Brasileirão 1985 – Santos 1×1 Grêmio

by

 

No Brasileirão de 1985, Santos e Grêmio se enfrentaram no Morumbi em jogo da primeira fase. Um gol sofrido nos acréscimos impediu que o tricolor saísse de São Paulo com a vitória.

Foi o jogo que antecedeu o Gre-nal do primeiro turno do Brasileirão daquela temporada. A estreia de Alejandro Sabella já era cogitado, mas isso só foi acontecer duas semanas mais tarde.

EMPATE NO FINAL CASTIGA O GRÊMIO
Gaúchos lutaram muito e se frustraram com gol do Santos no último minuto

A forma como o Grêmio empatou com o Santos de 1×1, ontem à noite, em São Paulo, pode não ter agradado aos torcedores que assistiram à partida pela televisão. Afinal, o time estava vencendo a partida até os 45 minutos do segundo tempo e, 30 segundos depois, surgiu o gol do Santos. No entanto, com esse resultado, o Grêmio mantem sua invencibilidade, assegurou seis pontos e continua líder do grupo A (o Fluminense tem cinco pontos e um jogo a menos).

Com exceção de escassos cinco minutos de partida, quando o Santos ameaçou uma pressão na área, o Grêmio realizou boa partida no segundo tempo. Defendeu-se bem e teve tranquilidade e técnica para sair jogando de seu campo com absoluta autoridade. No entanto, essa boa atuação não tinha correspondência ofensiva, pois além de Luis Fernando estar sem criatividade o centroavante Roberto César submetia-se à marcação dos zagueiros. Assim, a armação das jogadas ficava sob a responsabilidade do talento de Valdo, que realizou excelente primeiro tempo. Mas as chances de gols foram raras.

No início do segundo tempo, o Santos novamente procurou decidir a partida de saída e teve duas boas conclusões e duas grandes defesas de Mazaropi. Aos 24 minutos, com o gol de Renato, o Grêmio (desde os 13 minutos com Tarciso no lugar de Ademir) estabilizou-se em campo, tocou a bola com calma e esperou a reação do Santos. Aos 32, Minelli decidiu assegurar a vitória e retirou Roberto César, colocando Sérgio Peres para estabelecer a igualdade de quatro jogadores no meio-campo. O time, é verdade, ficou mais protegido m., num lance isolado, 30 segundos além do tempo regulamentar, o Santos conseguiu o empate através de Humberto. O momento em que surgiu o empate é que frustrou o Grêmio. mas o resultado foi bom para um time que está em formação e ainda invicto na Taça de Ouro.” (Pedro Macedo, Zero Hora, sexta-feira, 8 de fevereiro de 1985)

O placar

RENATO para o Grêmio — 1×0 aos 24 minutos do segundo tempo — Depois de uma boa jogada de Ronaldo pela direita, a bola sobrou para Renato que, da entrada da área, pela meia direita, bateu forte de pé esquerdo. A bola raspou em Chiquinho, enganou o goleiro Silas e entrou no canto direito.

HUMBERTO para e Santos — 1×1 a 45min30seag — Jaime Boni levantou a bola na área , Lima tocou de cabeça, para baixo e Marinho bateu com o joelho na bola. Humberto, quase na área pequena, acertou uma bicicleta maravilhosa, indefensável. A bota entrou no angulo direito de Mazaropi.

Atuação do juiz
Nei Andrade Nunes Mala teve uma arbitragem tranqüila do ponto de vista disciplinar. Mas, tecnicamente, ficou claro que ele tem alguns defeitos, pois coloca-se mal em campo e engana-se com freqüencia na marcação das infrações Os auxiliares estiveram bem. NOTA 7.” (Zero Hora, sexta-feira, 8 de fevereiro de 1985)

TIME DE MINELLI SÓ SERÁ DEFINIDO DOMINGO
O técnico Rubens Minelli deixou o gramado do estádio ido Morumbi, rumo ao vestiário, lamentando o empate: “Sofremos um gol em cima da hora, Infelizmente isto aconteceu quando já sentíamos a vitória”, reclamava o técnico do Grêmio. O preparador físico Gilberto Tim, no entanto, achou o resultado justo: “Futebol é assim. E só o time vacilar um segundo e…”.

Depois, no vestiário. Minelli achou o resultado bom. Achou seu time brilhante nos primeiros 30 minutos: “Aí aconteceu uma desarrumação no meio-campo, corrigida no Intervalo. Melhoramos novamente no segundo tempo, fizemos o gol, mas depois, numa desatenção, surgiu o empate”. Sobre o Gre-Nal, Minelli falou pouco. Mas disse que o Inter “é merecedor do favoritismo, em conseqüencia dos títulos conseguidos em 84, já que o Grêmio não ganhou nada no ano passado”. O time ele só define no domingo. Porém garantiu que Sabella não tem possibilidades de jogar.” (Zero Hora, sexta-feira, 8 de fevereiro de 1985)

Fotos: Zero Hora

 

Santos 1×1 Grêmio

 

SANTOS: Silas; Chiquinho, Davi, Toninho Carlos e Jaime Bôni; Dema, Gilberto Costa (Formiga, 30 do 2ºT) e Humberto; Mário Sérgio (Mazinho Oliveira 27 do 2ºT), Lima e Zé Sérgio
Técnico: Castilho

GRÊMIO: Mazaropi; Ronaldo, Baidek, Luis Eduardo e Casemiro; China, Valdo e Luis Fernando (Ademir); Renato Portaluppi, Roberto César (Sérgio Peres, 31 do 2ºT) e Ademir (Tarciso 12 do 2ºT)
Técnico: Rubens Minelli

Brasileirão 1985 – 1ª Fase – 1º Turno – 4ª Rodada
Data: 7 de fevereiro de 1985, quinta-feira, 21h00min
Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo-SP.
Público: 8.298 (7.750 pagantes e 548 menores)
Renda: Cr$ 41.656.000
Árbitro: Nei Andrade Nunes Maia
Auxiliares: Garibaldo Mattos e Djamie Sampoaio
Cartões Amarelos: Baidek, Ronaldo e Humberto
Gols: Renato, aos 23 do 2º tempo e e Humberto aos 45 do 2º tempo

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.


%d bloggers like this: