Amistoso em 1980 – Grêmio 0x1 River Plate

by

1980 river zh baltazar

Em 1980, o Grêmio recebeu o River Plate, no segundo jogo do festival de reinaguração do estádio Olímpico. Os visitantes ganharam por 1×0 com um gol marcado por Tarantini.

Além do lateral esquerdo autor do gol, o River também contava com Fillol, Ortiz (que jogou no Grêmio em 1976) e Leopoldo Luque. No Grêmio, Valdir Espinosa estava na casamata (na sua primeira passagem como treinador) e Renato fazia sua terceira partida no time principal.

1980 river zh

GRÊMIO PERDEU PARA A VIOLÊNCIA DO RIVER
Mauro, Ortiz, Omar Labruna foram expulsos do jogo

O Grémio não teve multa sorte em sua segunda partida do festival de reinauguração do Estádio Olímpico: o time jogou melhor do que na vitória de sábado sobre o Vasco, mas perdeu por 1 a 0 para o Riverr Plate, gol do lateral esquerdo campeão do mundo, Tarantini, aos 42 minutos do primeiro tempo. A partida teve boa movimentação, apesar do campo enlameado, mas não chegou a entusiasmar os torcedores do Grêmio que, no final, diante da derrota consumada, vaiou a equipe.

No primeiro tempo, o Grémio foi muito melhor do que o River, tomando a iniciativa das jogadas ofensivas. No entanto, o detalhe mais importante da primeira fase foram as expulsões de Ortíz e Mauro, por agressão e revide, respectivamente, aos 31 minutos, e de Labruna, aos 46. Esses incidentes motivaram ainda mais as duas equipes, mas o Grêmio, com Leandro se destacando entre os companheiros, dominava, pressionava e mantinha o controle do jogo.

O grande problema do Grêmio, além da atuação fraca de Kiese — melhor do que sábado, mas ainda abaixo das necessidades da equipe – eram os contra-ataques do River, que sempre chegava a uma boa jogada ofensiva logo depois de recuperar a bola. E esse problema se agravou no segundo tempo, principalmente pelo descuido do próprio Grêmio. O time perdia o jogo para uma equipe que tinha apenas nove jogadores e a vantagem (o Grêmio tinha dez) provocou alguns erros de marcação.

Por isso, não seria injusto se o River tivesse marcado pelo menos mais três gols. Aos 11 minutos, por exemplo, Giudice lançou Diaz, que passou por Vantuir e desviou de Leão, tocando pelo lado direito do gol. Um minuto depois, perdeu outro gol certo na mesma situação. E aos 38, o mesmo Diaz, recebendo de Carrasco, entrou livre na área e tocou pelo lado de Leão: a bola bateu nas duas traves e sobrou para Vantuir. Enquanto isso, o Grêmio limitava-se a forçar as jogadas de ataque, mas cometendo um erro de avaliação do adversário: as jogadas pra preferenciais eram realizadas pelo meio, ficando Jésum, o único ponteiro realmente ofensivo, completamente esquecido na esquerda.

O técnico Angel Labruna, então, tornou a providência correta para reforçar mais ainda sou sistema defensivo: tirou Gonzales, que havia substituído Luque no primeiro tempo, e colocou Pavoni — isto é, trocou um atacante por um jogador de bloqueio no meio-campo, fixando-o na frente dos zagueiros. Assim, o Grêmio só tinha mesmo uma opção desesperada: a bola alta na área do River Plate, chutada de qualquer parte do campo. Com este recurso, a única maneira do marcar seria através de um erro individual de um zagueiro, o que sé aconteceu uma vez e não foi aproveitado pelo Grêmio: aos I8 minutos*, Leandro ficou livre para o chute mas a bola bateu na trave. No rebote, errou da área pequena.” (Zero Hora, 25 de julho de 1980)

 

Existe muita expectativa entre os gaúchos, pela presença de Maradona no novo Olímpico, contra o Grêmio. O Argentinos Juniors é o terceiro colocado no Campeonato Argentino e esse é outro motivo para que a renda seja bem melhor do que aquela da última terça-feira, contra o River Plate, quando atingiu apenas a Cr$ 376 mil, dando prejuízo certo ao clube gaúcho, que pagou Cr$ 3 milhões para trazer o adversário do segundo amistoso” (Jornal dos Sports, 26 de junho de 1980)

Fotos: Luiz Avila e Valério Ayres (Zero Hora)

GRÊMIO: Leão; Mauro, Newmar, Vantuir e Dirceu; Kiese, Flávio e Leandro (Renato Portaluppi); Jurandir, Baltazar e Jésum
Técnico: Valdir Espinosa

RIVER PLATE: Ubaldo Fillol (Luis Landaburu) – Héctor López, Daniel Lonardi, Héctor Rodríguez e Alberto Tarantini (Giudice); Alfredo de los Santos, Omar Labruna e Juan Carrasco; Ramon Diaz, Leopoldo Luque (Pedro González e depois José Pavoni) e Oscar Ortíz
Técnico: Ángel Labruna

Data: 24 de junho de 1980, terça-feira.Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre/RS
Renda: Cr$ 376.000,00
Árbitro: Carlos Martins
Assistentes: João da Silva Mendes e Jorge Silva
Cartões vermelhos: Mauro, Ortíz e Omar Labruna
Gols: Alberto Tarantini, aos 42 minutos do primeiro tempo

Advertisements

One Response to “Amistoso em 1980 – Grêmio 0x1 River Plate”

  1. Confrontos entre Grêmio e River Plate disputados no Brasil | Grêmio1983 Says:

    […] « Amistoso em 1980 – Grêmio 0x1 River Plate […]

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.


%d bloggers like this: