Archive for the ‘Beira-Rio’ Category

Gauchão 2018 – Inter 2×0 Grêmio

March 22, 2018

2018 Inter 2x0 Gremio Diego Guichard GloboEsporte2018 Inter 2x0 Gremio Ricardo Giusti Correio do Povo

Não acredito em um “bom momento” para perder um jogo, muito menos para ser derrotado em um clássico. Mas se havia em 2018 um momento que uma vitória colorada não teria maiores consequências para a temporada tricolor, esse momento foi ontem.

O jogo começou muito ruim, com um festival de chutões e divididas. Foi só após a primeira metade do primeiro tempo que o Inter, que precisava de três gols, foi conseguir ter algum tipo de iniciativa mais organizada, se aproximando da área gremista.  Aos 33 minutos, Bressan cometeu pênalti em Rodrigo Moledo. Nico Lopez converteu a cobrança. O Inter obviamente se animou com 1×0, mas não apresentou uma melhora repentina na qualidade do seu jogo. A pressão seguia muito mais na base de força, da vontade, especialmente nas bolas cruzadas na área (27 cruzamentos do Inter contra 7 do tricolor).

O segundo tempo acabou sendo um tanto parecido com o segundo tempo do Grenal de 10 dias atrás, com um Grêmio aparentando cansaço e o Inter buscando ocupar espaços no seu campo de ataque. D´alessandro marcou o segundo, logo aos 2 minutos, cobrando uma falta inexistente (só o bandeirinha viu um contato faltoso de Kannemann em Gabriel Dias). O 2×0 no placar deixou o jogo ainda mais tenso, mas o Inter não articulou nenhuma jogada concreta depois de marcar o segundo gol, apesar de seu treinador ter colocado todo seu time a frente.

Grenal

Arrisco a dizer que desde 2011/2012 (quando o estádio estava em obras) não havia se registrado um público abaixo da casa dos 30 mil em Gre-nais no Beira-Rio.

Entendo que desmerecer a vitória do adversário é inerente ao folclore da rivalidade, mas eu não me filio a esse corrente que considera “gol de bola parada” como algo de menor valor.

Não acho absurda a escolha feita por Renato de começar o jogo com Cícero de titular. A opção por um jogador que auxiliaria bastante na defesa no jogo aéreo fazia muito sentido. O problema é que ele não mostrou bom entrosamento com Jaílson, tanto na hora de sair jogando e especialmente na hora de marcar (era perceptível o distanciamento dos dois, o que deixou a dupla de zaga um tanto exposta).

Grenal
Fotos: Diego Guichard (GloboEsporte.com),  Ricardo Giusti (Correio do Povo) e Lucas Uebel (Grêmio.net)

Inter 2×0 Grêmio

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Fabiano (Brenner, aos 5′ do 2°T), Rodrigo Moledo, Cuesta (Camilo, aos 40′ do 2°T) e Iago; Rodrigo Dourado, Edenílson, Gabriel Dias (Wellington Silva, aos 29′ do 2°T), Patrick e D’Alessandro; Nico López.
Técnico: Odair Hellmann

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Léo Moura (Alisson, aos 27′ do 2°T), Bressan, Kannemann e Cortez; Jailso e Cícero; Ramiro, Luan e Everton (Michel, aos 46′ do 2°T); Jael (Arthur, aos 19′ do 2°T).
Técnico: Renato Portaluppi

Gauchão 2018 – Quartas de final – Jogo de volta
Data: 21/3/2017, quarta-feira, 21h45min
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, RS
Público: 26.219  (23.753 pagantes)
Renda: R$ 961.157,00
Árbitro: Leandro Vuaden
Auxiliares: Rafael da Silva Alves e Lúcio Beiersdorf Flor
Cartões amarelos: Rodrigo Dourado, Nico López, D’Alessandro, Cuesta e Rodrigo Moledo; Bressan, Cortez, Kannemann e Alisson
Gols: Nico López (de pênalti) aos 33 minutos do 1°T e D’Alessandro aos 2º minutos do 2° tempo

Advertisements

Gauchão 2018 – Inter 1×2 Grêmio

March 12, 2018

25883201557_b8aab1869e_k40711346082_a5f757af84_k40754076461_12980b8ee2_k

O Grêmio só precisou de 45 minutos para ganhar o Gre-Nal.

Falando sério, é incontroverso que o clássico de fato teve dois tempos com dinâmicas bem diferentes. Mas não consigo concordar com essa análise desvincula totalmente uma etapa da outra. O segundo tempo é uma consequência do primeiro tempo. E nesse jogo, o Grêmio teve ampla vantagem no primeiro tempo, abrindo 2×0, em dois gols de Luan (o primeiro originado num lançamento de Jailson para Cortez, que cruzou rasteiro para o camisa 7 concluir para as redes. O segundo num pênalti de Cuesta em Everton), e tendo ao menos mais duas chances claras de gol, nas conclusões de Everton e Jael.

O placar de 2×0  empurrava para o Inter a obrigação de mudar o andamento da partida. E em parte os comandados de Odair Hellmann conseguiram fazer isso, descontando 2 minutos após o retorno do intervalo na cabeçada de Rodrigo Dourado após cobrança de escanteio. Depois disso, o Inter permaneceu quase todo o restante da partida dentro do seu campo de ataque, mas apelou demasiadamente para o jogo aéreo. O Grêmio não conseguia segurar a posse de bola e/ou encaixar contra-ataques e perdia a maioria dos rebotes. Além da resposta/melhora colorada, ficou também evidente na segunda etapa a diferença de tempo de preparação das equipes (Inter se reapresentou no dia 2 de janeiro e o Grêmio só no dia 18) e o fato de o Grêmio ter tido compromisso pelo Gauchão no meio de semana que antecedeu o clássico.

26883304158_d0724b6158_k40753971251_df012aa4aa_k

Me parece que o time do Grêmio usou a meia do uniforme  azul de goleiro da temporada passada. Por razões de superstição (no creo en brujas, pero…) prefiro a meia azul em relação a preta nos Gre-Nais como visitante. E não costumo achar legal quando o tom de azul da meia é diferente do tom de azul da camisa, mas essa combinação de ontem lembrou o uniforme do Gre-Nal do gol do Pedro Junior no Gauchão de 2006.

Desde Cruzeiro X Grêmio pela Libertadores de 2009 que eu não vi um juiz ter que ser substituído por lesão. É bem preocupante essa história que o Jean Pierre precisou fazer teste físico para o Brasileirão dois dias antes do clássico.

Assim como aconteceu no Gre-Nal anterior no Beira-Rio (pelo Brasileirão de 2016), a pressão do Inter no segundo tempo passou muita pela insistência em cruzar bolas na área (36 cruzamentos do Inter contra 11 do Grêmio).

galeria_foto_ricardo duarte sci
Fotos
: Lucas Uebel (Grêmio.net) e Ricardo Duarte (S.C. Internacional)

Inter 1×2 Grêmio

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Dudu (Gabriel Dias, intervalo), Klaus, Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Edenílson, Patrick (Wellington Silva, aos 43/2º), D’Alessandro e Nico López; Roger (Marcinho, aos 28/2ºT).
Técnico: Odair Hellmann

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Madson (Alisson, aos 17/2ºT), Pedro Geromel, Kannemann e Cortez; Jailson e Maicon; Ramiro, Luan e Everton (Marcelo Oliveira, aos 51/2ºT); Jael (Michel, aos 31/2ºT)
Técnico: Renato Portaluppi

06ª Rodada (Rodada atrasada) – Campeonato Gaúcho 2018
Data: 11/3/2018, domingo, 17h00min
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre – RS
Público: 42.327 (38.239 pagantes)
Renda: R$ 1.481.244,00
Árbitros: Jean Pierre (RS) e Jonathan Pinheiro (RS) (entrou aos 24’/2ºT)
Auxiliares: Lúcio Beiersdorf Flor e Rafael da Silva Alves(RS)
Cartões amarelos: Cuesta, D’Alessandro, Edenilson, Gabriel Dias,Kannemnann, Maicon, Geromel
Gols: Luan, aos 23 minutos do primeiro tempo, Luan (de pênalti) aos 27 minutos do primeiro tempo; Rodrigo Dourado, aos 2 minutos do segundo tempo.

Brasileirão 2016 – Inter 0x1 Grêmio

July 4, 2016

2016 luan2016 douglas

O Grêmio começou o clássico melhor (talvez por manter seu esquema e padrão de jogo), saiu na frente aos 19 minutos (numa jogada que começou por Walace puxando contra-ataque, passou por Luan armando, Everton concluindo e Douglas aparecendo na área para pegar o rebote) e teve chances de fazer o segundo antes do intervalo (verdade que também levou alguns sustos nos 15 minutos finais da primeira etapa).

O segundo tempo acabou sendo bem diferente. O Grêmio recuou e “cedeu” espaço. O Inter pressionou (com mais força nos primeiros 15 minutos da etapa final) e manteve a bola constantemente perto da meta defendida por M. Grohe. Mas fez isso muito mais na base da vontade do que na técnica ou em jogadas bem construídas. O Grêmio mostrou dificuldade para sair jogando e para valorizar a posse de bola, mas mesmo assim segurou a vantagem até o final.

O jeito do Inter jogar é muito peculiar. O time de Argel insiste tanto nos cruzamentos e nas jogadas pelo lado do campo que as vezes parece que o único objetivo dos jogadores é chegar a linha de fundo e cavar um escanteio, ao invés de buscar o gol.

img_4207

Faz uma diferença brutal ter o Douglas (sabotador de trator) entrando na área pra concluir. As duas últimas vitórias passaram por isso.

Walace e Jailson  fizeram, mais uma vez, grande partida. O meio de campo do Grêmio fica muito dinâmico com os dois.

Dewson Freitas da Silva só errou depois do apito final, quando resolveu dar cartão amarelo para Edilson, por ter “brincado” com a bandeirinha de escanteio.

O Grêmio vinha tomando muitos gols em jogadas de bola área. Hoje o time garantiu o 1×0 mesmo com os 36 (TRINTA E SEIS!) cruzamentos do Inter.

O público dessa Gre-Nal das 11h da manhã foi bom, superior a média dos últimos 20 anos. E na última vez que se jogou um clássico as 11h (pelo Gauchão de 1987) o público foi de 18.634.

2016 everton2016 luan2
Fotos: Diego Guichard (Globo Esporte) e Lucas Uebel (Grêmio.net)

Inter 0x1 Grêmio

INTERNACIONAL: Muriel; William, Paulão, Ernando e Artur; Fernando Bob (Gustavo Ferrareis, 29’/1ºT), Rodrigo Dourado, Fabinho e Seijas (Valdívia, 18’/2ºT); Eduardo Sasha (Anderson, 28’/2ºT) e Vitinho
Técnico: Argel Fucks

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edílson, Rafael Thyere, Fred e Marcelo Oliveira; Walace, Jailson (Ramiro, 33’/2ºT), Giuliano, Douglas (Miller Bolaños, 27’/2ºT) e Everton (Pedro Rocha, 33’/2ºT); Luan
Técnico: Roger Machado

13ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2016
Data: 3/7/2016 , domingo, 11h00min
Local: Beira-Rio, Porto Alegre -RS
Público: 40.686 (36.299 pagantes)
Renda: R$1.726.850,00
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (FIFA-PA)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (FIFA-SP) e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (FIFA-SP)
Cartões amarelos: Fernando Bob, Artur, Anderson e Vitinho (INT); Luan, Rafael Thyere, Marcelo Grohe, Ramiro e Edílson (GRE)
Gol: Douglas,  aos 19 minutos  1º tempo

 

Brasileirão 2015 – Inter 1×0 Grêmio

November 23, 2015

Um zagueiro tentando (e não conseguindo) tirar uma bola de letra é bem representativo do estado anímico que o Grêmio entrou em campo nesse Gre-Nal.
É claro que não poderíamos reduzir a explicação do resultado somente pelo maior vontade do Inter, mais me parece que muito da vitória colorada passa por aí, uma  vez que o time de Argel foi sim superior, errou menos e criou mais, mas não teve uma imposição técnica e nem submeteu o time do Grêmio a um nó tático.
Uma pena que o Grêmio tenha decidido abrir mão de suas características justo no clássico. O time de Roger não procurou valorizar a posse de bola, não teve movimentação intensa dos homens de frente e não mostrou compactação entre suas linhas.  Se via um grande espaço entre os meias e os volantes, e nesse espaço o Inter tinha tempo de sobra pra jogar. O tricolor só foi conseguir controlar as ações após tomar o gol, quando o técnico Argel empilhou volantes no seu time, trazendo o Grêmio para perto da sua área.

Uma pena que a passagem de Erazo pelo Grêmio tenha que acabar desse jeito, mas não dá pra aceitar que um defensor ache adequado tentar um desarme de letra quando o jogo está 0x0. É curioso (pra não dizer triste) ver como os erros se repetem no Grêmio. Em 2012 foi o lateral Gabriel que tentou tirar uma bola de dentro da área com o calcanhar em um clássico
Mas não é justo tirar somente um atleta para Cristo quando o time foi mal coletivamente. Foi um pouco irritante notar a diferença da postura de atletas como Luan e Pedro Rocha (que se apresentavam pro jogo) em relação a outros como Giuliano e Douglas (que pareciam mais inertes).
Todo treinador precisa de suporte do seu entorno. Roger, por melhor que seja, não pode fazer tudo sozinho. Hoje no Grêmio ele é a única pessoa que fala sobre futebol (aqui entendido como é que acontece dentro das quatro linhas).
Pelo jeito o roupeiro do Grêmio não leu o meu post de ontem sobre a meia reserva a ser usada no Gre-Nal.
E o público ficou um pouquinho abaixo da média dos últimos 20 Gre-Nais no Beira-Rio pelo Brasileirão

Fotos: Lucas Uebel (Grêmio.net), Diego Guichard (Globo Esporte) e Ricardo Duarte (Internacional.com.br)

Inter 1×0 Grêmio

INTERNACIONAL: Alisson; William, Paulão, Ernando e Artur; Rodrigo Dourado, Nico Freitas (Silva, 37’/2ºT), Anderson (Bertotto, 24’/2ºT) e D’Alessandro; Vitinho (Alisson Farias, 34’/2ºT) e Lisandro López
Técnico: Argel Fucks
GRÊMIO: Marcelo Grohe; Galhardo, Geromel, Erazo e Marcelo Oliveira; Walace, Ramiro (Maxi Rodriguez, 34’/2ºT), Giuliano, Douglas (Bobô, 22’/2ºT),e Everton (Pedro Rocha, Intervalo); Luan
Técnico: Roger Machado

36ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2015
Data: 21/11/2015, domingo, 17h00min
Local: Beira-Rio, Porto Alegre – RS
Público: 34.109 (30.692 pagantes)
Renda: R$ 1.081.230,00
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (FIFA-MG)
Auxiliares: Alessandro A. Rocha de Matos (FIFA-BA) e Dibert Pedrosa Moisés (RJ)
Cartões amarelos: Vitinho, William, Alisson e Silva (INT); Galhardo e Luan (GRE)
Gol: Vitinho, aos 7 minutos do 2º tempo.