Author Archive

Libertadores 2018 – Grêmio 5×0 Cerro Porteño

May 2, 2018

40029720710_bcae6c56c4_k2018 everton gremio 5x0 cerro porteno wesley santos globo esporte

O placar de 5×0 foi bem condizente com que aconteceu na Arena ontem. O confronto entre Grêmio e Cerro Porteño só foi “igual” nos seus primeiros 25 minutos. Depois disso o tricolor controlou a partida sem diminuir o ritmo e seu ímpeto ofensivo.

Gremio x Cerro PortenhoGremio x Cerro Portenho

Eu entendo todo o entusiasmo com esse time, mas não tenho certeza se é muito saudável levantar esse debate sobre “melhor Grêmio da história” enquanto o grupo atual  ainda tem compromissos pela frente e objetivos a buscar.

A equipe toda foi muito bem ontem, mas na atual temporada ninguém está jogando mais do que o Everton.

O time finalmente usou a meia branca nova.

Média de público do Grêmio na Arena em 2018:
23307 (21.111 pagantes)

Média do Grêmio na Libertadores 2018:
32.962 (30.712 pagantes)

Gremio x Cerro Portenho
Fotos: Lucas Uebel (Grêmio.net) e Wesley Santos (Globo Esporte)

Grêmio 5×0 Cerro Porteño

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Léo Moura, Geromel, Kannemann e Cortez; Maicon (Cícero, 29’/2ºT), Arthur, Ramiro (Alisson, 35’/2ºT), Luan e Everton; Jael (Thonny Anderson, 22’/2ºT)
Técnico: Renato Portaluppi

CERRO PORTEÑO: Antony Silva; Raúl Cáceres, Marcos Cáceres, Escobar e Arzamendia; Palau(Acosta, 6’/2ºT), Rodrigo Rojas, Novick (Valdez, 15’/2ºT), Jorge Rojas (Aguilar, 29’/2ºT) e Candia; Churín
Técnico: Luis Zubeldía

Libertadores 2018 – Grupo 1 – 4ª Rodada
Data: 01/5/2018, terça–feira, 19h15min
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre – RS
Público: 44.673 (42.076 pagantes)
Renda: R$ 2.336.311,00
Árbitro: Patricio Lostau (ARG)
Auxiliares: Ezequiel Brailovsky (ARG) Maximiliano Del Yesso (ARG)
Cartões amarelos: Marcos Cáceres ePalau
Gols: Everton, aos 28 minutos; Ramiro, aos 31 minutos do primeiro tempo. Jael, aos 4 minutos; Everton, aos 27 e Cícero, aos 37 minutos do segundo tempo

Advertisements

Copa do Brasil 2018 – Goiás 0x2 Grêmio

April 26, 2018

Gremio x Goias

O Grêmio controlou a partida no Serra Dourada desde o seu início, mas não conseguia se criar chances concretas, apesar de permanecer boa parte do tempo rondando a área do Goiás. Isso mudou aos 2 minutos do segundo tempo, quando Everton recebeu de Jael, limpou a jogada com dois toques com o lado de fora do pé e concluiu na saída do goleiro. Um golaço.

Aos 24 minutos, Ramiro insistiu em pressionar o lateral esquerdo esmeraldino, bloqueando sua tentativa de lançamento. A bola acabou indo parar dentro da área do Goiás, onde Luan dominou  foi derrubado pelo adversário. Pênalti que ele mesmo converteu.

 

Gremio x Goias

Não me parece ser precipitado dizer que o jogo de volta é praticamente “protocolar”. Assim sendo, me parece que estamos diante de uma situação ideal para testar uma redução severa no preço dos ingressos para essa partida.


Gremio x GoiasFotos
: Lucas Uebel (Grêmio.net)

Goiás 0x2 Grêmio

GOIÁS: Marcelo Rangel; Caíque Sá (Alex Silva, aos 28/2°T), David Duarte, Eduardo Brock e Breno; Madison, Pedro Bambu, Rafinha Diniz e Giovanni; Maranhão (Michel, aos 27’/2°T) e Carlos Eduardo (Róbson, no intervalo).
Técnico: Hélio dos Anjos

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Madson (Alisson, aos 25/2°T), Geromel, Kannemann (André, aos 33/2°T) e Bruno Cortez; Arthur, Maicon e Ramiro; Luan, Everton e Jael (Thonny Anderson, aos 38/2°T)
Técnico: Renato Portaluppi

Copa do Brasil 2018 – Oitavas de final – Jogo de ida
Data: 25/4/2018, quarta-feira, 19h30min
Local:Estádio Serra Dourada, Goiânia (GO)
Público: 15.472 (13.550 pagantes)
Renda: R$ 307.745,00
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP)
Auxiliares: Alex Ang Ribeiro (SP) e Tatiane Sacilotti dos Santos (SP)
Cartões amarelos: Eduardo Brock, David Duarte (GOI); Jael (GRÊ)
Cartão vermelho: Madison (GOI) aos 30 do 2º tempo
Gols: Everton aos 2 minutos e Luan (de pênalti) aos 24 minutos do 2° tempo

Brasileirão 2018 – Grêmio 0x0 Atlético-PR

April 23, 2018

Gremio x Atletico-PR

Renato disse que o jogo “foi uma aula de futebol“. A Zero Hora classificou o jogo como “eletrizante“. No Sportv, Roger Flores disse que esse Grêmio x Atlético foi “uma partida que encheu os olhos“.

Confesso que eu fico não compartilho desse mesmo entusiasmo e satisfação com o jogo. Por um lado, acho legal que o placar de 0x0 não seja um impeditivo para análises animados do que se viu em campo (algo impensável tempo atrás). Por outro lado, acho que há um certo exagero nesse viés positivo, e me parece que isso passo lelo fato do jogo ter sido bem menos truncado (68% de bola rolando) do que a média recente das partidas do Brasileirão.

Achei muito interessante ver a movimentação no início do jogo, quando o Grêmio tentou pressionar o adversário no campo de ataque e o Atlético, mesmo acossado, não fugiu da sua proposta de sair jogando com a bola no chão.  Mas é essa dinâmica se resolveu ou foi se diluindo ao longo do jogo muito mais pelo cansaço dos jogadores do que por um movimento tático de algum dos treinadores.  No geral é possível dizer que o Grêmio foi levemente superior e teve as melhores chances de marcar, mas no primeiro tempo faltou um pouco mais de capricho no penúltimo e último toques e no segundo tempo faltou ímpeto (leia-se “pernas e/ou pulmão”) para sair com a vitória.

Gremio x Atletico-PR

É interessante notar que o Atlético trocou mais passes que o Grêmio mesmo tendo um percentual menor de posse bola.

Dessa vez o Grêmio usou sua nova camisa celeste, mas a meia usada ainda foi a do ano passado, num tom de azul um pouco mais claro/fraco (o que na transmissão da TV era quase imperceptível). Como disse no post anterior, gostei do detalhe das listras que começam na camisa e seguem no calção, mas ainda assim estou curioso pra ver o time em campo com a camisa celeste e calções e meias pretos.

Na era dos pontos corridos, apenas em 2017 o Grêmio conseguiu 6 pontos nas 2 primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro. Em 2008, 2016 e 2018 conseguiu 4.

Média de público dos 11 jogos realizados (até aqui) na Arena em 2018:
21.365 (19.205 pagantes)

Gremio x Atletico-PRFotos: Lucas Uebel (Grêmio.net)

Grêmio 0x0 Atlético-PR

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Léo Moura (Alisson, int), Geromel, Bressan e Cortez; Arthur (Jael, 30’/2º) e Maicon (Maicosuel, 39’/2º); Ramiro, Luan e Everton; André
Técnico: Renato Portaluppi

ATLÉTICO-PR: Santos; Pavez, Paulo André e Thiago Heleno; Rosseto, Camacho, Lucho González (Bruno Guimarães, 5’/2º) e Thiago Carleto; Nikão, Pablo (Ederson, 23’/2º) e Guilherme (Zé Ivaldo, 30’/2º)
Técnico: Fernando Diniz

02ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2018
Data: 22 de abril de 2018, domingo, 19h00min
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre – RS
​Público: 23.894 (22.049 pagantes)
Renda: R$ 688.660,00
Árbitro: Raphael Claus (SP).
Assistentes: Alessandro Alvaro Rocha de Matos (SP) e Danilo Ricardo Simon Manis (SP).
Cartões amarelos: Pablo, Camacho e Bruno Guimarães; Geromel, André e Ramiro (GRE).
Cartão vermelho: Camacho (aos 28 minutos do 2º tempo).​

Libertadores 2018 – Cerro Porteño 0x0 Grêmio

April 18, 2018

Cerro Porteno v Gremio - Copa CONMEBOL Libertadores 20182018 cerro 1x1 gremio beto azambuja Globo Esporte

O empate, apesar de manter o Grêmio na segunda colocação do grupo, não foi de todo ruim para o tricolor. Ao contrário do que aconteceu no Mineirão no sábado, dessa vez o time sentiu bastante a ausência de Luan. No primeiro tempo o Grêmio teve dificuldade em manter  a posse de bola e articular jogadas, e via o Cerro sempre rodando a sua área e tentando arremates de média e longa distância. Em um dos raros ataques gremistas, o árbitro deixou de marcar um pênalti em Everton.

No segundo tempo o ritmo dos mandantes diminuiu um pouco e o Grêmio passou a ter mais possibilidades. Geromel quase abriu o marcador, numa puxeta que caprichosamente parou na trave. Mas mesmo com as alterações feitas por Renato, o time gremista não conseguiu impor seu jogo (como exemplo disso podemos citar o fato do Cerro ter tido um percentual maior de posse de bola) e acabou tendo que se contentar com o 0x0 que lhe permite chegar a liderança do grupo com uma vitória no jogo da volta.

d2Gremio x Cerro Porteno

Não entendi porque o Grêmio não usou sua camisa celeste nova. Também não entendi porque o time usou essa combinação de camisa e calções azuis com a meia branca (fica com cara de Manchester City). Lembro que essa mesma combinação foi usada no jogo contra o Deportes Iquique no Chile no ano passado.

E curiosamente esse jogo contra o Deportes Iquique no Chile também foi apitado pelo argentino Germán Delfino, que também tomou algumas decisões questionáveis contra o Grêmio.

b1Gremio x Cerro PortenoGremio x Cerro Porteno
Fotos: Luis Vera (Getty Images), Beto Azambuja (Globo Esporte) e Lucas Uebel (Grêmio.net)

Cerro Porteño 0x0 Grêmio

CERRO PORTEÑO: Antony Silva; Raúl Cáceres, Marcos Cáceres, Escobar e Arzamendia; Palau; Jorge Rojas (Valdez, 43’/2ºT), Novick (Irrazábal, 28’/2ºT), Rodrigo Rojas, Candía; Churín
Técnico: Luis Zubeldía

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Madson, Geromel, Kannemann e Cortez; Jailson, Arthur; (Alisson, 31’/2ºT), Ramiro, Cícero (Michel, 23’/2ºT), Everton; Jael (Thonny Anderson, 36’/2ºT)
Técnico: Renato Portaluppi

Libertadores 2018 – Grupo 1 – 3ª Rodada
Data: 17/4/2018, terça–feira, 21h30min
Local: Estádio La Nueva Olla, em Assunção, Paraguai.
Público: 40.188 (35.865 pagantes)
Renda: Gs 1.743.218.000
Árbitro: Germán Delfino (ARG)
Auxiliares: Gabriel Chade (ARG) Diego Bonfa (ARG)
Cartões amarelos: Rodrigo Rojas

Gauchão 2018 – Brasil de Pelotas 0x3 Grêmio

April 12, 2018

2018 brasil 0x3 gremio ricardo giusti - Cópia - Cópia
Pronto. Acabou o Gauchão. E acabou também o “jejum” de títulos estaduais do Grêmio. Acabou também o “mistério” sobre a permanência de Renato. Agora o clube pode voltar todas as suas atenções para os objetivos mais nobres da temporada.

O Brasil chegou a incomodar em alguns lances no primeiro tempo, Alisson Farias e Calyson estiveram perto de abrir o marcador em chutes aos 13 e 23 minutos, respectivamente. Mas no segundo tempo, após a expulsão de Leandro Leite (dessa vez não há qualquer controvérsia em relação ao cartão vermelho), o jogo foi todo do Grêmio. Cícero marcou o primeiro 35, Alisson ampliou dois minutos depois e Leo Moura marcou o terceiro aos 44 minutos.

40612019394_707601e0d0_k39516271520_a52490ea3c_k40429766435_1a58d5cda5_k26453629757_56de9196b8_kFotos: Ricardo Giusti (Correio do Povo) e Lucas Uebel (Grêmio.net)

Brasil de Pelotas 0x3 Grêmio

BRASIL: Marcelo Pitol; Edinei, Leandro Camilo, Heverton e Bruno Collaço (Rafael Dumas, aos 29’/2°T); Leandro Leite, Valdemir, Calyson e Mossoró (Van Basty, aos 5’/2°T); Alisson Farias e Lourency (Léo Bahia, aos 26’/2°T)
Técnico: Clemer

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Léo Moura, Geromel, Kannemann e Cortez; Arthur e Maicon, Ramiro (Alisson, aos 28’/2°T), Luan (Cícero, aos 34’/2°T) e Everton; Jael (Thonny Anderson, aos 21’/2°T)
Técnico: Renato Portaluppi

Gauchão 2018 – Final – Jogo de volta
Data: 08/04/2018, Domingo, 16h00min
Local: Estádio Bento Freitas, em Pelotas – RS
Público: 8.156 pagantes
Renda: R$ 417.945,00
Árbitro: Leandro Vuaden
Auxiliares: Rafael Silva Alves e Lúcio Beiersdorf Flor
Cartões amarelos: Jael (GRE); Leandro Leite (BRA)
Cartões vermelhos: Leandro Leite, aos 3 minutos do 2º tempo
Gols: Cícero, do Grêmio, aos 35 minutos do segundo tempo; Alisson,do Grêmio, aos 37 minutos do segundo tempo. Léo Moura, do Grêmio, aos 44 minutos do segundo tempo

Libertadores 2018 – Grêmio 4×0 Monagas

April 5, 2018

Gremio x Monagas

O primeiro tempo do Grêmio foi um tanto arrastado. O time passou quase a totalidade dos 45 minutos no campo de ataque, mas não conseguiu criar chances e obter desarmes nas tentativas de saída de bola do Monagas.

Tudo isso mudou aos cinco minutos do segundo tempo, quando Cortez fez boa jogada pela ponta esquerda e cruzou para Jael abrir o marcador. O 1×0 no placar fez com que o jogo do Grêmio voltasse a fluir com naturalidade. Everton fez o segundo, Luan o terceiro e Cícero o quarto.

Gremio x Monagas
29714828_1901080893516897_4678047150095990784_n - Cópia

Foi interessante notar que ontem Maicon jogou mais adiantado do que o Arthur. E Maicon jogou bem. Mas ainda acho que é necessário que o Grêmio enfrente algum adversário que o exija mais na parte defensiva para avaliar a pertinência de usar os dois como únicos volantes do time.

O público de ontem foi o segundo mais baixo do Grêmio em jogos de Libertadores na Arena. 21 mil torcedores presentes por jogo é a média do Grêmio em casa esse ano. Na maioria das vezes os públicos de Libertadores ficam bem acima da média do clube na temporada.

Acho curioso que pelo segundo ano seguido o Grêmio tenha recebido um time venezuelano que atuou com meia preta, calção branco e camisa amarela/verde limão.

Por falar em uniforme, o Grêmio segue usando a meia branca do ano passado e a fonte de 2016 no calção.

Gremio x Monagas
Fotos: Lucas Uebel (Grêmio.net) e Superior_Norte (Instagram)

Grêmio 4×0 Monagas

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Léo Moura (Alisson, intervalo), Geromel, Kannemann e Cortez; Arthur e Maicon (Cícero, aos 25/2ºT), Ramiro,Luan e Everton; Jael (Thonny Anderson, aos 32/2ºT)
Técnico: Renato Portaluppi

MONAGAS: Baroja; Bracho, Lencinas, Trejo, Óscar González; Palacios; (Christian Flores, 34’/2ºT), Suárez, Agnel Flores (Reyes, 20’/2ºT), García, Luis González; Cádiz (Romero, 34’/2ºT)
Técnico: Jhonny Ferreira

Data: 04/4/2018, quarta–feira, 19h15min
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre – RS
Público: 21.250 (19.348 pagantes)
Renda: R$ 612.168,00
Árbitro: Carlos Orbe Ruiz (EQU)
Auxiliares: Luis Vera (EQU) e Edwin Bravo (EQU)
Cartões amarelos: Kanneman, Cádiz
Gols: Jael, aos 5 minutos; Everton, aos 15;  Luan, aos 41; e Cícero aos 44 minutos do segundo tempo.

Gauchão 2018 – Inter 2×0 Grêmio

March 22, 2018

2018 Inter 2x0 Gremio Diego Guichard GloboEsporte2018 Inter 2x0 Gremio Ricardo Giusti Correio do Povo

Não acredito em um “bom momento” para perder um jogo, muito menos para ser derrotado em um clássico. Mas se havia em 2018 um momento que uma vitória colorada não teria maiores consequências para a temporada tricolor, esse momento foi ontem.

O jogo começou muito ruim, com um festival de chutões e divididas. Foi só após a primeira metade do primeiro tempo que o Inter, que precisava de três gols, foi conseguir ter algum tipo de iniciativa mais organizada, se aproximando da área gremista.  Aos 33 minutos, Bressan cometeu pênalti em Rodrigo Moledo. Nico Lopez converteu a cobrança. O Inter obviamente se animou com 1×0, mas não apresentou uma melhora repentina na qualidade do seu jogo. A pressão seguia muito mais na base de força, da vontade, especialmente nas bolas cruzadas na área (27 cruzamentos do Inter contra 7 do tricolor).

O segundo tempo acabou sendo um tanto parecido com o segundo tempo do Grenal de 10 dias atrás, com um Grêmio aparentando cansaço e o Inter buscando ocupar espaços no seu campo de ataque. D´alessandro marcou o segundo, logo aos 2 minutos, cobrando uma falta inexistente (só o bandeirinha viu um contato faltoso de Kannemann em Gabriel Dias). O 2×0 no placar deixou o jogo ainda mais tenso, mas o Inter não articulou nenhuma jogada concreta depois de marcar o segundo gol, apesar de seu treinador ter colocado todo seu time a frente.

Grenal

Arrisco a dizer que desde 2011/2012 (quando o estádio estava em obras) não havia se registrado um público abaixo da casa dos 30 mil em Gre-nais no Beira-Rio.

Entendo que desmerecer a vitória do adversário é inerente ao folclore da rivalidade, mas eu não me filio a esse corrente que considera “gol de bola parada” como algo de menor valor.

Não acho absurda a escolha feita por Renato de começar o jogo com Cícero de titular. A opção por um jogador que auxiliaria bastante na defesa no jogo aéreo fazia muito sentido. O problema é que ele não mostrou bom entrosamento com Jaílson, tanto na hora de sair jogando e especialmente na hora de marcar (era perceptível o distanciamento dos dois, o que deixou a dupla de zaga um tanto exposta).

Grenal
Fotos: Diego Guichard (GloboEsporte.com),  Ricardo Giusti (Correio do Povo) e Lucas Uebel (Grêmio.net)

Inter 2×0 Grêmio

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Fabiano (Brenner, aos 5′ do 2°T), Rodrigo Moledo, Cuesta (Camilo, aos 40′ do 2°T) e Iago; Rodrigo Dourado, Edenílson, Gabriel Dias (Wellington Silva, aos 29′ do 2°T), Patrick e D’Alessandro; Nico López.
Técnico: Odair Hellmann

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Léo Moura (Alisson, aos 27′ do 2°T), Bressan, Kannemann e Cortez; Jailso e Cícero; Ramiro, Luan e Everton (Michel, aos 46′ do 2°T); Jael (Arthur, aos 19′ do 2°T).
Técnico: Renato Portaluppi

Gauchão 2018 – Quartas de final – Jogo de volta
Data: 21/3/2017, quarta-feira, 21h45min
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, RS
Público: 26.219  (23.753 pagantes)
Renda: R$ 961.157,00
Árbitro: Leandro Vuaden
Auxiliares: Rafael da Silva Alves e Lúcio Beiersdorf Flor
Cartões amarelos: Rodrigo Dourado, Nico López, D’Alessandro, Cuesta e Rodrigo Moledo; Bressan, Cortez, Kannemann e Alisson
Gols: Nico López (de pênalti) aos 33 minutos do 1°T e D’Alessandro aos 2º minutos do 2° tempo

Gauchão 2018 – Grêmio 3×0 Inter

March 21, 2018

40176727244_204707594e_k

O Grêmio não fez um bom primeiro tempo. O time parecia num ritmo lento, não conseguia trocar passes com a velocidade habitual e não pressionava a saída de bola do adversário. Havia também alguma confusão no encaixe da marcação dos atletas colorados, que atuavam numa espécie de 4-1-4-1. Apesar de não contar com um centroavante de ofício na sua escalação inicial, mais uma vez o co-irmão forçou bastante o jogo aéreo.  E assim teve suas melhores chances. Marcelo Grohe fez duas boas defesas nas cabeçadas de Rodrigo Dourado e Patrick. Levar o 0x0 para o intervalo parecia bom negócio para o tricolor, mas aos 47 minutos da primeira etapa Everton abriu o marcador, numa jogada de treino, completando para as redes após troca de passes entre Maicon, Luan e Ramiro.

Nos 45 minutos finais o Grêmio dominou completamente a partida, ampliando para 2×0 numa cobrança de falta de Jael e estabelecendo o 3×0 na conclusão de Arthur após assistência de ombro de Jael.

2018 gremio 3x0 inter fabiano do amaral cp

Anderson Daronco ignorou completamente o  que determina Livro de Regras ao não mostrar o segundo amarelo para Cuesta quando este tocou “ a bola com a mão para marcar um gol. Vale lembrar que a regra ainda reforça que  “não é necessário que” o atleta consiga marcar o gol. Mas para o Grêmio isso talvez até tenha sido bom, pois o terceiro gol saiu logo depois e uma expulsão certamente atrasaria a sequência da partida.

40176726954_0d82c9dffc_k
Fotos: Lucas Uebel (Grêmio.net) e Fabiano do Amaral (Correio do Povo)

Grêmio 3×0 Inter

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Léo Moura, Pedro Geromel, Kannemann e Cortez; Jailson e Maicon (Arthur aos 13/2ºT) ; Ramiro, Luan e Everton (Alisson, aos 29/2ºT); Jael.
Técnico: Renato Portaluppi

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Edenilson, Victor Cuesta, Rodrigo Moledo e Iago; Rodrigo Dourado, Gabriel Dias (Fabiano, aos 22/2ºT), Marcinho (Rossi, aos 17/2ºT),Patrick e D’Alessandro;  Nico López (Roger, aos 34/2ºT)
Técnico: Odair Hellmann

Campeonato Gaúcho 2018 – Quartas de final – Jogo de ida
Data: 18 de março de 2018, domingo, 16h00min
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Público: 44.777 (41.693 pagantes)
Renda: R$ 2.116.074,00
Árbitro: Anderson Daronco
Assistentes: José Eduardo Calza e Leirson Peng Martins
Cartões amarelos: Kannemann, Everton, Cuesta, Gabriel Dias, Edenilson, Rossi e Fabiano
Gols: Everton, aos 47 minutos do primeiro tempo; Jael, aos 17 e Arthur, aos 31 minutos do segundo tempo

Camisa Tricolor Umbro 2018

March 15, 2018

09

06
a

Antes tarde do nunca. Alguns breves comentários sobre o novo uniforme do Grêmio.

Acho que é um belo avanço em relação ao uniforme do ano passado. Pra começo de conversa a camisa voltou a ter listras nas mangas. Gostei do tom de azul e gostei da proporção das listras.

Não entendi a listra azul no calção. Não tem nenhuma “conexão” com algum elemento da camisa. E tanto na TV como também na loja me pareceu que o tom de azul é diferente do da camisa.

Achei a meia bem legal, mas bem parecida com a do ano passado. E todas feitas pela Umbro até agora foram com listras horizontais na mesma altura da canela.

Mas voltando a camiseta, alguns detalhes, que entendo que poderiam ser melhor resolvidos, me incomodam bastante.

O primeiro deles é o Umbro em dourado. Sou meio refratário a essa ideia de acrescentar dourado a camisa do Grêmio (Azul, Preto e Branco são cores fortes o suficiente). E no caso da camisa desse ano o Umbro ficou estranho. Me parece que o conjunto todo ficaria mais harmonioso com o Umbro em preto e branco, conforme a simulação abaixo:


Outro detalhe é um “problema” comum com a camisa do Avaí e do Cruzeiro, mas que no caso do Grêmio fica mais evidente em função das listras. Na parte da frente da camisa, a costura/encaixe das mangas no tronco passa a impressão que os jogadores estão com os ombros “caídos”. No blog Minhas Camisas alguém comentou que esse é um problema do corte raglan, mas me parece que poderia ser solucionado se esse encaixe fosse feito mais no alto (conforme simulação abaixo)

Outra questão que ficou aparente logo no primeiro jogo está justamente no encaixe dos lados da camisa, onde o número de listras aumenta conforme o tamanho da camisa aumenta. Notem que a camisa do Luan na foto acima tem quase toda sua lateral azul enquanto a do Kannemann tem mais duas listras pretas. Creio se tratar de um erro de execução/fabricação. O número de listras deveria ser o mesmo em todas as camisas, apenas aumentando o tamanho delas proporcionalmente ao aumento do tecido (afinal de contas se trata de um UNIFORME).

Além disso, o logo comemorativo dos 115 anos do clube e a tag de “Officil Licensed Product” da Umbro acabam sendo aplicadas em cima de listras diferentes nas camisas de tamanhos diferentes (as fotos abaixo são, na ordem, de uma camisa tamanho M, uma tamanho G e uma tamanho GG)

aMg1GG1

Gauchão 2018 – Inter 1×2 Grêmio

March 12, 2018

25883201557_b8aab1869e_k40711346082_a5f757af84_k40754076461_12980b8ee2_k

O Grêmio só precisou de 45 minutos para ganhar o Gre-Nal.

Falando sério, é incontroverso que o clássico de fato teve dois tempos com dinâmicas bem diferentes. Mas não consigo concordar com essa análise desvincula totalmente uma etapa da outra. O segundo tempo é uma consequência do primeiro tempo. E nesse jogo, o Grêmio teve ampla vantagem no primeiro tempo, abrindo 2×0, em dois gols de Luan (o primeiro originado num lançamento de Jailson para Cortez, que cruzou rasteiro para o camisa 7 concluir para as redes. O segundo num pênalti de Cuesta em Everton), e tendo ao menos mais duas chances claras de gol, nas conclusões de Everton e Jael.

O placar de 2×0  empurrava para o Inter a obrigação de mudar o andamento da partida. E em parte os comandados de Odair Hellmann conseguiram fazer isso, descontando 2 minutos após o retorno do intervalo na cabeçada de Rodrigo Dourado após cobrança de escanteio. Depois disso, o Inter permaneceu quase todo o restante da partida dentro do seu campo de ataque, mas apelou demasiadamente para o jogo aéreo. O Grêmio não conseguia segurar a posse de bola e/ou encaixar contra-ataques e perdia a maioria dos rebotes. Além da resposta/melhora colorada, ficou também evidente na segunda etapa a diferença de tempo de preparação das equipes (Inter se reapresentou no dia 2 de janeiro e o Grêmio só no dia 18) e o fato de o Grêmio ter tido compromisso pelo Gauchão no meio de semana que antecedeu o clássico.

26883304158_d0724b6158_k40753971251_df012aa4aa_k

Me parece que o time do Grêmio usou a meia do uniforme  azul de goleiro da temporada passada. Por razões de superstição (no creo en brujas, pero…) prefiro a meia azul em relação a preta nos Gre-Nais como visitante. E não costumo achar legal quando o tom de azul da meia é diferente do tom de azul da camisa, mas essa combinação de ontem lembrou o uniforme do Gre-Nal do gol do Pedro Junior no Gauchão de 2006.

Desde Cruzeiro X Grêmio pela Libertadores de 2009 que eu não vi um juiz ter que ser substituído por lesão. É bem preocupante essa história que o Jean Pierre precisou fazer teste físico para o Brasileirão dois dias antes do clássico.

Assim como aconteceu no Gre-Nal anterior no Beira-Rio (pelo Brasileirão de 2016), a pressão do Inter no segundo tempo passou muita pela insistência em cruzar bolas na área (36 cruzamentos do Inter contra 11 do Grêmio).

galeria_foto_ricardo duarte sci
Fotos
: Lucas Uebel (Grêmio.net) e Ricardo Duarte (S.C. Internacional)

Inter 1×2 Grêmio

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Dudu (Gabriel Dias, intervalo), Klaus, Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Edenílson, Patrick (Wellington Silva, aos 43/2º), D’Alessandro e Nico López; Roger (Marcinho, aos 28/2ºT).
Técnico: Odair Hellmann

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Madson (Alisson, aos 17/2ºT), Pedro Geromel, Kannemann e Cortez; Jailson e Maicon; Ramiro, Luan e Everton (Marcelo Oliveira, aos 51/2ºT); Jael (Michel, aos 31/2ºT)
Técnico: Renato Portaluppi

06ª Rodada (Rodada atrasada) – Campeonato Gaúcho 2018
Data: 11/3/2018, domingo, 17h00min
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre – RS
Público: 42.327 (38.239 pagantes)
Renda: R$ 1.481.244,00
Árbitros: Jean Pierre (RS) e Jonathan Pinheiro (RS) (entrou aos 24’/2ºT)
Auxiliares: Lúcio Beiersdorf Flor e Rafael da Silva Alves(RS)
Cartões amarelos: Cuesta, D’Alessandro, Edenilson, Gabriel Dias,Kannemnann, Maicon, Geromel
Gols: Luan, aos 23 minutos do primeiro tempo, Luan (de pênalti) aos 27 minutos do primeiro tempo; Rodrigo Dourado, aos 2 minutos do segundo tempo.