Brasileirão 1987 – Grêmio 0x0 Atlético Mineiro

by

Foto: José Ernesto (Correio do Povo)

 

No Brasileirão de 1987, o Grêmio não conseguiu sair do 0x0 com o Atlético Mineiro no Olímpico, na primeira rodada do segundo turno. O Galo já tinha garantido vaga nas semifinais ao terminar o primeiro turno na primeira posição (dois pontos a frente do Grêmio) e terminaria na liderança também neste segundo turno.

Essa foi a primeira vez que o Grêmio usou a camisa reserva com o patrocínio da Coca- Cola (na camisa tricolor a marca apareceu duas  rodadas antes, no clássico Gre-Nal).

Foto: José Ernesto (Correio do Povo)

 

 

 

GRÊMIO EMPATA EM JOGO DECEPCIONANTE
Torcida foi ao Olímpico esperando um bom futebol contra o Atlético. No final, deixou o estádio frustrada

Quem foi ao Olímpico, ontem à noite, tinha todas as razões para acreditar que assistiria a um jogo cheio de emoções. Afinal, em campo estariam Grêmio e Atlético, as duas equipes de melhor campanha abrindo o segundo turno da Copa União. Mas o jogo que prometia ser um grande espetáculo acabou sendo uma decepção, terminando num triste 0 a 0. O resultado serviu apenas para o Atlético, que manteve sua invencibilidade e o conceito de melhor equipe da competição. Já o Grêmio só pode lamentar a perda de um precioso ponto, pois num grupo tão difícil é proibido empatar em casa. Agora, o time terá de recuperar esse ponto com uma vitória fora, de preferência Já na próxima rodada, quinta-feira, contra o Flamengo.

O time treinado por Telê Santana jogou mineiramente. Posicionou-se tranqüilo em seu campo e esperou o Grêmio atacar. E, como quem não quer nada, foi, aos poucos, arriscando algumas investidas tentando pegar a defesa desprevenida. Mas a defesa do Grêmio mostrou por que é a melhor da competição, anulando o ataque mais positivo.

O primeiro tempo foi jogado num ritmo arrastado, com as duas equipes chegando pouco na área para concluir. O Grémio até que forçou, mas ai parou no jogo duro do Atlético, favorecido por um árbitro condescendente. No segundo tempo, o Grémio acertou a marcação no meio-campo, controlando o time mineiro. Mas faltou mais força e criatividade no ataque. Lima e Jorge Veras foram inoperantes, facilitando o trabalho dos zagueiros do Atlético e do goleiro João Leite.” (Correio do Povo, 24 de outubro de 1987)

 

TÉCNICO TELÊ SANTANA ASSALTADO

O técnico Telê Santana foi assaltado na manhã de ontem, na esquina das ruas Jerônimo Coelho e Vigário José Inácio. O treinador do Atlético havia saído por volta das 8h, com a intenção de visitar o centro de Porto Alegre. Ao retornar ao Hotel Embaixador, às 9h15min, onde estava hospedado juntamente com os jogadores do time mineiro, foi abordado por um homem branco, cabelos pretos e aparentando 35 anos. Em ação rápida, o marginal enfiou a mão no bolso direito da calça de Telê, roubando-lhe Cz$ 500,00.

De posse do dinheiro, o ladrão correu em direção à Duque de Caxias. Algumas pessoas ainda tentaram segurá-lo. Mas as ameaças de puxar uma faca da cintura frustraram qualquer tentativa. Com o bolso rasgado e refeito do susto, Telê lembrou: “Pensei que fosse brincadeira de algum amigo, tentando me dar um susto”. (Correio do Povo, 24 de outubro de 1987)

 

Wianey Carlet – DECEPÇÃO
Grêmio x Atlético, em matéria de futebol, esteve muito longe da excelente platéia que se fez presente, ontem à noite, ao Olímpico. E futebol sem ataque só pode dar no que deu: um rotundo a O. Para decepção do torcedor gremista que viu seu time se defender bem, mas de uma pobreza ofensiva franciscana. Um início nada animador do Grêmio neste returno.” (Wianey Carlet, Correio do Povo, 24 de outubro de 1987)

GRÊMIO PERDE PONTO CONTRA O ATLÉTICO

Apesar de ter dominado a maior parte do jogo, o Grêmio não teve força ofensiva e ficou no empate sem gols contra o Atlético na abertura do returno da Copa União. A equipe de Telê Santana jogou para garantir o 0 x 0 e conseguiu seu objetivo, sem ameaçar a equipe de Luís Felipe.

O Grêmio passou vários dias dizendo que jogaria no ataque para conseguir vencer o invicto Atlético Mineiro, na abertura do returno da Copa União ontem à noite, no Estádio Olímpico Bem que o time de Luís Felipe tentou pressionar o adversário, mas a equipe de Telê Santana se fechou muito bem e conseguiu segurar o empate sem gols, resultado que agradou aos visitantes. Na verdade, foi um jogo muito disputado no meio-de-campo. com o Atlético procurando parar a partida em todo o instante, ao mesmo tempo em que o Grêmio buscava a iniciativa da partida, pois a vitória era fundamental para começar bem esta fase.

No primeiro tempo a equipe de Luís Felipe criou uma situação clara de gol aos 32 minutos quando Valdo cobrou escanteio da esquerda e Luís Fernando, sozinho, cabeceou com força, mas sobre o travessão. Já o Atlético não levou nenhum perigo ao gol do Grêmio, pois a defesa mostrou deficiências em seu setor ofensivo. O tricolor foi impecável, especialmente com o protetor Amaral e os laterais Alfinete e Casemiro, que não deram nenhuma chance para o ataque do Atlético, que foi impotente diante da forte marcação tricolor.

No segundo tempo, o Grêmio poderia ter aberto o marcador aos cinco minutos quando Bonamigo recebeu de Cuca e chutou sobre o goleiro João Leite, que fez grande defesa. Depois Bonamigo teve outra oportunidade, aos 11 minutos, ao ganhar de Luizinho e bater desviado pela linha de fundo.

O Atlético Mineiro também teve duas boas oportunidades. A primeira aos 22 minutos, quando Paulo Roberto cruzou da esquerda e Sérgio Araújo chegou atrasado para completar Depois o Galo ameaçou novamente aos 33 minutos e Sérgio Araújo conseguiu sua única vantagem sobre Casemiro e cruzou para Renato , de peixinho, concluir sobre o gol de Mazaropi.

O técnico Luís Felipe ainda colocou Cristóvão no lugar de Bonamigo, mas o Grêmio não conseguiu o resultado que desejava, pois o Atlético continuou fechado, e o Grêmio , com Lima e Jorge Veras bem marcados e Cuca muito recuado, mostrou deficiências em seu setor ofensivo. O jogo foi assistido por 32.878 pagantes que proporcionaram uma arrecadação Cz$ 4.070.700,00.” (Pioneiro, 24 de outubro de 1987)

 

Grêmio 0x0 Atlético Mineiro

GRÊMIO: Mazaropi; Alfinete, Henrique, Luis Eduardo e Casemiro; Amaral, Bonamigo (Cristovão) e Cuca; Valdo, Lima e Jorge Veras
Técnico: Luiz Felipe Scolari

ATLÉTICO: João Leite; Chiquinho, Batista, Luisinho e Paulo Roberto; Éder Lopes, Marquinhos (João Luis) e Vânder Luis; Sérgio Araújo, Renato Morungaba e Marquinho Carioca
Técnico: Telê Santana

Brasileirão 1987 – Segundo Turno – 1ª Rodada
Data: 23 de outubro de 1987, sexta-feira, 21h30min
Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre, RS
Público: 32.888 pagantes
Renda: Cz$ 4.070.700,00
Árbitro: Pedro Carlos Bregalda
Auxiliares: João Loureiro e César Volgueller
Cartões amarelos: Lima, Henrique e Chiquinho

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.


%d bloggers like this: