: 1.700
– Diferença: 300 ingressos

Gre-Nal n.º415 – Inter 2X0 Grêmio – Data: 21/03/2018
– Quantidade de ingressos supostamente destinados para a torcida gremista: 2.000 – “os torcedores do Grêmio esgotaram as 2 mil entradas disponíveis para a torcida visitante ” (GloboEsporte)
– Quantidade de ingressos supostamente vendidos para a torcida gremista: 2.000 – “A torcida do Grêmio adquiriu os dois mil ingressos reservados ao clube, ao preço de R$ 40, para o Gre-Nal desta quarta-feira (20), no Beira-Rio ” (Zero Hora)
– Ingressos vendidos segundo o borderô: 1.640
– Diferença: 360 ingressos

grenal 415

Gre-Nal n.º413 – Inter 1X2 Grêmio – Data: 11/03/2018
– Quantidade de ingressos supostamente destinados para a torcida gremista: 2.000 – “Saiba quantos ingressos terá a torcida do Grêmio no Gre-Nal. Somente na área exclusiva para os torcedores do clube serão 2 mil lugares“(Zero Hora)
– Quantidade de ingressos supostamente vendidos para a torcida gremista: 2.000 – ” Em apenas cinco minutos, os torcedores do Tricolor esgotaram todos os 2 mil ingressos destinados ao seu setor” (Gazeta Esportiva)
– Ingressos vendidos segundo o borderô: 1.700
– Diferença: 300 ingressos

grenal 413

Gre-Nal n.º410 – Inter 0X1 Grêmio – Data: 03/07/2016
– Quantidade de ingressos supostamente destinados para a torcida gremista: 2.500 – “No total, 3,5 mil gremistas poderão estar no Beira-Rio, mil deles na zona mista” (Zero Hora)
– Quantidade de ingressos supostamente vendidos para a torcida gremista:  2.200 – ” O Grêmio anunciou, nesta sexta-feira, que dos 2500 ingressos destinados ao time ainda restam cerca de 300 para o clássico deste domingo” (Zero Hora)
– Ingressos vendidos segundo o borderô: 1.484
– Diferença: 716 ingressos
grenal 410

Gre-Nal n.º408 – Inter 1X0 Grêmio – Data: 22/11/2015
– Quantidade de ingressos supostamente destinados para a torcida gremista: 2.500 – “Foram destinados 3,5 mil ingressos para a torcida adversária, sendo 1 mil deles para a torcida mista” (Internacional.com.br)
– Quantidade de ingressos supostamente vendidos para a torcida gremista:  2.500 – “Restam ingressos apenas para Cadeiras Centrais”(Internacional.com.br)
– Ingressos vendidos segundo o borderô: 1.304
– Diferença: 1.196 ingressos

grenal 408

Gre-Nal n.º406 – Inter 2X1 Grêmio – Data: 03/05/2015
– Quantidade de ingressos supostamente destinados para a torcida gremista: 2.500 – “A previsão é que o Inter ceda 3,5 mil ingressos para o Grêmio, sendo que mil para gremistas e colorados assistirem à partida lado a lado” (Zero Hora)
– Quantidade de ingressos supostamente vendidos para a torcida gremista: 2.500 – “2.500 ingressos destinados ao torcedor gremista foram reservados em poucos minutos após serem disponibilizados no site do Clube. Restam apenas camarotes” (Grêmio.net)
– Ingressos vendidos segundo o borderô: 1.768
– Diferença: 732 ingressos

grenal 406

Gre-Nal n.º404 – Inter 0x0 Grêmio – Data: 01/03/2015
– Quantidade de ingressos supostamente destinados para a torcida gremista: 1.300 – “Além dos mil bilhetes mistos, os gremistas ainda terão 1,3 mil entradas para um espaço destinado apenas a eles no Beira-Rio” (UOL)
– Quantidade de ingressos supostamente vendidos para a torcida gremista: 1.100 – “aos gremistas a comercialização foi encerrada ao meio-dia. Sobraram 200 entradas, que serão devolvida” (Globo Esporte)
– Ingressos vendidos segundo o borderô: 962
– Diferença: 138 ingressosgrenal 404

Gre-Nal n.º402 – Inter 2X0 Grêmio – Data:10/08/2014
– Quantidade de ingressos supostamente destinados para a torcida gremista: 1.300 – Uma reunião na sede do Ministério Público do Rio Grande do Sul, nesta segunda-feira, definiu que os gremistas terão direito a 1,3 mil entradas para o clássico Gre-Nal do próximo domingo, no Beira-Rio” (UOL)
– Quantidade de ingressos supostamente vendidos para a torcida gremista: 1.300 – “Com todos os ingressos vendidos, exceto as áreas VIP” (Jornal do Comércio)
– Ingressos vendidos segundo o borderô: 1.300
– Diferença: 0
grenal 402

Não consegui encontrar notícias sobre vendas de todos os Gre-Nais na Arena, mas mesmo assim é possível dizer que o fenômeno se repete também na cargas dos visitantes nos Gre-Nais com mando do Grêmio.

grenais diferenças arena

Brasileirão 2018 – Internacional 1×0 Grêmio

September 12, 2018

gol edenilson diego guichard ge2018 grenal gol edenilson marcelo campos

O Grêmio entrou em campo com sérios desfalques (Everton e Kannemann, nas sua respectivas seleções e Maicon e Jael lesionados) e não conseguiu ter boa atuação no clássico. E acabou derrotado num erro infantil do seu sistema defensivo (que é o melhor do campeonato), quando permitiu que Edenilson se deslocasse desacompanhado até dentro da área gremista, onde saltou sem ser incomodado para aproveitar o bom cruzamento de Uendel e fazer o 1×0 (numa jogada que, conforme o próprio Renato reconheceu, era de pleno conhecimento dos atletas tricolores).

Gostaria de saber o tempo total de bola rolando nesse clássico. Esse é um dado que esses sites de estatísticas (WhoScored, SofaScore, FootStats, etc…) não costumam fornecer.

Essa história de um time sofrer com desfalque em jogo importante por causa de convocação da seleção é um absurdo que se repete há mais de 20 anos (E vai continuar acontecendo).

Rossi e Maicon conseguiram ser personagens do pós jogo sem terem jogado. Por aí já se começa a ver a inversão de valores que resulta nas cenas bizarras ocorridas após o apito final.

Tivemos um festival de hipocrisia. Um diretor do Internacional falou que tem “o  maior respeito pela instituição Grêmio, pela torcida do Grêmio” e que acha “que um clube fez o outro grande, uma instituição fortalece o outro“. Esse mesmo diretor, duas semanas antes mandou a diretoria gremista “espernear” quando esse se queixou da convocação da seleção.  Eu acho muito estranho se falar em “respeito com a instituição” quando essa mesma instituição baixa tanto o nível do debate esportivo, ao se propor a ter na sua folha de pagamento um troll das redes sociais.

Mais uma vez o número de ingressos anunciados para os visitantes não bateu com o divulgado no borderô (mais sobre isso no próximo post).

2018 grenal lucas uebel

Fotos: Diego Guichard (GloboEsporte), Lucas Uebel (Grêmio.net)  Marcelo Campos Fotografia

Internacional 1×0 Grêmio

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Zeca, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Uendel (Fabiano, aos 32/2ºT); Rodrigo Dourado, Edenílson, Patrick, Nico López (D’Alessandro, aos 41/2ºT) e William Pottker; Jonatan Álvez (Leandro Damião, aos 20/2ºT).
Técnico: Odair Hellmann

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Léo Moura, Pedro Geromel , Bressan e Bruno Cortez; Cícero, Thaciano (Pepê, aos 18/2ºT), Ramiro, Luan (Jean Pyerre, aos 28/2ºT) eAlisson;  André (Thonny Anderson, aos 37/2ºT)
Técnico: Renato Portaluppi

24ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2018
Data: 9 de setembro de 2018, domingo, 16h00min
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, RS
Público: 44.176 (40.348 pagantes).
Renda: R$ 1.375.621,00
Árbitro: Pericles Bassols Pegado Cortez (PE)
Assistentes: Clovis Amaral da Silva(PE) e Bruno Cesar Chaves Vieira(PE)
Cartões amarelos: Nico López, Cuesta, Rossi, Luan, Thaciano, Ramiro, André, Marcelo Grohe
Gol: Edenilson, aos 13 minutos do segundo tempo

Gre-Nais pelo Brasileirão no Beira-Rio

September 9, 2018
1996 paulo nunes 1

Brasileirão 1996 – Gre-Nal no Beira-Rio – Inter 1×2 Grêmio – Paulo Nunes marca o primeiro gol do jogo de bicicleta – Foto: Zero Hora

Até hoje foram disputados 55 Gre-Nais pelo Campeonato Brasileiro. Nesses 55 clássicos foram 22 vitórias do Grêmio, 15 empates e 18 vitórias do Inter.

Desses 55 Gre-Nais, 5 foram realizados na Arena, 32 no Beira-Rio, 1 no Centenário e 17 no Olímpico. Curiosamente os dez primeiros Gre-Nais pelo Brasileirão foram todos de mando do Inter.

Nos 32 Gre-Nais de Brasileirão realizados no Beira-Rio foram 15 vitórias do Inter, 4 empates e 13 vitórias do Grêmio.

Abaixo público algumas fotos desses clássicos de Brasileirão no Beira-Rio

1973 picasso

Brasileirão 1973 – Inter 1×1 Grêmio Picasso, Ancheta e Claudiomiro
Fonte: Zero Hora

1974

Brasileirão 1976-  Inter 3×1 Grêmio – Zequinha Vs. Chico Fraga
Foto: Zero Hora

1975 fuscao

Brasileirão 1975 –  Inter 1×0 Grêmio – Valdomiro e Paulo Cesar Carpegianni Vs. Picasso, Bolivar e Beto Fuscão
Foto: Zero Hora

1976 Grenal Brasileirao Inter 3x1 Gremio Zequinha Chico Fraga

Brasileirão 1976-  Inter 3×1 Grêmio – Zequinha Vs. Chico Fraga
Foto: Zero Hora

1977

Brasileirão 1977 – Inter 0x4 Grêmio – Estréia do uniforme todo vermelho do Internacional  
 
Foto: Zero Hora

1978

Brasileirão 1978 – Inter 2×3 Grêmio – André Catimba marca o primeiro gol do Grêmio no jogo (deixando o placar em 1×1)
Fonte: Zero Hora

1979

Brasileirão 1979 – Inter 1×0 Grêmio – Manga não chegou na bola chutada por Jair

1985 gol

Brasileirão 1985 – Inter 0x1 Grêmio – Luis Fernando Gaúcho marcou o gol da partida
Foto: J. Doval (Zero Hora)

z

1987

Brasileirão 1987 – Inter 0x1 Grêmio
Foto: Arivaldo Chaves (Zero Hora)

1988.jpg

Brasileirão 1988 – Semifinal – Inter 2×1 Grêmio
Foto: Fernando Gomes (Agência RBS)

1995

Brasileirão 1995 – Inter 0x1 Grêmio – Jardel – Foto: Zero Hora

1996 paulo nunes 2

Brasileirão 1996 – Gre-Nal no Beira-Rio – Inter 1×2 Grêmio – Paulo Nunes marca o primeiro gol do jogo de bicicleta – Foto: Zero Hora

1998 Brasileirao Inter 1x0 Gremio Mauro Vieira ZH

Brasileirão 1998 – Inter 1×0 Grêmio – Christian fez o único gol do jogo
Público: 32.404 (27.616 pagantes)
Renda: R$ 347.100,00
Foto: Mauro Vieira (Zero Hora)

2000

Brasileirão 2000 – Inter 1×2 Grêmio 
Foto: José Ernesto (Correio do Povo)

2002

Brasileirão 2002 – Inter 0x1 Grêmio – Rodrigo Mendes marcou o único gol do jogo
Foto: Roberto Santos (Correio do Povo)

2003

Brasileirão 2003 – Inter 0x1 Grêmio – Christian chuta e marca o único gol do jogo – Foto: Zero Hora

 

2004 Ricardo Chaves GloboEsprote

Brasileirão 2004 – Inter 2×0 Grêmio – Público: 23.525 (20.218 pagantes)

Foto: Ricardo Chaves (Globo Esporte)

2007 lucio

Brasileirão 2007 – Inter 0x2 Grêmio – Gol de Lúcio – Público: 33.478 (30.237 pagantes)

 

Média de Público nos Gre-Nais do Brasileirão (1998-2018)

September 8, 2018

Grenais brasileirão

Fiz um levantamento da média de público dos Gre-Nais válidos pelo Campeonato Brasileiro desde 1998, dividindo por estádio.

Como complemento, vale lembrar que no Beira-Rio pós reforma para a Copa de 2014 foram disputados 3 clássicos, com média de 37.339 (33.211 pagantes)