Author Archive

Uniformes de Treino 2019

January 10, 2019

gremio treino a45700737415_3fc5b226bd_k2019 renato

gremio treino cinzab

Fotos: Lucas Uebel (Grêmio.net)

Já foi noticiado, por Zini Pires, da Zero Hora, que “as camisas do Grêmio da temporada 2019 serão apresentadas em abril, depois da disputa do Gauchão, entre os jogos da fase de grupos da Libertadores e antes do início do Brasileirão“. Contudo, o time do Grêmio se reapresentou em 03 janeiro com novos uniformes de treino.

Aparentemente, os jogadores de linha usam uma camisa azul celeste, a comissão técnica uma camiseta em azul royal e os goleiros uma camisa cinza, todos com uma faixa azul marinho nos ombros.

Eu gosto da combinação de tons de azul (lembro dos uniforme feitos pela NR para a seleção uruguaia entre 1992 e 1996), mas acho que alguns detalhes poderiam ter sido melhor resolvidos nessas peças.

gremio treino 2019

Na camiseta dos jogadores de linha eu não entendo por que o logo da Umbro é aplicado em azul marinho enquanto o do Banrisul está em preto. Igualmente não entendo por que o azul do distintivo é diferente do azul da camiseta.

Na imagem de baixo na esquerda, fiz uma simulação de como ficaria a camiseta com o Umbro e Banrisul em azul marinho e o azul do distintivo no mesmo tom da camiseta. Na imagem da direita uma simulação da camiseta feita somente em dois tons de azul.


outra ideia era fazer todos os detalhes em branco, ou a faixa em branco e os distintivos e patrocínios em preto


Aqui uma inversão da ideia anterior, com todos os detalhes em preto, ou a listra em preto e os os distintivos e patrocínios em branco.

gremio treino 2019 azul royal 2019 certo
Na camiseta da comissão técnica, igualmente não entendo o por que do logo da Umbro ser aplicado numa cor diferente dos demais patrocinadores.

Abaixo fiz duas simulações, uma com todos os símbolos em branco, outro com todas em dourado

 

gremio treino 2019 cinza certo
A Umbro parece estar meio obcecada por dourado. Mas nessa camisa cinza o logo nesse tom não faz muito sentido. Abaixo fiz duas simulações, uma com tons de cinza e outra com cinza e azul marinho.

Advertisements

Camisas Passeio Penalty 1992- Camarões 1990

November 29, 2018

gremio 1992 wagner fernandes bgremio 1992 wf

Wagner Fernandes, ex-zagueiro do Grêmio, publicou no seu Facebook fotos da excursão do tricolor à Guatemala e Honduras em 1992. Eu fiquei intrigado com as camisas de passeio que os jogadores gremistas estão usando nas imagens.

É um modelo muito parecido com o usado pela seleção de Camarões (e também pela seleção do Egito) na Copa do Mundo de 1990.  Há uma pequena diferença na gola (na camisa do Grêmio há uma sobreposição que não é visto nos modelos das seleções africanas) e obviamente nas (três) listras do ombro.

Não era incomum a Penalty copiar modelos criados pela Adidas, como já vimos na camisa de treino de 1991 (“inspirada” no modelo da Alemanha Ocidental de 1990) e na camisa da comissão técnica de 1991 (com o template da Holanda de 1988)

Roger Milla Kamerun luchst dem kolumbianischen Torwart René Higuita den Ball ab und erzielt danach

Foto: Norbert Schmidt (Spigel)

1990 Camarões gremio azul llxx

Adaptação feita da ilustração de erojkit.com

1990 Camarões gremio azul llxx3fm

Template disponibilizado em https://fm-view.net

O modelo azul é muito parecido com a camisa titular do Schalke 04 na temporada 1990/1991

1990_1991-1440x810 schalke 04

1990 Camarões gremio branco 1992

Adaptação feita da ilustração de erojkit.com

1990 Camarões gremio branco 1992 fm

Template disponibilizado em https://fm-view.net

E a camisa branca se assemelha a usada por Mathias Sammer & Cia no último jogo oficial da Alemanha Oriental (contra a Bélgica em Bruxelas no ano de 1990).

DDR 1990 mopoDDR 1990 welt

Confrontos São Paulo X Grêmio pelo Brasileirão no Morumbi

November 15, 2018

IMG_5867IMG_5901

Hoje o Grêmio enfrenta o São Paulo no Morumbi pelo Brasileirão. Acho que essa é uma desculpa forte suficiente para lembrar, entre tantos confrontos tricolores naquele estádio, da final do Campeonato Brasileiro de 1981.

Nas imagens acima, temos o poster, publicado na Zero Hora, do time do Grêmio que iniciou aquela partida. Na sequência, uma ilustração do gol publicada na Folha da Tarde.

Abaixo, na primeira imagem, o anúncio publicado pela direção do Grêmio após o título, brincando com falado favoritismo do São Paulo (que possuía vários jogadores da Seleção Brasileira) na decisão. Na sequência, matérias do Correio do Povo, Folha da Tarde e Zero Hora sobre a conquista gremista.
IMG_5843IMG_5899IMG_5900IMG_5915IMG_5924IMG_5824IMG_5823IMG_5961IMG_5964

Brasileirão 2018 – Grêmio 2×1 Vasco

November 12, 2018

2018 vasco maxi2018 vasco gol

O Grêmio venceu a segunda partida seguida no Brasileirão após a eliminação da Libertadores e ingressou no G4. Venceu, mas não teve uma grande atuação. Ainda sem Luan e com Everton sem ritmo, o tricolor teve um meio campo de pouca mobilidade com Michel, Maicon e Cícero. O Vasco saiu na frente, com Thiago Galhardo aproveitando uma bela assistência de calcanhar de Maxi Lopez. Jael empatou ainda no primeiro tempo, completando de cabeça a grande jogada feita por Leo Moura na ponta direito. E a virada gremista só saiu graças ao frango de Martin Silva, que se atrapalhou com o chute de fora da área de Matheus Henrique.

Eu gostaria de ter 1/10 da autoestima do Jael.

Gremio x Vasco

– Média de público da Arena na atual temporada:
25.843 (23.699 pagantes)

– Média de público do Grêmio como mandante no Brasileirão 2018:
23.719 (21.761 pagantes)

Gremio x Vasco
Fotos: Rafael Ribeiro (Vasco) e Lucas Uebel (Grêmio.net)

Grêmio 2×1 Vasco

GRÊMIO: Paulo Victor; Léo Moura (Marinho  33’/2ºT), Paulo Miranda, Pedro Geromel e Bruno Cortez; Michel, Maicon (Matheus Henrique  24’/2ºT) e Cícero; Alisson (Jean Pyerre 13’/2ºT), Jael e Everton
Técnico: Renato Portaluppi

VASCO: Martín Silva, Luiz Gustavo (Lucas Kal 41’/2ºT), Henríquez, Ricardo Graça e Ramon; Willian Maranhão, Andrey, Marrony (Rildo  11’/2ºT) e Thiago Galhardo (Raul  33’/2ºT); Yago Pikachu e Maxi López
Técnico: Alberto Valentim

33ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2018
Data: 11 de novembro de 2018, Domingo, 17h00min
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Público: 22.622  (20.763 pagantes)
Renda: R$ 666.258,00
Árbitro: Raphael Claus (FIFA-SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (FIFA-SP) e Rogerio Pablos Zanardo (SP)
Cartões Amarelos: Paulo Miranda, Marinho; Ricardo, Thiago Galhardo, Yago Pikachu, Lucas Kal
Gols:  Thiago Galhardo, aos 12 minutos e Jael, aos 19 minutos do 1º tempo; Matheus Henrique, aos 49 minutos do 2º tempo

Brasileirão 2018 – Atlético Mineiro 0x1 Grêmio

November 4, 2018

2018 JUAREZ RODRIGUES SUPERESPORTES

A vitória foi muito importante. Na semana em que foi eliminado da Libertadores 2018 o Grêmio voltou a vencer no Brasileirão, aumentando consideravelmente suas chances de jogar a Libertadores de 2019.

Geromel foi o personagem do jogo. Fez o gol do Grêmio e salvou, em cima da linha, um chute de Terans que tinha endereço certo.

2018 BRUNO CANTINI ATLETICO MG (1)Fotos: Juarez Rodrigues (Super Esportes) Bruno Cantini (Atlético)

Atlético Mineiro 0x1 Grêmio

ATLÉTICO-MG: Victor; Emerson, Léo Silva, Maidana e Fábio Santos; Adilson, Elias, Galdezani (Denilson, 12’/2º) e Terans (Cazares, 25’/2°); Chara e Ricardo Oliveira (Leandrinho, 25’/2°)
Técnico: Levir Culpi

GRÊMIO: Paulo Victor; Leonardo Gomes, Geromel, Paulo Miranda e Cortez; Michel e Matheus Henrique; Ramiro (Alisson, 15’/2º), Jean Pyerre e Everton (Pepê, 25’/2°); Jael (Thonny Anderson, 37’/2º)
Técnico: Renato Portaluppi

Campeonato Brasileiro 2018 – 32ª Rodada
Data: 3 de novembro de 2018, sábado, às 17h00min
Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte-MG
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (FIFA/RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa (FIFA/RJ) e Carlos Henrique Alves de Lima Filho (RJ)
Cartões amarelos: Galdezani, Léo Silva, Elias, Emerson, Matheus Henrique
Gol: Pedro Geromel, aos 2 minutos do 1º tempo

Libertadores 2018 – Grêmio 1×2 River Plate

October 31, 2018

2018 river casa conmebol 2 gol
2018 ricardo giusti cp 2

A prudência recomendaria um pouco mais de espera para ter o devido distanciamento crítico, mas eu já arrisco em afirmar, no calor do momento mesmo, que esse jogo entrou para história como uma das eliminações mais doloridas  do Grêmio. E foi especialmente dolorido porque o tricolor esteve muito perto de chegar a sua sexta final de Libertadores (o que seria sua segunda decisão da competição em sequência).

Foi dolorido mas não foi injusto, porque o confronto foi decidido nos detalhes. Em Buenos Aires os “detalhes” penderam a favor do Grêmio. Em Porto Alegre, os “detalhes” penderam para o River.

O Grêmio mais uma vez adotou uma postura mais reativa, “abrindo mão” da posse de bola. E assim foi resistindo ao River no início do primeiro tempo, conseguindo até ampliar sua vantagem aos 35 minutos, com Leonardo Gomes apanhando um rebote de escanteio (ele praticamente fez o gol que deixou de fazer em Buenos Aires).

Na etapa final, o jogo parecia transcorrer mais ao feitio do tricolor. Everton, que entrara no lugar de Maicon (que esteve fora do seu padrão habitual), teve chance de liquidar a partida, mas o bom goleiro Armani conseguiu travar a conclusão do avante gremista. Quando faltavam menos de dez minutos para  o final, o River empatou o jogo, numa falta cobrada na área que Borré desviou para as redes. E aos 42, o juiz, com auxilio do VAR, marcou um pênalti de Bressan, que Pity Martinez converteu, classificando os visitantes.

Eu não marcaria o pênalti dado pelo árbitro Andrés Cunha. Vale lembrar que o texto da regra fala em “tocar deliberadamente a bola com as mãos“. Não acho que o toque foi deliberado (e me parece que o juiz desconsiderou o critério “a distância entre o jogador e a bola (bola inesperada)“). Mas é preciso reconhecer que a arbitragem mundial (como pode ser visto na Copa do Mundo) vem marcando pênalti em lances parecidos com esse.  O problema maior é a falta de critério, uma vez que, aparentemente, o VAR não foi acionado no toque de braço de Borré no gol de empate do River Plate.

Mas é bom lembrar que o Grêmio chegou bastante enfraquecido nessa semifinal. O time principal foi “preservado” inúmeras vezes ao longo da temporada e mesmo assim o grupo sofreu com lesões no momento decisivo. Luan não participou de nenhum dos jogos contra o River e Everton atuou em pouco mais de 30 minutos dos 180 do confronto. As contratações mais caras da temporada (André e Marinho) não deram nenhuma resposta. A discrepância (não só de qualidade, mas principalmente de característica) entre os zagueiros titulares e reservas do Grêmio era conhecida desde o ano passado e pouco se fez para corrigir isso. Enfim, é possível dizer que o Grêmio da semifinal de 2018 decaiu na comparação com o Grêmio da semifinal de 2017 (enquanto o nível dos adversários, ao menos em tradição, aumentou).

2018 river casa conmebol 1 gol2018 ricardo giusti cp

– Média de público do Grêmio na Libertadores 2018:
38.821 (36.250 pagantes)

– Média de público da Arena na atual temporada:
25.940 (23.788 pagantes)

– Média de público do Grêmio na história da Libertadores (90 jogos em casa):
32.049 torcedores

– Média de público em jogos de semifinal da Libertadores (7 jogos em casa):
41.747 (37.655 pagantes)

– Média de público do Grêmio em partidas de Libertadores na Arena (26 jogos):
37.873 (35.360 pagantes)

– Média de público do Grêmio em partidas de mata-mata pela Libertadores na Arena (11 jogos):
46.051 (43.287 pagantes)

2018 river casa dado moura globoesporte
Gremio vs River 30.10.2018 Foto Maxi FaillaFotos: Conmebol , Ricardo Giusti (Correio do Povo), Maxi Failla Olé e Eduardo Moura (GloboEsporte)

Grêmio 1×2 River Plate

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Leonardo, Geromel, Paulo Miranda (Bressan, 25’/2º) e Bruno Cortez; Michel e Maicon (Everton, 9’/2º); Ramiro, Cícero e Alisson; Jael (Thaciano, 40’/2º).
Técnico: Renato Portaluppi

RIVER PLATE: Armani; Montiel, Maidana, Pinola e Casco; Ponzio (Enzo Pérez, 23’/1º), Palacios, Quintero (Scocco, 17’/2º) e Nacho Fernández (Pity Martínez, int); Borré e Lucas Pratto.
Técnico: Marcelo Gallardo

Libertadores 2018 – Semifinal – jogo de volta
Data: 30 de outubro de 2018, terça-feira, 21h30min
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre-RS
Público: 53.571 (49.893 pagantes)
Renda: R$ 4.477.119,50
Árbitro: Andrés Cunha (Uruguai)
Asistentes: Nicolás Tarán y Richard Trinidad (Uruguai)
Quarto Árbitro: Jonathan Fuentes (Uruguai)
VAR: Leodan González (Uruguai)
AVAR 1: Esteban Ostojich (Uruguay)
AVAR 2: Mauricio Espinosa (Uruguai)
Cartões amarelos: Enzo Pérez, Pinola, Paulo Miranda, Cortez, Bressan, Cícero
Cartão vermelho: Bressan
Gols: Leonardo, aos 35 minutos do primeiro tempo; Borré, aos 36 e Pity Martínez (de pênalti), aos 49 minutos do segundo tempo.

Confrontos entre Grêmio e River Plate disputados no Brasil

October 30, 2018
2002-volta-roger-ortega-clarin - Copia

Foto: Clarin

 

Segue abaixo uma lista de todos confrontos entre Grêmio e River Plate disputados no Brasil, com links para posts com a ficha de cada um deles:

Taça do Atlântico 1971 – Grêmio 2×0 River Plate
Taça Cidade de Salvador 1972 – Grêmio 1×0 River Plate
Amistoso em 1980 – Grêmio 0x1 River Plate
Supercopa 1988 – Grêmio 1×0 River Plate
Supercopa 1989 – Grêmio 2×1 River Plate
Supercopa 1991 – Grêmio 1×1 River Plate
Supercopa 1995 – Grêmio 2×1 River Plate
Copa Mercosul 1998 – Grêmio 2×3 River Plate
Copa Mercosul 2001 – Grêmio 1×0 River Plate
Libertadores 2002 – Grêmio 4×0 River Plate

Amistoso em 1980 – Grêmio 0x1 River Plate

October 30, 2018

1980 river zh baltazar

Em 1980, o Grêmio recebeu o River Plate, no segundo jogo do festival de reinaguração do estádio Olímpico. Os visitantes ganharam por 1×0 com um gol marcado por Tarantini.

Além do lateral esquerdo autor do gol, o River também contava com Fillol, Ortiz (que jogou no Grêmio em 1976) e Leopoldo Luque. No Grêmio, Valdir Espinosa estava na casamata (na sua primeira passagem como treinador) e Renato fazia sua terceira partida no time principal.

1980 river zh

GRÊMIO PERDEU PARA A VIOLÊNCIA DO RIVER
Mauro, Ortiz, Omar Labruna foram expulsos do jogo

O Grémio não teve multa sorte em sua segunda partida do festival de reinauguração do Estádio Olímpico: o time jogou melhor do que na vitória de sábado sobre o Vasco, mas perdeu por 1 a 0 para o Riverr Plate, gol do lateral esquerdo campeão do mundo, Tarantini, aos 42 minutos do primeiro tempo. A partida teve boa movimentação, apesar do campo enlameado, mas não chegou a entusiasmar os torcedores do Grêmio que, no final, diante da derrota consumada, vaiou a equipe.

No primeiro tempo, o Grémio foi muito melhor do que o River, tomando a iniciativa das jogadas ofensivas. No entanto, o detalhe mais importante da primeira fase foram as expulsões de Ortíz e Mauro, por agressão e revide, respectivamente, aos 31 minutos, e de Labruna, aos 46. Esses incidentes motivaram ainda mais as duas equipes, mas o Grêmio, com Leandro se destacando entre os companheiros, dominava, pressionava e mantinha o controle do jogo.

O grande problema do Grêmio, além da atuação fraca de Kiese — melhor do que sábado, mas ainda abaixo das necessidades da equipe – eram os contra-ataques do River, que sempre chegava a uma boa jogada ofensiva logo depois de recuperar a bola. E esse problema se agravou no segundo tempo, principalmente pelo descuido do próprio Grêmio. O time perdia o jogo para uma equipe que tinha apenas nove jogadores e a vantagem (o Grêmio tinha dez) provocou alguns erros de marcação.

Por isso, não seria injusto se o River tivesse marcado pelo menos mais três gols. Aos 11 minutos, por exemplo, Giudice lançou Diaz, que passou por Vantuir e desviou de Leão, tocando pelo lado direito do gol. Um minuto depois, perdeu outro gol certo na mesma situação. E aos 38, o mesmo Diaz, recebendo de Carrasco, entrou livre na área e tocou pelo lado de Leão: a bola bateu nas duas traves e sobrou para Vantuir. Enquanto isso, o Grêmio limitava-se a forçar as jogadas de ataque, mas cometendo um erro de avaliação do adversário: as jogadas pra preferenciais eram realizadas pelo meio, ficando Jésum, o único ponteiro realmente ofensivo, completamente esquecido na esquerda.

O técnico Angel Labruna, então, tornou a providência correta para reforçar mais ainda sou sistema defensivo: tirou Gonzales, que havia substituído Luque no primeiro tempo, e colocou Pavoni — isto é, trocou um atacante por um jogador de bloqueio no meio-campo, fixando-o na frente dos zagueiros. Assim, o Grêmio só tinha mesmo uma opção desesperada: a bola alta na área do River Plate, chutada de qualquer parte do campo. Com este recurso, a única maneira do marcar seria através de um erro individual de um zagueiro, o que sé aconteceu uma vez e não foi aproveitado pelo Grêmio: aos I8 minutos*, Leandro ficou livre para o chute mas a bola bateu na trave. No rebote, errou da área pequena.” (Zero Hora, 25 de julho de 1980)

 

Existe muita expectativa entre os gaúchos, pela presença de Maradona no novo Olímpico, contra o Grêmio. O Argentinos Juniors é o terceiro colocado no Campeonato Argentino e esse é outro motivo para que a renda seja bem melhor do que aquela da última terça-feira, contra o River Plate, quando atingiu apenas a Cr$ 376 mil, dando prejuízo certo ao clube gaúcho, que pagou Cr$ 3 milhões para trazer o adversário do segundo amistoso” (Jornal dos Sports, 26 de junho de 1980)

Fotos: Luiz Avila e Valério Ayres (Zero Hora)

GRÊMIO: Leão; Mauro, Newmar, Vantuir e Dirceu; Kiese, Flávio e Leandro (Renato Portaluppi); Jurandir, Baltazar e Jésum
Técnico: Valdir Espinosa

RIVER PLATE: Ubaldo Fillol (Luis Landaburu) – Héctor López, Daniel Lonardi, Héctor Rodríguez e Alberto Tarantini (Giudice); Alfredo de los Santos, Omar Labruna e Juan Carrasco; Ramon Diaz, Leopoldo Luque (Pedro González e depois José Pavoni) e Oscar Ortíz
Técnico: Ángel Labruna

Data: 24 de junho de 1980, terça-feira.Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre/RS
Renda: Cr$ 376.000,00
Árbitro: Carlos Martins
Assistentes: João da Silva Mendes e Jorge Silva
Cartões vermelhos: Mauro, Ortíz e Omar Labruna
Gols: Alberto Tarantini, aos 42 minutos do primeiro tempo

Brasileirão 2018 – Grêmio 3×4 Sport Recife

October 28, 2018

Gremio x Sport

Time reserva, com jogadores improvisados em algumas posições. Uniforme reserva, com a meia do ano passado. Gramado em más condições (contrariando promessas). Derrota com placar de pelada. Está bem difícil achar algo de interessante/positivo para falar sobre esse jogo.

Gremio x Sport

– Média de público da Arena na atual temporada:
25.077 (22.972 pagantes)

– Média de público do Grêmio como mandante no Brasileirão 2018:
23.787 (21.823 pagantes)

Gremio x SportFotos: Lucas Uebel (Grêmio.net)

Grêmio 3×4 Sport Recife

GRÊMIO: Paulo Victor; Madson, Bressan, Kannemann e Marcelo Oliveira (Marinho, 23/2ºT); Matheus Henrique e Thaciano (Jean Pyerre, 25’/2ºT); Kaio (Pepê, intervalo), Douglas e Juninho Capixaba; Thonny Anderson
Técnico: Renato Portaluppi

SPORT: Mailson; Cláudio Winck, Adryelson, Ernando e Sander; Marcão, Jair (Nonoca, 34/2ºT) e Michel Bastos; Gabriel, Mateus Gonçalves (Rogério, 15/2ºT) e Hernane (Fellipe Bastos, 24/2°T)
Técnico: Milton Mendes

31ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2018
Data: 27 de outubro de 2018, sábado, 16h30min
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre, RS
Público: 13.842 (12.165 pagantes)
Renda: R$ 329.685,00
Árbitro: Dewson Freitas da Silva (PA)
Auxiliares: Danilo Ricardo Manis (SP) e Heronildo Freitas da Silva (PA)
Cartões amarelos: Bressan, Marinho (G), Jair Cláudio Winck (S)
Gols: Jair, aos 7 minutos; Mateus Gonçalves, aos 29 e Matheus Henrique, aos 37 minutos do primeiro tempo; Juninho Capixaba (de pênalti), aos 7 minutos; Gabriel, aos 8; Thonny Anderson , aos 13 e Jair, aos 18 minutos do segundo tempo.

Confrontos entre River Plate e Grêmio em Buenos Aires

October 23, 2018
2002-river-1x2-gremio-fabian-gredillas-gilberto-b

Foto: Fabian Gredillas (O Sul)

Segue abaixo uma lista de todos confrontos entre River Plate e Grêmio em Buenos Aires com links para posts com a ficha de cada um deles:

Supercopa 1988 – River Plate 3×1 Grêmio
Supercopa 1989 – River Plate 2×1 Grêmio
Supercopa 1991 – River Plate 2×2 Grêmio
Supercopa 1995 – River Plate 3×2 Grêmio
Copa Mercosul 1998 – River Plate 3×1 Grêmio
Copa Mercosul 2001 – River Plate 2×4 Grêmio
Libertadores 2002 – River Plate 1×2 Grêmio
Libertadores 2018 – River Plate 0x1 Grêmio