Gauchão 1995 – Grêmio 2×1 Inter

by

Foto: Ricardo Chaves (Zero Hora)

 

Há exatos 25 anos o Grêmio conquistava o Campeonato Gaúcho de 1995, ao ganhar o clássico Gre-Nal por 2×1 no estádio Olímpico, na partida de volta da final do certame.

O público total de 57.407 pessoas é o maior do Grêmio como mandante em Gre-Nais nos últimos 30 anos.

Foto: Guaracy Andrade (Zero Hora)

Foto: Paulo Franken (Zero Hora)

Foto: Guaracy Andrade (Zero Hora)

Foto: Valdir Friolin (Zero Hora)

Foto: Valdir Friolin (Zero Hora)

GRÊMIO SE IMPÕE O GANHA O TÍTULO

A aposta de Luiz Felipe foi mais uma vez correta e garantiu o 30º campeonato para a equipe

Nos últimos dias Porto Alegre se enfeitou em tons de azul e vermelho, preparando-se para a grande festa do futebol gaúcho, o Gre-Nal decisivo pela 75ª edição do campeonato, ontem à tarde, no Estádio Olímpico. Ao longo dos 90 minutos, o Grêmio, que vive uma fase fascinante, se impôs ao seu eterno rival, venceu por 2 a 1 com méritos (depois de empatar no Beira Rio em 1 a 1) e conquistou o seu 30º título gaúcho, aproximando-se dos 32 do Inter. Um excelente público – 57.407 espectadores — prestigiou o espetáculo em uma tarde quente e abafada, e o avermelhado anoitecer foi invadido por um azul conste e vibrante.

O Grêmio começou a vencer antes do jogo, na capacidade tática e na esperteza psicológica do técnico Luiz Felipe. Depois de anunciar um time com apenas três titulares (Rivarola, Luciano e Dinho), mais três eram acrescentados na hora de entrar em empo (Carlos Miguel, Paulo Nunes e Roger). O Grêmio havia decidido arriscar. E deu certo. A partir desta configuração se impôs a um Inter atônito, sem vibração e mal estruturado. Abel escalou Marcelo e Nando, dois meias lentos, e expurgou o eficiente ponta-de-lança Zé Alcino para a ponta-esquerda. O Grêmio dominou o meio-campo, confundiu a marcação de Marcio e Marcelo com os deslocamentos de Paulo Nunes para a esquerda e Carlos Miguel para a direita, enquanto Roger conteve o veloz. Loiola.

O chute de Carlos Miguel, aos cinco minutos, no poste esquerdo, foi o primeiro sinal desta superioridade. A defesa do Inter, mal posicionada, teve outro momento de indecisão aos 7min30seg e o centroavante Nildo soube aproveitar um rebote e chutar com perfeição, de pé esquerdo, sem chances para Goycochea: 1 a 0. Aos 25 minutos, Gélson acertou o poste esquerdo e o Inter acordou. A reação, no entanto foi lenta, desconexa.

Se o objetivo do Grêmio era manter o domínio no meio, apesar da lentidão de Mancini, o lnter precisava reagir. O lance em que o goleiro gremista Silvio disputa a bola com Leandro e este cai na área, foi duvidoso e o juiz nada marcou nada. Mas era um indicio. O empate aos 71min30seg em chute de Zé Alcino, foi justo pela dedicação — talvez o único mérito colorado. A ilusão do equilíbrio durou exatos 4 segundos, quando Marcão falhou e Carlos Miguel fez 2 a 1.

 Enquanto apenas uma peça do sistema gremista estava desajustada, no Inter ocorria o contrário, porque só Leandro, César Prates e Goycochea conseguiam bons resultados. Abel arriscou e colocou Caíco na vaga de Zé Alcino aos 16 minutos e aos 20, Vagner no lugar de Marcelo. O time melhorou, mas não o suficiente para empatar. Wagner teve essa chance aos 42 minutos, mas o goleiro Silvio fez uma excepcional defesa – e garantiu a festa.” (Júlio Sortica, Zero Hora, segunda-feira, 14 de agosto de 1995)

O DESEMPENHO DAS EQUIPES (Zero Hora, 14 de agosto de 1995)
GRÊMIO INTER
Chutes a gol 16 8
Cabeceadas a gol 0 3
Escanteios a favor 0 3
Impedimentos 1 4
Faltas 22 18
Cartões Amarelos 5 4
Cartões Vermelhos 1 1
Roubadas de bolas 30 22

 

OS PRINCIPAIS MOMENTOS

Primeiro tempo:

5min — No rebote de um, jogada de Marco Antônio, pela direita, Carlos Miguel chutou na trave.

7min30s — Paulo Nunes, pelo meio, passou para Marco Antonio, que cruzou pela direita. Argel falhou, e Nildo, calmamente, chutou no canto direito de Goycochea. Gol do Grêmio.

24min — Mancini cruzou pela direita, a zaga colorada rebateu e Gélson pegou o rebote, chutando na trave.

42min — Marco Antonio chutou no meio do gol e Goycochea defendeu em dois tempos.

Segundo tempo:

2min40s — Nando, pela esquerda, chutou forte, Silvio fez boa defesa parcial, mas Leandro conseguiu pegar o rebote. A torcida colorada reclamou de passível falta sobre o centroavante colorado.

7min — Loiola cruzou duas vezes, para Zé Alcino no chutar forte, no ângulo direito de Sílvio. Gol do Inter.

8min — Resposta imediata do Grêmio. Nildo recebeu na frente área e fez o passe para Carlos Miguel, pela esquerda, que, cara a cara com Goycochea, chutou forte para marcar o gol do título.

16min — Caíco substituiu Zé Alcino.

20min — Vágner substituiu Marcelo

26min — Expulsão de Nildo, que deu carrinho por trás em Loiola.

27min — Arce substituiu Paulo Nunes.

29min — Expulsão de Márcio, que desobedeceu a distância regulamentar para a cobrança de uma falta.

38min — Alexandre substituiu Marco Antônio.

39min — Em sua primeira jogada, Alexandre perdeu o gol no contra-ataque gremista, na boa intervenção de Marco Antônio

41min — Ótima jogada de Wagner, que entrou a drible, da esquerda para meio, e chutou forte no canto direito de Silvio, que fez exuberante defesa.

45min — Carlos Miguel cobrou falta, no ângulo esquerdo de Goycochea. Outra grande defesa, desta vez do goleiro colorado.”(Marcelo Ferla, Zero Hora, segunda-feira, 14 de agosto de 1995.”

O MELHOR DO GRENAL

— O Campeonato Gaúcho voltou aos velhos tempos, pelo menos na sua final. Mais de 45 mil torcedores motivados para um Gre-Nal decisivo, combativo e com poucas jogadas de violência, normais neste tipo de jogo.

— O comportamento das torcidas foi exemplar, incentivar, do as suas equipes durante toda a tarde, sem provocar brigas. Enquanto a violência nas arquibancadas é um sério problema do futebol brasileiro, as torcidas gaúchas dão uma boa mostra de esportividade.

— A presença de menores e mulheres no estádio é uma bela realidade. Foram 7.330 crianças até 12 anos presentes ao jogo. Cada vez mais mulheres e jovens vão aos estádios. Um interessante e salutar fenômeno comportamental, que indica longa vida ao futebol tetracampeão do mundo.

— Aos gritos de “ela fica”, a torcida gremista divertiu-se antes da partida. Tudo por conta de um casal de jovens colorados que tentou ver o jogo das cadeiras especiais do estádio Olímpico. “Expulso” civilizadamente das cadeiras tricolores, o casal foi conduzido para o lado colorado, apesar de a massa gremista pedir a permanência da bela torcedora rival.

-O santanense Fábio Perez, que ficou conhecido como o “Torcedor 24 Horas” na Copa América, por estar sempre à frente do hotel do Brasil, esteve no Olímpico para fazer uma campanha pela paz nos estádios. É gremista.

– Os centroavantes merecem destaque: Nildo, por ter feito dois gols nas finais, e vencido um terrível período de lesão, depois de consagrado como o herói da Copa do Brasil do ano passado. Leandro, por demonstrar mais uma vez, e apesar de ter poucas chances, muita qualidade e amor ao clube.” (Marcelo Ferla, Zero Hora, segunda-feira, 14 de agosto de 1995)

O PIOR DO GRENAL

— O presidente colorado, Luiz Fernando Zachia, falou de um complô para a vitória gremista. É discutível um lance de Sílvio com Leandro (seria pênalti para o Inter), mas a declaração do dirigente é um exagero.

— Foi incrível o número de passes errados dados pela equipe colorada no primeiro tempo. Qualquer tentativa de fazer a bola chegar ao ótimo Leandro ficou inviabilizada.

— Em formação, mas dedicada exclusivamente ao campeonato gaúcho, contrariamente ao Grêmio, que está envolvido de forma prioritária em outras competições, a equipe colorada decepcionou mais uma vez. A grandeza do Sport Club Internacional e de sua torcida não suporta mais um time apenas razoável.

— As torcidas organizadas do Inter reclamaram dos critérios do Grêmio, que proibiu a colocação das faixas nas muretas das arquibancadas e cadeiras.

— Mais uma vez não havia reserva de cabines para os repórteres dos jornais que trabalharam na partida, dificultando o trabalho da imprensa.

— Depois de expulso, o meia campista colorado Márcio teve atritos com alguns companheiros da própria equipe, ainda no campo. Uma atitude negativa que atrapalhou o Inter, diminuindo o tempo de recuperação (o placar era adverso), e do ponto de vista ético. O treinador e a direção coloradas parecem não ter gostado do comportamento de Márcio.

— O zagueiro Argel, já convocado para Seleção Brasileira, não justificou a fama nas finais. Falhou muitas vezes, inclusive no lance que originou o primeiro gol do Grêmio, marcado por Nildo.” (Marcelo Ferla, Zero Hora, segunda-feira, 14 de agosto de 1995)

Fonte: Zero Hora

Foto: Valdir Friolin (Zero Hora)

Foto: Placar

Grêmio 2×1 Inter

GRÊMIO: Sílvio; Marco Antônio (Alexandre Xoxó), Rivarola, Luciano e Roger; Dinho, Gélson, Vágner Mancini e Carlos Miguel; Paulo Nunes (Arce) e Nildo
Técnico: Luiz Felipe Scolari

INTERNACIONAL: Goycochea; Marcão, Argel, Jonílson e César Prates; Márcio Bittencourt, Marcelo Rosa (Wagner Aquino) e Nando; Mazinho Loyola, Leandro Machado e Zé Alcino (Caíco)
Técnico: Abel Braga

Campeonato Gaúcho 1995 – Final – Jogo de volta
Data: 13 de agosto de 1995, domingo, 16h00min
Local: Olímpico, em Porto Alegre (RS)
Público: 57.407 (45.232 pagantes)
Renda: R$ 377.426,00
Árbitro: Sílvio Oliveira
Auxiliares: Altemir Hausmann e Silvio Rogeri Silva
Cartões Amarelos: Carlos Miguel, Roger, Dinho, Sílvio; Argel, Marcão e Jonílson
Cartões Vermelhos: Nildo; Márcio Bittencourt
Gols: Nildo, aos 7 minutos do 1º tempo; Zé Alcino, aos 7 minutos e Carlos Miguel, aos 8 minutos do 2º tempo

3 Responses to “Gauchão 1995 – Grêmio 2×1 Inter”

  1. Grêmio Campeão Gaúcho de 1995 | Grêmio1983 Says:

    […] « Gauchão 1995 – Grêmio 2×1 Inter […]

  2. 1995 – Três meias diferentes nas três finais em casa | Grêmio1983 Says:

    […] final do Gauchão, o time usou a meia branca com listras pretas e azuis na parte de cima, com o logo da Penalty em […]

  3. Retrospectiva do Blog em 2020 | Grêmio1983 Says:

    […] Gauchão 1995 – Grêmio 2×1 Inter […]

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.


%d bloggers like this: