Archive for the ‘Atlético Mineiro’ Category

Brasileirão 2020 – Atlético Mineiro 3×1 Grêmio

September 27, 2020

Foto: Lucas Uebel (Grêmio.net)

Por que o Grêmio não usou a nova camisa celeste, lançada no dia 15?

Por que não usou a camisa azul lançada no ano passado?

Por que Paulo Victor segue recebendo oportunidades? A contratação de Vanderlei dá a entender que o clube considerou seu goleiro titular de 2019 insuficiente para essa temporada. Jogos como de ontem não deveriam servir para dar mais tempo de jogo a um goleiro mais jovem?

 

Foto: Lucas Uebel (Grêmio.net)

Atlético Mineiro 3×1 Grêmio

 

ATLÉTICO-MG: Everson; Guga (Bueno, 41/2ºT), Júnior Alonso, Igor Rabello, Guilherme Arana; Jair, Alan Franco (Hyoran, 41/2ºT), Nathan (Allan, 15/2ºT); Savarino, Keno, Eduardo Sasha (Marrony, 41/2ºT)
Técnico: Jorge Sampaoli

GRÊMIO: Paulo Victor; Victor Ferraz, Paulo Miranda, David Braz, Diogo Barbosa; Lucas Silva; Robinho (Luiz Fernando, 26/2ºT), Darlan (Guilherme Azevedo, 11/2ºT), Matheus Henrique, Pepê; Isaque (Rildo, 26/2ºT)
Técnico: Renato Portaluppi

12ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2020
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte – MG
Data: 26 de setembro de 2020, sábado, 21h00min
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (Fifa-SP) e Vinicius Melo de Lima (RN)
VAR: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)
Cartões amarelos: Jair e Luiz Fernando
Gols: Keno, aos 10 minutos do primeiro tempo; Keno, aos 5 minutos do segundo tempo, Isaque, aos 9 minutos do segundo tempo e Keno aos 20 minutos do segundo tempo

Brasileirão 1988 – Atlético Mineiro 1×0 Grêmio

September 26, 2020

Foto: Nélio Rodrigues (Placar)

No Brasileirão de 1988, o Grêmio perdeu para o Atlético Mineiro no Mineirão, pela quarta rodada da primeira fase. Apesar desse resultado negativo, o Grêmio conseguiu classificação para as quartas de final ao terminar na segunda colocação do seu grupo.

Eu sei que essa foi a tradição por muito tempo, mas para mim essa combinação de camisa branca, calção preto e meia branca é a pior possível para o uniforme reserva do tricolor.

Foto: Fernando Gomes (Zero Hora)

GRÊMIO, MEDÍOCRE, PERDE EM MINAS E CAI NA TABELA
Apático, sem ambição e incompetente, time gaúcho foi derrotado e já é quarto no Grupo B

Com uma péssima atuação, o Grêmio perdeu para o Atlético Mineiro por 1 a 0. A realidade é que no time gaúcho apenas o zagueiro Trasante escapou da verdadeira crise de competência que tomou conta da equipe dirigida por Otacilio Gonçalves. Agora, no Grupo B, o Vasco é o primeiro colocado com 12 pontos ganhos, o Guarani e Bahia aparecem depois, com oito, e o Grêmio o caiu para quarto, ao lado do Santos, com apenas sete pontos em quatro partidas No Mineirão, a derrota aconteceu diante de um adversário apenas razoável, desfalcado de três titulares: Luisinho. Sergio Araújo e Éder Lopes, e, antes de tudo, foi um mau resultado frente a um conjunto desarticulado, quase sem nenhuma expressão técnica e com nítidos problemas de marcação. Conclusão: derrota do Grêmio para a sua própria incompetência.

Na primeira etapa, o Grêmio teve uma única conclusão a gol: Trasante, aos 27 minutos, saltou mais alto do que Tobías e roçou de cabeça para uma fácil defesa de Romulo. Enquanto isso, o ponteiro esquerdo Helder deu três perigosos chutes contra Mazaropi. Aos 11 minutos, ele acertou o poste direito, depois de bater de dentro da área. Aos 17, obrigou o goleiro do Grêmio a uma difícil defesa. Aos 21, marcou um gol. Boschillia anulou-o com alegação de falta. Lance duvidoso, no mínimo. Aos 32, Aírton afastou mal. Cartão cruzou e Ailton marcou. Mazaropi, adiantado, foi encoberto.

No segundo tempo, o Grêmio voltou aparentemente mais decidido. Trasante destacou-se na defesa e no ataque. O zagueiro central salvou um gol, embaixo da trave, aos 27 minutos, e deu um chute violento, da intermediária do Atlético, para uma boa defesa de Romulo, aos 30 minutos. Mesmo com a saída de Marcos Vinícius, que praticamente não tocou na bola, a situação do Grêmio não melhorou, pois além do centroavante, Jorge Veras, Serginho e o setor com a tarefa de criação, formado por Cristóvão e Cuca, não fizeram nada. A mediocridade caracterizou o time do gaúcho.

O PLACAR
AILTON, para o Atlético Mineiro, 1 a 0, aos 32 minutos do primeiro tempo. Airton afastou mal uma bota da dentro da sua área. Carlão dominou livre e cruzou. Ailton saltou e tocou de cabeça no melo do gol. Mazaropi estava adiantado e foi encoberto, apesar do esforço para defender com uma mão.” (Zero Hora, segunda-feira, 19 de setembro de 1988)

Foto: Fernando Gomes (Zero Hora)

O JOGO: Foi uma partida cheia de emoção, com as duas equipes jogando leal e ofensivamente. O ataque do Atlético praticamente não guardou posições fixas. As movimentações de Renato e Marquinhos. em especial, foram fatores de desequilíbrio. O Grêmio tentou reagir, avançando seu meio-campo. o que abriu espaço para os contra-ataques do Atlético” (Placar, Edição n.º 955, 23 de setembro de 1988)

 

“[…] Aílton, um meio-campista de 22 anos, acabou escalado com gripe mesmo, devido à contusão do volante Éder Lopes. E Aílton não só foi o herói do dia como também confirmou sua condição de amuleto alvinegro na Copa União. Com uma bela cabeçada que encobriu o goleiro Mazarópi antes de morrer na rede gremista, o jovem Aílton garantiu a vitória do Galo por 1 x O ainda no primeiro tempo. E mais: agora é o autor dos dois gols de seu time na competição.[…] “ (Placar, Edição n.º 955, 23 de setembro de 1988)

 

 

Atlético Mineiro 1×0 Grêmio

ATLÉTICO: Rômulo; Carlão, Flávio, Tobias e Paulo Roberto; Moacir, Ailton (Edilson), Marquinhos e Renato Morungaba; Saulo e Élder (Lourenço)
Técnico: Telê Santana

GRÊMIO: Mazaropi; Alfinête, Trasante, Luis Eduardo e Airton; Bonamigo, Cristovão e Cuca; Serginho, Marcus Vinicius (Zé Roberto) e Jorge Veras
Técnico: Otacílio Gonçalves

4ª Rodada – 1ª Fase – Campeonato Brasileiro 1988
Data: 18 de setembro de 1988, domingo
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte, MG
Público: 11.290 pagantes
Renda: Cz$ 4.145.100,00
Árbitro: Dulcídio Wanderley Boschilla
Auxiliares: Euclides Rodrigues e Reinaldo Teixeira
Cartão Amarelo: Trasante
Gol: Ailton, aos 32 minutos do 1º tempo

Brasileirão 2019 – Atlético Mineiro 1×4 Grêmio

October 16, 2019

48894571727_d0bef6d8bd_o

Galhardo fez gol numa jogada típica do Escalona: O cruzamento de carrinho.

Não entendi porque o Grêmio não usou o novo fardamento azul.

Fotos: João Guilherme (Grêmio FBPA) e Gladyston Rodrigues (SuperEsportes)

Atlético Mineiro 1×4 Grêmio

ATLÉTICO-MG: Wilson; Patric, Igor Rabello, Réver e Hulk; Nathan e Elias (Geuvânio, aos 10/2°T); Luan, Cazares e Marquinhos (Vinícius, aos 39/2°T); Franco Di Santo (Alerrandro, aos 39/2°T)
Técnico: Rodrigo Santana

GRÊMIOPaulo Victor; Galhardo, Geromel, David Braz e Cortez; Michel e Maicon (Luciano, aos 27/2°T); Alisson, Luan e Pepê; André (Thaciano, aos 17/2°T)
Técnico: Renato Portaluppi

25ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2019
Data: 13 de outubro, domingo, às 19h00min
Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte
Público: 12.974 pagantes
Renda: R$ 81.872,00
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (FIFA/SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (FIFA/SP) e Neuza Inês Back (FIFA/SP)
VAR: Jose Claudio Rocha Filho (SP)
Cartões amarelos: Cazares,  Geuvânio; André, Luan,  Nathan,
Cartão vermelho: Cazares, aos 22/2°T
Gols: Galhardo, aos 33 minutos; Maicon (de pênalti) aos 43 minutos; Di Santo (de pênalti) aos 49 minutos do primeiro tempo; Pepê, a 1 minuto, Alisson, aos 48 minutos do segundo tempo.

Brasileirão 1976 – Atlético Mineiro 0x0 Grêmio

October 13, 2019
1976 atletico 0x0 gremio

Foto: Correio do Povo

 

No Brasileirão de 1976, Atlético e Grêmio se enfrentaram no Mineirão pela última rodada da terceira fase. O tricolor jogava para cumprir tabela, enquanto o Galo precisava de um empate para ir as semifinais. Resultado: 0x0

 

GRÊMIO ANDOU MAIS PERTO DA VITÓRIA NO MINEIRÃO

BELO HORIZONTE — Embora um empate fosse suficiente para a classificação do Atlético, os mineiros não esperavam encontrar tanta dificuldade na partida contra o Grêmio. No Rio, o nervosismo da torcida do Flamengo foi tão grande como em Belo Horizonte. Bastava o Grêmio marcar um golo para desclassificar os mineiros e habilitar o Flamengo para as finais. E o time gaúcho foi quem esteve mais próximo da vitória, criando maior número de situações do que o Atlético. O placar, entretanto, não foi movimentado e o zero prevaleceu no marcador.

[…]

Com o empate de zero, o Atlético Mineiro garantiu sua classificação e o Grêmio, que vinha mal, conseguiu uma despedida honrosa da Copa Brasil-76.” (Correio do Povo, terça-feira, 30 de novembro de 1976)

1976 atletico 0x0 gremio guaiba

ATLÉTICO-MG 0 X GRÊMIO

ATLÉTICO: Ortiz, Alves, Marcio, Vantuir e Dionisio; Toninho Cerezzo, Heleno, Cafuringa, Paulinho (Angelo), Paulo Isidoro e Bozo (Humberto Ramos)
Técnico: Barbatana

GRÊMIO: Cejas, Eurico, Ancheta, Beto Fuscão e Vilson (Sarandi); Vitor Hugo, Iura e Jeronimo; Tarciso, Alcino (Gino) e Luis Carlos
Técnico: Telê Santana

Data: 28 de novembro de 1976, domingo, 17h00min
Local: Mineirão, em Belo Horizonte-MG
Publico: 60.766
Renda: Cr$ 1.537.780,00
Juiz: AImir Peixoto Laguna (SP)
Auxiliares: Edson Mazza e Hélio Pacco
Cartões amarelos: Alcino, Iura e Toninho Cerezzo

Brasileirão 2019 – Grêmio 1×0 Atlético-MG

May 27, 2019

Gremio x Atletico-MG

E o Grêmio finalmente venceu um jogo no Brasileirão 2019. Uma vitória magra, mas justa, visto que foi claramente superior ao Atlético ao longo dos 90 minutos.

Eu não entendi bem o que aconteceu no lance que resultou no pênalti desperdiçado (mais um!) por André. O que o juiz marcou quando apitou antes de Geromel marcar o gol? Vale lembrar que existe sim vantagem em lances de pênalti.

PORTO ALEGRE / RIO GRANDE DO SUL / BRASIL - 25.05.2019 Jogo entre GRÊMIO x ATLÉTICO no Estádio Arena do Grêmio pelo Campeonato Brasileiro 2019 - Foto: Bruno Cantini / Atlético

– Média de público do Grêmio na Arena na atual temporada:
23.362 (21.305 pagantes)

– Média de Público do Grêmio no Brasileirão 2019:
26.071 (24.174 pagantes)
PORTO ALEGRE / RIO GRANDE DO SUL / BRASIL - 25.05.2019 Jogo entre GRÊMIO x ATLÉTICO no Estádio Arena do Grêmio pelo Campeonato Brasileiro 2019 - Foto: Bruno Cantini / AtléticoFotos: Lucas Uebel (Grêmio.net) e Bruno Cantini (Atlético Mineiro)

Grêmio 1×0 Atlético-MG

GRÊMIO: Paulo Victor; Leonardo Gomes, Geromel, Rodriguez e Juninho Capixaba; Michel, Maicon; Alisson (Tardelli, intervalo), Jean Pyerre (Thaciano, 33/2ºT) e Everton; André (Felipe Vizeu, intervalo)
Técnico: Renato Portaluppi

ATLÉTICO-MG: Victor; Patric, Léo Silva, Igor Rabello e Fábio Santos; Zé Welison (Nathan, 38/2ºT), Jair; Cazares (Geuvânio, 18/2ºT) , Chará, Luan (Bruninho, 24/2ºT); Ricardo Oliveira
Técnico: Rodrigo Santana

6ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2019
Data: 25/05/2019, Sábado, às 19h00min
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre -RS
Público: 15.450 (13.714 pagantes)
Renda: R$ 444.432,00
Árbitro: Rafael Traci (SC)
Auxiliares: Kleber Lucio Gil (SC) e Carlos Berkenbrock (SC)
VAR: Heber Roberto Lopes (SC)
Cartões amarelos: Maicon; Luan, Zé Welisson, Patric, Geuvânio
Gol: Felipe Vizeu, aos 2 minutos do segundo tempo

Brasileirão 1972 – Grêmio 1×0 Atlético Mineiro

May 24, 2019
1972 gremio atletico cp ancheta numero 3

Foto: Correio do Povo

 

No Brasileirão de 1972, o Grêmio recebeu o Atlético Mineiro pela segunda rodada da competição. O Galo, treinado por Telê Santana, era o campeão do ano anterior, e contava com Mazurkiewicz, Humberto Ramos e Dadá Maravilha.  Já o tricolor (que venceu o jogo graças ao gol de Carlinhos) contava com uma sólida defesa liderada por Ancheta e Everaldo.

GRÊMIO DERROTOU O ATLÉTICO COM GOLAÇO DO PONTEIRO CARLINHOS
O Grêmio, com um gol sensacional de Carlinhos, no primeiro tempo, ganhou do Atlético por 1 a 0 ontem à noite, mantendo a liderança da chave na segunda rodada, sem tomar nenhum golo e mais uma vez convencendo a sua torcida nesse começo do Campeonato Nacional.

1.º TEMPO — O bom ataque, com Loivo levantando para a área e criando uma situação de perigo que o zagueiro Raul Fernandes tirou de cabeça numa disputa com Lairton, foi um dos poucos que o Grêmio conseguiu no começo da, partida. Em seguida, ficou claro que havia alguns problemas no time de Daltro Menezes (Jadir não tinha o mesmo rendimento de domingo passado, Oberti e Lairton tinham dificuldades de conseguir espaços) e que o adversário, o Atlético Mineiro, tinha defesa melhor armada do que o São Paulo, que na primeira rodada deixou muitos espaços para o time gaúcho atacar.

Mas o futebol do Atlético, melhor dentro da partida, só apareceu bem, da defesa para a frente, a partir dos 10 minutos, quando Oldair e Humberto Ramos acertaram bem no meio-campo. Toninho, à frente dos zagueiros, marcava o início das jogadas do Grêmio. O domínio do Atlético, entretanto, caiu em seguida, com Oldair e Humberto Ramos parando, e dando chance ao Grêmio reagir, liderado por Negreiros que aos 28 minutos criou a jogada que Carlinhos transformou em golo. Depois de trocar passes com Oberti — uma jogada, marcante dentro da partida — Negreiros lançou Carlinhos, na frente. Correndo da direita para o meio, chutando com o pé esquerdo, Carlinhos acertou o golo, na saída de Mazurkievcs, marcando 1 a O para o Grêmio.

A partir daí, o Grêmio melhorou um pouco, segurando o Atlético em seu campo e, às vezes atacando, em boas jogadas de Carlinhos e de Oberti.

2.º TEMPO — O Atlético voltou para o segundo tempo com Guerino em lugar de Paulinho, um, ponteiro muito fraco, que no primeiro tempo só atrapalhou o trabalho que tentava fazer Dario. O Grêmio esperou até os 15 minutos para fazer a sua primeira alteração: Carlos Alberto em lugar de Loivo. Daltro, com a colocação de Carlos Alberto, pretendia centralizar o trabalho de meio-campo, para dar anais consistência ao time, na tentativa de garantir o placar e solidificar a vitória parcial conseguida com o gol de Carlinhos. O jogo continuou com poucas jogadas de área até os 20 minutos, mas aos 25 o Atlético teve uma boa oportunidade com uma falta que Romeu, chutando contra uma barreira de sete jogadores, perdeu. No rebote, Ancheta, que fizera a falta em Dario, chutou de qualquer maneira para a lateral, para aliviar a situação de perigo. E depois disso, o Atlético, aproveitando que o Grêmio se acomodava um pouco, tomava a iniciativa em todas as jogadas, tentando o golo de empate, inclusive retirando Toninho, que ficava à frente dos zagueiros, para colocar Serginho, um jogador mais ofensivo. Daltro Menezes respondeu a esta alteração proposta pelo técnico Telê, colocando o juvenil Iúra (em lugar de Carlinhos) mas em seguida o Atlético teve excelente chance, numa jogada confusa, de chutes de todos os lados, que Everaldo, em última, instância, salvou para escanteio.

E assim, se defendendo porque o Atlético tentava o empate no desespero, o Grêmio levou o jogo até o fim, às vezes tentando marcar mais um. Não conseguiu — venceu só de 1 — mas venceu bem.” (Correio do Povo, quinta-feira, 14 de setembro de 1972)

1972 gremio atletico cp ancheta numero 3b

Foto: Correio do Povo

GELATINA DO GRÊMIO E O DESASTRE
Ruy Carlos Ostermann

Desta vez não foi Negreiros, não foi Oberti e nem foi Loivo ou Jadir quem garantiu a vitória do Grêmio. Desta vez a diferença que o Atlético Mineiro propôs no campo obrigou a eleição de outros jogadores, e, entre estes, especialmente, o zagueiro Ancheta e seu companheiro de área, Beto. O Grêmio foi menos time do que contra o São Paulo . Explica-se de uma forma: o Atlético teve mais consistência e maior movimentação do que o São Paulo, e teve três jogadores sempre no meio campo — Toninho, Oldair e Humberto Ramos. E se apenas Humberto Ramos lembrou o grande Atlético do ano passado, impondo um ritmo vibrante ao serviço da bola de armação, Toninho apertou Oberti e Oldair jogou fora do lugar de Loivo. E isso desequilibrou muito o Grêmio. Tanto que, no segundo tempo, foi preciso tirar Loivo e colocar Carlos Alberto para que o time se corrigisse no combate às jogadas do Atlético, todas marcadas pela preocupação em localizar Dario, e feitas pelo meio.

Mas o Grêmio era diferente do domingo. Correu no primeiro tempo, explorando alguns vazios que a falta de ritmo do campeão mineiro abria. E parou no segundo. Por isso, o jogo foi passando para a área do Grêmio e dali foi se levantando a preservação do gol de Carlinhos no primeiro tempo: o grande trabalho de Ancheta e Beto, ou seja, a morte de Dario. A torcida saiu guardando este resultado como uma gelatina: ela tremia, parecia desbordar, mas acabou ficando dentro do pires. Uma sobremesa rala e difícil, mas doce assim mesmo.
(Ruy Carlos Ostermann, Correio do Povo, quinta-feira, 14 de setembro de 1972)

1972 gremio atletico guaiba

GRÊMIO CONSEGUE SUA SEGUNDA BOA VITÓRIA

Porto Alegre (Sucursal). O Grêmio manteve-se na liderança no grupo D do Campeonato Nacional vencendo o Atlético por 1×0, ontem à noite no Estádio Olímpico numa partida bastante disputada e com muitos lances ríspidos O único gol da partida foi marcado aos 28 minutos do primeiro tempo pelo ponta-direita Carlinhos, que aproveitou um excelente lançamento de Negreiros, o melhor jogador em campo.

VENTO – O forte vendo que havia no Estádio Olímpico, quando começou a partida, dava a impressão de que o Atlético teria grande vantagem no início com o vento a seu favor. Foi o time mineiro quem teve a primeira grande chance de marcar aos 18 minutos, quando o zagueiro Beto perdeu infantilmente um lance dividido para Dario. O centro-avante entrou sozinho na área, driblou o goleiro Jair mas demorou a chutar. Quando chutou, Ancheta estava dentro do gol para salvar

Mas foi exatamente por confiar demais no vento que o Atlético levou o gol. Mazurkiewlcz foi recolocar a bola em jogo depois de um ataque do Grêmio e chutou fraco demais. Negreiros dominou no meio-de-campo e devolveu rápido para a corrida de Carlinhos, que chutou de pé esquerdo, sem dar tempo para o goleiro do Atlético se recuperar.

Telê Santana disse que o Atlético perdeu o Campeonato Mineiro e o primeiro jogo do Nacional porque faltava um líder no time. Por isso ele escalou Oldair ontem, contando com sua experiência para vencer o Grêmio.

Mas só a experiência de Oldair não bastou. O meio-campo do Grêmio jogou tão bem como contra o São Paulo na estreia, com Negreiros se destacando e anulando completamente o esforço de Oldair. Por isso, o Atlético não pôde aproveitar algumas vantagens que teve no primeiro tempo quando o vento lhe era favorável. No segundo tempo, o Grêmio apenas garantiu o resultado e revidou as jogadas violentas do Atlético.” (Jornal do Brasil, quinta-feira, 14 de setembro de 1972)

1972 gremio atletico ingressos

Grêmio 1×0 Atlético Mineiro

GRÊMIO: Jair; Valdir Espinosa, Ancheta, Beto Bacamarte e Everaldo; Jadir e Negreiros; Carlinhos (Iura), Lairton, Oberti e Loivo (Carlos Alberto)
Técnico: Daltro Menezes

ATLÉTICO: Mazurkiewicz; Raul Fernandez, Vantuir, Cláudio e Cincunegui; Toninho  (Serginho), Oldair e Humberto Ramos; Paulinho (Guerino), Dario e Romeu
Técnico: Telê Santana

Brasileirão 1972 – Primeira Fase – Segunda Rodada
Data: 13 de setembro de 1972 quarta-feira, 21h00min
Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre-RS
Renda: Cr$ 114.033,00
Árbitro: Romualdo Arppi Filho
Auxiliares: Irandi Paiva e Carlos Martins
Gol: Carlinhos, aos 28 minutos do primeiro tempo

Brasileirão 2018 – Atlético Mineiro 0x1 Grêmio

November 4, 2018

2018 JUAREZ RODRIGUES SUPERESPORTES

A vitória foi muito importante. Na semana em que foi eliminado da Libertadores 2018 o Grêmio voltou a vencer no Brasileirão, aumentando consideravelmente suas chances de jogar a Libertadores de 2019.

Geromel foi o personagem do jogo. Fez o gol do Grêmio e salvou, em cima da linha, um chute de Terans que tinha endereço certo.

2018 BRUNO CANTINI ATLETICO MG (1)Fotos: Juarez Rodrigues (Super Esportes) Bruno Cantini (Atlético)

Atlético Mineiro 0x1 Grêmio

ATLÉTICO-MG: Victor; Emerson, Léo Silva, Maidana e Fábio Santos; Adilson, Elias, Galdezani (Denilson, 12’/2º) e Terans (Cazares, 25’/2°); Chara e Ricardo Oliveira (Leandrinho, 25’/2°)
Técnico: Levir Culpi

GRÊMIO: Paulo Victor; Leonardo Gomes, Geromel, Paulo Miranda e Cortez; Michel e Matheus Henrique; Ramiro (Alisson, 15’/2º), Jean Pyerre e Everton (Pepê, 25’/2°); Jael (Thonny Anderson, 37’/2º)
Técnico: Renato Portaluppi

Campeonato Brasileiro 2018 – 32ª Rodada
Data: 3 de novembro de 2018, sábado, às 17h00min
Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte-MG
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (FIFA/RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa (FIFA/RJ) e Carlos Henrique Alves de Lima Filho (RJ)
Cartões amarelos: Galdezani, Léo Silva, Elias, Emerson, Matheus Henrique
Gol: Pedro Geromel, aos 2 minutos do 1º tempo

Brasileirão 2018 – Grêmio 2×0 Atlético-MG

July 19, 2018

Gremio x Atletico-MG

O Grêmio voltou da parada para Copa do Mundo. E voltou bem, vencendo com autoridade o Atlético-MG, se aproximando das equipes da ponta da tabela (na qual já se inclui, juntamente com o Galo).

André voltou a marcar e Cícero foi muito bem atuando como primeiro volante (resta saber como essa formação com Maicon e Cícero de volantes se comportaria diante de um adversário com mais iniciativa/ímpeto ofensivo)

Gremio x Atletico-MG

Média de público na Arena em 2018:
23.762 (21.623 pagantes)

Média de público do Grêmio no Brasileirão 2018:
26.977 (24.841 pagantes)
Gremio x Atletico-MG
Fotos: Lucas Uebel (Grêmio.net)

Grêmio 2×0 Atlético-MG

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Léo Moura (Marinho, aos 36/2ºT), Pedro Geromel, Bressan, e Cortez; Cícero, Maicon (Jailson, aos 11/2ºT), Ramiro, Luan e Everton; André (Douglas, aos 30/2ºT).
Técnico: Renato Portaluppi

ATLÉTICO-MG: Victor; Patric, Gabriel, Juninho e Fábio Santos; José Welison, Elias e Luan (Andrade, aos 15/2ºT); Chará (David Terans, aos 26/2ºT), Edinho (Denilson, aos 33/1ºT) e Ricardo Oliveira.
Técnico: Thiago Larghi

13ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2018
Data: 18 de julho de 2018, quarta-feira, 21h45
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre-RS
Público: 22.063 (20.311 pagantes)
Renda: R$ 637.521,00
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (SP)
Auxiliares: Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (SP) e Alex Ang Ribeiro (SP)
Cartões amarelos: Maicon (Grêmio); Gabriel, Elias (Atlético)
Gols: Bressan, aos 6, e André aos 12 minutos do segundo tempo

Brasileirão 2017 – Atlético Mineiro 4×3 Grêmio

December 9, 2017

24942251498_0da0c32a03_k38783721462_2bce5b5421_k38787763612_80aca13146_k

Essa gurizada do Grêmio teve uma atuação bem interessante contra um time de medalhões do Atlético. A opção por um ataque com bastante velocidade pelo lado gremista trouxe uma dinâmica interessante e o tricolor esteve por duas vezes na frente no placar. O Galo só conseguiu a virada depois de uma “estranha” queda de energia nos refletores do estádio.

20171203221027407004u_750x40520171203221034877376e_750x405Fotos: Bruno Cantini (Atlético Mineiro) e Jaurez Rodrigues (SuperEsportes)

Atlético Mineiro 4×3 Grêmio

ATLÉTICO-MG: Victor; Bremer (Rafael Moura 30 do 2ºT), Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Adilson (Gustavo Blanco, intervalo) e Elias; Otero, Robinho e Valdívia (Luan 16 do 2ºT); Fred.
Técnico: Oswaldo de Oliveira

GRÊMIO: Bruno Grassi; Felipe, Ruan (Erickson 28 do 2ºT), Emanuel e Conrado; Balbino, Machado e Jean Pyerre (Mateusinho 29 do 2ºT); Pepê, Dionathã e Lucas Poletto (Batista 6 do 2ºT).
Técnico: César Bueno

38ª Rodada – Campeonato Brasileiro – 2017
Data: 3 de dezembro, domingo, às 17h00min
Local: Independência, em Belo Horizonte-MG
Público: 19.116 torcedores
Renda: R$ 327.010,00
Árbitro: Marcelo Aparecido R. de Souza (SP)
Auxiliares: Anderson José de Moraes Coelho (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP)
Cartões amarelos: Adilson, Robinho, Elias, Fábio Santos, Leonardo Silva e Victor Dionathã
Cartão vermelho: Gustavo Blanco (ATL)
Gols: Jean Pyerre, aos 33 minutos, Elias, aos 36 minutos, Pepê, aos 46 minutos do primeiro tempo, e Otero, aos 48 minutos do primeiro tempo; Fred, aos 20 minutos, Batista, aos 15 minutos e Otero, aos 53 minutos do segundo tempo

Brasileirão 2017 – Grêmio 2×0 Atlético Mineiro

August 10, 2017

35574991264_b00b14a695_k

Em menos de meia hora o Grêmio tinha resolvido o jogo. Em dois cruzamentos feitos no lado direito de ataque. No primeiro, aos 4 minutos, após rápido contra-ataque, Everton foi ao fundo e cruzou para Pedro Rocha completar de cabeça para as redes. No segundo, aos 26 da primeira etapa, Léo Moura levantou na área, Pedro Rocha cabeceou com força e Fernandinho aproveitou o rebote de Victor. Um 2×0 mais tranquilo do se esperava.
dudu contursi lance36409954915_0541cafc6e_k

Bela estreia de Paulo Victor, coroada com a defesa na cobrança ridícula de pênalti do Robinho.

O público ficou um pouco abaixo da média dos confrontos anteriores contra o Atlético pelo Brasileirão.

35576250644_028dd1cf2b_k
Fotos: Lucas Uebel (Grêmio.net) e Dudu Contursi (Lance)

Grêmio 2×0 Atlético Mineiro

GRÊMIO: Paulo Victor; Léo Moura, Bressan, Bruno Rodrigo e Marcelo Oliveira; Maicon (Jailson, 40 ‘/ 2°T), Arthur, Fernandinho, Luan e Everton (Patrick, 40’/2°T) Pedro Rocha (Lincoln, 21’/2°T)
Técnico: Renato Portaluppi

ATLÉTICO-MG: Victor; Alex Silva, Bremer, Matheus Mancini e Leonan; Adilson (Marlone, 31’/2°T) Roger Bernardo, Yago, Otero, Valdivia (Pablo, 43’/ 2°T) e Elder (Robinho – Int)
Técnico: Rogério Micale

19ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2017
Data: 6/8/2017, domingo, 16h00min
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre, RS
Público: 24.866 (22.702 pagantes)
Renda: R$ 794.283,00
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP)
Auxiliares: Daniel Paulo Ziolli (SP) e Daniel Luis Marques (SP)
Cartões amarelos: Maicon, Arthur e Paulo Victor (GRE); Bremer (CAM)
Gols: Pedro Rocha, aos 4, e Fernandinho, aos 26, minutos do primeiro tempo