Brasileirão 1998 – Cruzeiro 0x2 Grêmio

by
https://64.media.tumblr.com/5bcf5e5cc38c4d56cabf23761609cd7e/542117516f22c5a3-99/s1280x1920/39f32e67c558479a7d29a66568753c160ad2c566.jpg

Foto: Estado de Minas/Zero Hora

No Brasileirão de 1998, o Grêmio venceu o Cruzeiro por 2×0 no Mineirão em partida da 1ª fase. Foi uma vitória importantíssima para o tricolor, que recém havia sido eliminado da Copa Mercosul pelo River Plate e iniciou esta rodada apenas 4 pontos acima da zona do rebaixamento. Depois disso o time comandado por Celso Roth venceu 4 do 5 jjogos restantes e consegui classificação para as quartas-de-final.

Ao que tudo indica o Cruzeiro optou por jogar de camisa branca em casa. Já havia feito isso antes contra América e Coritiba na mesma competição.

https://64.media.tumblr.com/7c908f56351ef99a0476ef6cf48d1f52/542117516f22c5a3-c3/s1280x1920/129b1d72989ac08a28ec3093149e8e4973dca9b8.jpg

Foto: Estado de Minas/Zero Hora

 

GRÊMIO VENCE NO MINEIRÃO E FAZ SUA MELHOR PARTIDA
Time de Roth faz 2 a 0 e praticamente escapa do rebaixamento

Defesa, meio-campo, ataque. Scheidt, Djair, Rodrigo Mendes. O Grêmio ontem teve destaques nos três setores do time. Logo, foi equilibrado. Logo, jogou bem. Logo, venceu. E venceu fora de casa, no Mineirão, a boa equipe do Cruzeiro,  por 2 a 0.  Com este resultado, o time de Celso Roth, soma 24 pontos e ocupa a 16ª posição na tabela de classificação, praticamente escapando do rebaixamento o até lutando por uma vaga entre os oito classificados.

Mais: se o centroavante Loco Abreu atravessasse uma fase melhor, o Grêmio talvez até goleasse o Cruzeiro. O time gaúcho foi sólido e inteligente. Danrlei fez grandes defesas. Verdade que ainda não corrigiu seu maior defeito, a saída de gol. Mas, sob as traves, foi perfeito. Itaqui, deslocado na lateral-direita, teve uma atuação tranqüila. Roger, na esquerda, passou algum trabalho com Alex Alves no começo. Depois, se estabilizou. No meio, Rodrigo Costa fez sua melhor apresentação desde que chegou ao clube, enquanto Scheidt foi matemático, preciso, desarmando os adversários, conduzindo a bola com calma e até marcando gol.

Essa atuação da defesa é explicável pela presença indefectível de Djair no meio-campo, feito um buldogue diante da área. Os zagueiros sempre tiveram cobertura, os laterais nunca ficaram sozinhos e os outros dois volantes, Goiano e Fabinho, não precisaram se estrebuchar fazendo faltas de uma lateral à outra. Para completar, Rodrigo Mendes voltou a mostrar que é um dos melhores jogadores do grupo jogou com habilidade, força, velocidade e marcou um gol.

Enfrentando um adversário tão bem arrumado, o Cruzeiro acabou encaixotado entre as intermediárias. Até os 35 minutos do primeiro tempo, o time mineiro só rondava a área do Grêmio. Aos 36, quem perdeu uma excelente oportunidade foi Loco Abreu, desperdiçando um ótimo cruzamento de Rodrigo Mendes. Aos sete do segundo tempo, foi a vez de Robert errar o gol. O Grêmio dominava a partida, era nítido que ia marcar. Marcou: aos 10, depois de um bate-rebate na área do Cruzeiro, Rodrigo Mendes chutou na trave, a bola foi recuperada pelos gremistas, Loco Abreu encostou para a sua direita e Rodrigo Mendes, desta vez, acertou: 1 a 0.

Do reservado, Roth gritou para que o time não recuasse muito. Os jogadores atenderam ao apelo do treinador. Rodrigo Mendes perdeu uma chance aos 21, Loco Abreu, sozinho com o goleiro, outra, aos 23, Itaqui aos 34 e, finalmente, aos 35, Scheidt aparou bem uma cobrança de escanteio e marcou o 2 a 0. O Cruzeiro, perturbado, ainda teve dois jogadores expulsos: Vágner e Alex Alves. O jogo terminou com a torcida mineira gritando olé contra o seu próprio time e o presidente Luiz Carlos Silveira Martins festejando à beira do gramado.” (Zero Hora, segunda-feira, 19 de outubro de 1998)

 

https://64.media.tumblr.com/9d341ce22cebead9fe0d9bb38ac7c81f/tumblr_orszlxvyyy1unkqbzo1_1280.jpg

Foto: Estado de Minas/Zero Hora

 

https://i.imgur.com/bL4qUsj.jpg

GRÊMIO VENCE NO MINEIRÃO E FAZ SUA MELHOR PARTIDA
Time de Roth faz 2 a 0 e praticamente escapa do rebaixamento

Defesa, meio-campo, ataque. Scheidt, Djair, Rodrigo Mendes. O Grêmio ontem teve destaques nos três setores do time. Logo, foi equilibrado. Logo, jogou bem. Logo, venceu. E venceu fora de casa, no Mineirão, a boa equipe do Cruzeiro,  por 2 a 0.  Com este resultado, o time de Celso Roth, soma 24 pontos e ocupa a 16ª posição na tabela de classificação, praticamente escapando do rebaixamento o até lutando por uma vaga entre os oito classificados.

Mais: se o centroavante Loco Abreu atravessasse uma fase melhor, o Grêmio talvez até goleasse o Cruzeiro. O time gaúcho foi sólido e inteligente. Danrlei fez grandes defesas. Verdade que ainda não corrigiu seu maior defeito, a saída de gol. Mas, sob as traves, foi perfeito. Itaqui, deslocado na lateral-direita, teve uma atuação tranqüila. Roger, na esquerda, passou algum trabalho com Alex Alves no começo. Depois, se estabilizou. No meio, Rodrigo Costa fez sua melhor apresentação desde que chegou ao clube, enquanto Scheidt foi matemático, preciso, desarmando os adversários, conduzindo a bola com calma e até marcando gol.

Essa atuação da defesa é explicável pela presença indefectível de Djair no meio-campo, feito um buldogue diante da área. Os zagueiros sempre tiveram cobertura, os laterais nunca ficaram sozinhos e os outros dois volantes, Goiano e Fabinho, não precisaram se estrebuchar fazendo faltas de uma lateral à outra. Para completar, Rodrigo Mendes voltou a mostrar que é um dos melhores jogadores do grupo jogou com habilidade, força, velocidade e marcou um gol.

Enfrentando um adversário tão bem arrumado, o Cruzeiro acabou encaixotado entre as intermediárias. Até os 35 minutos do primeiro tempo, o time mineiro só rondava a área do Grêmio. Aos 36, quem perdeu uma excelente oportunidade foi Loco Abreu, desperdiçando um ótimo cruzamento de Rodrigo Mendes. Aos sete do segundo tempo, foi a vez de Robert errar o gol. O Grêmio dominava a partida, era nítido que ia marcar. Marcou: aos 10, depois de um bate-rebate na área do Cruzeiro, Rodrigo Mendes chutou na trave, a bola foi recuperada pelos gremistas, Loco Abreu encostou para a sua direita e Rodrigo Mendes, desta vez, acertou: 1 a 0.

Do reservado, Roth gritou para que o time não recuasse muito. Os jogadores atenderam ao apelo do treinador. Rodrigo Mendes perdeu uma chance aos 21, Loco Abreu, sozinho com o goleiro, outra, aos 23, Itaqui aos 34 e, finalmente, aos 35, Scheidt aparou bem uma cobrança de escanteio e marcou o 2 a 0. O Cruzeiro, perturbado, ainda teve dois jogadores expulsos: Vágner e Alex Alves. O jogo terminou com a torcida mineira gritando olé contra o seu próprio time e o presidente Luiz Carlos Silveira Martins festejando à beira do gramado.” (Zero Hora, segunda-feira, 19 de outubro de 1998)

https://64.media.tumblr.com/f05caeb415d1f49e14794869ad309567/542117516f22c5a3-3e/s1280x1920/bf11ee7667e7f72cfbafdcda22557bb72374ba34.jpg

Foto: Estado de Minas/Zero Hora

 

https://64.media.tumblr.com/c8ffc7832ce124e2eb132271f9e3bbd4/542117516f22c5a3-e9/s1280x1920/7b8c9d2a5c58552d1f5b927fc29c68e42c8cb492.jpg

GRÊMIO DERROTA O CRUZEIRO E VOLTA A SONHAR COM UMA VAGA

O Grêmio praticamente afastou o fantasma do rebaixamento ao vencer, em grande estilo, o Cruzeiro por 2 a 0, ontem à tarde, no estádio Mineirão. Com os três pontos, subiu para o 12º lugar em aproveitamento e pode até sonhar com a classificação, principalmente se derrotar o São Paulo, quarta-feira, no Morumbi.

Com um esquema forte de marcação, bem montado por Celso Roth, o Grêmio soube controlar as principais jogadas do Cruzeiro. Djair e Fabinho apareceram com destaque. Mais à frente, Robert, com um toque de bola refinado, e Rodrigo Mendes, melhor jogador em campo. Tivesse o time um centroavante de qualidade em lugar do tosco Abreu, a vitória poderia ser até por goleada.

O Cruzeiro começou pressionando, mas o Grêmio contra-atacou sempre com perigo. Em escapadas rápidas de Rodrigo, Loco Abreu perdeu duas chances. Logo no começo do segundo tempo, ele desperdiçou outra ótima oportunidade. Aos 10 minutos, Abreu se recuperou ao dar o toque final para Rodrigo Mendes fazer 1 a 0. Aos 36, Scheidt, após escanteio, ampliou. Depois, Vágner e Alex acabaram expulsos.” (Correio do Povo, segunda-feira, 19 de outubro de 1998)

https://i.imgur.com/mBqv3kE.jpg

Foto: Osmar Ladeia

Cruzeiro 0x2 Grêmio

CRUZEIRO: Dida; Ronaldo, João Carlos (Jean 21 do 1º tempo), Marcelo Dijian e Gustavo; Marcos Paulo (Marcelo Ramos 16 do 2º tempo), Ricardinho (Vágner 16 do 2º tempo), Djair e Valdo; Fábio Júnior e Alex Alves
Técnico: Levir Culpi

GRÊMIO: Danrlei; Itaqui, Rodrigo Costa, Scheidt e Roger; Djair, Fabinho, Goiano (Tinga 36 do 2º tempo) e Robert (Palhinha 21 do 2º); Loco Abreu e Rodrigo Mendes (Gavião 33 do 2º tempo)
Técnico: Celso Roth

Brasileirão 1998
Data: 18 de outubro de 1998, domingo
Local: Estadio Mineirão, em Belo Horizonte,MG
Publico: 24.791 pagantes
Renda: R$217.327,00
Árbitro: Reinaldo Ribas (RJ)
Auxiliares: Hilton Coutinho Rodrigues e Luiz Antonio Leitão
Cartões amarelos: Roger, Ricardinho, Danrlei, Guotavo, Fabinho e Palhinha;
Cartões Vermelhos: Vagner, 36 e Alex Alves, 38 do 2°
Gols: Rodrigo Mendes, aos 10, e Scheidt, aos 35 minutos do segundo tempo

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.


%d bloggers like this: