Brasileirão 1972 – Ceará 0x0 Grêmio

by

O Grêmio também não conseguiu derrotar o Ceará no “Presidente Vargas”. Oberti, no lance em foco, saiu para dar vez a Mazinho, mas o placar ficou no zero.” (Correio do Povo, 26 de setembro de 1972)

No Brasileirão de 1972, Ceará e Grêmio se enfrentaram no Presidente Vargas em partida válida pela 1ª fase.  As duas equipes avançaram a fase seguinte, na qual foram eliminadas

“GRÊMIO 0X0 CEARÁ SÓ AGRADA A DALTRO

Fortaleza (Correspondente) — O jogo entre Grêmio e Ceará só agradou ao técnico Daltro Menezes, que considerou o empate de 0 a 0 como “uma vitória que nos deu um ponto”. Para o técnico do Ceará e para as 18 484 pessoas que pagaram para ver a partida (entraram 1750 penetras o resultado foi negativo. A renda somou Cr$ 117 788,00.

O Grêmio dominou o primeiro tempo e o Ceará o segundo, mas durante todo o jogo ninguém ameaçou fazer gol. O juiz, com bom trabalho, foi o paulista Vilmar Serra. Um torcedor saiu ferido na cabeça por uma garrafa atirada a esmo, nas gerais — e o público saiu frustrado pela falta de gols, que não aconteceram por causa da excelente atuação das duas defesas. 

SEM PRESSÃO

Os dois times formaram assim: Ceará — Hélio, Artur, Nagel, Mauro e Paulo Tavares; Edmar e Joãozinho (Élcio); Jorge Costa, Samuel, Erand (Belo) e Dacosta. Grêmio — Jair, Espinosa, Ancheta, Beto e Everaldo; Jadir e Negreiros; Carllnhos, Lairton (Paulo Sérgio), Oberti (Mazinho) e Loivo.

O primeiro tempo pertenceu aos gaúchos, que dominaram o meio de campo e impuseram o seu próprio jogo, na base do toque de bola e de lançamentos em profundidade. Esse domínio, porém, só ia até a entrada da área dos cearenses, cuja defesa impedia qualquer penetração, pelo miolo ou pelas extremas.

Na primeira fase, só houve duas jogadas perigosas: aos 21 minutos, Erandi chutou em cima de Jair, depois de uma falha da zaga gremista; aos 40, Oberti penetrou livre, mas chutou fraco, nas mãos de Hélio.

No segundo tempo Daltro Menezes tirou Oberti e colocou Mazinho, que entrou para atuar recuado, buscando o jogo. O Ceará cresceu de produção e passou a tomar conta do meio de campo, impondo também o seu estilo, à base da velocidade. A defensiva gremista, com Ancheta e Beto em boa forma, cortava, no entanto, todas as investidas. O domínio dos locais — como acontecera com o Grêmio no primeiro tempo — acabava na entrada da área do adversário.

Nessa etapa, como no primeiro tempo, só duas boas jogadas aconteceram: aos 14 minutos, Erandi cruzou da linha de fundo, Ancheta falhou e Samuel Ia marcar, mas Beto pós a comer; aos 30, Espinoza cruzou com violência e o goleiro Hélio falhou, mas Mazinho chegou tarde para o arremate. O Grêmio ainda tirou Lairton para colocar Paulo Sérgio, sem resultado prático. O Ceará trocou Joãozinho por Élcio, que foi jogar na frente, passando Samuel a armar o jogo. Essa alteração também em nada influiu. Aos 40 minutos, Erandi saiu contundido, entrando Belo em seu lugar.” (Jornal do Brasil, segunda-feira, 25 de setembro de 1972)

“DO 0X0 GREMISTA EM FORTALEZA À VITÓRIA DO INTER SOBRE O VASCO

FORTALEZA (De João Carlos Belmonte) — O Grêmio, na primeira partida da excursão pelo Nordeste, empatou com o Ceará no pequeno e temível Estádio Presidente Vargas sem abertura de contagem. O zero no final contentou as duas equipes, embora o Grêmio tivesse, em duas oportunidades, a chance de chegar à vitória. Se no 1.° tempo os gaúchos não fizeram golo, foi porque Lairton, após receber uma bola perfeita de Oberti, afobou-se na hora da conclusão. Lairton tinha espaço para avançar mais e poderia, até, forçar uma penalidade máxima.  Mas ele preferiu chutar tão logo ficou frente a frente com o goleiro Hélio.

No primeiro tempo essa foi a única real situação de golo dos gremistas. O Ceará pouco ameaçou, pois encontrou uma defesa bem postada, exceção de Everaldo, que eliminou as jogadas dos ponteiros da equipe, os irmãos da Costa. O ponteiro Jorge Costa quando vencia Everaldo, e venceu muitas vezes, não podia dar seqüência ao lance, pois recebia, as marcações de Jadir e Beto.

Espinosa foi perfeito na marcação a Da Costa, mas o ataque do Grêmio não foi bem porque Oberti não obedeceu a instrução do treinador Daltro Menezes para que jogasse mais pela direita e, em conseqüência disso, o Grêmio ficou praticamente sem jogada pela direita e Carlinhos foi quase um assistente privilegiado.

No segundo tempo, para corrigir o erro, Daltro retirou Oberti e colocou 3,1azinho, outro brigador. Mas aos poucos o Grêmio começou a cair de produção na meia-cancha. Negreiros, na tentativa de acompanhar a correria de Edmar e Joãozinho, já não voltava com regularidade. Saiu Lairton que não jogava bem no 2º tempo e Paulo Sérgio equilibrou, mesmo acionando lento e errando passes. O Ceará, ao invés de reforçar a defesa e meia-cancha, preferiu o goleador Hélcio, retirando Joãozinho e recuando Samuel.

 Ivonísio queria com Hélcio (goleador do último campeonato baiano) dar mais força ao ataque, mas como Ancheta e Beto estiveram perfeitos, de nada adiantou a modificação do técnico cearense. Da maneira como se dispuseram no gramado, dificilmente os dois times conseguiram marcar. No 2º tempo a melhor oportunidade gremista. Mazinho perdeu uma boa chance, num cruzamento da direita em que Hélio falhou.

Nada mais aconteceu a não ser a festa de Daltro e Ivonisio — os treinadores — pelo empate que eles mesmos propuseram durante 90 minutos de partida. Só que para o Grémio por jogar na casa do adversário, o zero foi bem melhor. […]” (Correio do Povo, terça-feira, 26 de setembro de 1972)

“OBERTI ESTÁ PERDENDO A POSIÇÃO

FORTALEZA (De João Carlos Belmonte, enviado especial) Daltro está, pensando como resolver o problema de Oberti que, parece, está se agravando de jogo para jogo, com a desobediência do argentino às ordens do treinador do Grêmio. Domingo último, durante 45 minutos, o técnico gritou para que Oberti viesse para, o lado direito a fim de que Carlinhos não ficasse sem jogada na ponta direita:

— Já falei com o Oberti e perguntei como é que poderíamos resolver isso. Ele me disse que sabe jogar pela direita, mas acontece que na hora da partida ele vai para o lado esquerdo e junta-se a Lairton.

A possibilidade de Lairton ficar na direita, indo Oberti para a esquerda, dificilmente será tentada pelo ‘treinador Daltro Menezes:

— Isso não dá para fazer, porque o Lairton é o jogador para cabecear as bolas que o Carlinhos ou Espinosa levantam para a área.

Então, Daltro vai conversar com os 3 jogadores — Oberti, Mazinho e Lairton — para ver como é que resolverá o problema. Pelo que pensa o treinador — “quero Oberti jogando pela direita” — tudo indica que se o argentino continuar entrando pela esquerda, ele é que acabará saindo do time.

 — O Oberti é um grande jogador mas contra o Ceará foi muito mal, prejudicou o andamento dos lances. O coitado do Carlinhos ficou isolado na ponta direita, sem receber nenhum passe.

A alteração gremista para o logo de amanhã à noite em Natal só será decidida hoje pelo Daltro, pois o técnico diz que precisa pensar muito no assunto antes de tomar a decisão de afastar Oberti do time. Pode ser até que Daltro mantenha o argentino, dando-lhe outra oportunidade para que ele confirme o que diz par, o ténico: ‘Sei jogar pelo lado direito”.

A outra modificação na equipe, Daltro nem precisa pensar ou conversar com os jogadores: Carlos Alberto entra e sai Jadir. A doença de Carlos Alberto — pretesto para afastá-lo da partida de domingo — não é problema para o jogo de amanhã. A defesa, segundo o ‘treinador, não sofrerá nenhuma alteração.” (Correio do Povo, terça-feira, 26 de setembro de 1972)

Ceara 0 x 0 Grêmio

CEARÁ: Helio; Artur, Nagel, Mauro e Paulo Tavares; Edmar e Joãozinho (Elcio); Jorge Costa, Erandi (Belo), Samuel e Da Costa
Técnico: Ivonísio Mosca

GRÊMIO: Jair; Valdir Espinosa, Ancheta, Beto e Everaldo; Jadir e Negreiros; Carlinhos, Oberti (Mazinho), Lairton (Paulo Sergio) e Loivo
Técnico: Daltro Menezes

Brasileirão 1972 – 1ª Fase – 5ª Rodada
Data: 24 de setembro de 1972, domingo
Local: Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza-CE
Publico: 19.484
Renda: Cr$ 117 788,00
Juiz: Vilmar Serra

One Response to “Brasileirão 1972 – Ceará 0x0 Grêmio”

  1. Retrospectiva do Blog em 2020 | Grêmio1983 Says:

    […] Brasileirão 1972 – Ceará 0x0 Grêmio […]

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.


%d bloggers like this: