Archive for the ‘Atlético Paranaense’ Category

Brasileirão 2017 – Grêmio 0x0 Atlético-PR

August 21, 2017

36692244615_fff09a0eaf_k

Ficou evidente nos minutos finais do jogo contra o Cruzeiro na quarta-feira que o time titular do Grêmio está bastante desgastado. Diante disso, faz sentido a opção por poupar jogadores no Brasileirão (que no momento é o título menos “factível” para o tricolor). Contudo, me parece que há algum exagero nessa medida. O meio de campo de ontem era todo reserva (um dos volantes era o terceiro reserva). Assim fica difícil manter o padrão do time titular. Não foi por acaso que o Grêmio teve tanta dificuldade em criar e ficou no 0x0 contra o Atlético-PR.

Renato, com razão, sempre destaca o fato de dar oportunidade para os guris da base. Mas num time tão descaracterizado essa oportunidade fica muito difícil de ser devidamente aproveitada.

36692236815_c30deda339_kGremio x Atletico-PR

O fato do Grêmio ter usado time reserva deve ter contribuído para o público ter ficado abaixo da média dos 10 jogos anteriores em casa contra o Atlético-PR pelo Brasileirão.

Ainda assim, esse não foi o pior público do Grêmio jogando em casa nesse horário das 11h da manhã de domingo (No 3×3 contra a Ponte Preta em 2015, num dia das mães, foram só 11.920 pagantes)

36692236245_705026bb5e_kFotos: Lucas Uebel (Grêmio.net)

Grêmio 0x0 Atlético-PR

GRÊMIO: Paulo Victor; Léo Gomes (Beto da Silva, aos 14’/2°T), Bressan, Bruno Rodrigo e Marcelo Oliveira (Conrado, aos 20’/2°T); Jaílson, Kaio, Léo Moura, Lincoln (Patrick, aos 29’/2°T) e Fernandinho; Everton.
Técnico: Renato Portaluppi

ATLÉTICO-PR: Weverton; Zé Ivaldo, Wanderson, Paulo André e Fabrício; Estebán Pavez, Eduardo Henrique (Matheus Rossetto, aos 35’/2°T), Sidcley (Pablo, aos 35’/2°T), Nikão e Guilherme; Éderson (Douglas Coutinho, aos 31’/2°T)
Técnico: Fabiano Soares

21ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2017
Data: 20/8/2017, domingo, 11h00min
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre-RS
Público:  15.369 (13.615 pagantes)
Renda: R$ 461.683,00
Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)
Auxiliares: Alessandro Alvaro Rocha Matos (BA) e Elicarlos Franco de Oliveira (BA)
Cartões amarelos: Jailson e Kaio (GRE); Guilherme e Zé Ivaldo (CAP)

Advertisements

Copa do Brasil 2017 – Atlético-PR 2×3 Grêmio

August 1, 2017

2017 Copa do Brasil Atletico Pr 2x3 gremio (3)

Grêmio se classificou para as semifinais da Copa do Brasil vencendo novamente o Atlético-PR. O tricolor não se acomodou com a vantagem de 4×0 obtida na primeira partida e mais uma vez dominou a partida, apesar de ter saído atrás no placar. O 4-3-3 mais uma vez funcionou bem e Pedro Rocha se destacou, marcando 2 dos 3 gols do Grêmio na partida.

2017 Copa do Brasil Atletico Pr 2x3 gremio (1)

Everton tem a média de um gol a cada 77 minutos jogados na Copa do Brasil (1 gol a cada 35 minutos na Copa do Brasil 2017).

Fica estranha essa combinação de meia azul com o resto do uniforme azul.

A torcida do Grêmio comprou 2.857 dos 11.999 ingressos vendidos para o jogo.

 

2017 Copa do Brasil Atletico Pr 2x3 gremio (2)
Fotos: Lucas Uebel (Grêmio.net)

Atlético-PR 2×3 Grêmio

ATLÉTICO-PR: Weverton; Cascardo, Wanderson, Cleberson e Nicolas (Sidcley, 10`2ºT); Eduardo Henrique (Eduardo da Silva, 35`2ºT), Rossetto, Coutinho (Yago, 27`2ºT), Matheus Anjos e Felipe Gedoz; Pablo
Técnico: Fabiano Soares

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Leonardo, Bressan, Kanemann e Marcelo Oliveira (Cortez, 30`1ºT); Jailson (Everton, 20`2ºT), Michel, Fernandinho, Ramiro (Kaio, 35`2ºT) e Pedro Rocha; Luan
Técnico: Renato Portaluppi

Copa do Brasil 2017 – Quartas de final – jogo de volta
Data: 27/7/2017, quinta-feira, 21h45min
Local: Arena da Baixada, em Curitiba-PR
Público: 14.046 (11.999 pagantes)
Renda: R$ 370.850,00
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Alex Ang Ribeiro (SP)
Cartões amarelos: Nicolas (CAP); Bressan (GRE)
Gols: Pablo, aos 15 minutos e Pedro Rocha, aos 26 minutos do primeiro tempo; Everton, aos 24 minutos, Pedro Rocha aos 34 minutos e Felipe Gedoz aos 46 minutos do segundo tempo

Copa do Brasil 2017 – Grêmio 4×0 Atlético-PR

June 29, 2017

2017 Gremio 4x0 atletico pr lucas uebel (1)

Retornando a campo 3 dias depois, a equipe do Grêmio demonstrou ter reagido de maneira positiva a derrota do último domingo, tendo voltado a jogar bem, fazendo 4×0 no Atlético-PR e praticamente encaminhando a sua classificação para semifinal da Copa do Brasil.

Barrios foi o responsável por colocar o 2×0 no placar antes da primeira meia hora de jogo (no primeiro gol chutou de fora da área depois de receber bom passe de Pedro Rocha e no segundo aproveitou a bola mal rebatida pela zaga adversária e completou para as redes). Kannemann marcou o terceiro, ao ganhar a disputa no alto antes do primeiro pau após cobrança de escanteio. No segundo tempo, o Atlético tentou reagir, mas o tricolor administrou bem  a partida e chegou ao 4×0 com um gol de Everton no penúltimo minuto de jogo.

2017 Gremio 4x0 atletico pr lucas uebel 3

Discordo de Renato quando afirma que o Grêmio jogou melhor contra o Cruzeiro. A atuação de ontem foi muito mais segura, com o tricolor correndo poucos riscos. No Mineirão a defesa errou bastante.

O público de ontem foi interessante se considerarmos o horário da partida, mas ficou abaixo da média dos jogos anteriores em quartas-de-final da Copa do Brasil.

É evidente que o resultado positivo contribui para isso, mas mesmo assim foi legal ver o público presente no estádio aplaudindo Luan e Marcelo Grohe.

Eu tenho dificuldade em imaginar algo mais desconfortável para se usar numa partida de futebol do que uma touca de natação. Fiquei com pena do Barrios.

2017 gremio 4x0 atletico pr lucas uebel 4
Fotos: Lucas Uebel (Grêmio.net)

Grêmio 4×0 Atlético-PR

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edílson, Geromel, Kannemann e Cortez; Michel e Arthur (Lincoln, 36’/2°T); Ramiro, Luan e Pedro Rocha (Everton, 36’/2°T); Lucas Barrios.
Técnico: Renato Portaluppi

ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Wanderson, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Deivid (Carlos Alberto, 15’/2°T), Matheus Rossetto (Lucho González, intervalo), Nikão e Douglas Coutinho; Pablo (Matheus dos Anjos, 36’/2°T).
Técnico: Eduardo Baptista

Copa do Brasil 2017 – Quartas de final – jogo de ida
Data: 28/6/2017, quarta-feira, 19h30min
Local: Arena do Grêmio, Porto Alegre – RS
Público: 28.138 pessoas (25.738 pagantes)
Renda: R$ 706.175,00
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP)
Assistentes: Rodrigo Henrique Corrêa (RJ) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
Cartões amarelos: Michel (GRE); Wanderson, Deivid, Nikão, Carlos Alberto (ATL)
Cartão vermelho: Nikão aos 18 minutos do 2º tempo
Gols: Lucas Barrios, aos 22 minutos e aos 29 minutos do primeiro tempo; Kannemann aos 33 minutos do primeiro tempo; Everton, aos 44min do segundo tempo .

Brasileirão 2017 – Atlético-PR 0x2 Grêmio

May 22, 2017

2017 atletico pr Fernando Freire GE

O Grêmio teve mais uma atuação sólida e ganhou o seu segundo jogo no Brasileirão 2017. Contra o Atlético Paranaense, o maior mérito do tricolor foi ter paciência para esperar o erro o adversário. E isso só foi acontecer depois de uma primeira etapa modorrenta. No primeiro minuto do segundo tempo, Luan apareceu dentro da área para aproveitar uma bola que escapou de Barrios (1×0). 12 minutos mais tarde o centroavante gremista não desperdiçou o cruzamento de Ramiro e marcou o 2×0.

Achei a cera do Marcelo Grohe demasiada e, sobretudo, desnecessária. O Atlético estava longe de exercer uma pressão insuportável sobre  a defesa do Grêmio. Ainda assim, acho um absurdo que um atleta seja expulso de campo sem cometer uma única falta. O cartão amarelo não pode ser a única ferramenta do árbitro para zelar pelo bom andamento da partida. Ademais, fica a pergunta: Qual o melhor remédio para combater a cera? Mostrar cartão ou dar o devido tempo de acréscimo? O juiz da partida em Curitiba deu cinco minutos de acréscimos no segundo tempo, pouco tempo além da média de acréscimos no segundo tempo dos jogos do Brasileirão 2017 disputados até aqui (3,9 minutos em 19 jogos. 3,6 minutos na 1ª rodada e 4,2 minutos na 2ª rodada)

Fique na dúvida se o gol do Barrios foi de calcanhar (ou se foi um toque consciente de calcanhar). De qualquer forma o paraguaio está com um aproveitamento espetacular.

Vi o Grêmio num 4-4-2 mais fixo, com os jogadores mais “presos” ao seu posicionamentos iniciais. Michel e Arthur atuaram praticamente na mesma linha. Funcionou bem.

2017 atletico pr Geraldo Bubniak lance b Fotos: Fernando Freire (Globo Esporte) e Geraldo Bubniak (Lance)

Atlético-PR 0x2 Grêmio

ATLÉTICO PARANAENSE: Weverton; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Sidicley; Otávio, Matheus Rossetto, Carlos Alberto (Guilherme, 18’2°T), Nikão e Pablo (Douglas Coutinho, 10’2°T); Eduardo da Silva (Grafite, 18’2°T)
Técnico: Paulo Autuori

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Léo Moura, Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Ramiro, Michel, Arthur (Rafael Thyere,42’2°T) e Luan; Pedro Rocha (Jaílson, 35’2°T) e Lucas Barrios (Léo, 30’2°T)
Técnico: Renato Portaluppi.

02ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2017
Data: 21/5/2017, domingo, 16h00min
Local: Arena da Baixada, em Curitiba-PR
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (SP)
Auxiliares: Anderson José de Moraes (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP)
Público: 19.483 (17.244 pagantes)
Renda: R$ 381.490,00
Cartões amarelos: Thiago Heleno e Weverton; Barrios, Ramiro e Marcelo Grohe
Cartão Vermelho: Marcelo Grohe, 29’2°T (GRE)
Gols: Luan a 1 minuto e Barrios aos 13 minutos do segundo tempo

Brasileirão 2016 – Grêmio 1×0 Atlético-PR

October 17, 2016

29679478824_fa83e3ce8d_k

Após o jogo, Renato disse que “se o Grêmio ganha de 4 a 0 seria uma coisa normal“. Descontado o habitual exagero argumentativo do Portaluppi, a frase demonstra bem a satisfação do treinador com a produção do Grêmio na partida. Eu fiquei mais impressionado com o fato do tricolor ter corrido poucos riscos defensivos durante os 90 minutos.
29679479054_8285a448e3_k
Fotos: Lucas Uebel (Grêmio.net)

Grêmio 1×0 Atlético-PR

GRÊMIO: Bruno Grassi; Edílson, Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Walace, Maicon, Ramiro (Jaílson 38’/2ºT), Douglas (Lincoln 42’/2ºT) e Pedro Rocha (Éverton 30’/2ºT); Luan.
Técnico: Renato Portaluppi

ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Paulo André (Wanderson 17’/2ºT), Thiago Heleno e Renan Lodi; Otávio, Matheus Rossetto (Guilherme Schettine intervalo), Hernani, Lucho González e Marcos Guilherme (Juninho 23’/2ºT); Pablo.
Técnico: Paulo Autuori

30ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2016
Data: 13/10/2016, quinta-feira, 21h00min
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre – RS
Público: 17.899 (16.123 pagantes)
Renda: R$ 345.119,00
Árbitro: Pericles Bassols Cortez (PE)
Auxiliares: Clovis Amaral da Silva (PE) e Cleberson do Nascimento Leite (PE)
Cartões amarelos: Luan, Éverton (GRE); Weverton, Hernani, Juninho (ATL)
Gol: Pedro Rocha, aos 46 minutos do 1º tempo

Copa do Brasil 2016 – Grêmio 0x1 Atlético-PR (Grêmio 4×3 nos pênaltis)

September 24, 2016

29843825375_be42c219d1_k

O Grêmio teve mais uma atuação inconstante. A chegada de Renato (ainda) não fez com o que os jogadores retomassem a tranquilidade. O time pareceu sentir o clima pesado no estádio e acabou perdendo de 1×0 (gol de André Lima) no tempo normal. Nos pênaltis, Marcelo Grohe “se recuperou” do erro no gol do Atlético e defendeu 3 cobranças, garantindo a classificação tricolor.

Como bem lembrou o meu amigo Snel, essa série de pênaltis foi tão bizarra quanto aquele Grêmio x Guarany do Paraguai na Libertadores de 1997.

Sempre que foi necessário fazer disputas de pênaltis na Arena as cobranças foram feitas na goleira do lado oposto da geral. Dessa vez da pra ver claramente o desgaste na grama na marca do pênalti.

 

29216631633_8155d6c8c7_k
Fotos: Lucas Uebel (Grêmio.net)

Grêmio 0x1 Atlético-PR

(Grêmio 4×3 nos pênaltis)
GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edílson, Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Walace e Maicon; Luan, Douglas e Pedro Rocha (Batista, 26’/2º); Henrique Almeida (Guilherme, 17’/2º).
Técnico: Renato Portaluppi

ATLÉTICO-PR: Weverton; Thiago Heleno, Paulo André e José Ivaldo; Léo, Otávio, Hernani, Pablo (João Pedro, 34’/2º) e Nicolas; Luan (Juninho, 43’/2º) e André Lima (Marcos Guilherme, 13’/2º).
Técnico: Paulo Autuori

Copa do Brasil 2016 – Oitavas de Final – Jogo de volta
Data: 21 de setembro de 2016, quarta-feira, 19h30min
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre-RS
Público: 13.909 (12.321 pagantes)
Renda: R$ 339.795,00
Árbitro: Vinicius Furlan (Asp.FIFA-SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (Asp. FIFA) e Gustavo Rodrigues de Oliveira (SP)
Cartões amarelos: Henrique Almeida
Gol: André Lima aos 29 minutos do primeiro tempo
Pênaltis: Maicon (gol); Thiago Heleno (gol); Edílson (gol); João Pedro (errou); Walace (errou); Otávio (errou); Douglas (errou); José Ivaldo (errou); Luan (errou), Hernani (gol);
Marcelo Oliveira (gol); Marcos Guilherme (gol); Kannemann (errou); Weverton (errou)
Guilherme (gol);  Paulo André (errou)

Copa do Brasil 2016 – Atlético-PR 0x1 Grêmio

August 25, 2016

Kannemann Hugo Harada Gazeta do Povo

O Grêmio conseguiu grande resultado ao vencer o Atlético Paranaense em Curitiba, pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. A vantagem tricolor se deve muito a atuação do primeiro tempo, onde a equipe gremista mostrou muita movimentação das suas peças ofensivas e teve um bom toque de bola no gramado sintético da Arena da Baixada. Bolaños fez o único gol da partida logo aos 6 minutos, aproveitando uma assistência “de letra” de Douglas. No segundo tempo o Atlético pressionou em inúmeros levantamentos, mas a chance mais clara foi do Grêmio, quando Bolaños se aproveitou da linha de impedimento mal feita e chutou por cima quando ficou cara a cara com Weverton.
fernando freire globo esporteluan Hugo Harada Gazeta do Povo

Não lembro de alguma ocasião que o Grêmio tenha sido eliminado na Copa do Brasil após ter vencido o primeiro jogo fora de casa (Verdade também que foram poucas vezes que o Grêmio venceu o primeiro jogo fora de casa contra adversários mais graduados, lembro da vitória contra o Corinthians no Morumbi em 1997 e contra o Fluminense no Maracanã em 2010).

Foi muito interessante acompanhar o esquema usado pelo Grêmio no primeiro tempo. É possível dizer que o time jogou num 4-3-3, ou num 4-6-0, ou num 4-2-3-1 com Ramiro, Douglas e Luan na linha mais avançada do meio, com Bolaños na frente ou mesmo dizer que o time jogou num 4-4-2 com losango no meio. Certo que é os jogadores se movimentaram bastante e assim o Grêmio conseguiu se impor.

Kannemann teve uma estreia discreta, porém segura. Tentou sempre simplificar as jogadas.

Já disse e repito: Não acho legal ver o Marcelo Grohe jogando com o uniforme do ano passado com o patrocínio da Tramontina tapado por uma faixa.
Rodolfo Buhrer lance
Fotos:Hugo Harada (Gazeta do Povo)  Rodolfo Buhrer (Lance),

Atlético-PR 0x1 Grêmio

ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Hernani e Rafael Galhardo (João Pedro, Intervalo); Marcos Guilherme (Juninho, Intervalo), Luan (Giovanny, 27’/2ºT) e André Lima
Técnico: Paulo Autuori

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edílson, Pedro Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Walace, Jaílson e Ramiro; Douglas, Miller Bolaños (Everton, 37’/2ºT) e Luan (Kaio, 46’/2°T)
Técnico: Roger Machado

Copa do Brasil 2016 – Oitavas de Final – Jogo de ida
Data: 24/8/2016, Quarta–feira, 19h30min
Local: Arena da Baixada, Curitiba-PR
Público: 16.336 (14.300 pagantes)
Renda: R$ 321.995,00
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (FIFA-MG)
Auxiliares: Emerson A. de Carvalho (FIFA-SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (FIFA-SP)
Cartões amarelos: Thiago Heleno (CAP); Marcelo Oliveira (GRE)
Gol: Miller Bolaños, aos 6 minutos do 1º tempo

Brasileirão 2016 – Atlético-PR 2×0 Grêmio

June 28, 2016

 

gustavo oliveira atletico pr everton

O Grêmio fez uma partida ruim, mostrando dificuldade para criar jogadas e também para desarmar o adversário, e foi merecidamente derrotado pelo Atlético Paranaense em Curitiba, em dois bons chutes de Hernani e André Lima, aos 8 e aos 22 minutos do segundo tempo respectivamente.

Até certo ponto a queda de rendimento do Grêmio diante de tanto desfalques é compreensível. O que eu não consigo entender é porque Luan, o melhor jogador do plantel, é o primeiro a ser trocado de posição quando o treinador fazer ajustes no time.
gustavo oliveira atletico pr
Fotos: Gustavo Oliveira (Atlético-PR)

Atlético-PR 2×0 Grêmio

ATLÉTICO-PR: Wewerton; Léo, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Hernani, Vinícius, Pablo (Marcos Guilherme 40’/2ºT), e Nikão (Marcão 44’/2ºT); André Lima (Walter 37’/2ºT).
Técnico: Paulo Autuori

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edilson, Rafael Thyere, Fred e Marcelo Oliveira; Walace (Tilica, 21’/2ºT), Ramiro, Giuliano, Everton (Jaílson, 26’/2ºT) e Luan; Bobô (Lincoln, 12’/2ºT)
Técnico: Roger Machado

11ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2016
Data: 26 de junho de 2016, domingo, 16h00min
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Público:  16.838 pagantes
Renda: R$ 426.600,00
Árbitro: Wagner Reway (MT)
Assistentes: Carlos Berkenbrock (SC) e Fábio Rodrigo Rubinho (MT)
Cartão amarelo: Hernani (Atlético-PR)
Cartão vermelho: Ramiro (Grêmio)
Gols: Hernani, aos 8 minutos e André Lima, aos 22 minutos do segundo tempo

Brasileirão 2015 – Atlético-PR 1×2 Grêmio

September 17, 2015

A jogada que o São Paulo tão bem bloqueou no domingo acabou fluindo diante do Atlético Paranaense em Curitiba. Foi justamente no recuo do atacante para criar espaço para entrada do homem do meio que o Grêmio começou a vencer o jogo no Couto Pereira. Aos 32 do primeiro tempo, Luan recebeu de Fernandinho na frente da área e limpou bem a marcação antes de dar um belo passe para Douglas, que da marca do pênalti tirou do goleiro e fez o 1×0. Com a vantagem no marcador o Grêmio passou a ter mais espaço para contra-atacar, se aproveitando da situação incomoda do time da casa. Logo aos 2 minutos do segundo tempo, Giuliano encontrou Luan entrando por trás da zaga, e o camisa 7 não desperdiçou o passe , tocando na saída de Weverton. O Atlético chegou a descontar aos 32 minutos, através de Ewandro, que concluiu uma boa jogada de Otávio, mas acabou tendo pouco tempo para buscar um empate.

Giuliano já é um dos líderes em assistências do Brasileirão.
O Footstats divulgou ontem que Luan é o “mais desarmado do Brasileiro Serie A 2015, 212 vezes“. Penso que a informação ficaria mais completa se eles também divulgassem que Luan é o jogador que mais faltas sofreu durante a competição.

Até entendo que parte da torcida do furacão questione o seu treinador por algumas decisões tomadas. Mas Milton Mendes jamais poderia ser criticado por ter escolhido essa sensacional combinação de paletó, camisa e gravata.

Eu não tenho nada contra a ideia do “Naming Rights”. Acho que, se bem trabalhada, pode gerar uma parceria legal entre clube e patrocinador. Mas confesso que tenho dificuldade em imaginar por que uma marca tem interesse em associar o seu nome com essa ampliação tosca do Couto Pereira.

Fotos: Guilherme Artigas (Lance), Gustavo Oliveira (C.A.P), Geraldo Bubniak (Banda B) e Hugo Harada (Gazeta do Povo)

 Atlético-PR Atlético-PR 1×2 Grêmio Grêmio

ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo, Vilches, Wellington e Roberto (Sidcley, 22’/2ºT); Otávio, Deivid (Daniel Hernández, 5’/2ºT), Hernani, Marcos Guilherme e Ytalo (Ewandro, 45’/1ºT); Walter.
Técnico: Milton Mendes
GRÊMIO: Marcelo Grohe (Tiago, 40’/1ºT); Galhardo (William Schuster, 28’/2ºT), Erazo, Bressan, Marcelo Oliveira; Edinho, Walace, Giuliano, Douglas (Bobô, 26’/2ºT) e Fernandinho; Luan.

Técnico: Roger Machado

26 ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2015
Data: 16/09/2015, quarta-feira, às 21h00min
Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba-PR
Público: 15.300 (13.619 pagantes)
Renda:  R$ 280.500,00
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Auxiliares: Helton Nunes (SC) e Rosnei Hoffmann Scherer (SC)
Cartões amarelos: Otávio (CAP); Tiago e Edinho (GRE).

Gols: Douglas, aos 32 minutos do primeiro tempo; Luan, aos 2 minutos e Ewandro, aos 32 minutos do segundo tempo.

Copa do Brasil – Grêmio 0x0 Atlético Paranaense

November 7, 2013

 

Uma pena que eu ainda não tenha encontrado esse vídeo na internet, mas lembro claramente de um depoimento de Rinus Michels sobre a final da Eurocopa de 1988. Ele reconheceu os méritos da União Soviética naquela partida, mas disse que a vitória da Holanda foi justa pois sua equipe foi melhor num elemento importantíssimo no futebol: Converter as chances em gol.

 

E o Grêmio não soube converter as oportunidades que teve nessa semifinal. E não foram poucas as situações nessa partida de volta. Como era de se imaginar, o jogo começou truncado. O Atlético ficava todo atrás da linha da bola. No seu posicionamento defensivo, Paulo Baier era o jogador mais avançado (e ficava na altura do círculo central), enquanto Marcelo e Ederson recuavam para bloquear a passagem dos laterais gremistas. Mesmo com essas dificuldade, o Grêmio ia no embalo da torcida e se aproximava da meta adversária, mas só ameaçava em cobranças de escanteios. Susto mesmo o Grêmio só foi dar ao final do primeiro tempo, em dois chutes de fora da área que Weverton espalmou para escanteio (conclusões de Barcos e Alex Telles, respectivamente).
O Grêmio aumentou a carga no segundo tempo, que virou definitivamente um jogo disputado em uma única metade do campo, e assim o tricolor esteve sempre muito perto de marcar. Colocou bola na trave, teve gol anulado, mas pro meu gosto faltou, além de um pouco de sorte, mais velocidade nas ações e mais movimentação (inversões, overlapping e etc). O tempo foi passando e o gol que levaria a decisão para os pênaltis não aconteceu.
É preciso registrar que os homens de frente do Grêmio, embora tenham mostrado empenho, estiveram numa jornada tecnicamente infeliz. Não é justo creditar a desclassificação a um único fator, mas essa pode sim ser uma das razões. Por outro lado, é justo que se reconheça que atletas como Ramiro, Riveros, Souza e Rhodolfo tiveram atuações dignas de jogo decisivo.

 

 

O Atlético tem mais qualidade que o Grêmio? Tem mais organização? As duas coisas? Nenhumas das duas, só teve mais sorte?
Será que o fato do Atlético ter alongado a sua pré-temporada, ao não usar seu time principal no campeonato regional (enquanto o Grêmio enfrentava uma maratona de datas) lhe deu alguma vantagem nesse momento da competição?
 
É bem questionável a marcação do juiz ao apitar falta de Barcos em Luiz Alberto no que seria o gol do Ramiro. Eu considero que aquele tipo de contato (mão nas costas) é faltoso, mas ocorreram lances parecidos com esse na partida em que nada foi marcado.
Mais um jogo decisivo que a torcida do Grêmio é impedida de levar faixas, trapos e bandeiras. Será que é tão difícil resolver essa questão?
É curioso o comportamento de parte torcida. O anúncio do nome do Zé Roberto na escalação foi comemorado como se fosse um gol. Mas na primeira bola que ele segurou um pouco mais (justamente uma das suas características) vários torcedores se impacientaram.
Renato tem grandes méritos na retomada desse grupo do Grêmio. Mas algumas das suas decisões são difíceis de entender. Zé Roberto, que sequer entrou na partida de ida (quando o time estava seriamente desfalcado), acabou virando titular no jogo de volta quando todos os atletas estavam a disposição do treinador. O que mudou nesses 6 dias entre os dois jogos?
O Grêmio jogou seis partidas na Copa do Brasil e marcou apenas 2 gols. Aí fica muito difícil ir adiante, ainda que o time também tenha sofrido poucos (2 em seis jogos).


 Fotos: André Ávila e Mauro Schaefer (Correio do Povo), Daniel Castellano (Gazeta do Povo)

 
Grêmio Grêmio 0x0 Atlético Paranaense Atlético-PR

GRÊMIO: Dida; Pará, Rhodolfo, Bressan e Alex Telles; Souza, Ramiro (Yuri, 35/2T), Riveros (Elano, 20/2T) e Zé Roberto (Vargas, 24/2T); Kleber e Barcos.
Técnico: Renato Portaluppi
ATLÉTCO-PR: Weverton; Léo, Manoel, Luiz Alberto e Juninho; Deivid, Zezinho, Everton (Renato, 38/2T) e Paulo Baier (João Paulo, 31/2); Marcelo e Ederson (Dellatorre, 31/2T).
Técnico: Vagner Mancini

Copa do Brasil 2013 – Semifinal – jogo de volta
Data: 07 de novembro de 2013, quarta-feira, 21h50min
Local:
Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Público total: 43.899 (41.234 pagantes)
Renda: R$ 2.061.192,00
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Auxiliares:
Emerson Carvalho (SP) e Guilherme Camilo (MG).
Cartões amarelos: Juninho, Léo, Manoel, Luiz Alberto, Zé Roberto, Kleber
Cartões vermelhos: Léo (APR) e Kleber (GRE), depois do jogo.