Brasileirão 1987 – Inter 0x1 Grêmio

by
grenal luciane grabin diario do sul

Foto: Luciane Grabin (Diário do Sul)

No Brasileirão de 1987, o Grêmio venceu o clássico Gre-Nal do Brasileirão no Beira-Rio com um gol de Jorge Veras, num frango histórico de Taffarel (o primeiro gol que ele levou naquele campeonato).

Essa partida marcou a estréia do patrocínio da Coca-Cola no fardamento tricolor (no co-irmão a marca americana só foi aparecer no início de 1989).

grenal luciane grabin diario do sul v

Foto: Luciane Grabin (Diário do Sul)

GRÊMIO TRANSFERE A DECISÃO PARA SÁBADO

Incensado como o grande jogador do Internacional na atualidade, considerado o melhor goleiro do Brasil, Cláudio Taffarel acabou se tornando realmente o personagem que todos esperavam que ele fosse no Gre-Nal de ontem pela Copa União. Ele, no entanto, tornou-se a figura da partida pela circunstância que todo goleiro faz questão de evitar, uma falha clamorosa. Pois foi justamente num “frango” do goleiro colorado que o Grêmio venceu de 1 a O, gol de Jorge Veras, aos 20 minutos do segundo tempo, mantendo-se na luta pela vaga do grupo A, com dez pontos, dois a menos que o líder Atlético Mineiro.

E é justamente o jogo do Atlético, no sábado, contra o Fluminense em Belo Horizonte que decide a sorte da dupla Gre-Nal neste turno da Copa União. Pois se houver empate, o Atlético ganha a vaga e facilita a classificação do Inter, que enfrenta no domingo o Corinthians em São Paulo precisando de um empate apenas — em caso de derrota, haverá um jogo extra no Beira-Rio. Se o Fluminense vence, a equipe mineira dá condições do Grêmio lutar por uma vitória contra o São Paulo e se igualar em número de pontos com o Atlético, provocando um jogo extra em Belo Horizonte. E o Inter fica na obrigação de vencer o Corinthians.

A derrota do Inter para o Grêmio só não foi mais catastrófica para a equipe de Ênio Andrade, porque o Fluminense, que tem um ponto a menos que o líder do grupo B, perdeu ontem surpreendentemente no Maracanã para o Bahia por 1 a O. Outro resultado surpresa na rodada foi a vitória do Botafogo por 2 a O no Morumbi, sobre o São Paulo.

O jogo em Porto Alegre teve um grande público, o maior da Copa União até agora: 52.347 pessoas pagaram ingresso, gerando a renda de 6.299.900 cruzados. E a partida foi cheia de circunstâncias próprias do clássico Gre-Nal. Houve “frango” de goleiro, Jorge Veras autor do gol atuou apenas 15 minutos (entrou aos 17 do segundo tempo e saiu aos 32) Lima e Norberto foram expulsos por se envolverem numa discussão infantil e Luis Fernando, uma das grandes expectativas do Inter, teve participação discreta, bem marcado por Amaral, além de, no fim do primeiro tempo, ter saído lesionado com gravidade, sendo dúvida para o próximo jogo.

O gol marcado por Jorge Veras é o quarto do ponteiro esquerdo — atualmente reserva — em Gre-Nal e acabou com a invencibilidade do Inter na Copa União — sobrou apenas o Atlético Mineiro — e quebrou o jejum de 860 minutos de Taffarel sem sofrer gols. O goleiro colorado, ao sair do estádio foi aplaudido pelos torcedores de seu clube, numa demonstração de confiança. Mas os aplausos maiores da noite foram para Jorge Veras, autor do gol, e Mazzaropi, que sem ter o cartaz do goleiro adversário, fez defesas importantes e decisivas, uma atuação digna dos grandes dias de Taffarel.” (Higino Barros, Diário do Sul, 13 de outubro de 1987)

TAFFAREL: “Era uma bola fácil. Tão fácil que pensei em pegar ela e puxar rápido o contra-ataque. Foi excesso de confiança, admito, e acabei tomando um “frango”, prejudicando o time.”

JORGE VERAS: “Eu entrei na área, livrei-me de Luís Carlos e chutei forte no canto. É claro que o Taffarel é um dos melhores goleiro do Brasil, mas não é imbatível. Pena que tenha sido contra ele, mas era necessário. De qualquer forma é mais um aspecto que me entusiasma, pois é maravilhoso marcar gols em grandes equipes e excelentes goleiros.”

TAFFAREL ARIVALDO CHAVES

Foto: Arivaldo Chaves (Zero Hora)

TAFFAREL ARIVALDO CHAVES B

Foto: Arivaldo Chaves (Zero Hora)

GRÊMIO MANDA EM OUTRO CLÁSSICO
Venceu o Inter numa falha incrível de Taffarel e acabou com a invencibilidade colorada na Copa União

E quem manda na aldeia e mesmo o Grêmio Foi o decimo Grenal da temporada e o goleiro Taffarel colaborou decisivamente para a quinta vitoria gremista. Foi aos 18min30s do segundo tempo, quando Jorge Veras cruzou da esquerda. Taffarel tentou repor a bola, rapidamente, em jogo e ela foi parar no fundo das redes.

Incentivado por uma grande torcida, bem que o Inter tentou obter a vitória no primeiro tempo. Afinal, pegou pela frente um adversário com cinco homens no meio-campo — apenas Lima estava na frente – procurando até se defender, mais do que atacar. Gilberto Costa deu vários chutes a gol. Paulo Mattos perdeu grande chance, quando Mazaropi fez a defesa na hora certa e nem o gol do Bahia sobre o Fluminense deu mais força ao Inter. O jogo era ruim, com muitos erros nos passes.

No segundo tempo, o Inter voltou sem Luis Fernando, com lesão muscular, e houve as expulsões de Norberto e Lima. Felipe ousou: escalou Veras no lugar de Darci, deu um atacante para o time e teve sorte. Veras marcou o gol da vitória para o desespero dos colorados. O Inter, então, foi à frente. Mas desorganizadamente, enfrentando a barreira de zaga adversária, especialmente o futebol seguro de Luis Eduardo.

E, no final, em um contra-ataque, por muito pouco Valdo não ampliou a vantagem. O ano termina sem uma vitória, sequer, do Inter sobre o Grêmio no Beira-Rio. E com uma flagrante vantagem dos tricolores nos clássicos locais. Agora, só o Atlético está invicto na Copa União. ” (Correio do Povo, terça-feira, 13 de setembro de 1987)

GRÊMIO DERROTA O INTER EM ERRO DO EX-INVICTO TAFAREL

O Grenal, nervoso, que poderia ter sido decisivo, acabou marcado pela falha do até então invicto goleiro Tafarel. O chute do Jorge Veras, que jogou apenas 15 minutos, sequer foi forte, Tafarel chegou a segurar a bola, mas deixou que ela escapasse e desse a vitória ao Grêmio.

A partida em si foi equilibrada, com raros momentos de brilhantismo. O Grêmio começou melhor, mas o Inter logo reagiu. Tanto que Mazaropi fez as mais difíceis defesas de jogo, principalmente em chutes de Gilberto Costa.

Depois do gol do Grêmio, o nervosismo tomou conta de todos os jogadores. Norberto e Lima discutiram e esboçaram um arremedo de briga. Foram expulsos. Os minutos finais mostraram o Inter, em seu campo, fazendo tudo para conseguir o empate, que lhe daria uma vantagem ainda maior sobre o Fluminense (tem um ponto, o mesmo que já tinha).” (Jornal do Brasil, 13 de outubro de 1987)

TAFAREL FALHA E GRÊMIO VENCE O INTERNACIONAL

PORTO ALEGRE — O Grêmio manteve as suas esperanças de chegar ao título no turno do Campeonato Brasileiro, pelo Grupo A do Módulo Verde da competição, ao vencer ontem à noite o Internacional, no Beira-Rio, pelo placar de 1 a 0, gol de Jorge Veras no segundo tempo. Com esse resultado, o Grêmio passa a somar agora 10 pontos ganhos. Na primeira colocação encontra-se o Atlético Mineiro, com 12.

O Grêmio decidirá a sua classificação na última rodada do turno contra o São Paulo, no Estádio Olímpico, torcendo para uma derrota do Atlético na partida contra o Fluminense, no Mineirão. O clube carioca, aliás, também manteve as suas esperanças de chegar ao título no Grupo B com a vitória do Grêmio. O Flu tem nove pontos ganhos contra 10 do internacional, que na última rodada enfrenta o Corintians no Pacaembu.

A derrota significou para o Inter a perda da sua invencibilidade no Campeonato Brasileiro, que tem agora o Atlético Mineiro como o único invicto na competição. Outro dado da derrota do Colorado: o gol de Jorge Veras representou o fim da invencibilidade do goleiro Tafarel, que ainda não havia tomado gol no campeonato, num total de 605 minutos. E. como manda a tradição, num frangaço do goleiro.

O Inter teve o jogo na mão no primeiro tempo. Entretanto, quando seus atacantes não chutavam para fora surgia o goleiro Mazaropi. O jogador do Grêmio, aliás, foi o grande nome do jogo nesta etapa, com defesas verdadeiramente sensacionais. A melhor oportunidade do Inter neste período foi aos 42 minutos, com Paulo Matos desperdiçando uma ótima oportunidade para marcar. A partida no segundo tempo manteve o panorama, com o Inter pressionando o Grêmio se fechando para sair em contra-ataques. E foi numa descida pela esquerda que o gol da vitória saiu, aos 20 minutos Jorge Veras recebeu a bola pela esquerda e chutou despretensiosamente. O goleiro Tafarel, até então com uma atuação irrepreensível no campeonato, aceitou, engolindo um verdadeiro “peru“. ” (Jornal dos Sports, 13 de outubro de 1987)

GRÊMIO: Mazaropi; Alfinete, Henrique, Luís Eduardo e Casemiro; Amaral, Bonamigo e Cuca; Valdo, Lima e Darci (Jorge Veras e depois Cristovão Borges)
Técnico: Luis Felipe Scolari

INTERNACIONAL: Taffarel; Luís Carlos Winck, Aloísio, Nenê e Laércio; Norberto, Gilberto Costa  e Luís Fernando (Manu); Heider, Amarildo e Paulo Mattos
Técnico: Ênio Andrade

Brasileirão 1987 – 1ª Fase – 7ª Rodada
Data: 12 de outubro de 1987, segunda-feira, 18h00min
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre-RS
Público: 52.347 pagantes
Renda: Cz$ 6.299.900,00
Árbitro: José Roberto Wright
Assistentes: Aloísio de Oliveira Viug e Everaldo Almeida Silva
Cartões Amarelos: Amaral, Alfinete, Gilberto Costa e Valdo
Cartões Vermelhos: Lima e Norberto
Gol: Jorge Veras, aos 18 minutos do segundo tempo

One Response to “Brasileirão 1987 – Inter 0x1 Grêmio”

  1. Brasileirão 1987 – Grêmio 4×0 Goiás | Grêmio1983 Says:

    […] – Foi a última partida do Grêmio antes da estreia do fardamento com patrocínio da Coca-Cola (em um clássico Gre-Nal 4 dias depois). […]

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.


%d bloggers like this: