Archive for November, 2021

Brasileirão 2021 – Bahia 3×1 Grêmio

November 27, 2021

https://www.rbsdirect.com.br/filestore/8/4/6/5/2/5/1_183e43c1cd38269/1525648_57cfe9dd40c3b2c.jpg?w=1400

https://www.gazetaesportiva.com/wp-content/uploads/imagem/2021/11/26/51706121992_de767cd5ec_k-1024x683.jpg

Era um jogo decisivo. Confronto direto. E as três principais contratações do Grêmio começaram a partida no banco de reservas. Esse fato revela não só um erro de escalação, como também a falta de planejamento para esse 2021.

https://64.media.tumblr.com/df3a763b9fcb64fb40d2a1e7b08e70c8/824f54078e7cacbf-a5/s1280x1920/0b19f1c0620f6dc88df5fcada2d909154cc494b8.jpg

https://64.media.tumblr.com/6d633f44dd21134036e003e569ea523f/824f54078e7cacbf-3d/s1280x1920/5064a5ddff194fae26c3d674754030a5a2c5f5a4.jpg

 

Fotos: Felipe Oliveira (EC Bahia)

https://i.imgur.com/j1FNtEa.jpeg

Bahia 3×1 Grêmio

BAHIA: Danilo Fernandes; Nino Paraíba, Conti, Gustavo Henrique e Matheus Bahia; Patrick de Lucca; Rossi (Ronaldo, 23’/2ºT), Rodriguinho (Daniel, 32’/2ºT), Mugni e Raí; Gilberto (Rodallega, 32’/2ºT)
Técnico: Guto Ferreira

GRÊMIO: Gabriel Grando; Vanderson (Rafinha, intervalo), Geromel, Kannemann (Diego Souza, 28’/2ºT) e Cortez; Thiago Santos; Alisson (Douglas Costa, intervalo), Villasanti (Jean Pyerre, 28’/2ºT), Victor Bobsin (Campaz, 23’/2ºT) e Ferreira; Borja
Técnico: Vagner Mancini

36ª rodada – Brasileirão 2021
Data: 26 de novembro de 2021, sexta-feira, 19h00min
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador, BA
Público: 29.576 pagantes
Renda: R$ 630.622,00
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (RJ) e Daniel do Espírito Santo Parro (RJ)
VAR: Rodrigo Nunes de Sa (RJ)
Cartões amarelos: Nino Paraíba, Lucas Mugni e Rodriguinho (Bahia); Vanderson, Kannemann e Cortez (Grêmio)
Gols: Matheus Bahia, aos 12 minutos, e Raí aos 17min do 1º tempo; Thiago Santos, aos 19min, Daniel (B), aos 39min do 2º tempo

Brasileirão 1996 – Bahia 1×2 Grêmio

November 25, 2021
https://gremio1983.files.wordpress.com/2021/11/34810-img_5050.jpg

Foto: Mauro Vieira (Zero Hora)

No Brasileirão de 1996, o Grêmio venceu o Bahia por 2 a 1 na Fonte Nova pela 16ª Rodada da primeira fase.

O gol da vitória foi marcado por Arce, aos 47 minutos do segundo tempo. O paraguaio, que estava de fora do time desde o jogo contra o Velez, 18 dias antes, ingressou no segundo tempo para atuar no meio de campo. A matéria da Zero Hora transcrita abaixo afirma que ele atuou “deslocado”. Eu não lembro de outra partida do Grêmio que ele tenha jogada na meia cancha, contudo é válido lembrar que ele jogava neste setor no Cerro Porteño (como por exemplo nas quartas-de-final da Libertadores de 1993 na qual ele converteu uma cobrança de pênalti usando a camisa 11)

https://gremio1983.files.wordpress.com/2021/11/0a176-19962bbahia2bfora2bvalter2bponter2bcp.jpg

Foto: Valter Ponter (Correio do Povo)

 

GRÊMIO VENCE EM CIMA DA HORA
Brasileirão 96 – Momentos antes de encerrar-se a partida, Arce fez o gol da vitória de 2 a 1 sobre o Bahia 

A partida se desenvolveu no lento ritmo de um berimbau. Era toque para um lado, toque para outro, o calor de 32 graus e o sol dos trópicos impediam lances de velocidade. Era tudo que o Grêmio queria para vencer o Bahia por 2 a 1 em Salvador. Como se estivesse cansado em campo, a equipe gaúcha esperou o momento certo de definir a partida com o um bonito gol de Arce, já aos 48 minutos finais. Foi uma vitória que dá fôlego ao Grêmio, agora na sexta colocação do Brasileirão, com 28 pontos ganhos. 

O ritmo do Grêmio no começo do jogo era em busca do gol. Aos 20 minutos, Zé Alcino conseguiu cabecear à frente do Jean, na pequena área. Mas o goleiro defendeu no susto. Aí o Bahia acordou. A torcida, enraivecida pela má campanha do time — embolado entre os ameaçados de rebaixamento —, gritou para os jogadores e pediu futebol. Sabendo disso, Luiz Felipe tratou de acalmar os ânimos e aderir à malemolência e ao gingado baiano. Colocou Emerson mais próximo a João Antônio e a Dinho e deixou o tempo correr. Principalmente depois que Carlos Miguel fez 1 a 0, de falta, aos 26 minutos. O meia viu a falha na barreira e conseguiu colocar a bola ali mesmo. Os baianos sentiram que era melhor providenciar a ajuda de todos os santos para o seu próprio time. Em desvantagem, o técnico Fito Neves mandou a equipe atacar. Luiz Felipe saiu correndo do reservado e corrigiu o posicionamento de João Antônio, deu duas a três instruções e tudo voltou como antes. Com toque e mais toque. 

No segundo tempo, aos minutos, Zé Alcino deixou  o campo por causa de lesão. Luiz Felipe surpreendeu colocando Arce em seu lugar. Em seguida, Charles, que havia entrado em lugar de Claudinho, empatou. O Grêmio segurou o ímpeto do adversário. Até que Arce, como se estivesse cobrando uma falta, colocou a bola no ângulo de Jean num chute em curva, de fora da área.” (JONES LOPES DA SILVA  – Enviado Especial/Salvador, Zero Hora, segunda-feira, 21 de outubro de 1996)

 

“SANTO BAIANO AJUDA GRÊMIO A VENCER

 O árbitro Luciano Almeida já se preparava para encerrar o jogo quando Arce, deslocado para o setor esquerdo, recebeu um passe de Ailton e arriscou de longe. A bola fez uma curva no ar e encontrou o canto superior esquerdo do goleiro Jean, que saltou mas não evitou o gol da vitória do Grêmio sobre o Bahia, na Fonte Nova. Com os 2 a 1 sobre o time baiano, que luta para fugir do rebaixamento, o Grêmio subiu para 6º lugar e encaminhou sua classificação à próxima fase.

O gol de Arce, que havia substituído Zé Alcino, ocorreu aos 48 minutos do segundo tempo. “Um santo baiano olhou para nós”, comentou o treinador Luiz Felipe, admitindo que o time não jogou bem e que o empate seria mais justo. No primeiro tempo, o Grêmio foi melhor, dominando o Bahia. Aos 26 minutos, Carlos Miguel fez 1 a 0, cobrando falta e acertando o canto direito de Jean. No segundo tempo, o Bahia melhorou e pressionou, até que aos 22  minutos, Charles desviou de cabeça e empatou. Recuado, o Grêmio resistiu e até festejava o empate, quando Arce marcou o gol da 3ª vitória consecutiva do time de Felipão” (Correio do Povosegunda-feira, 21 de outubro de 1996)

https://gremio1983.files.wordpress.com/2021/11/2a3e6-img_50562b-2bcc3b3pia.jpg

Foto: Mauro Vieira (Zero Hora)

 

ARCE JOGA DESLOCADO E FAZ O GOL DA VITÓRIA
O jogador paraguaio começou na reserva e foi escalado no meio-de-campo no decorrer da partida

O lateral Arce recebeu o passe já na intermediária do Bahia, no lado esquerdo de ataque, justo no ponto ideal que ele costuma dar duro todos os dias, exercitando cobranças de falta. Mas não era uma cobrança tradicional de bola parada. Era um lance corrido, em que o paraguaio teve tempo suficiente para ajeitar a bola, calcular e chutar de pé direito. Nem ele acreditou. A bola tomou altura e desceu no ângulo esquerdo do grandalhão Jean. Já passavam três minutos dos 45 finais e gol foi bem ao jeito baiano: de última hora.

Arce correu para se abraçar aos colegas do banco. Zé Alcino deu-lhe uma gravata, os outros jogadores se atiraram sobre o lateral transformado ontem em meio-campista. O Luiz Felipe, que já se contentava com o empate, deu um soco no ar.

O paraguaio voltou ao time fora de posição, amargava um bom tempo longe do time por causa de lesão e das viagens para servir a seleção de seu país, mas entrou com grande movimentação. Foi o jogador que mais correu em campo nos 30 minutos que esteve em campo. Ele escapou da indisposição intestinal que os colegas Danrlei, Murilo, Carlos Miguel e Zé Alcino sofreram na noite de sábado, em Salvador, e já foi um indício de que as coisas seriam boas para ele. Afinal, ele sempre é um dos primeiros a apresentar problemas intestinais no grupo do Grêmio.

O domingo parecia estar reservado para o time gaúcho. A falta cobrada por Carlos Miguel, bateu em Paulo Nunes e entrou. Preocupado em ganhar mais um gol na tabela de artilheiros, ele pediu ao árbitro Luciano Almeida para ganhar a autoria do gol. Paulo Nunes chegou a dizer: “O senhor vai ver na televisão. Foi meu o gol”. Almeida, achando que Paulo estava reclamando, o mandou seguir o lance e virou o rosto.

A delegação do Grêmio embarca hoje, às 7h, de volta a Porto Alegre. O horário de chegada está previsto para o meio-dia, no Aeroporto Salgado Filho.” (Zero Hora, segunda-feira, 21 de outubro de 1996)

 

https://gremio1983.files.wordpress.com/2021/11/045aa-img_5046.jpg

 

TRICOLORES
• O técnico Luiz Felipe não escondia o sentimento de alívio depois da vitória conquistada no final do jogo com o Bahia. “Deu para vencer, mas tivemos problemas, especialmente no segundo tempo, quando enfrentamos várias situações difíceis”, definiu. Ao projetar o confronto com o Palmeiras, no próximo domingo, Luiz Felipe disse que haverá tempo para treinar e trabalhar melhor os aspectos técnicos do time que não funcionaram bem em Salvador. “Como temos toda a semana livre pela frente, poderemos nos preparar adequadamente para a partida contra o Palmeiras”, disse.

• O paraguaio Arce foi contundente e sincero quando encerrou-se a partida de ontem na Bahia. “Acho que nunca mais conseguirei fazer um gol como este”, afirmou, referindo ao belo chute que desferiu de fora da ares e que entrou no ângulo esquerdo do goleiro Jean. Já Paulo Nunes, que permanece como goleador isolado do Brasileirão, lamentou que o árbitro Luiz Augusto de Almeida tenha dado a Carlos Miguel a autoria do primeiro gol do Grêmio. Na cobrança da falta, a bola chegou a tocar em Paulo Nunes, desviando de Jean.

• O Grêmio folga hoje e volta a trabalhar na terça-feira à tarde. Para o jogo contra o Palmeiras, no próximo domingo, no Estádio Olímpico, o técnico Luiz Felipe não poderá contar com o zagueiro Mauro Galvão, suspenso por ter recebido o terceiro cartão amarelo ontem à tarde, contra o Bahia. Em compensação, o treinador terá a possibilidade de escalar novamente o zagueiro e capitão Adilson e o volante Luiz Carlos Goiano, que cumpriram suspensão ontem e já estão liberados. Há uma grande expectativa para a partida de domingo, considerada um clássico. Luiz Felipe disse ontem que espera um público de 50 mil pessoas no Olímpico. “E se tivermos este apoio não há como perder para o Palmeiras”, disse Luiz Felipe, que ainda não revelou a escalação da equipe.” (Zero Hora, segunda-feira, 21 de outubro de 1996)

 

Antes de embarcar para a Bahia, Luiz Felipe colocou Arce no banco de reservas. O puxão de orelhas no paraguaio surtiu efeito. Nos descontos, Arce marcou um golaço de fora da área, decretando a vitória do Grêmio, que subiu para a sexta posição.”(Zero Hora, segunda-feira, 16 de dezembro de 1996)

 

“O JOGO: O Bahia fez sua melhor partida na competição, mas foi surpreendido no final e deixou a Fonte Nova com mais uma derrota.” (Tabelão Placar 96)

https://gremio1983.files.wordpress.com/2021/11/50898-img_5052.jpg

Foto: Mauro Vieira (Zero Hora)

https://i.imgur.com/jSrSKF7.png

Bahia 1 x 2 Grêmio

BAHIA: Jean; Givaldo, Parreira, Vladimir e Daniel; Leandro Silva, Hermes, Bobô e Darci (Juninho); Naldinho (Edmundo) e Claudinho (Charles)
Técnico: Fito Neves
GRÊMIO: Danrlei; Marco Antônio, Rivarola, Mauro Galvão e Roger (André Silva); Dinho, João Antônio, Émerson (Aílton) e Carlos Miguel; Paulo Nunes e Zé Alcino (Arce)
Técnico: Luiz Felipe Scolari16ª Rodada – 1ª Fase – Campeonato Brasileiro 1996
Data: 20 de outubro de 1996, domingo
Local: Estádio Fonte Nova, em Salvador
Público: 13.657 (11.809 pagantes)
Renda: R$ 99.655,00
Árbitro: Luciano Augusto de Almeida (DF)
Auxiliares: Jorge Gomes e Rogério Oliveira
Cartões Amarelos: Daniel, Vladimir e Charles (B); André Silva, Dinho, Marco Antônio, Mauro Galvão e João Antônio (G)
Gols: Carlos Miguel (G), 24 minutos (1º tempo); Charles (B), 21 minutos; Arce (G), 47 minutos (2° tempo).

Brasileirão 2021 – Grêmio 2×2 Flamengo

November 24, 2021
https://i.imgur.com/9DXZA8I.jpg

Foto: Lucas Uebel (Grêmio.net)

Estivesse o Grêmio numa situação mais tranquila/corriqueira, essa busca do empate com 10 dez jogadores seria um fato a ser comemorado.

O estranho é que em boa parte do primeiro tempo o Grêmio jogou como se estivesse numa situação corriqueira.

A expulsão do Jhonata Robert é bastante questionável. Eu tenho minhas dúvidas se ele chegou a fazer falta em Vitinho no lance do segundo amarelo. E com certeza ele não deu ou tentou dar cotovelaço conforme sinalizou o juiz ao mostrar o cartão vermelho.

Eu não marcaria o pênalti de Gustavo Henrique em Ferreirinha no primeiro tempo. Mas dá pra lembrar que por muito menos foi marcado um pênalti para o Santos contra a Chapecoense.

Foto: Lucas Uebel (Grêmio.net)

https://i.imgur.com/MxO6ari.jpg

Foto: Alexandre Vidal (Flamengo)

https://i.imgur.com/j1FNtEa.jpeg

Grêmio 2×2 Flamengo

GRÊMIO: Gabriel Grando; Rafinha (Vanderson, 20’/2ºT), Ruan, Geromel e Cortez; Thiago Santos  (Victor Bobsin, 15’/2ºT) e Lucas Silva (Alisson, 20’/2ºT); Jhonata Robert, Campaz (Douglas Costa, 27’/2ºT) e Ferreira; Diego Souza (Borja, 15’/2ºT)
Técnico: Vagner Mancini

FLAMENGO: Hugo Souza; Rodinei, Gustavo Henrique (Bruno Viana, intervalo), Léo Pereira e Renê (Ramon, 33’/2ºT); João Gomes e Thiago Maia; Kenedy, Diego (Arrascaeta, 12’/2ºT) e Vitinho (Piris da Mota, 33’/2ºT); Vitor Gabriel (Pedro, 24’/2ºT)
Técnico: Renato Portaluppi

2ª Rodada (jogo atrasado) – Brasileirão 2021
Data: 23/11/2021, terça-feira, 21h00min
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre RS)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Kleber Lucio Gil (SC) e Alex dos Santos (SC)
VAR: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)
Cartão amarelo: Lucas Silva e Campaz e Renê e Kenedy
Cartão vermelho: Jhonata Robert aos 14 minutos do 2º tempo
Gols: Vitinho, aos 12min e aos 28min, Borja, aos 29min, Ferreira aos 36min do 2º tempo.

Brasileirão 1996 – Grêmio 3×1 Flamengo

November 23, 2021
https://gremio1983.files.wordpress.com/2021/11/6e25d-19962bflamengo2bbrasileirao2bzh.jpg

Foto: Zero Hora

Como eu disse na semana passada, foi nessa partida contra o Flamengo que Zé Alcino foi titular pela primeira vez na campanha do Brasileirão de 1996.

Interessante notar que José Mitchell (do Jornal do Brasil) apesar de chamar o atacante do Grêmio de Zé “Alcindo”, observou corretamente que o novo camisa nove tricolor atuava mais pelos lados do campo, tendo Paulo Nunes passado mais para o centro do ataque.

https://gremio1983.files.wordpress.com/2021/11/1146c-gremio2b3x12bflamengo2bcp.jpg

Foto: José Ernesto (Correio do Povo)

PAULO NUNES VIVE NOITE DE `MATADOR´

Marcou todos os gols na vitória de 3 a 1 sobre o Flamengo, no estádio Olímpico, formando dupla endiabrada com Zé Alcino

Quando marcou seu terceiro gol, Paulo Nunes correu para a beira do gramado, ajoelhou-se diante da torcida, fez o sinal-da-cruz e depois ergueu os olhos e as mãos para o céu. Com seus três gols, Paulo Nunes levou o Grêmio a vencer o Flamengo por 3 a 1, ontem à noite, no Olímpico, e, de quebra, mostrou que é o verdadeiro sucessor do matador Jardel e reassumiu a artilharia isolada do Campeonato Brasileiro com 11 gols.

Para chegar a essa posição, Paulo Nunes contou ontem com uma parceria que não vinha tendo nas últimas partidas: Zé Alcino. E foi exatamente dos pés de Zé Alcino que saiu o passe para o gol que abriu o caminho da vitória. Aos 5 minutos, ele invadiu a área pela direita e cruzou na medida para o goleador gremista simplesmente encostar para a rede. O Grêmio começava a recuperar a tranqüilidade abalada. Aos 19 minutos, Zé Alcino cruzou, Goiano errou e a bola sobrou para Paulo Nunes, que dominou e chutou com categoria.

Na arquibancada, a torcida fazia a sua festa, aplaudindo os jogadores a cada lance. Além dos dois atacantes, Carlos Miguel e, especialmente, Émerson davam o ritmo do jogo. No sistema defensivo, tudo perfeito, inclusive com André Silva revelando qualidades até para ser mantido. Aos 35 minutos, Zé Alcino dominou pelo meio e enfiou para o endiabrado Paulo Nunes, que entrou livre, driblou o goleiro e fez 3 a 0.

No segundo tempo, o Grêmio reduziu seu ritmo. Carlos Miguel foi poupado. Entrou João Antônio. O Flamengo passou a pressionar. Num contra-ataque, aos 9 minutos, Zé Alcino fez bela jogada individual e quase marcou o quarto gol. Aos 19, Athirson entrou pela direita e bateu cruzado para fazer 3 a 1. Logo depois, Luciano foi expulso injustamente pelo árbitro, que passou a errar muito. Mesmo com um a menos, o Grêmio garantiu a vitória.” (Correio do Povo, quinta-feira, 10 de outubro de 1996)

“O JOGO: O Grêmio foi superior ao Flamengo no primeiro tempo e definiu a vitória cedo, em mais uma ótima apresentação de Paulo Nunes.” (Tabelão Placar 96)


“Mais do que o jogo de Paulo Nunes, autor dos três gols do Grêmio, a partida marcou o ajuste final de Luiz Felipe no time. Com a entrada de Zé Alcino no lado direito do ataque, ele resolveu os problemas ofensivos da equipe
.”(Zero Hora, segunda-feira, 16 de dezembro de 1996)

https://gremio1983.files.wordpress.com/2021/11/c8dc9-19962bflamengo2bpioneiro.jpg

OUTRO VEXAME DO FLA

De novo, o carrasco foi também ex-rubro-negro, Paulo Nunes, autor dos três gols da vitória do Grêmio

PORTO ALEGRE — O Flamengo parece ter-se acostumado a perder, como temia o presidente Kleber Leite. Ontem, no Estádio Olímpico, sofreu sua terceira derrota consecutiva no Campeonato Brasileiro (está em 12° lugar, com 20 pontos ganhos), escapando inclusive de ser goleado no primeiro tempo. O Grêmio ficou nos 3 a 1, porque o Flamengo jogou com raça no segundo tempo, quando conseguiu seu gol, marcado por Atirson, um dos poucos que se salvaram.

Paulo Nunes, mais um ex-jogador rubro-negro (como aconteceu com Edmundo, no domingo), foi o responsável pelo terceiro pesadelo do Flamengo. O atacante marcou três gols, poderia ter feito mais, se não tivesse saído por cansaço, e assumiu a liderança isolada da artilharia com 11 gols.

A derrota deixou a dúvida: o que tem sido pior no time do Flamengo? A sua frágil defesa, que até três rodadas era a menos vazada e agora contabiliza 11 gols sofridos em três jogos? O meio-campo, em que a criatividade não existe? Ou o ataque, que parece não ter entrado em campo nos últimos jogos? Bebeto, por exemplo, voltou a jogar muito mal.

Ontem, no Olímpico, a combinação desses fatores negativos foi responsável por mais uma derrota. Aos 5min, numa bola perdida num dos muitos passes errados de Iranildo no meio-campo, o Grêmio partiu para o rápido contra-ataque, em três toques. Dos pés de Emerson para Zé Alcindo, que cruzou para Paulo Nunes marcar 1 a 0, completamente livre. Paulo Nunes (pelo meio) e Zé Alcindo (pela ponta direita) se movimentavam e confundiam os zagueiros.

O Flamengo não conseguia ficar com a bola. O Grêmio, muito superior, não deixava o adversário jogar e ainda neutralizava as jogadas com seguidas faltas. O time de Joel ainda conseguiu perder um gol feito (Marques, livre, demorou para chutar), até que Paulo Nunes se aproveitou de um chute errado de Zé Alcindo para fazer 2 a 0, aos 19min. Gol de pura sorte.

Paulo Nunes ainda tinha mais para mostrar. Aos 35min, recebeu a bola em seu próprio campo, partiu em velocidade sem ser combatido, driblou Zé Carlos e tocou para o gol vazio: 3 a 0 no placar, três gols de Paulo Nunes e o 11º o do novo artilheiro do Brasileiro.

Tudo ou nada — Sorte do Flamengo que o primeiro tempo terminou — o Grêmio perdeu duas oportunidades para ampliar, para desespero do técnico Joel Santana. “Vamos voltar com tudo para o segundo tempo. Perdido por três, perdido por seis”, gritava Joel na saída de campo para o vestiário.

Joel fez mais do que gritar: trocou Atirson e Gilberto de lado. Em uma de suas primeiras jogadas como lateral-esquerdo, Atirson driblou dois adversários e chutou cruzado para marcar um bonito gol, aos 15min. Luciano foi expulso, o Grêmio ficou com um jogador a menos e o Flamengo tentou então reagir. Na base da raça, depois de duas substituições que nada acrescentaram (os atacantes Marcos e Jacinto no lugar de Gilberto e Marques), o Flamengo procurou o segundo gol. Quase conseguiu com Mancuso, que chutou no travessão.

O Flamengo, que teve de amargar mais uma derrota, volta a jogar domingo contra o Paraná, no Maracanã, com o presidente Kleber Leite ratificando sua confiança na comissão técnica rubro-negra. “O Joel Santana é um dos três melhores técnicos do Brasil. Está mantido no cargo e tem o meu apoio”.  (José Mitchell, Jornal do Brasil, quinta-feira, 10 de outubro de 1996)

https://gremio1983.files.wordpress.com/2021/11/6983c-jornal2bdo2bbrasil.jpg

https://i.imgur.com/jSrSKF7.png

GRÊMIO: Danrlei; Marco Antônio, Luciano, Adílson e André Silva; Mauro Galvão, Goiano, Émerson e Carlos Miguel (João Antônio); Paulo Nunes (Wágner) e Zé Alcino (Aílton)
Técnico: Luiz Felipe Scolari

FLAMENGO: Zé Carlos; Gilberto (Marcão), Juan, Júnior Baiano e Athirson; Márcio Costa, Mancuso, Fábio Baiano e Iranildo (Pingo); Marques (Jacinto) e Bebeto
Técnico: Joel Santana

14ª Rodada – Primeira Fase – Brasileirão 1996
Data: 09 de outubro de 1996
Árbitro: Dalmo Bozzano (SC)
Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre
Público: 12.505 (8.833 pagantes)
Renda: R$ 86.741,00
Cartões Amarelos: Émerson, Goiano e Marco Antônio (G); Júnior Baiano, Mancuso e Jacinto (F)
Cartão Vermelho: Luciano (G)
Gols: Paulo Nunes (G), 5, 19 e 35 minutos (1° tempo); Athirson (F), 15 minutos (2° tempo).

Brasileirão 2021 – Chapecoense 1×3 Grêmio

November 22, 2021

https://www.rbsdirect.com.br/imagesrc/35598297.jpg

Boa atuação do Lucas Silva.

O Grêmio fez 6 pontos em cima do 20º colocado. Se tivesse o mesmo aproveitamento diante do 19º colocado estaria numa situação bem menos desesperadora.

https://www.gazetaesportiva.com/wp-content/uploads/imagem/2021/11/20/51692865812_48329bede5_k-1-1024x682.jpg

https://www.gazetaesportiva.com/wp-content/uploads/imagem/2021/11/20/51692865862_377311bcae_k-1024x683.jpg

https://www.rbsdirect.com.br/imagesrc/35598308.jpg

Fotos: Lucas Uebel  (Grêmio FBPA)

https://i.imgur.com/j1FNtEa.jpeg

CHAPECOENSE: João Paulo; Ezequiel, Laércio, Ignácio e Busanello; Moisés Ribeiro (Bruno Silva, int), Anderson Leite, Ronei (Renê Júnior) e Mike (Lima, 25’/2ºT); Kaio Nunes (Rodrigo Silva, 25’/2ºT) e Henrique Almeida (Geovânio, 40’/2ºT)
Técnico: Felipe Endres (interino)

GRÊMIO: Gabriel Grando; Rafinha (Vanderson, 21’/2ºT), Pedro Geromel, Kannemann e Cortez; Thiago Santos (Villasanti, 28’/2ºT) e Lucas Silva; Jhonata Robert (Alisson, 32’/2ºT), Campaz (Victor Bobsin, 32’/2ºT) e Ferreira; Diego Souza (Borja, 21’/2ºT)
Técnico: Vagner Mancini

Local: Arena Condá, EM Chapecó, SC
Data: 19/11/2021, sábado, 19H00MIN
Público:
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR-Fifa)
Assistentes: Bruno Boschilia (PR-Fifa) e Ivan Carlos Bohn (PR)
VAR: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG-VAR-FIFA)
Cartões amarelos: Anderson Leite (Chapecoense); Bruno Cortez (Grêmio)
Gols: Lucas Silva, aos 35min do 1º tempo; Thiago Santos, aos 14min, Cortez (contra), aos 30min, e Laércio (contra) aos 34min do 2º tempo

Combinações e variações do terceiro uniforme de 2021 – Parte II

November 19, 2021

https://64.media.tumblr.com/c1433fbeb26bc79fa1601f7a211e4ab7/2fa5a3aa378cd441-4e/s1280x1920/96605517d3ae1e948b408a3a4c2770e1212e52a3.jpg

https://64.media.tumblr.com/f61804d614db9e30a7eac81e58500b4f/2fa5a3aa378cd441-a1/s1280x1920/bd75aa2de71daa7d5b29b5886498b88b55ecf727.jpg

Fiquei com vontade de dar continuidade ao post da semana passada.

Tentei fazer uma versão da camisa titular com os losangos da terceira camisa de 2021.

No fim das contas acho que ela acaba ficando muito parecida com as camisas da Inter de Milão de 2010 e 2020.

https://64.media.tumblr.com/275ec435305c69cecb05ffdf85afc2a1/2fa5a3aa378cd441-c4/s1280x1920/23c85f0d5e26cc982be847f23df75218a4017719.jpg

Abaixo uma versão com os losangos somente nas listras brancas

https://64.media.tumblr.com/e17e6f8ffc98079cd12cd6693d94b907/2fa5a3aa378cd441-43/s1280x1920/88c472d75f43a4d055258b462f010ae8d0d1c12f.png

E uma versão com mais listras.

https://64.media.tumblr.com/a94576a5716a508d148949637a13bfc6/2fa5a3aa378cd441-c3/s1280x1920/549408c6fb31b3b4bb6189d5e65766b8cc1c5221.jpg

Essa versão lembra bastante a camisa azul marinho de 2003/2004, bem como a camisa de treino de 2018,

https://64.media.tumblr.com/38b35192d8e63c86e7498e232b8b96d9/2fa5a3aa378cd441-dd/s1280x1920/f08c7c180d0e3e17d095f975da87a76926ae341f.jpg

E essa, além da azul de 2004, lembra um pouco uma das camisas de goleiro de 2021.

https://64.media.tumblr.com/6072e8288ea9c67a92541f633c6e1d31/2fa5a3aa378cd441-02/s1280x1920/575fa29d1ca2c3bf842d875fe7751f5b822f3e98.jpg

Brasileirão 2021 – Grêmio 3×0 RB Bragantino

November 17, 2021
https://conteudo.cbf.com.br/cdn/202111/20211116192450_266.jpeg

Foto: Pedro H. Tesch (AGIF/CBF)

Dessa vez praticamente não houve prejuízo, mas não dá pra deixar de comentar que o aproveito de Diego Souza nos pênaltis é bem preocupante.

https://www.gazetaesportiva.com/wp-content/uploads/imagem/2021/11/16/51685940280_22ae73aee5_o-1024x683.jpg

Foto: Lucas Uebel (Grêmio.net)

https://www.gazetaesportiva.com/wp-content/uploads/imagem/2021/11/16/51685310673_003f2d6b4a_o-1024x683.jpg

Foto: Lucas Uebel (Grêmio.net)

https://i.imgur.com/j1FNtEa.jpeg

GRÊMIO: Brenno; Rafinha, Geromel, Kannemann e Cortez; Lucas Silva (Victor Bobsin, 38’/2ºT), Thiago Santos (Mateus Sarará, 24’/2ºT); Jhonata Robert (Alisson, 24’/2ºT), Campaz (Jean Pyerre, 38’/2ºT) e Ferreira; Diego Souza (Diego Churín, 24’/2ºT)
Técnico: Vagner Mancini

BRAGANTINO: Julio César; Weverton, Léo Realpe (Haydar, 41’/2ºT), Natan e Guilherme; Luan Cândido, Luciano (Cristiano, intervalo); Gabriel Novaes, Pedrinho (Bruninho, 13’/2ºT) e Weverson (Leandrinho, 13’/2ºT); Alerrandro
Técnico: Maurício Barbieri

33ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2021
Data: 16 de novembro de 2021, terça-feira, 18h00min
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre, RS)
Árbitro: Caio Max Augusto Vieiraa (RN)
Assistentes: Jean Marcio dos Santos (RN) e Lorival Candido das Flores (RN)
VAR: Pablo Ramon Goncalves Pinheiro (RN)
Gols: Diego Souza, aos 4 minutos do 1º tempo, Lucas Silva, aos 33 e Jhonata Robert, aos 37 minutos do 1º tempo

Brasileirão 1996 – Grêmio 6×1 Bragantino

November 15, 2021
https://gremio1983.files.wordpress.com/2021/11/c269b-z25c325a92bimg_48902b-2bc25c325b3pia.jpg

Foto: Paulo Franken (Zero Hora)

Coincidência ou não, nas últimas duas vitórias do Grêmio eu publiquei materiais sobre jogos do Brasileirão de 1996 contras os mesmos adversários. Por via das dúvidas acho que vale publicar esse material da goleada de 6×1 sobre o Bragantino (“No creo en brujas, pero que las hay, las hay”)

Aquele foi o segundo jogo da campanha do título. É interessante notar que os jornais projetavam uma afirmação de Zé Afonso como companheiro de ataque de Paulo Nunes, o que acabou não acontecendo. Zé Alcino assumiu a titularidade na partida contra o Flamengo (13º compromisso do tricolor naquele campeonato).

https://gremio1983.files.wordpress.com/2021/11/15158-19962bbragantino2bvaldir2bfriolin2bzh.jpg

Foto: Valdir Friolin (Zero Hora)

“GRÊMIO MOSTRA ATAQUE ARRASADOR

O bicampeão gaúcho fez 6 a 1 no Bragantino, com destaque para a dupla Paulo Nunes e Afonso

Aos 10 minutos do primeiro tempo da goleada de 6 a 1 do Grêmio sobre o Bragantino, ontem à noite, no Estádio Olímpico, o atacante Paulo Nunes tentou driblar um adversário, escorregou e ficou estirado no gramado. Atento, o roupeiro Hélio correu ao vestiário e providenciou um outro par de chuteiras para o jogador não sucumbir mais ao gramado molhado pela chuva do meio da tarde.

Em condições de ficar em pé, Paulo Nunes necessitou de apenas 10 minutos para desmanchar a retranca armada pelo técnico Jair Picerni, o mesmo da medalha de prata na Olimpíada de Los Angeles. Endiabrado, o atacante gremista entrou a dribles na área paulista e foi derrubado pelo volante Marcos. Pênalti, que o volante Dinho converteu com tranquilidade. A noite era de Paulo Nunes. Aos 35 minutos, Ailton fez grande jogada e chutou no poste. Enquanto o meia se lamentava na linha de fundo, Paulo Nunes recuperou a bola, driblou o lateral Da Guia e cruzou para Afonso, ao melhor estilo Jardel, marcar de cabeça o segundo gol do Grêmio.

Inoperante, o Bragantino continuou congestionando o seu campo de defesa. Aos cinco minutos do segundo tempo, Paulo Nunes lançou Afonso, que chutou forte e marcou o terceiro do Grêmio, aparecendo como um dos goleadores do Brasileiro, ao lado de Luisão e Renaldo, com três gols. Descontrolado, o Bragantino partiu para o ataque. O habilidoso Edilson dominou a bola na área e foi derrubado por André Silva. Esquerdinha cobrou na trave. Depois desse erro, as coisas ficaram ainda mais fáceis para o Grêmio. Aos 22 minutos, Paulo Nunes, novamente, fez a jogada e cruzou para Ailton marcar o quarto gol. Ovacionado, o centroavante Afonso foi substituído pelo meia Emerson, que deu sequência à série de gols. A. 31 ele marcou o quinto e, aos 40, de pênalti o sexto. O Bragantino ainda descontou com Gilson Batata batendo falta aos 46 minutos.

 O Grêmio possui o melhor ataque da competição, com nove gols (no domingo fez 3 a 1 no Criciúma) e um aproveitamento de 100% com duas vitórias.” (Zero Hora, quinta-feira, 22 de agosto de 1996)

LUIZ FELIPE CONFIRMA AFONSO COMO TITULAR

A boa atuação e os dois gols na partida de ontem proporcionaram ao centroavante Afonso a garantia do técnico Luiz Felipe de que permanecerá como titular no jogo de domingo, contra o Vitória-BA, no Estádio Olímpico. O treinador adiantou que Saulo, apesar de estar com a sua situação regularizada, ficará na reserva contra os baianos. “O Afonso só não joga se estiver lesionado”, decretou.

Luiz Felipe elogiou a atuação de Afonso e, fugindo das sua característica, comparou o atual titular com o goleador Jardel. “Ele não tem aquela cabeçada certeira, mas participa mais da partida”, afirmou. O centroavante é o goleador do Brasileiro, ao lado de Renaldo e Luisão, com três gols. Mesmo reconhecendo a fragilidade do Bragantino, o treinador elogiou a sua equipe por induzir o adversário a cometer os erros que resultaram nos gols. O meia Carlos Miguel sentiu uma lesão no púbis e é dúvida para o jogo de domingo.

O técnico do Bragantino, Jair Picerni, indignado, considerou uma “vergonha profissional” a goleada de 6 a 1 sofrida para o Grêmio. Ele afirmou não entender as péssimas atuações de alguns jogadores experientes do seu time. O treinador adiantou que, apesar das três derrotas consecutivas, não pensa em sair do comando da equipe. ‘Vou continuar trabalhando porque temos como objetivo nos classificar entre os oito finalistas” disse.

Com a vitória de ontem, o Grêmio passou a liderar o Brasileiro, ao lado  São Paulo, com 100% de aproveitamento. A rodada de ontem teve os seguintes resultados: Portuguesa 2 x 0 Paraná, Bahia 2 x 0 Atlético-PR. Coritiba 1 x 0, Atlético-MG, Cruzeiro 2 x 1 Vitória e Goiás 3 x 1 Sport.” (Zero Hora, quinta-feira, 22 de agosto de 1996)

https://gremio1983.files.wordpress.com/2021/11/840ca-ingressos.jpg

“Durante toda partida o Bragantino procurou se defender, e o Grêmio teve liberdade para atacar. Em nenhum momento a equipe gaúcha esteve ameaçada de perder ou empatar” (Tabelão Placar)

A partida contra os paulistas marcou o reencontro da equipe com os torcedores, depois de quase 50 dias sem jogar em Porto Alegre. Com objetividade, o Grêmio amassou o Bragantino ainda no primeiro tempo, abrindo uma vantagem de três gols.” (Arquivo Gremista)

“Desde o início, o Grêmio procurou o ataque e fechou o segundo tempo vencendo por 2 a 0. A equipe soma agora seis pontos -100% dos disputados” (Folha de São Paulo, 23 de agosto de 1996)

GRÊMIO GOLEIA BRAGANTINO 

Porto Alegre — Numa noite inspirada, o Grêmio goleou o Bragantino por 6 a 1, ontem, no estádio Olímpico. Esta foi a segunda vitória do tricolor, que subiu para seis pontos no Campeonato Brasileiro. Dinho, Afonso (2), Ailton e Emerson (2) marcaram os tentos na maior goleada da competição até o momento. Gilson descontou.

O reencontro com a torcida depois de 45 dias não poderia ter sido melhor. Foi uma grande atuação do Grêmio, onde quase tudo deu certo. Aos 10min, Carlos Miguel perdeu boa chance. Aos 16min, Ailton chutou rente ao poste. Um minuto depois, Roger obrigou o goleiro Marcelo fazer grande defesa. Aos 21 min, Dinho abriu o placar cobrando pênalti com categoria. Aos 37min, Ailton concluiu na trave. No rebote, Paulo Nunes, um dos destaques do jogo, cruzou para Afonso, de cabeça, ampliar.

Na etapa final, o Grêmio manteve o ritmo. Aos 5min, Roger deu grande passe para Afonso fazer 3 a O e ficar ao lado de Luisão (Palmeiras) e Reinaldo (Atlético-MG) na liderança dos artilheiros com três gols. Aos 19min, Esquerdinha cobrou pênalti no travessão. Aos 23min, Ailton fez 4 a 0. Aos 33min, Emerson fez o quinto gol. Aos 41 min, Emerson, de pênalti, fez 6 a 0. Aos 45min, o Bragantino descontou através de Gilson.

Os demais resultados de ontem: Flamengo O x 1 Juventude, Portuguesa 2×0 Paraná, Bahia 2×0 Atlético-PR, Coritiba 1 x O Atlético-MG, Cruzeiro 2 x I Vitória e Goiás 3 X 1 Sport Recife. Hoje jogam Botafogo X São Paulo, Santos X Fluminense e Inter x Criciúma” (Pioneiro, quinta-feira, 22 de agosto de 1996)

https://i.imgur.com/jSrSKF7.png

GRÊMIO: Danrlei; André Vieira, Rivarola, Adílson e Roger; Dinho, Goiano, Aílton (Mauro Galvão 25 do 2º) e Carlos Miguel (Émerson, intervalo); Paulo Nunes e Zé Afonso.
Técnico: Luis Felipe Scolari

BRAGANTINO: Marcelo; Édson Baiano, Júnior, Augusto e Da Guia; Marcos (Esquerdinha – Intervalo), Maurinho, Ronaldo Alfredo e Marcão; Edílson e Kelly (Gílson Batata 23 do 2º)
Técnico: Jair Picerni

4ª Rodada – Primeira Fase
Data: 21 de agosto de 1996, quarta-feira, 20h30min
Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre, RS
Público: 9.548 (6.245 pagantes)
Renda: R$ 51.185,00
Juiz: Valdemar R. Fonseca – PR
Auxiliares: Roberto Gonçalves e Waldemir dos Santos
Cartão Amarelo: Júnior, Rivarola e Maurinho
Gols: Dinho (de pênalti) aos 21 e Zé Afonso aos 36 do 1ºtempo; Zé Afonso aos 5, Aílton aos 23, Émerson aos 33 e aos 44 (pen) e Gílson Batata aos 44 do 2ºtempo.

Brasileirão 2021 – América 3×1 Grêmio

November 15, 2021

Foto: Lucas Uelbel (Grêmio FBPA)

https://www.rbsdirect.com.br/imagesrc/35594848.jpg

Foto: Mourão Panda / América

Por piedade uma opção deveria ser feita: Ou o Grêmio é prejudicado pela arbitragem ou apresenta um futebol sofrível. Aguentar essas duas coisas ao mesmo tempo é muita crueldade.

Os erros do juiz (vídeos abaixo) no tiro de meta irregularmente batido por Cavichioli e no pênalti não marcado em Elias são inexplicáveis.

Igualmente difíceis de entender foram os erros de posicionamento da defesa gremista no primeiro gol, bem como o pênalti cometido por Cortez e o frango de Brenno na cobrança executada por Ademir.

https://imgur.com/NCVhjYy

https://imgur.com/ze0g1Lq

https://www.rbsdirect.com.br/imagesrc/35594854.jpg

https://i.imgur.com/j1FNtEa.jpeg

AMÉRICA-MG: Matheus Cavichioli; Patric (Anderson Jesus, 40’/2ºT), Ricardo Silva, Eduardo Bauermann e Marlon; Lucas Kal, Alê (Juninho Valoura, 39’/2ºT) e Juninho; Ademir (Léo Passos, 44’/2ºT, Felipe Azevedo (Alan Ruschel, 30’/2ºT) e Zárate (Rodolfo, 40’/2ºT)
Técnico: Marquinhos Santos

GRÊMIO: Brenno; Vanderson (Rafinha, 27’/2ºT), Geromel, Runa (Churrín, 40’/2ºT) e Cortez; Lucas Silva (Diogo Barbosa, 33’/2ºT) e Mateus Sarará  (Darlan. intervalo); Ferreira,  Alisson e Elias (Campaz, intervalo); Diego Souza
Técnico: Vagner Mancini

32ª Rodada – Brasileirão 2021
Data: 13 de novembro de 2021, sábado, 18h30minLocal: Arena Independência, em Belo Horizonte, MG

Publico: 3.157 pagantes

Renda: R$ 43.347,50Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP)Assistentes: Daniel Luis Marques (SP) e Alex Ang Ribeiro (SP)VAR: Péricles Bassols Pegado Cortez (SP)
Cartões Amarelos: Ricardo Silva, Matheus Cavichioli, Zárate (América-MG); Ruan
Gols: Felipe Azevedo aos três minutos e Ademir aos 48 minutos do 1º tempo; Juninho no primeiro minuto do 2º tempo. Ferreira, aos nove minutos do 2º tempo

Combinações e variações do terceiro uniforme de 2021

November 12, 2021

https://64.media.tumblr.com/928cc818dd00fad7a66532c0f1a022e1/6b5c7f3867ef79ec-18/s1280x1920/2452c06d5d650986fb56315a6c57c431c06d8540.jpg

Na semana passada, eu, do alto da minha insignificância, disse que a Umbro deveria/poderia ter feito uma meia no mesmo tom de azul marinho dessa nova terceira camisa.

Pois bem. Resolvi então fazer algumas simulações de combinações e variações para essa camisa.

https://64.media.tumblr.com/4ba091929bfa2eaf778d2a0bd929a36c/6b5c7f3867ef79ec-9b/s1280x1920/33300a6b4d6de04143e9797cba89477a12162867.jpg

 

Já disse que gostei bastante dessa camisa. Porém entendo que tenha achado ela um tanto exagerada na estampa (entendo, mas não concordo). Assim resolvi fazer algumas simulações tirando o desenho do mosaico, man mantendo os losangos, gola e punho.

https://64.media.tumblr.com/8da26589344a1e0cf6b5f26df8c91eb1/6b5c7f3867ef79ec-3e/s1280x1920/4ad526aef1f20f97da2b4096152e36dcc0061b7d.png

https://64.media.tumblr.com/f39eacf8271ccf6be8e16ec4f6529b25/6b5c7f3867ef79ec-68/s1280x1920/f6be2ec7b97194445f94b160cf4755b1bb80ac9b.jpg

 

Abaixo versões “monocromáticas” dos uniformes.

https://64.media.tumblr.com/503ba8f26dff8b7795cc5c3c7daf0b13/6b5c7f3867ef79ec-8d/s1280x1920/33ea91f8a7f45b8b262e830b27721bd89ddc9db6.jpg

Abaixo algumas variações com o azul marinho predominante.

https://64.media.tumblr.com/a94175aaf26b5c2a26a57550a7eb565d/6b5c7f3867ef79ec-2e/s1280x1920/cd9d597e44e36a59675ea619e056b61bea56373b.jpg

Abaixo variações da celeste.

https://64.media.tumblr.com/fe289dc549119986bcff60e9e5a7a5a8/6b5c7f3867ef79ec-39/s1280x1920/37b4fcfec09f0b2a9861db2e0819bcef58d547c8.jpg

Abaixo algumas variações de camisa preta

https://64.media.tumblr.com/ba87384fa9a58d4771726310ae06a8c1/6b5c7f3867ef79ec-3a/s1280x1920/53a45945e4b2ff00298a2d48f8a9ffc0d74a0d2b.jpg

 

Por último algumas versões de uma hipotética camisa branca.

https://64.media.tumblr.com/0e760811d3c57820dac283860afb257b/6b5c7f3867ef79ec-0d/s1280x1920/6fa87328b1b1629cdad3d86ae719ad5dedcbc4c6.jpg