Archive for the ‘1984’ Category

Amistoso em 1984 – Grêmio 0x1 Danubio

January 21, 2016

Grêmio e Danubio, adversários na partida da Arena do próximo sábado, já se enfrentaram num amistoso disputado em 17 de junho de 1984 no estádio Olímpico.
O confronto tinha uma situação peculiar. O tricolor,  após ser eliminado nas semifinais do Brasileirão de 1984, se preparava para estrear na segunda fase da Libertadores (a qual entrara direto por ser o campeão do ano anterior). O Danubio, por sua vez, já havia sido eliminado na primeira fase da mesma competição, ao ficar na terceira colocação do Grupo 4 (no qual estavam Nacional-URU e El Nacional e 9 de Octubre do Equador).
Carlos Froner, técnico do Grêmio, não pode escalar todos os atletas do seu plantel, uma vez que João Marcos, Baidek e Renato Portaluppi estavam defendendo a seleção brasileira. Os uruguaios, comandados por Óscar Tabarez, contavam com algumas figuras expressivas no seu time (Como Ruben Sosa e  o goleiro Jorge Seré, que viria a se tornar um dos heróis do mundial conquistado pelo Nacional em 1988) e saíram vencedores da partida que o jornal Zero Hora considerou “tecnicamente muito pobre”.

Fotos: Paulo Dias (Zero Hora)

Grêmio 0x1 Danubio

GRÊMIO: Beto; Raul, Leandro, Luís Eduardo e Paulo Cesar Magalhães; China, Osvaldo e Bonamigo (Valdo); Tarciso, Caio (Guilherme Macuglia) e Gilson Gênio.
Técnico: Carlos Froner
DANUBIO: Jorge Seré; ????, Javier Vega, Nelson Alaguich e Gabriel Esnal; Abraham Yeladián,  Freddy Maneiro e Daniel Martínez; Julio Lemos,  Ruben Sosa e  Jorge Yanes (Silva)

Técnico: Óscar Tabarez

Amistoso – 1984
Data: 17 de junho de 1984, domingo, 11h00min
Local: Estádio Olímpico em Porto Alegre-RS
Árbitro: Paulo Sérgio Pinto
Auxiliares: José Mocellin e Jorge Schafer
Gol: Maneiro, aos 18 minutos do 1º tempo

Carnaval de 1984 – Baile Tricolor

February 11, 2013

renato-carnavalcarnaval-1984carnaval-monique-evans

No carnaval de 1984 o Grêmio aproveitou a onda do título de Tóquio e promoveu o “Baile Tricolor” no ginásio de Petróple T.C. Eis os anúncios publicados nos jornais da época.

1984 – Amistoso – Millonarios 1×1 Grêmio

November 13, 2012

O segundo confronto da história de Gremio e Millonarios aconteceu mais de 30 anos depois do primeiro enfrentamento destas equipes. Novamente o jogo foi um amistoso de início de temporada, disputado no estádio El Campin, pelo qual o tricolor recebeu 20 mil doláres.
Apesar de terem se passado poucos dias da conquista do mundial em Tóquio, o Grêmio já estava em plena atividade na primeira fase do Brasileirão de 1984. Mas era uma equipe modificada em relação a que se consagrou no Japão. O mestre de Felipão, Carlos Froner, tinha entrado no lugar de Valdir Espinosa na casamata tricolor. Mazarópi, Paulo Roberto, Mário Sérgio e Paulo César Caju tinham deixado o Olímpico.
Os destaques gremistas foram De León e Renato. Este último de contrato renovado após rejeitar uma proposta do futebol italiano. Na escalação dos colombianos chama a atenção a presença de um jovem Carlos Valderrama. O empate em 1×1 foi considerado um bom resultado pela imprensa de Bogotá.
“empatarle al campeón intercontinental de clubes no deja de ser un honor, así se trate de un partido amistoso. Es cierto que el resultado no es fundamental en juego de esse carácter pero el 1 a 1 frente al econpetado Grêmio de Porto Alegre, ayter en El Campín, justifica plenamente ese aire de optimismo que rodea ahora a la institución albiazul, que ya no quiere dilatar más sua anhelada estrella doce.

[…]

A los 34 minutos de juego, la presión reventó sobre la última línea de Grêmio. Carlos Valderrama metío un excelente servicio para Asciselo Córdoba que escapó a la marca de Casemiro y tuvo timepo para medir el centro para Wilmar Cabrera. El cabezazo del uruguayo derrotó a João Marcos y Grêmio se fue para el vestuario pensando como iba parar un rival que ya le habia perdido el respeto…

[…]

La visita jugó el as de la manga: sacó de la cueva al zaguero uruguayo Hugo de León y lo mandó al medio, con libertades incluidas para sumarse al ataque cuando lo considerara propicio. Para este cronista que vioa a de León en la Copa Libertadores – un torneo poco amigo de los riesgos – resultó increible ver al recio jugador charría como intérprete de un papel opuesto a la simples destrución.

De León armó, desbordó, ordenó la salida y abrió todo un boquete en la zona de volantes de Millonarios. Jamás apareció una fórmula adecuada para neutralizar los arranques del uruguayo y, a sua compás, todo Gremio resucitó. Volvió a animarese Renato Gaúcho hastar ganarle una pelotas dividida en el área a “Pocillo
” López para consguida crucificar a Mario Jiménez con un perfecto remate a los 3 minutos del regreso.” (Mario Posso Jr. – El Tiempo – 20 de fevereiro de 1984)

“Los mejores. Del visitante De León y Renato se llevaron el reconocimiento. El oriental por su espírtu y liderazgo en las empresas requeridas y el puntero, porque en su duelo personal com Alonso López, apeló a los recursos más variados para sobresalir. Quizás el golazo obtenido por él, fuera una recomensa justa a su calidad.” (Hernan Pelaez Restrepo – El Tiempo – 20 de fevereiro de 1984)

“Nos primeiros 45 minutos, o Grêmio jogando com cautela – antes da partida havia uma preocupação com a altitude – postou-se mais defensivamente, e com isso, permitiu que o adversario tomasse conta do jogo, mas sem resultado mais objetivo. Os dois ponteiros, Cordoba e Iguaran, levaram vantagens sobre os laterais Raul e Casemiuro e só não traduziram essa vantagem em gols porque os cruzamentos para a área eram sempre rasteiros, o que facilitava a perfeita cobertura de Baidek e De León. O gol do Millonários surgiu aos 34 minutos do primeiro tempo, quando Cordoba driblou Casemiro e De León e cruzou para Cabrera fazer 1 a 0.” (Folha da Tarde – 20 de fevereiro de 1984)

“O Grêmio visivelmente se ressentia e, por isso, cuidava-se em campo, sem a preocupação de virar o resultado, segurando o jogo pelo meio de campo. O Estádio El Campin, aplaudiu a apresentação dos brasileiros, especialmente de Renato, contra quem os colombianos resolveram colocar dois marcadores” (Zero Hora – 20 de fevereiro de 1984)

Fontes: El Tiempo, Folha da Tarde e Zero Hora

Millonarios 1×1 Grêmio

MILLONARIOS: Mario Jiménez; Redondo, Van Tuyne, Prince e Alonso López, García, Morales e Carlos Valderrama (Caicedo); Córdoba, Wilmar Cabrera e Iguarán
Técnico: Jorge Luis Pinto 
GRÊMIO: João Marcos, Raúl (Paulo César), Baidek, De León e Casemiro; Bonamigo, Osvaldo e Luís Carlos (Leandro); Renato Portaluppi, Guilherme Macuglia (Tarciso) e Júlio César
Técnico: Carlos Froner

Data: 19 de fevereiro de 1984, domingo
Local: Estádio El Campin, em Bogotá, Colômbia
Público: entre 14 mil e 18 mil pessoas
Arbitragem: Octavio Sierra
Gols: Cabrera aos 34 minutos do 1º tempo e Renato aos 3 minutos do segundo tempo