Brasileirão 1996 – Corinthians 2×2 Grêmio

by
https://gremio1983.files.wordpress.com/2021/12/8384c-img_4909-cc3b3pia.jpg

Foto: Zero Hora

No Brasileirão de 1996, Corinthians e Grêmio empataram em 2×2 no Canindé, em partida válida pela 6ª rodada da competição.

Neste ano os juízes começaram a obrigar as equipes trocar também os calções e meias quando houvesse semelhança entre as equipes. Por isso vemos o Grêmio com calção reserva, porém com a meia titular, uma vez que o Corinthians usava uma meia listrada preta e branca (muito semelhante a uma das meias que a Penalty fez para o uniforme negresco do Grêmio).

Sylvinho, atual técnico do Timão, foi o titular da lateral-esquerda corintiana naquele noite.

https://gremio1983.files.wordpress.com/2021/12/bead2-img_4913-cc3b3pia-cc3b3pia.jpg

Foto: Zero Hora

GRÊMIO EMPATA COM O CORINTHIANS
O goleiro Danrlei foi o melhor jogador do time gaúcho, que desperdiçou um pênalti e ficou no 2 a 2

Danrlei e Ronaldo foram os grandes nomes do jogo realizado entre Grêmio e Corinthians, ontem à noite, no Estádio do Canindé, apesar do placar dilatado: 2 a 2. Os dois goleiros foram os jogadores que mais trabalharam — Ronaldo, do Corinthians, pegou um pênalti e Danrlei praticou uma série de defesas complicadas, principalmente no segundo tempo.
No primeiro, tudo começou bem para o Grêmio. Logo aos seis minutos, depois de uma cobrança de escanteio, Mauro Gaivão encostou a bola e o atacante Paulo Nunes escorou para o gol: 1 a 0. O Grêmio continuou bem, jogando com tranqüilidade e segurança no meio-de-campo. Mas, aos poucos, o Corinthians passou a pressionar. E o Grêmio errou ao recuar em demasia e submeter-se à pressão.
As oportunidades começaram a aparecer para o Corinthians. Aos 22 minutos, Célio Silva cobrou uma falta com violência e Danrlei defendeu com dificuldade. Três minutos depois, o volante Bernardo entrou em velocidade na área, pelo meio, e perdeu o gol. Aos 40, Souza invadiu a área a drible exatamente pelo mesmo setor. Só que teve categoria para empatar a partida.
O melhor do jogo ocorreu no segundo tempo. O Corinthians partiu para cima da defesa do Grêmio e só não marcou porque Danrlei defendeu de todas as formas. Até com os pés. À altura dos 10 minutos, o goleiro do Grêmio chegou a afastar quatro escanteios seguidos, cobrados com malícia por Marcelinho Carioca. Aos três minutos, o zagueiro Henrique fez um gol que foi anulado porque ele estava em posição de impedimento. O Corinthians prosseguiu melhor, mas foi o Grêmio que marcou. De novo, através de uma jogada de bola parada. Aos 16, Saulo, que entrou em lugar de Afonso, subiu mais alto que a zaga, cabeceou para baixo ao estilo de Jardel e desempatou. O gol não intimidou o time paulista. Aos 29, Célio Silva invadiu a área, passou por Roger, passou para André Santos, que cruzou até Alcindo. O atacante precisou somente empurrar para o gol. A torcida do Corinthians ainda comemorava quando Carlos Miguel sofreu o pênalti. Mas Emerson chutou fraco, no meio do gol, facilitando a defesa de Ronaldo. O empate deu ao Grêmio o seu oitavo ponto, colocando o time na sétima posição no Campeonato Brasileiro. No próximo domingo, a equipe de Luiz Felipe vai enfrentar o Vasco da Gama, no Rio de Janeiro.”
(Zero Hora, sexta-feira, 30 de agosto de 1996)

https://gremio1983.files.wordpress.com/2021/12/d7be5-96_corinthians.jpg

Foto: (Revista Nação Tricolor nº 3)

CORINTHIANS EMPATA COM O GRÊMIO
Corinthians e Grêmio empataram ontem, no Canindé, em 2 a 2, e estão empatados na classificação do Brasileiro com oito pontos.O time gaúcho abriu o placar logo aos 6min de jogo. Após uma cobrança de escanteio de Aílton, Mauro Galvão pegou a sobra e tocou para Paulo Nunes, que, livre, marcou com facilidade.Como o Corinthians jogava com três jogadores de marcação e apenas Souza para criar, o time apelava para o individualismo.Só aos 24min é que a pequena torcida corintiana que foi ao Canindé voltou a gritar a favor de seu time _até então, só reclamava da lentidão de seu clube.Gilmar cobrou rasteiro e com força uma falta na esquerda, e Danrlei tocou a escanteio.A partir daí, o Corinthians começou a chegar mais à área gremista, em jogadas individuais.Carente de finalizadores, o técnico corintiano Valdyr Espinosa substituiu o marcador Marcelinho Souza pelo atacante Jorginho.A alteração deu resultado aos 39min. Souza recebeu na esquerda, driblou dois adversários e tocou cruzado, na saída de Danrlei. As jogadas de bola parada da direita marcaram o início do segundo tempo, sem efeito, porém.Quando o Corinthians vivia seu melhor momento no jogo, quem marcou foi o Grêmio. Saulo completou, de cabeça, uma cobrança de escanteio, aos 15min.O Corinthians voltou a empatar aos 28min. Célio Silva saiu em velocidade do meio-campo, tocou para André Santos, que fez o centro para Alcindo marcar.No minuto seguinte Célio Silva e André Santos fizeram pênalti em Goiano, mas Ronaldo defendeu a cobrança de Emerson.” (VALMIR STORTI, Folha de São Paulo, 30 de agosto de 1996)

https://gremio1983.files.wordpress.com/2021/12/6df66-img_4912-cc3b3pia.jpg

DANRLEI BRILHA NA NOITE DOS GOLEIROS


Os goleiros foram definitivos no empate em 2 a 2 do Grêmio contra o Corinthians. Se Danrlei esmerou-se em defender os chutes perigosos de Souza e de Marcelinho Carioca, o corintiano Ronaldo cintilou na única vez em que devia brilhar: evitou a vitória adversária ao adivinhar o canto e agarrar o pênalti mal cobrado por Émerson. Os quatro gols em jogo podem ser atribuídos a falhas de marcação dos zagueiros, jamais aos goleiros.


Desde cedo Danrlei mostrou firmeza. Ainda no primeiro tempo, o goleiro do Grêmio conseguiu defender no chão a cobrança de uma falta por Célio Silva. O chutão passou feito um bólido entre as pernas dos jogadores na zaga e arrojou-se a meia altura. Surpreso com o petardo, Danrlei só teve tempo de espalmar a bola, prontamente retirada da área por Adilson. Um outro chute de Marcelinho Carioca na fase inicial quase o traiu. A bola bateu no chão e obrigou o goleiro gaúcho a controlá-la em dois tempos.


Tão dificil quanto a defesa do pênalti foram as intervenções de Danrlei com os pés no segundo tempo. Aos 9 minutos, depois de um intricado bate-e-rebate na área gremista, um corintiano conseguiu concluir no risco da pequena área. Danrlei usou o pé para colocar a bola longe. Quatro minutos depois, o goleiro iria repetir a façanha. Novamente com o pé, Danrlei afastou um chute do desesperado ataque paulista. No lance seguinte, o goleiro ainda administrou uma seqüência de quatro escanteios cobrados por Marcelinho Carioca. A pressão corintiana parou nas mãos e pés do goleiro ignorado pelo técnico Zagalo. Quando até os paulistas já se contentavam com o empate, Émerson ainda obrigaria os torcedores do Corinthians cruzarem os dedos para que errasse um pênalti, aos 31 finais. O meio-campista tomou boa distância e partiu convicto. Mas chutou no mesmo canto de Ronaldo.


A proeza dos goleiros também rondou o Maracanã ontem à noite. Edinho, do Santos, não precisou se esforçar para defender um pênalti que o botafoguense Túlio jogou às alturas. Só o santista Jamelli obteve vantagem sobre o goleiro Vágner, ao fazer 2 a O sobre o Botafogo. Foi de pênalti.
” (Zero Hora, sexta-feira, 30 de agosto de 1996)

https://gremio1983.files.wordpress.com/2021/12/79de3-gremioxcorintbrasileiro96.jpg

“O jogo: Corinthians e Grêmio somam agora oito pontos. O jogo foi movimentado. O Corinthians teve que buscar o resultado duas vezes. No final do jogo, Ronaldo defendeu a cobrança de pênalti Emerson.” (Folha de São Paulo)

 

“Sob a luz dos refletores na noite paulistana, o Grêmio comprovou a teoria de Adílson. Jogando com objetividade, envolveu o Corinthians, mas novamente cederam o empate em duas oportunidades. Faltando 14 minutos para o final, o meia Emerson perdeu o pênalti que daria a vitória ao Grêmio.” (Zero Hora, segunda-feira, 16 de dezembro de 1996)

 

O JOGO: Nem a volta de Célio Silva e Bernardo aliviou o sofrimento da torcida Corintiana. O empate em casa até saiu barato depois do pênalti mal batido por Émerson, a 15 minutos do final.” (Tabelão Placar)

https://gremio1983.files.wordpress.com/2021/12/5627d-img_4912.jpg

https://gremio1983.files.wordpress.com/2021/12/ab7fe-19962bcorinhtians2bgremio2bbrasileirao2bemersonb.jpg

Foto: (Revista Nação Tricolor nº 3)

https://i.imgur.com/jSrSKF7.png

Corinthians 2×2 Grêmio

CORINTHIANS: Ronaldo; André Santos, Célio Silva, Henrique e Silvinho; Bernardo, Gilmar, Marcelinho Paulista (Jorginho) e Souza; Marcelinho Carioca e Alcindo Sartori
Técnico: Valdir Espinosa

GRÊMIO: Danrlei; Marco Antônio (Émerson), Mauro Galvão, Adílson e Roger; Dinho (Luciano), Goiano, Aílton e Carlos Miguel; Paulo Nunes e Zé Afonso (Saulo)
Técnico: Luiz Felipe Scolari

Brasileirão 1996 -6ª Rodada – 1ªFase
Data: 29 de agosto de 1996, quinta-feira, 20h30min
Local: Estádio do Canindé, em São Paulo
Público: 4.095 pagantes
Renda: R$ 40.535,00
Árbitro: Carlos Elias Pimentel (RJ)
Cartões Amarelos: Gilmar, Silvinho e Bernardo (C); Saulo, Paulo Nunes, Carlos Miguel e Mauro Galvão (G)
Gols: Paulo Nunes, 6 minutos; Souza, 16 minutos do primeiro tempo; Saulo, 15 minutos; Alcindo, 28 minutos do segundo tempo.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.


%d bloggers like this: