Gauchão 1991 – Grêmio 3×0 São Luiz de Ijuí

by
gremio 3x0 sao luiz chiquinho - jose doval zh

Foto: José Doval (Zero Hora)

 

Em 20 novembro de 1991, o Grêmio venceu o São Luiz de Ijuí no Olímpico por 3×0, pela quarta rodada do quadrangular semifinal do Gauchão daquela temporada. Renato, que havia voltado dois meses antes para o tricolor, fez um dos gols da partida.

Esse jogo foi o de estreia da nova camisa reserva feita pela Penalty. Dá pra se dizer que esse foi o primeiro fardamento moderno do clube, onde os desenhos na camiseta passaram a ser feitos por sublimação, e os números, distintivos e marcas dos patrocinadores deixaram de ser costurados no tecido.

A matéria da Zero Hora transcrita abaixo menciona que a camisa branca teria um “design europeu”. Imagino que seja uma referência as três listras em diagonal, o que já havia sido adotado pela Adidas no Bayern, Liverpool e Olympique de Marseille na metade daquele ano, quando do lançamento do novo logo da empresa. Estranhamente a mesma matéria nada fala da mudança do tom do azul nos dois fardamentos (bem mais escuro que o habitual)

Vale lembrar que esse design da camisa reserva perdurou até 1994. Primeiro nessa versão com gola V e sem marca d´água no tecido. Depois com gola polo e com marca d´água e na sua última versão com o retorno do azul celeste.

gremio 3x0 sao luz limm vilson zh jose doval

Foto: José Doval (Zero Hora)

GRÊMIO REPETE A GOLEADA E FICA A DOIS PONTOS DA FINAL
João Luís (contra), Renato, Alcindo fizeram os gols. Com a derrota do Glória, o Grêmio só precisa dois pontos para disputar o título

O Grêmio está a dois pontos da decisão do Gauchão. Com a vitória de 3 a 0. ontem, sobre o São Luiz, no Olímpico, gols marcados por João Luís (contra). Renato e Alcindo (de pênalti), o time de Valdir Espinosa subiu para sete pontos na tabela da Chave 4, enquanto Glória e Lajeadense estão com quatro, depois dos jogos de ontem. Como restam apenas duas rodadas, nenhum deles poderá chegar aos 9 pontos, o que dá a oportunidade de classificação antecipada para o Grêmio.

Foi a vitória da afirmação tricolor. Animado pela goleada de 3 a 0, em ljuí, e jogando em casa, o Grêmio repetiu a dose. Pressionou desde o início e fez 1 a 0, aos 16 minutos. Chiquinho, o grande destaque do time, cruzou forte e João Luís tentou cortar, marcando contra. O segundo veio aos 43 minutos, no erro de Kiko, que deu um verdadeiro lançamento para Renato apenas deslocar o goleiro Jânio. O segundo tempo serviu apenas para administrar o resultado e torcer pela vitória do Lajeadense. Mesmo assim, chegou ao terceiro gol, através de Alcindo, que sofreu e cobrou com categoria um pênalti, aos 90 minutos.

EXPULSÕES – Mas antes da cobrança, houve uma confusão, pois Marco Antônio atingiu Lira, e o goleiro Sidmar reclamou do auxiliar. Ambos foram expulsos.” (Antônio Bavaresco, Zero Hora, quinta-feira, 21 de novembro de 1991)

Pontos J V E D GP GC S
1 – Grêmio 7 4 3 1 0 11 3 8
2 – Glória 4 4 1 2 1 4 3 1
3 – Lajeadense 4 4 2 0 2 6 7 -1
4 – São Luiz 1 4 0 1 3 0 8 -8

ESPINOSA: ELOGIOS E ALEGRIA

O técnico Valdir Espinosa gostou do desempenho do time, quando o Grêmio repetiu o escore de domingo, em Ijuí:

— A equipe apresentou muita qualidade, teve jogadas de projeção e procurou sempre o gol. O importante é que nessa reta final, o time está embalando e já temos o ataque mais positivo na fase.

Muito aplaudido ao deixar o campo, o goleiro Émerson também destacou o bom futebol gremista:

— Foi uma vitória importante, pois nos deixou mais perto da classificação e veio com muita tranqüilidade.

Chiquinho, o melhor em campo, saiu ligeiro e foi comemorar em casa. Agora o técnico Espinosa começa a pensar no jogo contra o Lajeadense, esperando contar com Assis, que recupera-se de lesão muscular, mas terá o retorno de João Marcelo que cumpriu suspensão.

ARBITRAGEM – E mais uma vez os erros de arbitragem acabaram sendo o destaque negativo. No primeiro tempo, José Mocelin chegou a marcar uma falta, numa jogada que aconteceu nitidamente dentro da área e que, segundo reclamações dos jogadores do São Luiz, nem aconteceu. No segundo tempo, muita confusão, com um gol anulado (do São Luiz), as expulsões de Marco Antônio e Sidmar e a reclamação no pênalti em Alcindo:

— É uma vergonha o que fez esse juiz – reclamou o presidente Clóvis Bagetti.” (Antônio Bavaresco, Zero Hora, quinta-feira, 21 de novembro de 1991)

1991 gremio 3x0 sao luz zh camiseta2

ROUPA NOVA
Na quarta-feira da semana que vem, diante do São Luiz, no Olímpico, o Grêmio estréia a nova camiseta. O clube é o primeiro do Brasil a modernizar o uniforme confeccionado pela Pênalti.

NOVA CAMISETA NO OLÍMPICO
Opções: nova camisa tem losangos nos ombros e listrar no lado direito

Na quarta-feira da próxima semana, diante do São Luiz, o Grêmio apresenta a sua nova camiseta (número 2, segundo terno), confeccionada pela fábrica Penalty em poliamida e forrada em algodão. A principal característica está no moderno e exclusivo desenho escolhido pelo presidente do clube, Rafael Bandeira dos Santos.

Conforme Clóvis Haggstram, representante da Penalty no Estado e conselheiro do Grêmio, a nova camiseta substitui a de acrílico com a vantagem de ser mais leve e confortável, além de ter um design europeu. A tradicional (número 1, oficial) mantém as linhas originais, mas será confeccionada em uma só estampa, não necessitando da aplicação posterior de logotipos e números.

Nos próximos dias, a Penalty lançará no mercado três mil camisetas. O Grêmio, segundo Haggstram, receberá royalties por unidade comercializada. Fluminense e São Paulo também adotarão o novo estilo. ” (Zero Hora, 13 de novembro de 1991)

1991 gremio 3x0 sao luz zh camiseta 13 nov 1992

Grêmio 3×0 São Luiz de Ijuí

GRÊMIO: Émerson; Chiquinho, Baidek, Vílson e Lira; Pino, Juninho e Volnei Caio. Renato Portaluppi, Alcindo Sartori e Júnior (Grotto 32/2ºT)
Técnico: Valdir Espinosa

SÃO LUIZ: Jânio; Limm, Caçula, Newmar e Kiko; João Luis (Nélson, 3/2ºT), Chico Cebola, Negrini e Betinho (Marco Antônio 15/2ºT) Edmundo e Zé Cláudio
Técnico: Orlando Bianchini

Gauchão 1991 –  Segunda  Fase –  Grupo 4 – 4ª Rodada
Data: 20 de novembro de 1991, quarta-feira
Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre/RS
Público: 11.420 pagantes
Renda: Cr$ 16.489.000,00
Árbitro: José Mocellin
Assistentes: Justimiano Goularte e Carlos Kruse
Cartões amarelos: Juninho, Chico Cebola, Caçula, João Luis, Betinho, Marco Antônio, Zé Cláudio
Cartões vermelhos: Sidmar e Marco Antônio
Gols: João Luís (contra) aos 16 minutos e Renato aos 43 minutos do primeiro tempo. Alcindo Sartori (de pênalti) aos 45 minutos do segundo tempo.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.


%d bloggers like this: